(Atualizado em Agosto de 2021). Você sabe como solicitar ou trocar a sua habilitação brasileira pela carteira de motorista na Itália? Eu sei e vou te ensinar como fazer isso. Seja para morar ou visitar, saber disso vai te ajudar a circular por esse país lindíssimo, com paisagens de tirar o fôlego e cidades cheias de história. Vamos lá?

Como tirar a carteira de motorista na Itália?

Existem algumas opções para quem pretende dirigir na Itália que fogem do método tradicional de tirar uma habilitação do zero. O processo é mais fácil para quem já possui a carteira de motorista brasileira, e existem alternativas para quem ainda está no Brasil ou para quem já chegou no território italiano.

Permissão Internacional para Dirigir

Antes de viajar para a Itália, o brasileiro que já é habilitado pode comparecer ao Detran do seu estado e pedir a PID – Permissão Internacional para Dirigir. Este documento é válido em vários países, então é uma boa escolha para o motorista que queira dirigir também em outros lugares na Europa. Vou explicar melhor sobre ela abaixo.

Tradução juramentada da CNH

O motorista pode, ainda, providenciar a tradução juramentada da carteira de motorista brasileira e portar o documento original. A vantagem deste procedimento é que ele pode ser feito na Itália, sem a necessidade de envolver os órgãos reguladores brasileiros ou italianos.

A desvantagem é que, na Itália, grande parte das agências de aluguel de carros exige a apresentação da PID em conjunto com os documentos originais.

Patente di Guida

Para os brasileiros que possuem moram na Itália e estão com a documentação atualizada, tanto a do Brasil quanto a italiana, a melhor alternativa é a conversão da carteira de motorista para a Patente di Guida.

Esse procedimento, no entanto, possui algumas particularidades, como o tempo que o brasileiro reside oficialmente na Itália, e deve ser feito com atenção especial.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →

O brasileiro pode, ainda, tirar a carteira de motorista italiana do zero, o que é uma vantagem para quem nunca fez o processo antes de se mudar. Esta opção é mais cara, mas é o procedimento padrão também para quem está com a carteira vencida, já que o consulado brasileiro não faz a renovação do documento.

A carteira de motorista brasileira é válida na Itália?

Sim, a carteira de motorista brasileira é válida na Itália, e essa validade dura por um ano após a data de chegada registrada no passaporte do portador do documento.

No entanto, é recomendado que o viajante carregue consigo uma tradução juramentada para o italiano, além do documento original e o passaporte, durante a condução de automóveis.

Em caso de acidente de trânsito ou fiscalização policial de rotina, esses documentos costumam ser exigidos. Uma alternativa para quem quer dirigir com tranquilidade pela Itália é emitir a PID antes de sair do Brasil. Geralmente, essa é a melhor opção para quem quer alugar um carro assim que chegar ao país.

Como funciona a PID?

A Permissão Internacional para Dirigir é um documento que permite que o detentor da carteira de motorista brasileira tenha os mesmos direitos de um motorista local durante a sua estadia na Itália. A PID é aceita em vários países e tem validade máxima de 3 anos, mas, se a carteira de motorista brasileira vencer antes deste período, a PID terá a sua validade reduzida.

A PID é válida em todos os países signatários da Convenção de Viena, que é o caso da Itália e de outros destinos europeus como a Inglaterra, Portugal, Alemanha, França, Suíça e Holanda, que também são escolhas frequentes dos brasileiros que desejam morar na Europa.

Nestes países, sua validade varia entre 1 e 3 anos, dependendo das regras de trânsito locais, mas é interrompida assim que o portador fixa residência.

Dirigir com a PID na Itália

Para emitir a PID, é necessário entrar e em contato com o Detran do estado que emitiu sua carteira de motorista original. Ao preencher um formulário no site oficial local, um boleto e gerado e, após o período de expedição, deve-se ir à agência do Detran ou equivalente para buscar a permissão. Alguns estados oferecem a entrega pelos correios com o pagamento de uma taxa adicional.

Os preços para o requerimento da PID variam de acordo com o Estado. O valor mais baixo é do Detran do Rio Grande do Sul que, atualmente, custa R$66,70. Nos outros estados, o valor gira em torno de R$250 e R$400.

Veja como planejar e se vale a pena fazer uma roadtrip na Europa.

A PID também é indicada para quem se muda para a Itália?

Apesar de ter o mesmo valor legal que uma carteira de motorista italiana, a PID não é indicada para quem quer residir permanentemente na Itália, já que perde a sua função assim que o portador fixa residência no país. A PID é útil para quem deseja alugar um carro ao chegar na Itália, sendo exigida em alguns lugares em conjunto à carteira de motorista brasileira original, mas não é uma boa opção a longo prazo.

