Visto de aposentado na Itália: saiba como conseguir o seu

Em 2019, a Itália se consolidou como o país mais idoso da União Europeia, segundo o Instituto Nacional de Estatística (Istat). Além desta realidade, o país vem assistindo a um aumento do interesse pelo visto de aposentado na Itália. Não é difícil imaginar o porquê, uma vez que suas belas cidades são conhecidas pela tranquilidade, qualidade de vida, segurança. Ou seja, tudo o que uma pessoa que busca o Visto de aposentado na Itália deseja.

Neste artigo, explicamos quem pode requerer o visto de aposentado na Itália, como funciona e quanto tempo duram os trâmites. E, claro, vamos trazer algumas sugestões de cidades que podem ser consideradas por quem vai morar na Itália e quer aproveitar este privilégio.

Como se chama exatamente o visto de aposentado na Itália?

Chama-se visto de Residenza Elettiva (visto tipo D). Ele é específico para estrangeiros aposentados ou que vivam de rendimentos e que desejem estabelecer residência na Itália.

Como Morar em Portugal Aposentado?

Confira o nosso Ebook “Aposentadoria em Portugal” com o passo a passo para se mudar legalmente para Portugal como aposentado. Tire suas dúvidas e planeje sua mudança com toda a tranquilidade!

É fundamental destacar que o portador deste visto não tem autorização para exercer qualquer atividade laboral. Em outras palavras, não poderá trabalhar.

Requisitos para solicitar

O governo italiano é extremamente rigoroso quanto à emissão do visto de aposentado na Itália ou Residenza Elettiva. Para requerer, é preciso comprovar uma renda consistente para se sustentar.

Estipula-se um valor mínimo próximo de R$150 mil anuais de rendimentos. Também há uma exigência de demonstrar a posse de uma casa ou um contrato de aluguel já registrado na Itália, confirmando que, além de condições financeiras, a pessoa já também tem onde morar.

Se for preciso enviar dinheiro para a Itália para comprar casa ou outros gastos, sugerimos a transferência através das plataformas online, como TransferWise ou Remessa Online, que são seguras e mais econômicas que os bancos.

Confira todos os tipos de visto para Itália.

Onde solicitar o visto de aposentado na Itália?

Você pode solicitar o seu visto para aposentadoria na Itália no consulado ou embaixada italiana da sua região. A Embaixada Italiana fica em Brasília (DF), e os consulados são encontrados nas seguintes capitais:

Embaixada da Itália em Brasília
Atende o Distrito Federal e os estados do Pará, Amazonas, Amapá e Roraima
S.E.S. – Avenida das Nações, Quadra 807, Lote 30
(61) 3442.9900
www.ambbrasilia.esteri.it
[email protected]

Consulado Geral da Itália no Rio de Janeiro
Atende Rio de Janeiro e Espírito Santo
Avenida Presidente Antônio Carlos, 40
(21) 3534.1315
www.consriodejaneiro.esteri.it
[email protected]

Consulado Geral da Itália em São Paulo
Atende Acre, Rondônia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e São Paulo
Avenida Paulista, 1963
(11) 3549-5699
www.conssanpaolo.esteri.it
[email protected]

Consulado da Itália em Belo Horizonte
Atende Minas Gerais, Goiás, Tocantins
Rua dos Inconfidentes, 600
(31) 3281.4408
www.consbelohorizonte.esteri.it/
[email protected]

Consulado da Itália em Recife
Atende Bahia, Pernambuco, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Alagoas, Sergipe, Piauí e Maranhão
Av. Domingos Ferreira, 2222 – 2° andar
(81)3035.4700 e 3466.4200
www.consrecife.esteri.it
[email protected]

Consulado Geral da Itália em Curitiba
Atende o Paraná e Santa Catarina
Rua Marechal Deodoro, 630 – Conj. 2101
(41) 3883.1750
www.conscuritiba.esteri.it
[email protected]

Consulado Geral da Itália em Porto Alegre
Atende o Rio Grande do Sul
Rua José de Alencar, 313
(51) 3230.8200
www.consportoalegre.esteri.it
[email protected]

Quanto custa?

Este visto de Residenza Elettiva, que é incluído entre os vistos tipo D, custa 116 euros.

Se você também tem interesse em tirar passaporte italiano, complemente sua leitura com nosso artigo.

visto de aposentado Itália

Documentos para solicitar o visto de aposentado na Itália

  • Formulário de solicitação do visto D (PDF);
  • Fotografia colorida (formato 3×4) tirada há menos de 6 meses;
  • Original e cópia do Passaporte, que deve ser válido pelo menos três meses além do visto;
  • Documento que demonstre um fluxo regular de renda suficiente para viver de forma autônoma, como pensão vitalícia no caso do vidro de aposentado na Itália. Ou como anuidades, imóveis, atividades econômico-comerciais estáveis ​​e outras fontes além do trabalho subordinado;
  • Documento que ateste a propriedade de um imóvel na Itália (ou de uma possível moradia, como contrato, promessa de aluguel, compra de imóvel);
  • Seguro de viagem ou certificado IB2, que dá acesso ao sistema de saúde da Itália;
  • Documento que comprove a parentalidade (se for solicitar o visto para a família inteira).

