Anualmente, é divulgado um relatório que mostra quais são os países mais seguros do mundo, o Global Peace Index (GPI). No total, foram 163 países foram analisados em 2020, com base em 23 indicadores, tanto qualitativos, quanto quantitativos.
Um fato interessante, de acordo com o GPI, é que o mundo se tornou menos pacífico pela 9ª vez nos últimos 12 anos, principalmente devido a uma deterioração da proteção e segurança, instabilidade política, além de outras manifestações violentas.
Ainda com base no relatório, assim como em 2019, a Europa é o continente mais pacífico do mundo, mesmo tendo registrado uma pequena deterioração da paz em 2020. É na região que estão 13 dos 20 países mais pacíficos do mundo.

Conheça os 10 países mais seguros do mundo

Apesar de ser a região mais pacífica do mundo, a Europa teve problemas políticos e econômicos no ano passado. A Romênia é um exemplo disso. Houve manifestações nas ruas do país durante meses contra a corrupção.
Mais recentemente, a pandemia da Covid-19 colocou o Acordo de Schengen temporariamente sem efeito e diversos países europeus em crise, principalmente na Itália e Espanha.
Apesar disso, de acordo com o Global Peace Index 2020, a Europa continua a ser a região mais pacífica do mundo, posto que detém desde o início do GPI. A Islândia é o país com melhor classificação na região e também do mundo. Já a Turquia é o único país europeu a ser classificado entre os 25 últimos, sendo um dos países menos pacíficos.
Conheça, agora, quais são os 10 países mais seguros do mundo.

1º. Islândia: GPI de 1.078

No primeiro lugar do ranking está a Islândia. De acordo com os indicadores do relatório, a pontuação da Islândia mostra que o país é muito mais pacífico do que a média global.

No entanto, o país registrou uma pequena deterioração na paz no GPI de 2020, impulsionado por uma deterioração na taxa de homicídios e um leve aumento nas despesas militares.
No país, é comum vermos crianças sozinhas nas ruas e pessoas aceitando caronas de estranhos. A segurança para andar sozinho nas ruas da Islândia é muito elevada, de acordo com o Numbeo.
Com uma população de 331 mil habitantes (estimativa 2020) e um Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) muito alto (0,938 – Pnud 2018), o país possui baixa desigualdade social, o que, consequentemente, tem influência na baixíssima taxa de criminalidade.
Não deve ter sido surpresa para você saber que a Islândia é o país mais seguro do mundo, pois ela ocupa esta posição desde o início do índice. Quer saber os outros países da lista?! Então confira adiante!

2º. Nova Zelândia: GPI 1.198

A Nova Zelândia ficou com a medalha de prata no ranking dos países mais seguros do mundo em 2020. Com política e economia estáveis e respeito aos direitos humanos, o país de natureza extraordinária representa muito bem a Oceania quando o assunto é segurança.
A Nova Zelândia conta com uma população de 4,99 milhões de habitantes (estimativa 2020) e IDH de 0,921 (Pnud 2018). No país, é raro você ver um policial com armas de fogo e a segurança pública na região é bem eficiente, sendo raros os assaltos a civis – os poucos casos registrados são em estabelecimentos comerciais.

3º. Portugal: GPI 1.247

Assim como em 2019, Portugal ocupa a terceira posição do ranking dos países mais seguros do mundo. Desde 2008, quando o Global Peace Index foi criado, o país luso subiu 11 posições. Sua evolução se deve, em grande parte, à recuperação gradual da crise financeira, resultando em uma maior estabilidade do país.
bairros em portugal porto
Com uma população de 11,21 milhões de habitantes (estimativa 2020) e IDH muito alto (0,850 – Pnud 2018), Portugal apresenta baixo índice de criminalidade e não sofre ameaças de terrorismo. Os crimes mais comuns no país são os furtos de oportunidade e a violência doméstica. A polícia de Portugal funciona, fazendo com que as pessoas se sintam mais seguras nas ruas.
Além disso, o país oferece boa qualidade de vida, sendo o destino de muitos brasileiros que buscam, na Europa, segurança, clima agradável, facilidade do idioma e receptividade. Dessa forma, mesmo o país tendo um dos mais baixos salários mínimos da Europa, não há tanta influência nos índices de criminalidade.