Quando o objetivo é a residência permanente na Itália, a melhor alternativa é converter a sua carteira de motorista na Itália para o Permesso di Guida, o equivalente italiano. Seguindo este caminho, o motorista brasileiro estará permanentemente habilitado a dirigir em território italiano, e a renovação do documento será de responsabilidade das autoridades italianas, sem a necessidade de viajar para o Brasil e fazer o processo no Detran.

É possível trocar a carteira motorista brasileira na Itália?

O brasileiro que quer dirigir na Itália deve, primeiramente, garantir que a sua carteira de motorista não esteja vencida e não vencerá em breve. Como o documento brasileiro é responsabilidade do Detran estadual, o Consulado Brasileiro na Itália não efetua a renovação da carteira de motorista ou da PID.

No entanto, para os brasileiros com residência fixa na Itália, existe a possibilidade da conversão da carteira de motorista brasileira válida para o Permesso di Guida.

Desde a assinatura do Acordo Brasil-Itália sobre Conversão de Carteiras de Motorista, os documentos dos dois países são reconhecidos como equivalentes legais. Tanto os brasileiros que passam a morar na Itália quanto os italianos que se mudam para o Brasil tem o direito de trocar a sua permissão para dirigir, sem a necessidade de fazer todo o processo de obtenção de uma carteira nova.

No entanto, essa opção está disponível apenas sob as seguintes condições:

  • Para carteiras de motoristas definitivas, válidas e em vigor;
  • Carteiras das categorias A e B. Outras categorias deverão seguir o mesmo procedimento de obtenção de uma carteira nova;
  • Somente brasileiros com residência legal na Itália há menos de 4 anos da data de solicitação podem pedir a conversão. Quando o tempo de residência superar 4 anos, os exames práticos e teóricos deverão ser refeitos e apresentados em um prazo determinado a partir da requisição;
  • Carteiras emitidas após a obtenção da residência legal não poderão ser convertidas, ou seja, viajar para o Brasil apenas para se tornar um motorista habilitado não é uma opção para quem já vive na Itália.

Vale ressaltar também que o processo de conversão da carteira de motorista na Itália exige que o cidadão brasileiro já tenha emitido documentos como a Carta di Identità, documento válido em toda a União Europeia, e a Tessera Sanitaria, que permite acesso ao sistema de saúde italiano.

Documentos necessários para solicitar a carteira de motorista na Itália

Para converter a carteira de motorista brasileira para o Permesso di Guida italiano, alguns documentos e formulários são necessários.

A lista completa, com os formulários específicos, pode ser encontrada no site do Ministero delle Infraestruture. O motorista deve entregar, além dos formulários disponíveis, os seguintes documentos:

  • Comprovante de pagamento do Ufficio Postale;
  • Um atestado médico emitido por um médico autorizado pelo Ministero delle Infraestruture (com cópia);
  • Carteira de motorista original (com cópia);
  • Tradução juramentada em italiano da carteira de motorista original;
  • Cópia do Permesso di Soggiorno, em caso de imigrantes não-naturalizados;
  • Cópia da Carta di Identità;
  • Cópia do Codice Fiscale;
  • Duas fotos 3×4, sendo que uma delas deve estar autenticada.

Cidadania italiana: veja quem tem direito e como solicitar a sua.

Passo a passo para transferir a carteira do Brasil para a Itália

Quem deseja transferir a sua carteira de motorista do Brasil deve ter em mente que o processo só pode ser solicitado por brasileiros que já possuem residência na Itália.

Assim que a comprovação de residência for obtida, o primeiro passo é marcar uma avaliação com um médico especializado, que irá emitir o atestado necessário para a conversão. Esse processo pode ser feito através da Azienda Sanitaria Locale (ASL) ou por uma autoscuola, o equivalente italiano das autoescolas brasileiras.

O tempo de espera para a consulta pode variar entre as cidades e depende do volume de requisições, mas a maior parte das autoscuoles reservam um dia da semana para receber o médico responsável pelas avaliações dos seus clientes.

Carteira de moto na Itália

Depois de marcar a avaliação médica, é importante solicitar a tradução juramentada. O serviço deve ser requisitado a um tradutor que tenha registro no sistema italiano, e você pode encontrar um profissional no site do Consulado Brasileiro de Milão.

Os prazos variam de acordo com o profissional escolhido, assim como os preços. Em média, a tradução juramentada da carteira de motorista brasileira pode ser entregue em um período que varia de uma semana a um mês.