Saiba como é e quanto custa morar na Itália com filhos.

Quanto tempo leva a emissão do visto?

O processo para o visto de aposentado na Itália é burocrático, e a decisão das autoridades pode levar meses.

Alguns órgãos afirmam que o visto é emitido em 90 dias após a solicitação, outros estendem este prazo e falam em 120 dias. Nossa recomendação é trabalhar com a perspectiva deste prazo mais longo.

Sempre bom destacar que todos os vistos com duração maior que 90 dias, incluindo o visto de aposentado na Itália, precisam ser transformados em permissão de estada (permesso di soggiorno). Este procedimento deve ser realizado em até 8 dias depois da chegada na Itália. Esta autorização de residência é geralmente emitida por um período de um ano.

Aliás, você encontra um artigo detalhado sobre financiamento de casa na Itália para estrangeiros aqui.

Pode levar família e cônjuge?

Claro que sim. Um visto semelhante pode ser emitido para o cônjuge, filhos menores e os filhos adultos que coabitem e dependam do titular. Considere que, naquele quesito sobre comprovação de amplos recursos econômicos para viver no país, é preciso que a renda seja suficiente para garantir o sustento de todos os membros da família que irão junto.

Aproveite e confira este artigo com várias curiosidades e histórias sobre origem do sobrenome italiano.

Melhores cidades para morar na Itália como aposentado

Tranquilidade, segurança, opções de lazer, boa estrutura de serviços e o indiscutível charme das cidades italianas fazem parte das expectativas de quem sonha com o visto de aposentado na Itália. E aqui sugerimos alguns lugares que reúnem tudo isso, com climas, especialidades gastronômicas e particularidades para todos os perfis.

A dica é que Nápoles, Bolonha e Turim apareceram em mais de um ranking que realizamos. Portanto, vale pesquisar mais sobre elas.

Um bom ponto de partida é a nossa lista das melhores cidades da Itália para morar. Vale destacar que algumas delas, como Milão e Roma, possuem um custo de vida mais alto.

O Top 10 é formado por:

  • Milão;
  • Bolzano;
  • Aosta;
  • Belluno;
  • Trento;
  • Bolonha;
  • Nápoles;
  • Roma;
  • Florença;
  • Turim.

Para quem procura cidades pequenas na Itália, elas também são uma ótima alternativa para aproveitar a aposentadoria na Itália, por serem mais sossegadas e também mais econômicas que as grandes cidades. Confira o Top 5:

  • Áquila;
  • Ena;
  • Parma;
  • Tricase;
  • Crotone.

Você também pode buscar entre as 6 cidades mais baratas do país, que não deixam de oferecer uma excelente qualidade de vida para quem vai morar com visto de aposentado na Itália.

  • Turim;
  • Bolonha;
  • Nápoles;
  • Tivoli;
  • Arezzo;
  • Pisa.

E então, você acha que o visto de aposentado na Itália é uma boa opção? Não se esqueça de que, se for ao país a turismo, o seguro viagem é obrigatório para a maioria dos brasileiros! Faça a cotação do seu no nosso comparador de seguro viagem e veja quanto vai custar, sem compromissos.

Luciana Andrade é jornalista, doutora em história, cursa especialização em marketing digital e não cansa de aprender coisas novas. À frente da Flows Conteúdo & Comunicação, escreve para diversos sites e clientes corporativos. Já morou em cinco cidades - no Brasil e na França - e está sempre planejando a próxima viagem.

Artigos relacionados

Cidadania italiana: quem tem direito, como solicitar e custos

Veja como reconhecer a sua cidadania italiana, desde saber se tem direito, recolher documentos e reconhecer no Brasil ou na Itália (e qual o custo).

Custo de vida na Itália: veja quanto se gasta por mês no país

Saiba qual é o custo de vida na Itália para um casal, incluindo aluguel, despesas fixas, transporte e saúde. Veja quanto é preciso para viver na na Itália.

Como morar na Itália: visto, custo de vida e melhores cidades

Se você quer morar na Itália confira tudo o que precisa saber sobre o país: tipos de visto, empregos, como estudar, custo de vida, saúde e muito mais.

Como trabalhar na Itália: salários, visto e como conseguir vaga

Tudo sobre como trabalhar na Itália: se precisa de visto ou cidadania, onde procurar emprego, custo de vida no país e as profissões mais procuradas.

Cidades da Itália: as 14 melhores para morar no país

Veja quais são as melhores cidades da Itália para morar, na opinião dos brasileiros e de acordo com o custo de vida, qualidade de vida, infrastruturas e segurança. Escolher a cidade para morar na Itália é uma decisão importante, pois tem impacto no seu futuro. Confira as dicas, conheça as cidades e escolha a sua.

Sites para alugar apartamento na Itália: conheça os melhores

Confira uma lista com os melhores sites para alugar apartamento na Itália e descubra os principais requisitos e quais são as melhores cidades para morar.

Câmbio de moedas

EURO € : R$ 0.00

LIBRA £ : R$ 0.00

DÓLAR $ : R$ 0.00

Ouça nosso Podcast

Curta nossa página

Euro Dicas no Youtube