Qualidade de vida na Itália: tudo sobre as boas condições dos italianos

Itália  / 

A Itália é um país localizado no sul da Europa, com muitos lugares que encantam turistas de diversas partes do mundo. Mas, como é a qualidade de vida na Itália?

Precisa abrir uma conta bancária na Europa?

Você pode abrir a sua conta bancária grátis em 5 minutos e com toda a segurança no N26, um banco digital que funciona em toda a Europa.


O N26 não exige comprovação de rendimentos, você só precisa estar na Europa e ter seu passaporte em mãos.

ABRIR CONTA »

Neste artigo, vamos saber como é o sistema de saúde, segurança e educação do país. Além disso, vamos ver informações sobre a gastronomia italiana, as atividades de lazer e entretenimento que existem na região e saber se a Itália é um país feliz.

Você vai conferir, também, se a Itália possui um bom Índice de Desenvolvimento Humano e verificar um comparativo entre ela e outros países europeus e, até mesmo, com o Brasil. Assim, você poderá concluir se vai ter qualidade de vida na Itália, caso opte por morar por lá.

Qualidade de vida na Itália

A Itália possui uma população de mais de 60 milhões de pessoas (estimativa de 2017). Morar na Itália é a vontade de muitos brasileiros. Sendo um país desenvolvido é possível perceber que, mesmo com a crise que enfrenta atualmente, a Itália consegue suprir as necessidades básicas do cidadão como saúde, lazer, emprego, segurança, dentre outros.

Vamos ver, agora, a qualidade dos serviços que o país proporciona aos seus habitantes.

Saiba também como é a qualidade de vida em Portugal.

Saúde

A Itália é o país com a população mais saudável do mundo e possui uma expectativa de vida de 83 anos de idade. O país incentiva a vida saudável por meio de programas populares na televisão e a população segue uma dieta mediterrânea, considerada muito benéfica para a saúde.

saude_avaliacao

O Sistema Nacional de Saúde (SSN), disponível para pessoas cadastradas no serviço, disponibiliza tratamentos gratuitos e consultas com especialistas. Sempre há médicos disponíveis em qualquer lugar que você esteja, com pouca burocracia e custos relativamente baixos (e muitas vezes gratuitos).

Quando fazemos a “tessera sanitaria”, temos a oportunidade de escolher um médico para atendimento pessoal (médico da família). Para quem tem filho, terá também que escolher um pediatra.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é o Remessa Online.


No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

VER COTAÇÃO »

Você tem acesso a exames laboratoriais, atendimento hospitalar e remédios que forem prescritos por médicos. Caso tenha que pagar por algum tratamento, será uma pequena taxa, a qual também é paga pelos cidadãos italianos.

Com relação ao atendimento nos hospitais, a qualidade depende muito do local onde você é atendido. Normalmente, você é mais bem assistido nos centros das cidades do que nos hospitais mais distantes dos centros urbanos.

Saiba mais sobre a saúde na Itália. Se tiver curiosidade, leia como funciona a saúde na França.

Segurança

De modo geral, a Itália é um país seguro. Assim como na maioria dos países, a criminalidade existe. É preciso “não dar mole” com bolsas e carteiras pelas ruas, porque pequenos furtos podem ocorrer. Porém é muito raro haver violência com armas.

A segurança pública está presente e há muitas câmeras espalhadas pelas ruas.

Durante minha pesquisa sobre onde morar, vi muitos comentários que dizem que o norte do país é mais seguro que o sul. Como moro no norte, posso afirmar que não vislumbrei nenhum tipo de perigo por aqui. Você pode sacar dinheiro no caixa eletrônico a qualquer hora do dia, pode andar a pé com tranquilidade à noite.

Claro que todo cuidado é pouco, mas em nenhum momento senti o medo de andar a pé aqui como sentia no Brasil. Provavelmente algum italiano vai falar para você sobre a violência, mas acredito que a realidade deles nesse assunto é diferente da que vivemos no Brasil.

Os monumentos são bem preservados, as lojas ficam com as vitrines expostas.  Ir e vir sem medo, viver sem ter que estar alerta a todo momento. Isso faz parte da qualidade de vida na Itália. Assim, o cidadão pode viver com tranquilidade.

Veja quais são os golpes na Itália mais comuns e como evitá-los.

Educação

A Itália possui escolas públicas gratuitas e de qualidade para crianças e adolescentes, entre 6 e 16 anos de idade. É obrigatório que todos que têm essa faixa etária estudem, seja em escolas públicas ou privadas, desde que estas estejam de acordo com os requisitos que o governo exige.

Existem três etapas fundamentais: primária, secundária e superior.