4º. Áustria: GPI 1.275

Com 9,1 milhões de habitantes (estimativa 2020), a Áustria está em 4º lugar na classificação dos países mais seguros do mundo em 2020.
O índice de criminalidade no país é considerado baixo e o IDH, bastante elevado (0,914 – Pnud 2018), um dos mais altos do mundo. Esse fator se deve, principalmente, à elevada renda per capta no país e à sua distribuição dentro da população local.

5º. Dinamarca: GPI 1.283

País de primeiro mundo” e com baixa desigualdade financeira, a Dinamarca está na quinta posição no ranking dos países mais seguros do mundo. A Dinamarca compõe o trio mais proeminente da Escandinávia, juntamente com a Noruega e a Suécia.

Com uma população de 5,98 milhões de habitantes (estimativa 2020) e IDH muito alto (0,930 – Pnud 2018), o país escandinavo se destaca pelo alto potencial de gerar renda, pela estabilidade da economia e também pelo baixo índice de corrupção.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →

6º. Canadá: GPI 1.298

Localizado na América do Norte, o Canadá aparece na 6ª posição dos países mais seguros do mundo em 2020. A segurança é bastante eficaz no país, até mesmo nas grandes metrópoles, como Toronto. A polícia canadense age visando à preservação da ordem e de forma investigativa.
Com uma população grande, de 36,4 milhões de habitantes (estimativa 2020) e IDH: muito alto (0,922 – Pnud 2018), as pessoas, no geral, não se preocupam tanto em relação à sua casa ser arrombada e seus objetos, roubados.

7º. Singapura: GPI 1.321

Considerado um país “livre de problemas”, de acordo com grande parte dos turistas britânicos que visitam a região todos os anos, Singapura também está na lista dos países mais seguros do mundo, de acordo com o GPI. Além de apresentar baixo índice de criminalidade, o país é um dos mais ricos e onde há um dos maiores centros financeiros do mundo, o que significa que o custo de vida ali é elevado.
E não é somente a segurança que se destaca no país, que possui uma população de 5,9 milhões de habitantes (estimativa 2020) e Índice de Desenvolvimento Humano bastante elevado (0,935 – Pnud 2018). A saúde, a educação e a economia têm nível bem alto também.

8º. República Tcheca: GPI 1.337

Com uma população de 11,02 milhões de habitantes (estimativa 2020) e IDH muito alto (0,891 – Pnud 2018), a República Tcheca se destaca pela igualdade social e a redução, a cada ano, das taxas de criminalidade.
A República Tcheca também entra na lista dos países mais seguros do mundo em 2020, o país apresenta índice de criminalidade muito baixo e, mesmo que alguns viajantes relatem golpes que ocorrem na região, ocorrem cerca de 4 roubos a cada 10 mil habitantes.

9º. Japão: GPI 1.360

O Japão ocupa a 9ª posição entre os países mais seguros do mundo. A segurança e a honestidade se destacam no país. Dois indicadores foram os principais para que o Japão entrasse na 9ª colocação,

  • Posse de armamento pesado e nuclear;
  • Situações de conflito com países vizinhos.

O país, que possui uma elevada população de 127,1 milhões de habitantes (estimativa 2020), possui leis rigorosas policiamento preventivo, estabelece ações educativas e comunitárias para a população. Além disso, o Japão é um dos países que têm menores taxas de crimes por armas de fogo no mundo.
O alto Índice de Desenvolvimento Humano japonês (0,915 – Pnud 2018) contribui para que a criminalidade no país seja baixa, no geral, com exceção da capital japonesa, Tóquio, que apresenta índice de criminalidade moderado.
A taxa de homicídio no Japão é outro ponto surpreendente. Com base nas informações do site BBC, de acordo com o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes, o Japão apresenta 0,28 homicídios para cada 100 mil habitantes. Dessa forma, aparentemente, a preocupação da população do país é mais em relação aos desastres naturais e com a máfia.

10º. Suíça: 1.366

A Suíça ocupa a 10ª colocação no ranking dos países mais seguros do mundo. O índice de criminalidade no país é muito baixo. O país apresenta uma das menores taxas de criminalidade de todos os países industrializados. E uma informação interessante é que a turística Zurique apresenta criminalidade menor do que a média nacional. A taxa de criminalidade está em baixa no país e os crimes que mais ocorrem são os de roubos de casas.
Com 8,5 milhões de habitantes (estimativa 2020) e IDH muito alto (0,946 – Pnud 2018), a base da economia da Suíça está no trabalho altamente qualificado de uma mão de obra bem formada. Esse é um dos motivos pelos quais há baixa criminalidade no país.

