Morar na Noruega: motivos para morar e para não morar no país

Muitos brasileiros vêm olhando para alguns países com outro olhar, procurando uma mudança de vida e novas oportunidades. Uma das opções consideradas é morar na Noruega, este país escandinavo conhecido pelas lindas montanhas e fiordes – além do frio congelante.

Com uma população aproximada de 5,3 milhões de pessoas, está bem próximo dos números dos vizinhos Finlândia e Dinamarca – mas ainda é bem menor que a Suécia, com 10,2 milhões de habitantes.

Morar na Noruega significa viver em um dos países mais desenvolvidos do planeta, com excelente qualidade de vida e classificada como um dos melhores lugares para viver.

Em 2019, foi eleito pelo World Happiness Report como o terceiro país mais feliz do mundo, atrás apenas de Finlândia e Dinamarca. Não por acaso, muitas pessoas decidem morar na Noruega.

Se você se interessou pelo assunto e quer saber mais sobre como morar na Noruega, confira neste artigo várias informações práticas para viabilizar este planejamento. Explicaremos tudo que você precisa saber sobre custo de vida, documentação, como fazer para estudar e trabalhar, além de uma avaliação se vale a pena – ou não – morar na Noruega. Siga com a gente na leitura!

Sonho de Morar na Europa?

Confira nosso livro Sonho de Morar na Europa com as jornadas de vários brasileiros que vivem atualmente na Europa e conheça todos os passos para chegar no Velho Continente e realizar o seu sonho!

Morar na Noruega: 6 razões para morar no país

Como vimos na introdução, não faltam razões para morar na Noruega. O país possui diversos atrativos e o principal deles é a qualidade de vida oferecida à população. Veja outras razões para morar na Noruega.
morar na noruega oslo

1. Segurança

A Noruega é um dos países mais seguros do mundo! Você pode andar pelas ruas sem medo e falar ao celular sem pensar se vai ser assaltado. Também não há riscos de caminhar pelas cidades sozinho à noite e deixar seus filhos irem e voltarem da escola desacompanhados. Além disso, a Noruega está entre os países mais seguros para mulheres.

2. Emprego na Noruega e condições de trabalho

Não bastasse ser um dos países mais felizes do mundo, a Noruega também figura nos principais rankings dos melhores países para trabalhar na Europa.

Os motivos? Especialmente as excelentes políticas de licença-maternidade e paternidade, igualdade de gênero e outras iniciativas que impactam diretamente na qualidade de vida elevada. Além de baixos índices de desemprego e bons salários – a média geral é de 29,482.61 kr (R$16.500, aproximadamente) por mês.

Antes de decidir morar na Noruega, vale também analisar o que é necessário para se adequar ao cenário profissional com chances concretas. Atualmente, as melhores áreas profissionais na Noruega, com maiores números de vagas disponíveis são:

  • Turismo;
  • Direito;
  • Finanças;
  • Administração de empresas;
  • Vendas;
  • Saúde;
  • Tecnologia da Informação.

As exigências, claro, são muitas. Como em muitas das vagas de emprego na Europa.

É imprescindível ter inglês fluente, é altamente desejável falar norueguês ou alguma língua escandinava para conseguir fazer as entrevistas. Além de comprovar uma qualificação excelente, que justifique a sua contratação ao invés de um profissional local. O currículo bem estruturado e atualizado, em inglês e norueguês, é fundamental.

Para chegar mais perto das oportunidades, é preciso ativas o networking e se informar sobre as exigências de vagas. Um bom ponto de partida são as vagas do LinkedIn, os grupos de Facebook de brasileiros na Noruega e sites como o Finn.

Confira o artigo com várias dicas sobre como conseguir emprego no exterior.

3. Criação de filhos

A Noruega está entre os melhores países da Europa para criar filhos. As mães têm direito a 35 semanas de licença com remuneração integral ou 45 semanas com 80% da remuneração.

Os pais podem tirar, no máximo, 10 semanas, dependendo do salário de suas esposas.
Os filhos são criados de forma livre, brincam fora de casa e são ensinados a serem independentes desde cedo.