Um ponto interessante das escolas italianas: se o aluno for filho de imigrantes e não souber falar italiano tem o apoio de um professor que o ajuda no aprendizado e também o auxilia na integração com sua turma.

Se você pensa em morar na Itália, veja também o artigo que fizemos sobre o custo de vida na Itália.

Gastronomia

A gastronomia italiana chama a atenção dos turistas do mundo todo! As pizzas, as massas, os vinhos, as bruschettas, os risotos e muitos outros pratos conquistam o nosso paladar. Isso sem falar dos doces típicos da Itáliadoces típicos da Itália, como os cannoli e os tiramisus, e da grande variedade de gelatos (como eles chamam os sorvetes).

qualidade de vida na italia omida
Hum… Só de pensar já dá vontade de pegar o voo para a Itália agora!

O país adota a modalidade “slow food”, onde as pessoas fazem as refeições com tranquilidade. A comida é sempre fresca, pois os alimentos vêm de produtores de cidades próximas, não perdendo o frescor e a qualidade por atravessar longas distâncias.

Apesar de a dieta ser rica em carboidratos (pães, pizzas e massas), os italianos consomem bastantes legumes refogados e assados e frutas. E não, os italianos não são gordinhos!

Com técnicas sofisticadas de culinária, originalidade e maneira simples de produzir pratos, sobremesas e até drinks maravilhosos, a Itália cada vez mais evolui em termos gastronômicos.

Saiba quais são os países da Europa com melhor qualidade de vida.

Lazer e entretenimento

Há muito lazer e entretenimento em qualquer cidade da Itália, desde comidas, até passeios a monumentos históricos e paisagens naturais. E, se você gosta de paisagens naturais, que tal visitar a Costa Amalfitana?

Programação é o que não falta na Itália! Em Veneza, você pode passear na Piazza San Marco, se encantar com sua basílica, fazer um romântico passeio de gôndola pelos canais. Em Nápoles você pode visitar os diversos museus e provar as melhores pizzas italianas. Você também pode visitar o Coliseu, em Roma, ir ao Vaticano, apreciar o Rio Tibre… são muitas as opções!

qualidade de vida na italia costa amalfitana

Salário Mínimo

Não existe um valor estipulado pelo governo para salário mínimo na Itália, o que acontece é ter valores médios praticados pelo mercado para cada tipo de emprego, dependendo do nível de formação do profissional.

Para empregos que não exigem qualificação formal, o salário costuma girar em torno de mil euros.  Para quem tem qualificação técnica, cerca de 1.200€ a 1.400€. Já para empregos que exigem formação superior, os valores são, em média, entre 1.500€ e 5.000€.

Se você não pretende viver com luxos, mas confortavelmente, é um salário justo. O mercado não é caro e você consegue pagar o aluguel e as contas. No caso de um casal, se cada um ganhar essas quantias médias, consegue-se viver confortavelmente. Você consegue guardar uns trocados para passear, viajar, para o lazer em geral.

Trabalho

A Itália atravessa um período turbulento. Aos poucos a situação apresenta melhora. Existe emprego, só não pode deixar de procurar e perseverar! Tem que sair procurando, entregando currículo, conhecer pessoas.  Veja aqui sites de emprego na Itália e também os trabalhos na Itália para brasileiros.

Igualdade Social

Aqui não existe o abismo social que existe no Brasil causado pela diferença de salário entre determinadas profissões e classes sociais. Percebi que na Itália as pessoas frequentam os mesmos lugares, compram nas mesmas lojas, fazem as mesmas coisas. O acesso aos bens e serviços são muito semelhantes entre as diversas classes sociais.

A Itália é um país feliz?

A população italiana é feliz e receptiva. No entanto, normalmente um italiano não sorri com tanta expressividade quanto nós, brasileiros. O sorriso é um pouco mais contido.

Segundo o Relatório Mundial da Felicidade, divulgado todos os anos no Dia Internacional da Felicidade pela Organização das Nações Unidas (ONU), a Finlândia é o país mais feliz do mundo, o Brasil está na 28ª posição e a Itália, na 48ª.

Saiba tudo sobre a Itália.

Ranking dos países com melhor qualidade de vida

Pela pesquisa desenvolvida em 2018 pelo Grupo BAV da Y & R e pela Escola Wharton da Universidade da Pensilvânia, a Itália se encontra em 15º lugar no ranking dos 25 melhores países do mundo com mais qualidade de vida.

Além da riqueza e do sucesso de um país são consideradas no levantamento as políticas que criam possibilidades, as pessoas que impulsionam o esforço e a história da nação.

O ranking leva em conta a riqueza, sucesso do país, políticas, história, além de características qualitativas, impressões que têm o potencial de impulsionar o comércio, viagens e investimentos e como isso afeta as economias nacionais.