O pagamento da taxa no Ufficio Postale é imediato, e pode ser efetuado assim que os outros documentos já citados estiverem em mãos. A autenticação da foto 3×4 pode ser feita no dia da entrega dos documentos, através de um formulário específico ou durante a avaliação médica.

As cópias dos documentos originais não precisam ser autenticadas, então podem ser feitas a qualquer momento. O que deve ser observado é que os certificados com data (a tradução, o atestado médico e o pagamento da taxa) não podem ultrapassar os três meses após a emissão.

Assim que os documentos forem reunidos, eles devem ser apresentados a uma autoscuola, que dará entrada no processo de conversão.

Como tirar carteira na Itália?

Tirar a carteira de motorista na Itália do zero é um processo semelhante ao brasileiro, com uma prova teórica e outra prova prática.

Ao contrário do Brasil, na Itália não há a obrigatoriedade de fazer um número pré-determinado de aulas teóricas, então a primeira parte do processo pode ser feita sem uma autoscuola como intermediária.

No entanto, é recomendado que o candidato estude bem as leis de trânsito do país, já que o prazo para passar no exame teórico é de 6 meses do início do processo.

Assim que o candidato passa no exame teórico, ele recebe uma permissão para aulas práticas de direção. O documento, conhecido como Foglio Rosa, é válido por seis meses e garante ao portador duas tentativas na prova prática, que já pode ser marcada depois de um mês da data de expedição.

O governo italiano exige, no mínimo, 6 aulas práticas de direção para o exame de rua, então a contratação de uma autoscuola nesta etapa é inevitável. Caso o candidato não consiga passar no exame neste período, a apresentação do comprovante de aprovação na prova teórica já permite a emissão de outro Foglio Rosa, garantindo outro prazo de seis meses e dispensando que o processo teórico seja retomado.

Quanto custa a carteira de motorista na Itália?

Tirar a carteira de motorista na Itália é um processo mais caro que no Brasil, principalmente com a conversão de reais para euros. No entanto, o procedimento de habilitação no Brasil é demorado e, muitas vezes, quem já planejou a sua mudança não consegue terminá-lo a tempo da viagem.

A conversão da carteira de motorista brasileira é a opção mais barata, mas, com o devido planejamento financeiro, tirar a carteira de motorista na Itália do zero não é impossível.

Custos de transferência do documento brasileiro

Os custos para a conversão da carteira de motorista na Itália são:

  • Taxas do Ufficio Postale: 10,20€ e 32€;
  • Consulta médica: entre 50€ e 150€;
  • Tradução juramentada da carteira de motorista brasileira: cerca de 70€.

Algumas autoescuole cobram uma taxa adicional para lidar com a burocracia dos formulários. Então, é bom se preparar para os custos dessa operação, que podem variar conforme as empresas escolhidas.

Custos para tirar carteira na Itália

Os custos para tirar a carteira de motorista na Itália do zero são:

  • Exame teórico: 200€ (para candidatos independentes) ou 700€ (para candidatos que fazem a preparação na autoscuola);
  • Seis aulas práticas obrigatórias: entre 250€ e 400€;
  • Emissão dos documentos pela Motorizzazione Civile: cerca de 150€.

Vale a pena ter carteira de motorista na Itália?

Mesmo para quem mora nas grandes cidades italianas, vale a pena ter carteira de motorista na Itália.

O país possui uma boa rede de trens inter-regionais e transporte público que conecta os grandes centros e as cidades-satélite, o que torna possível viver e trabalhar sem possuir um automóvel. No entanto, as estradas italianas são bem conservadas e possuem cenários estonteantes, fazendo com que o carro seja o meio de transporte mais utilizado para viagens curtas.

Opções de transporte privado, como os táxis e serviços por aplicativo, são comuns em cidades turísticas e aeroportos, mas possuem tarifas um pouco mais altas que as que são praticadas no Brasil. Além disso, esse tipo de serviço é escasso ou inexistente em cidades menores, dificultando tarefas como compras mais robustas de supermercado sem um carro próprio. Em conclusão, dirigir na Itália é uma escolha inteligente.

Vale mencionar que o valor para comprar carro na Itália é bastante inferior aos do Brasil. Um carro zero, com acessórios básicos, custa menos de 10 mil euros, uma vez que os impostos de produção e importação de automóveis na Itália são menores que os brasileiros.

Se pensa em morar na Itália ou em outros países da Europa, confira o nosso ebook O Sonho de Viver na Europa, que traz várias histórias inspiradoras e reflexivas de brasileiros que fizeram o processo de emigração para o velho continente.