Onde está o Brasil na lista dos países mais seguros do mundo?

O Brasil encontra-se na 126ª posição dos países mais seguros em 2020. Com GPI 2.413, o país é classificado como região de baixa segurança, de acordo com o Global Peace Index.
O país caiu 10 posições no ranking em relação a 2019 (estava na 116ª posição ano passado). É importante destacar, ainda, que o Brasil já havia piorado 10 posições também de 2018 para 2019 (era o 106º mais seguro em 2018).
O Brasil, que tem uma população de 211.755.692 milhões de habitantes (estimativa para 1 de julho de 2020 – fonte: IBGE) e um IDH considerado alto (0,761), está atrás de países como: Uruguai, Paraguai, Chile, Argentina, Bolívia e Equador quando o assunto é segurança.
O índice de criminalidade no Brasil é elevado, principalmente nos grandes centros metropolitanos, como Rio de Janeiro e São Paulo. Confrontos entre policiais e traficantes, mortes violentas, assaltos, altos níveis de encarceramento, altas taxas de homicídios e crise na política são alguns indicadores que levam o Brasil para uma posição tão baixa no ranking.
No site Atlas da Violência, do Governo do Estado, é possível verificar todas as taxas de todos os tipos de violência existentes no Brasil.

Análise do Índice Global da Paz

A análise do Índice Global da Paz é baseada em 23 indicadores. Alguns deles são:

  • Impacto do terrorismo;
  • Número de mortes violentas a cada 100 mil pessoas;
  • Capacidade nuclear;
  • Condição de paz;
  • Segurança social;
  • Conflitos internos;
  • Relações internacionais.

Os indicadores que têm o maior peso são aqueles que medem as mortes por conflitos internos e externos, a intensidade dos confrontos internos e as relações com os países vizinhos.

Relatório mundial da felicidade 2020

O Relatório da Felicidade Mundial é um estudo sobre o estado de felicidade global que classifica 156 países, com base no grau de felicidade de sua população.
Pela primeira vez, o Relatório Mundial de Felicidade 2020 classifica as cidades ao redor do mundo por seu bem-estar subjetivo e se aprofunda em como os ambientes social, urbano e natural se unem de maneira a afetar na nossa felicidade.
Confira as regiões que são classificadas como as mais felizes do mundo, de acordo com o 8º Relatório de Felicidade Mundial.

Ranking da Felicidade Mundial

A seguir, confira a avaliação de vida atual, que mostra o ranking das 10 cidades mais felizes, de acordo com a forma como seus habitantes avaliam suas vidas.
1ª – Helsinque (Finlândia);
2ª – Aarhus (Dinamarca);
3ª – Wellington (Nova Zelândia);
4ª – Zurique (Suíça);
5ª – Copenhague (Dinamarca);
6ª – Bergen (Noruega);
7ª – Oslo (Noruega);
8ª – Tel Aviv (Israel);
9ª – Estocolmo (Suécia);
10ª – Brisbane (Austrália).
Como você pôde observar, as 10 primeiras cidades têm dominância escandinava: Helsinque (Finlândia) e Aarhus (Dinamarca) são classificados em primeiro e segundo lugares, Copenhague (Dinamarca), Bergen (Noruega) e Oslo (Noruega) em quinto lugar, sexto e sétimo, e Estocolmo (Suécia) em nono.
Dessa forma, mais da metade das 10 cidades mais felizes do mundo, de acordo com a avaliação positiva de suas vidas atualmente, estão na Escandinávia. Duas das 10 principais cidades estão localizadas na Austrália e na Nova Zelândia: Wellington, a capital da Nova Zelândia, está em terceiro lugar e Brisbane (Austrália) está em décimo. As 10 principais cidades que não estão na Escandinávia ou na Austrália e na Nova Zelândia são Zurique (Suíça) e Tel Aviv (Israel).
De acordo com a pesquisa, o baixo índice de desigualdade de renda, a qualidade do governo e a liberdade para fazer escolhas na vida, que está ligada ao bem-estar subjetivo, são alguns fatores que tonam as pessoas mais felizes.
Veja também quais são os países da Europa com melhor qualidade de vida.