4. Pouca diferença social

Há pouca diferença social na Noruega. Ela existe, mas não é tão grande como vemos em outros países. As pessoas ganham o suficiente para viverem bem e todos têm acesso aos serviços públicos básicos e de qualidade.

5. Ensino público de qualidade

Como é de se esperar, a educação é mais uma área em que a Noruega se destaca. Os índices de escolaridade são muito altos. A taxa de alfabetização da população norueguesa, por exemplo, é de 100% (isso mesmo). Praticamente todos os estudantes frequentam as ótimas escolas públicas.

O Índice de Desenvolvimento Humano é 0,954 (2018) o maior do mundo. Leia também o artigo que fizemos sobre o país mais feliz do mundo.

Como estudar na Noruega

Para quem pensa em fazer graduação, mestrado ou doutorado para viabilizar o sonho de morar na Noruega, uma opção são as bolsas de estudo. Você pode conferir algumas no site Study in Norway, que também disponibiliza outras informações sobre a candidatura às universidades. É possível procurar programas de intercâmbio e acordos com universidades brasileiras também, especialmente se você já faz alguma pós-graduação no Brasil.

A exigência em todos os casos é alta. É preciso apresentar qualificações para ingressar nas universidades, a começar pelo sólido conhecimento em inglês, comprovado com testes de proficiência ou pela frequência em alguma universidade que tenha este idioma como o principal.

Uma outra informação é que o visto de estudante permite o trabalho temporário de 20 horas semanais e integral no período de férias. Pode ser uma boa porta de entrada para começar uma carreira e morar na Noruega.

6. Saúde de qualidade

O sistema de saúde na Noruega é basicamente público, com a maioria dos hospitais e clínicas sendo de propriedade do governo. O financiamento da população é realizado por meio do pagamento de impostos.

Quem chega para morar na Noruega, fazendo parte do Registro Civil (Folkeregisteret) como residente em um município norueguês, tem direito a ser registrado como paciente de um Clínico Geral. Este médico primário é quem irá realizar os encaminhamentos a um especialista, sempre que necessário.

Há, ainda, médicos particulares. Contudo, eles também são pagos pelo governo. A ideia geral do sistema norueguês é que se mantenham os baixos custos dos serviços de saúde, em um controle que impede grandes lucros. O conceito, portanto, vai na direção de uma saúde baseada na igualdade e na eficiência dos serviços.

Saiba como funciona e como contratar um seguro de saúde para viagem internacional.

Morar na Noruega: 4 razões para não morar no país

Mas, como nem tudo são flores, existem algumas razões para não morar na Noruega. Aqui é preciso pesar para perceber se elas são muito relevantes para você, pois elas interferem na sua adaptação ao país. Confira as principais delas.

1. Clima

O inverno norueguês é bem rigoroso. As temperaturas podem chegar a -15ºC ou até menos, ao norte do país.

2. Idioma

Saber falar norueguês valoriza o seu currículo. No país, não basta apenas saber falar fluentemente inglês para conseguir um bom emprego; os empregadores valorizam quem sabe falar norueguês ou alguma língua escandinava.

Cursos de idiomas: veja dicas de cursos para aprender outros idiomas.

3. Saudades da família

A saudade de quem ficou no Brasil sempre estará presente se você escolher morar fora de seu país, uns dias mais, outros menos. Mas sempre você se lembrará de seus familiares e amigos, principalmente nas datas especiais, como aniversários, casamentos, natais e réveillons que você não esteve presente.

E não é possível visitar as pessoas que estão no Brasil sempre quando a saudade apertar, tendo em vista que você vai estar trabalhando e/ou estudando na Noruega. A distância é grande para o Brasil (a partir de 15 horas de viagem) e o custo da passagem não é barato para viajar constantemente.

4. Custo de vida na Noruega

Sem dúvida, uma das preocupações de quem planeja morar na Noruega é quanto aos gastos. E sim, eles são altos, compatíveis com o retorno que o estado fornece em termos de serviços públicos e com os salários praticados no país.

