Salário mínimo na Itália: veja como funciona e quanto se ganha no país

Itália  / 

Muitas pessoas que pretendem trabalhar na Europa querem saber qual é a remuneração mínima no país de seu destino. Essa informação ajuda a planejar quais serão seus gastos médios e suas despesas mensais. Se você pensa em morar na região conhecida pelas suas famosas pizzas e quer saber informações sobre o salário mínimo na Itália, nos acompanhe neste artigo.

Aqui vamos contar para você também quais são as profissões mais bem pagas no país (e também aquelas menos bem pagas) e falar um pouco a respeito do custo de vida na Itália (e se dá para viver com bem ganhando o mínimo).

Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil.


Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem. Faça uma cotação online sem compromissos e confira as várias opções de seguro para a sua viagem.

FAZER COTAÇÃO »

Confira o artigo que fizemos sobre qualidade de vida na Itália.

Qual é o salário mínimo na Itália

Segundo o artigo 36 da constituição, os salários devem ser proporcionais à qualidade e à quantidade do trabalho realizado e suficientemente altos para proporcionar uma subsistência mínima para o trabalhador e sua família.

Porém, apesar de a Itália possuir forte tradição trabalhista, não há salário mínimo preestabelecido por lei e, portanto, não existe legislação para isso. O mesmo ocorre em países como a Noruega e a Dinamarca, por exemplo.

As profissões com menores salários na Itália pagam entre 900€ e 1.100€ por mês. Esse piso varia de acordo com a região, portanto, quanto mais rica for, melhor se ganha.

Veja também informações sobre o salário mínimo em Portugal.

Como se calcula o salário na Itália e com que periodicidade ele é pago

Cerca de metade dos empregados no país são abrangidos por um acordo coletivo de trabalho, em que os salários são sempre fixados. Os salários são calculados por hora e cada categoria profissional tem um valor.

Outra informação interessante relacionada ao salário mínimo na Itália é que a recorrência do pagamento também não é regulamentada por lei. A remuneração pode ser semanal, quinzenal ou mensal, de acordo com o contrato que o empregado e o empregador estabeleceram.

Confira o artigo que escrevemos sobre trabalho na Itália para brasileiros e saiba como conseguir o seu.

Desemprego na Itália

Com base em dados do Eurostat, em agosto de 2018, 9,7% da população italiana encontrava-se desempregada. A crise de 2008 afetou o país, prejudicando o mercado de trabalho, a política salarial italiana (que apresentava médias salariais mais altas) e também a legislação trabalhista.

O mercado de trabalho no país passou, há alguns anos, por um processo de desregulamentação, uma iniciativa visou manter as taxas de empregos e novos empregos.

Devido à crise econômica no país, foi desenvolvido o “Contratto a Progetto”. Nele a empresa e o empregador devem combinar seus termos específicos, como horas semanais, horários, salário etc.

O nível de desemprego italiano é maior do que o nível de desemprego em Portugal. Confira neste artigo.

Quem recebe salário mínimo na Itália

Como vimos, não existe uma lei determinando o valor mínimo. Sabemos que um trabalhador recebe a partir de 900€ e esse valor aumenta de acordo com a sua profissão e sua experiência.

Mas normalmente um trabalhador com baixa qualificação profissional recebe entre 1.000€ e 1.400€. Especializar-se em sua profissão conta muito na hora de conseguir um emprego melhor e ganhar mais, seja no seu país ou no exterior.

O site Il tuo salario lhe mostra o salário na Itália de acordo com a profissão.

Salário médio na Itália

Os rendimentos dos trabalhadores estão relacionados à sua qualificação profissional e ao seu tempo de experiência no mercado de trabalho. Com contratos de trabalho por tempo indeterminado, trabalhadores com pouca qualificação profissional e pouca experiência consequentemente recebem salários mais baixos, como vimos.