Em primeiro lugar, na soma de todos os quesitos aparece a Suíça, seguida do Canadá, Alemanha, Reino Unido e Japão. Infelizmente, o nosso querido Brasil aparece na posição 29 do ranking.

1. Suíça
2.Canadá
3. Alemanha
4. Reino Unido
5. Japão
6. Suécia
7. Austrália
8. EUA
9. França
10. Holanda
11. Dinamarca
12. Noruega
13. Nova Zelândia
14. Finlândia
15. Itália
16. Singapura
17. Áustria
18. Luxemburgo
19. Espanha
20. China
21. Irlanda
22. Coréia do Sul
23. Emirados Árabes
24. Portugal
25. Índia

Ranking das cidades com melhor qualidade de vida na Itália

O jornal Il Sole 24 Ore fez um ranking das melhores cidades da Itália para morar. Qualidade de vida, negócios, população, serviços públicos e outros fatores foram levados em consideração. São elas:

1. Aosta
2. Bolzano
3. Trento
4. Milão
5. Florença
6. Bolonha
7. Turim
8. Roma
9. Verona
10. Gênova

Saiba também como é a qualidade de vida na Espanha.

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH)

Elaborado pelo órgão da ONU – Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), o IDH é um parâmetro de comparação entre os países, com o intuito de medir o grau de desenvolvimento econômico e de qualidade de vida da população local. O relatório é anual e o índice varia de 0 a 1.

O Índice de Desenvolvimento Humano da Itália é muito elevado (0,887, PNUD 2016). O país possui PIB per capita e padrão de vida também muito altos. Além disso, a qualidade de vida na Itália está entre as 10 melhores do mundo!

Confira quais são as melhores cidades da Itália para morar.

Comparativo

Veja, agora, um comparativo entre a Itália e os outros países da Europa e do mundo. E, em seguida, entre a Itália e o Brasil.

Outros países

Quando comparamos a qualidade de vida na Itália com outros países europeus, podemos perceber que ela segue os padrões da Europa, com boas escolas públicas, segurança pública eficaz e saúde também boa, apesar de algumas limitações.

Como vimos, a qualidade de vida na Itália está entre as melhores do mundo. O IDH do país também é elevado e, de acordo com as estimativas de 2016, publicadas em 2017, a Itália está na 26ª posição no mundo.

Está atrás de países, como: Noruega, Austrália, Suíça, Alemanha e Dinamarca. Mas está à frente de muitos países desenvolvidos, como a Espanha, a República Tcheca e Portugal.

Brasil

O Brasil possui um IDH alto (0,754, PNUD 2016). Porém, o país está na 79ª colocação, em um ranking com 188 países, ficando atrás, por exemplo, do México e da Venezuela.

Por isso, é difícil comparar um país europeu desenvolvido com um país em desenvolvimento. O Brasil tem tudo para dar certo, muita riqueza e nós, brasileiros, como vimos, somos um povo feliz, mais alegre do que os italianos e um dos mais felizes do mundo!

Na Itália, as escolas, os hospitais e a segurança pública funcionam. No Brasil, faltam merendas nas escolas para as crianças, pessoas morrem todos os dias nas filas dos hospitais públicos e vemos estatísticas crescentes de baleados e assaltados nas ruas das cidades, infelizmente.

Quem quer morar fora vai encontrar qualidade de vida na Itália?

Sim! De acordo com o que apresentamos no texto, muitos brasileiros optam por morar no exterior e buscam qualidade de vida na Itália.

Se morar na Itália estiver nos seus planos, saiba que você deverá enfrentar constantes desafios no decorrer dessa jornada e esteja certo de que problemas você terá em qualquer lugar do mundo, seja no Brasil ou na Europa. Programe-se e seja feliz!

Ci vediamo!

Veja também se vale a pena morar na Itália e como comprar passagem para a Itália.

Em destaque no Euro Dicas
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

    Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Precisa enviar dinheiro para outro país?

    A nossa plataforma preferida é o Remessa Online. No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »
  • Pensando em morar em Portugal?

    Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

    RECEBER AMOSTRA »
COMPARTILHE
Autores

Aline é ítalo-brasileira, advogada e decidiu trocar a vida no Brasil para recomeçar na Itália. Adora viajar, conhecer pessoas, jogar vídeo-game e comer um churrasco. Gosta de arriscar e de novas experiências.

Carolina é luso-brasileira, jornalista e especializada em Comunicação Empresarial. Desenvolve e revisa conteúdos para diversas mídias. Adora viajar o mundo, conhecer novas culturas e escrever sobre suas experiências. Tem prazer em dar dicas de restaurantes, hotéis e também em ajudar brasileiros que desejem morar em outro país.