No site Numbeo, consultamos no dia 22 de Maio de 2020 alguns valores para você ter como referência.

Descrição dos custos Custos em Coroa Norueguesa Custos em Euros Custos em Reais
Aluguel de um apartamento de um quarto no centro da cidade 10,589.73 kr 1004€ R$5956
Aluguel de um apartamento de um quarto fora do centro da cidade 8,162.82 kr 774€ R$4591
Aluguel de um apartamento de três quartos no centro da cidade 17,075.13 kr 1619€ R$9604
Aluguel de um apartamento de três quartos fora do centro da cidade 13,399.89 kr 1270€ R$7534
Contas básicas (energia, aquecimento, água e lixo) para um apartamento médio 1,619.59 kr 153€ R$907
Custo por minuto de um plano de telefone pré-pago 1.05 kr 0,1€ R$0,60
Internet mensal (60 Mbps ou mais, com dados ilimitados) 490.98 kr 46€ R$272
Um ticket de transporte 37.00 kr 3,5€ R$20,50
Bandeira inicial no taxi 100.00 kr 9,5€ R$56
Refeição econômica em restaurante 180.00 kr 17€ R$100
Refeição para duas pessoas com três pratos em um restaurante médio 800.00 kr 76€ R$450
Um ingresso de cinema 139.50 kr 13€ R$77
Um litro de leite 18.59 kr 1,7€ R$10
Um quilo de arroz 27.30 kr 2,6€ R$15,50
Um quilo de maçãs 28.88 kr 2,7€ R$16
Uma garrafa de vinho 150.00 kr 14€ R$83
Meio litro de cerveja 32.02 kr 3€ R$17,80

Moeda da Noruega

A moeda da Noruega é a coroa norueguesa. Para saber quanto vale uma coroa norueguesa em relação ao euro, ao dólar, ao real ou a outra moeda, utilize um conversor de moeda.

Melhores cidades para morar na Noruega

Para começar, o ideal é escolher viver em uma das principais cidades norueguesas. São elas:

  • Oslo;
  • Bergen;
  • Trondheim;
  • Stavanger;
  • Tromsø.

A capital Oslo se destaca como centro político, econômico e cultural, com ares cosmopolitas e uma quantidade maior de oportunidades de trabalho e estudo.

morando na noruega

A charmosa e acolhedora Bergen também pode concentrar boas chances – mas vale considerar que ela é simplesmente a cidade mais chuvosa da Europa, o que pode ser um grande inconveniente quando se pensa em morar na Noruega, de forma mais definitiva.

Capital da Noruega

A capital norueguesa é Oslo. A cidade possui área de 454 km² e população de 585,2 mil habitantes (estimativa 2016).
morar na noruega oslo cidade

População

A Noruega tem população de 5,25 milhões de habitantes (estimativa 2018), composta por noruegueses (96,3%), dinamarqueses (0,4%), suecos (0,3%), ingleses (0,3%), paquistaneses (0,2%), americanos (0,2%), iugoslavos (0,2%), iranianos (0,2%) e outros (1,9%).

Idioma na Noruega

O norueguês é o idioma oficial da Noruega. Também são falados lapão e inglês no país.
Saiba também quais são os países que falam inglês na Europa.

Imigração e vistos para morar na Noruega

Muitas pessoas têm vontade de largar tudo no seu país para tentar uma vida melhor na Europa. E a Noruega é o destino ideal para quem procura um país desenvolvido, que proporcione qualidade de vida aos seus habitantes, apesar do alto custo por isso.
A seguir, veja informações sobre a imigração brasileira e os tipos de vistos para morar na Noruega.

Imigração brasileira na Noruega

O Portal Consular estima que a comunidade brasileira na Noruega seja composta por 6.500 cidadãos.

Na Noruega, os imigrantes adultos têm o direito e a obrigação de completar no mínimo 300 horas de formação na língua norueguesa. O objetivo é aumentar as chances de o imigrante participar, de forma mais ativa, do mercado de trabalho e da sociedade.