Geralmente, trabalhadores que têm qualificação profissional e experiência medianos ganham entre 1.400€ e 1.900€ por mês. Já quem é muito qualificado e tem muita experiência recebe, em média, de 1.900€ a 3.000€. É valido destacar que esses valores são médios e que há profissionais que recebem mais ou menos que isso.

Confira confira como trabalhar na Itália e também dicas de sites de emprego na Itália.

Profissões mais bem pagas na Itália

Entre as profissões mais bem pagas na Itália estão aquelas ligadas à Tecnologia da Informação e Comunicação, Engenharia, Exportação e Importação / Setor Logístico, Desenvolvimento de Aplicativos, Vendas e Comércio, Cozinha e Panificação.

salario minimo na italia profissoes

Um engenheiro de computação, por exemplo, recebe um salário inicial de 30.000€ ao ano, que pode subir muito de acordo com a sua experiência. Um jornalista recebe, em média, cerca de 53.000€ por ano.

Além disso, profissionais da área de informática, petróleo e vendas têm excelentes salários na Itália. É comum também que engenheiros, advogados e médicos recebam salários de cerca de 5.000€ por mês. Padeiros também ganham bem na Itália. O salário médio desses profissionais gira em torno de 2.000€ mensais.

Veja quais são os profissionais mais procurados na Itália.

Profissões que recebem salários menores na Itália

Normalmente vemos informações somente das profissões que pagam bem e não há quase nada informando sobre as que proporcionam baixos salários.

As profissões que são menos bem pagas na Itália são aquelas que não requerem tanta qualificação ou estudo, como profissionais da área da limpeza, cuidadores de idosos e trabalhadores de agricultura. Mas professores de escolas particulares laicas também recebem salários baixos no país.

As médias salariais anuais desses profissionais variam de 12.000€ (cuidadores de idosos) a 18.500 (profissionais de limpeza).

É possível viver com um salário mínimo na Itália?

Tudo depende de seu estilo de vida e de onde você vá morar, pois o custo de vida na Itália varia de acordo com a cidade. Confira a seguir uma média de gastos mensais para uma pessoa, com base em preços apresentados no site Numbeo.

  • Apartamento de um quarto no centro da cidade: 600€;
  • Eletricidade, gás, água, lixo: 150€;
  • Transporte público mensal: 35€;
  • TV, telefone e internet: 30€;
  • Academia: 50€;
  • Refeição em um restaurante barato: 15€
  • Mercado: 200€;
  • Lazer: 100€.

Apresentamos apenas uma média. Sem extravagâncias, é possível, sim, viver com um salário de 1.100€ na Itália, que está na média do mínimo praticado no país. No entanto, como vimos, profissionais qualificados e com muita experiência ganham bem mais que isso na Itália.

É importante dizermos também que o principal gasto mensal do trabalhador na Itália é com moradia. Educação, saúde e segurança são estabelecidas na Itália, além de gratuitas, o que valoriza bastante o salário recebido.

Outro ponto a destacar é que os impostos no país não são tão altos quanto em outros países da Europa, conhecidos também por proporcionarem alto nível de bem-estar social à população.

Descubra como funciona o salário mínimo na Europa no artigo que fizemos.

Você sabia que o seguro viagem para Itália é obrigatório? Os custos desse seguro variam de acordo com o seu tempo de viagem e também com o plano escolhido. Clique aqui e faça uma cotação no nosso comparador, garantimos o melhor preço.

Em destaque no Euro Dicas
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

    Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Precisa enviar dinheiro para outro país?

    A nossa plataforma preferida é o Remessa Online. No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »
  • Pensando em morar em Portugal?

    Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

    RECEBER AMOSTRA »
COMPARTILHE
Autor

Carolina é luso-brasileira, jornalista e especializada em Comunicação Empresarial. Desenvolve e revisa conteúdos para diversas mídias. Adora viajar o mundo, conhecer novas culturas e escrever sobre suas experiências. Tem prazer em dar dicas de restaurantes, hotéis e também em ajudar brasileiros que desejem morar em outro país.