Segurança na Itália: veja se o país é seguro para morar e visitar

Itália  / 

Que a Itália é um dos destinos favoritos de turistas do mundo inteiro não há dúvidas. Com pontos turísticos incríveis, culinária deliciosa e todo o seu legado cultural, é difícil não querer estar lá pelo menos uma vez na vida. Mas são os índices de desenvolvimento humano e segurança na Itália que tem atraído muitos brasileiros para morar por lá.

Precisa abrir uma conta bancária na Europa?

Você pode abrir a sua conta bancária grátis em 5 minutos e com toda a segurança no N26, um banco digital que funciona em toda a Europa.


O N26 não exige comprovação de rendimentos, você só precisa estar na Europa e ter seu passaporte em mãos.

ABRIR CONTA »

Com população superior a 60 milhões de habitantes (2017), o país preserva suas boas condições de vida nos quesitos de saúde, educação, segurança, emprego e lazer. Precisamos dizer que a Itália é um dos países mais seguros para viajar e morar. Mas, como em todos os lugares, há precauções a se tomar, principalmente em relação a algumas partes do país e à ação dos carteiristas próximo dos pontos turísticos. Fora isso, sua única preocupação será escolher onde tomar um gelato.

O que é preciso saber sobre a segurança na Itália

Embora possam ocorrer pequenos furtos, não é comum o uso de armas e de violência. O que comumente acontece com um turista na Europa que é roubado é que ele está tão encantado com o passeio que acaba se descuidando dos seus pertences. E é aí que o ladrão entra em ação. Sendo assim, estar atento e carregar apenas o necessário para o passeio são dicas importantes para garantir sua segurança na Itália.

Viajar na Itália

Mas, de maneira geral, é possível dizer que a Itália é um país seguro. As cidades são bem monitoradas por câmeras e a segurança na Itália é bem eficiente. É tranquilo transitar nas ruas e nem de longe se tem a sensação de insegurança que a gente vivencia no Brasil. As lojas de rua ficam abertas com suas vitrines expostas, e usar um caixa eletrônico não é um problema, seja qual for o horário do dia.

O patrimônio público é bem preservado e o direito de ir e vir é, sem dúvida, uma garantia da vida italiana, portanto a segurança na Itália é sempre um destaque do país.

Veja esse artigo e descubra quais são os países mais seguros do mundo.

Segurança na Itália: índices de criminalidade no país

A Itália ocupa o 39º lugar entre os 163 países do mundo analisados pelo Índice Global de Paz de 2019. Já entre os países europeus, fica em 25º da lista, à frente de França, Reino Unido e Grécia. Esses números mostram que a segurança na Itália é considerada boa, que o crime violento é baixo e que a maioria dos turistas e moradores nunca será incomodada por preocupações de segurança que não sejam crimes pequenos.

Além disso, os índices de criminalidade no país vêm caindo de forma contínua, como mostram dados oficiais do Instituto Nacional de Estatística Italiano (ISTAT). Confira alguns deles:

Homicídios

Em 2013, a Itália registrou 0,8 homicídio para cada 100 mil habitantes, com 502 casos denunciados. Essa taxa baixou para 0,6 em 2017, último ano com números disponíveis, quando foram denunciadas 368 ocorrências.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é o Remessa Online.


No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

VER COTAÇÃO »

Latrocínios

Também houve queda no índice de latrocínios, que é o roubo seguido de morte, com 33 denúncias em 2013, contra 16 em 2017.

Roubos e furtos

A incidência de roubos e roubos também está diminuindo em comparação com os anos anteriores, conforme o ISTAT.

Segurança na Itália: cidades mais e menos seguras

O banco de dados global Numbeo divulga anualmente uma pesquisa com as cidades mais seguras da Europa e do mundo. As taxas de criminalidade das cidades são avaliadas de acordo com as respostas de visitantes e moradores e elas recebem pontuações que variam de 0 (muito perigosa) a 100 (muito segura).

O índice de 2019 mostra que Milão, situada no Norte da Itália (índice de segurança de 55,58) e Bolonha, também no Norte (índice de segurança de 53,97) estão entre as cidades mais seguras da Itália. Já Nápoles (índice de segurança de 42,14), Turim (índice de segurança de 42,69) e Roma (índice de segurança de 46,99), que ficam ao sul do país, estão entre as menos seguras.

Confira nosso top 14 de cidades da Itália para morar.

Segurança na Itália: golpes mais comuns

Já vimos aqui que a Itália é um país seguro, mas alguns delitos podem acontecer, como em qualquer parte do mundo. Portanto, fique atento a alguns potenciais riscos durante sua viagem ao país.

Na Itália, muitos golpistas e trapaceiros tentam tirar vantagem dos turistas, principalmente nas proximidades dos pontos turísticos e nem cidades do sul do país, como Roma e Nápoles. Portanto, seja cauteloso com pessoas tentando distraí-lo com apresentações, petições ou oferecendo ajuda com sua bagagem. Conheça os golpes mais praticados no país e saiba como evitá-los.

Turismo na Itália

Clonagem de cartões

Segundo o Portal Consular, a Itália é apontada como um dos 20 países com maior incidência de clonagem de cartões de crédito. Por isso, nunca entregue seu cartão em estabelecimentos. Em comércios informais, use dinheiro sempre que possível. Ao usar caixas eletrônicos, verifique se não há qualquer alteração ou câmeras na máquina.

Produtos falsificados

É comum encontrar vendedores nas ruas oferecendo produtos falsificados como se fossem originais e é impressionante a quantidade de pessoas que caem nesse golpe. Se perceber que um determinado relógio custa 100 euros na loja, ele não pode estar sendo vendido na rua por 30 euros. Simplesmente é incompatível.