As principais cidades norueguesas são Oslo (633 mil habitantes), Bergen (271 mil), Trondheim (181 mil), Stavanger (130 mil) e Tromsø (72 mil).

Vistos para morar na Noruega

Como sabemos, não é preciso visto para ficar até 90 dias nos países do Espaço Schengen, ao qual a Noruega faz parte.

Todavia, se o seu objetivo é morar no país e você não possui nacionalidade europeia, será necessário obter um visto, por meio da Embaixada da Noruega no Brasil.
Entre os vistos que podem ser concedidos estão:

  • Familiar;
  • Au Pair;
  • Estudante;
  • Refugiados;
  • Profissionais.

Documentos necessários para morar na Noruega

A resposta vai depender do visto que você pretende tentar. O pedido do visto é feito ao Consulado Geral da Noruega em Nova York, por meio da VFS Global no Rio de Janeiro. Para agendar a entrevista, basta reunir a documentação, selecionar Brasil no registro online e agendar o horário com a VFS Global Brazil. Os documentos são:

  • Passaporte válido e cópia de todas as páginas utilizadas;
  • 2 fotos no padrão do passaporte;
  • Comprovante de residência no Brasil;
  • Comprovante de bolsa de estudos, matrícula em universidade ou carta de oferta de trabalho preenchida e assinada;
  • Diploma (graduação, mestrado ou doutorado). Alguns trabalhos exigem a conclusão da graduação há pelo menos 3 anos;
  • Qualificações de trabalho e currículo;
  • Lista de verificações preenchida e assinada;
  • Seguro de saúde válido.

Todos os documentos devem estar em inglês ou norueguês. Eventualmente, o consulado ou a embaixada poderão pedir mais documentos ou informações para analisar a concessão do visto. Em seguida, paga-se uma taxa (cerca de 340 euros) e será possível agendar a entrevista (que poderá ser em inglês).

Os encaminhamentos vão levar você ao site do Departamento de Imigração (Utlendingsdirektoratet – UDI), que processa os pedidos de autorização de residência.

Ao entrar no país, será preciso comprovar dinheiro ou renda suficiente para se manter no país durante os primeiros seis meses. Uma curiosidade é que os imigrantes adultos têm o direito e a obrigação de completar pelo menos 300 horas de formação na língua norueguesa. Assim, aumentam-se as chances de se integrar mais rapidamente ao país e participar de forma mais ativa do mercado de trabalho.

História da Noruega

O nome da Noruega (Norge) deriva da palavra “Nor Veg”, que significa “Caminho para o Norte”. Sua localização geográfica justifica que os primeiros indícios de população tenham sido por volta de 10.000 a.c.
morar na noruega paisagem

Período dos Vikings

A Noruega foi considerada uma zona habitada cerca de 11 mil ou 12 mil anos atrás, mas sua real história tal como a conhecemos, remonta até o oitavo ou nono século, quando esta zona do território escandinavo era território Viking.
O período dos Vikings foi um dos mais intensos vividos na região e é precisamente nessa época que se inicia a história da Noruega.

A partir do século VII

Do século VII até o XIV, a Noruega estava unida e se expandiu por diversas regiões. Após a morte dos reis, no século XV, a situação é invertida com um tratado feito com os países vizinhos, especialmente com a Dinamarca e a Suécia.
A Noruega é um dos países do mundo em que é possível assistir ao espetáculo da Aurora Boreal. Saiba mais no artigo.

Século XIX

A Noruega se separa da Dinamarca no século XIX, mas continua unida à Suécia, depois de um acordo entre Napoleão e os dinamarqueses.
Em 1905, a Noruega se instaura como uma monarquia independente, sendo separada, definitivamente, da Dinamarca e da Suécia.