Ajudantes em bilheterias ou máquinas de venda automática

Se alguém aparecer do nada para lhe ajudar a operar uma máquina de venda automática ou comprar um bilhete seja para o que for, desconfie. Esse tipo de golpista é muito comum no mundo todo e na Itália não é diferente. Desconfie, mas se a máquina estiver em algum local privado, perceba se realmente não é um serviço do local.

Pequenos furtos

Alguém esbarra em você na rua e, enquanto lhe pede desculpas, rouba sua carteira ou algum pertence. O clássico golpe do batedor de carteira, em versão mais sofisticada! Fique atento, pois este é o mais comum, principalmente nos grandes centros, transportes e pontos turísticos da Itália.

Pulseirinha

Mais uma vez lembrando da Bahia e da tradicional fitinha do Senhor do Bonfim, na Itália os ambulantes também se aproveitam do seu encantamento de turista, lhe abordam e amarram uma pulseirinha em seu braço, pela qual lhe cobrarão alguns euros.

Se alguém se aproximar de você sem que seja do seu interesse, seja firme em dar uma resposta negativa.

Aluguel de apartamento

Se você for alugar um apartamento na Itália para temporada ou para morar na Itália, não deixe de procurar um corretor habilitado para isso. Anunciantes falsos podem oferecer apartamentos que não existem por meio da internet.

Funciona assim: você encontra o anúncio, gosta do apartamento e resolve tratar diretamente com o proprietário para fugir da taxa cobrada pelas imobiliárias. Daí ele propõe fazer um depósito em troca das chaves, que serão enviadas pelo correio. Só que você não verá nem as chaves, nem seu dinheiro de volta. O verdadeiro barato que sai caro.

Táxis cobrando a mais

Infelizmente esse é um golpe comum em todo o mundo. Fique sempre atento ao taxímetro!

Apesar de ser seguro, principalmente se você estiver atento aos riscos que falamos anteriormente, se algo acontecer, não hesite em chamar as forças de segurança na Itália.

Como funciona a polícia italiana?

Há diversas divisões de segurança na Itália. A arma dei carabinieri, chamada apenas de “carabinieri”, é o equivalente à Polícia Militar brasileira. Para qualquer emergência, o número para entrar em contato com  é o 113. Já a Polizia di Stato, é uma das forças de ordem e tem uma estrutura bastante parecida com a Polícia Civil brasileira.

Existem também as polícias locais e que atuam diretamente com o processo de cidadania italiana, a Polizia Municipale. Esses agentes, chamados de vigile urbano, tem mesmo a função de “vigiar” e proteger a comunidade.

Polícia Italiana e segurança na Itália

Dicas de segurança na Itália

Independente de onde você esteja turistando, alguns cuidados são necessários. Veja as dicas abaixo nossas dicas de segurança na Itália e faça delas um bom uso:

  • Seja especialmente vigilante em locais como estações de trem, aeroportos, restaurantes, cafés ao ar livre e em transportes públicos;
  • Evite carregar muitos pertences. Proteja seus itens pessoais o tempo todo, especialmente seu passaporte. O ideal é usar uma doleira por baixo da roupa;
  • Nas grandes cidades evite andar sozinho em parques à noite e não deixe seus pertences sem vigilância;
  • Não deixe pertences no interior de carros alugados. Tirar o dinheiro da carteira e deixá-la à mostra no interior do veículo é um convite aos arrombadores;
  • Atenção redobrada às crianças. Ao longo de todo o texto falamos de prejuízos materiais, mas Deus me livre e guarde se o que for levado for seu filho. É uma ocorrência incomum na Itália, mas é bom estar sempre preparado;
  • Não se distraia da bolsa ou carteira, principalmente em viagens em família. São comuns os momentos de distração para atender alguma demanda das crianças. Nessa hora, não se descuide das suas coisas;
  • Evite carregar a carteira no bolso de trás (por motivos óbvios);
  • Deixe os documentos originais no hotel e tenha uma cópia em mãos e em seu e-mail. Você evita perdê-los e ter dor de cabeça durante a viagem.

Lembre-se sempre que tomar medidas de precaução é a melhor forma de garantir uma viagem segura.

Se conhecer a Itália está nos seus planos, saiba que o seguro viagem é obrigatório para entrar no país. Para contratar um seguro viagem ideal para o seu próximo destino você pode utilizar o nosso comparador de seguro viagem. Em parceria com o portal Seguros Promo, garantimos os menores preços aos nossos leitores em planos completos das principais seguradoras do mercado. Faça a cotação e aproveite!

Em destaque no Euro Dicas
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

    Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Precisa enviar dinheiro para outro país?

    A nossa plataforma preferida é o Remessa Online. No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »
  • Pensando em morar em Portugal?

    Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

    RECEBER AMOSTRA »
COMPARTILHE
Autores

Andréia é brasileira, jornalista e consultora de viagens. O seu interesse por lugares, culturas, comidas locais, cafés alternativos e cidades antigas beira ao vício, e por isso ela resolveu unir suas duas paixões: viagens e escrita, para inspirar, ensinar e informar que o mundo é mais acessível e seguro do que a gente pensa, e muito mais maravilhoso do que a gente jamais poderia imaginar!

Fernanda já deixou o Brasil por Angola, Espanha e agora é Portugal. Vive imersa em um estilo de vida que permite estar sempre em contato com diferentes culturas e aprendizados. A brasileira mãe do Leo é inquieta e sonhadora, amante de uma boa gastronomia e um bom jazz. Atualmente presta consultorias de Marketing para empresas Portuguesas, é responsável pelas estratégias de Marketing da iDigital Media , videomaker nas horas vagas e sócia-fundadora do Mães em Conexão.