Século XX

Neste século, as guerras chegam à Europa. A Noruega ficou neutra durante a Primeira Guerra Mundial. E, no decorrer da Segunda Guerra Mundial, nazistas invadiram o território norueguês.
Precisa enviar dinheiro para a Noruega? A TransferWise é uma das nossas indicações. Essa plataforma oferece excelentes taxas de conversão da moeda. Faça uma cotação agora mesmo.

Ações importantes

Em 1949, a Noruega aderiu à Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO) e colaborou para a fundação da Organização das Nações Unidas (ONU).
Atualmente, a Noruega constitui uma monarquia constitucional parlamentarista, com área de 323.877 km², população de 5,25 milhões de habitantes (estimativa 2018), expectativa de vida de 82,3 anos (Pnud 2017) e está sempre entre os melhores países para morar do mundo.

Resumindo, vale a pena morar na Noruega?

Se considerarmos os benefícios sociais, os índices de desenvolvimento altíssimos, os excelentes serviços públicos e o nível de segurança (é um dos países mais seguros para as mulheres e é fácil ver crianças pequenas indo sozinhas para a escola), fica fácil dizer que morar na Noruega é um sonho. A Noruega está entre os melhores países da Europa para criar filhos, sem contar o índice de desemprego próximo de zero, a igualdade social, entre outros diferenciais.

Ao pensar em morar na Noruega, entretanto, é importante considerar o outro lado e pensar no longo prazo. Você conseguiria passar vários meses com poucas horas de sol, em um inverno rigoroso que facilmente alcança -15ºC, nos seus próximos anos? O custo de vida também é alto, para manter o funcionamento de um país com tantos benefícios sociais. Sem contar o desafio de precisar aprender norueguês falado e escrito, além de falar fluentemente o inglês, para conseguir trabalho.

Por isso, a recomendação é se planejar bem, desenvolver as habilidades profissionais ou acadêmicas compatíveis com a realidade do país e se informar ainda mais, em busca do seu sonho de morar na Noruega. Boa sorte!

Luciana Andrade é jornalista, doutora em história, cursa especialização em marketing digital e não cansa de aprender coisas novas. À frente da Flows Conteúdo & Comunicação, escreve para diversos sites e clientes corporativos. Já morou em cinco cidades - no Brasil e na França - e está sempre planejando a próxima viagem.

Carolina é luso-brasileira, jornalista e especializada em Comunicação Empresarial. Desenvolve e revisa conteúdos para diversas mídias. Adora viajar o mundo, conhecer novas culturas e escrever sobre suas experiências. Tem prazer em dar dicas de restaurantes, hotéis e também em ajudar brasileiros que desejem morar em outro país.

Artigos relacionados

Family Search: saiba se é seguro e como funciona

Para ajudar a conectar familiares existe o Family Search, ferramenta que coleta, preserva e compartilha registros genealógicos no mundo todo.

Apostila de Haia: o que é, como fazer e quanto custa

Entenda o que é a Apostila de Haia, por que ela ajuda quem quer morar fora do Brasil, quais documentos pode apostilar e onde apostilar.

Carta de motivação: modelos e dicas para preparar o documento

Confira dicas para preparar uma carta de motivação, um modelo desse documento e veja exemplos de como escrevê-la para intercâmbio, mestrado e universidade.

Países fáceis de imigrar: veja os 4 mais receptivos da Europa

Confira a lista de países fáceis de imigrar e descubra o porquê da facilidade. Veja como é a adaptação, visto e burocracias para brasileiros nesses países.

Cidades que pagam para morar: 10 regiões encantadoras

Confira a lista de cidades que pagam para morar ou dão moradia ou terreno e veja quais são as condições para isso. Há várias na Europa.

Conseguir emprego no exterior ainda no Brasil: dicas úteis

Conseguir emprego no exterior não é uma tarefa fácil, mas temos dicas para fazer um bom currículo, onde procurar vagas e os melhores países para trabalhar.

Câmbio de moedas

EURO € : R$ 0.00

LIBRA £ : R$ 0.00

DÓLAR $ : R$ 0.00

Ouça nosso Podcast

Curta nossa página

Euro Dicas no Youtube