Europa: o sonho de consumo de muitos brasileiros é um continente cheio de cidades lindas, história, cultura e altos índices de qualidade de vida. Mas tudo isso tem um preço, e em alguns lugares, ele pode ser bem salgado. Por isso, se você pensa em viajar ou morar no velho continente e quer saber quais as cidades mais caras da Europa, continue a leitura deste artigo.

Conheça as 12 cidades mais caras da Europa

O continente europeu é imenso, com 50 países e muitas diferenças entre eles. E se você imaginava que a Suíça é um dos lugares mais caros dessa desejada parte do mundo, estava certo. O país reúne 2 entre as 12 cidades com maior custo de vida do ranking e ocupa o primeiro lugar do ranking. Mas há ainda outros lugares que podem custar bem caro para viver.

Confira a seguir as 12 cidades mais caras da Europa de acordo com o índice de custo de vida do site Expatistan em setembro de 2021. Como as moedas em alguns países são diferentes, convertemos os valores para Euro para facilitar a compreensão.

1. Zurique, Suíça

Como já falamos, a Suíça reina suprema, portanto, não seria diferente esperar que Zurique, uma das principais cidades do país, esteja em primeiro lugar como cidade mais cara da Europa. Mantendo a mesma posição do ranking de 2020.

Com uma história rica e muitos museus, além de sua centralidade na Europa e a proximidade com os famosos Alpes suíços, Zurique é frequentemente uma parada popular em uma aventura europeia. No entanto, dificilmente essa aventura sairá barata.

Apesar de seus altos preços, o país é um dos mais belos do mundo e vale a pena percorrer, mesmo que por apenas alguns dias.

Menu básico na hora do almoço (incluindo uma bebida) na área de negócios 24€
Aluguel mensal por um estúdio mobiliado de 45 m2 na área normal 1.142€
Transporte público mensal 94€

2. Londres, Reino Unido

Londres subiu da quinta posição em 2020, para a segunda em 2021 entre as cidades mais caras da Europa. A capital inglesa carrega a fama de cidade cara, extremamente cara, e isso não é apenas especulação.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →

Com uma das moedas mais valorizadas do mundo, a libra esterlina, a terra do Big Ben de fato tem um custo de vida mais elevado, especialmente para os brasileiros.

Isso se dá principalmente em razão dos custos de moradia, que superam várias outras capitais do mundo, a exemplo de Nova Iorque, Paris e Sydney.

Menu básico na hora do almoço (incluindo uma bebida) na área de negócios 14€
Aluguel mensal por um estúdio mobiliado de 45 m2 na área normal 1.380€
Transporte público mensal 167€

3. Lausanne, Suíça

Localizada na Suíça francesa, a cidade de Lausanne, dividida entre Cidade Alta e Baixa, é pura elegância e qualidade de vida. É lá que fica a maior construção gótica do país, a Catedral de Lausanne e jardins verdinhos que se tornam uma atração imperdível na primavera.

Lausanne é conhecida por abrigar a sede olímpica e por ser uma cidade para estudos. O local possui badaladas estações de esqui, fica entre as montanhas e tem um belo lago, o Léman, onde os moradores praticam esportes como windsurf e esqui aquático. Uma típica cidade suíça!

Menu básico na hora do almoço (incluindo uma bebida) na área de negócios 22€
Aluguel mensal por um estúdio mobiliado de 45 m2 na área normal 1.075€
Transporte público mensal 75€

Se está pensando em morar na Suíça, fique a par de informações mais detalhadas sobre o custo de vida e as melhores cidades para viver.

4. Dublin, Irlanda

Dublin passou da nona posição em 2020 para a quarta posição entre as cidades mais caras da Europa em setembro de 2021. A capital da Irlanda é um dos destinos mais populares entre os brasileiros que procuram a Europa para um intercâmbio.

Conhecida também por sua vida noturna agitada e proximidade com as deslumbrantes paisagens naturais da Irlanda, a cidade tem o seu lugar cativo entre as mais caras da Europa, em grande parte devido aos preços acima da média das hospedagens.

Menu básico na hora do almoço (incluindo uma bebida) na área de negócios 16€
Aluguel mensal por um estúdio mobiliado de 45 m2 na área normal 1.362€
Transporte público mensal  141€

Cidades mais caras para viver na Europa

Confira o artigo completo sobre o custo de vida em Dublin.

5. Reykjavik, Islândia

Como um dos destinos de viagem mais exclusivos e remotos, a cidade de Reykjavik, capital e coração da Islândia, é conhecida não apenas por suas vistas espetaculares, mas também por sempre estar na lista das cidades mais caras da Europa. No ranking, a cidade subiu uma posição em relação à 2020.

Devido a sua localização e clima nórdico, muitos produtos têm que ser importados, o que encarece a alimentação. Além disso, o valor da moradia também tende a ser bem alto.

Menu básico na hora do almoço (incluindo uma bebida) na área de negócios 18€
Aluguel mensal por um estúdio mobiliado de 45 m2 na área normal 1.142€
Transporte público mensal 89€

6. Oslo, Noruega

A Noruega e Oslo, especificamente, são elogiadas por sua qualidade de vida extremamente alta, constantemente no topo das cidades europeias. Mas geralmente, a alta qualidade de vida equivale a custos inflacionados gerais, e em Oslo isso não é exceção.

A cidade subiu da oitava posição em 2020, para a sexta posição das cidades mais caras da Europa em setembro 2021.

Menu básico na hora do almoço (incluindo uma bebida) na área de negócios 20€
Aluguel mensal por um estúdio mobiliado de 45 m2 na área normal 1.113€
Transporte público mensal 79€

7. Paris, França

A famosa cidade luz subiu da 12ª posição para a sétima posição das cidades mais caras da Europa em setembro 2021. O custo de vida em Paris não é nada baixo. Isso porque os anos de história, monumentos, bairros, glamour e romantismo que envolvem a atmosfera parisiense faz os preços na cidade se elevarem a perder de vista.

Menu básico na hora do almoço (incluindo uma bebida) na área de negócios 17€
Aluguel mensal por um estúdio mobiliado de 45 m2 na área normal 1.361€
Transporte público mensal 76€

8. Trondheim, Noruega

Trondheim é a terceira maior cidade da Noruega e já foi a capital do país. A cidade possui uma longa história medieval e é considerada a mais histórica da Noruega. Trata-se de uma cidade universitária, com muitos pubs e jovens. Além dos diversos monumentos históricos para se visitar, quem conhece Trondheim diz que não falta agitação.

Menu básico na hora do almoço (incluindo uma bebida) na área de negócios 21€
Aluguel mensal por um estúdio mobiliado de 45 m2 na área normal 926€
Transporte público mensal 84€

Ranking cidades mais caras Europa

9. Copenhague, Dinamarca

A capital da Dinamarca é um destino turístico popular há vários anos. Infelizmente para viajantes preocupados com o orçamento, no entanto, as visitas são de curta duração. Copenhague ocupa o primeiro lugar no índice de qualidade de vida da região norte da Europa e, como correlação direta, há um custo de vida bastante alto.

Além de se manter no ranking das cidades mais caras da Europa, a Dinamarca subiu uma posição em 2021.

Menu básico na hora do almoço (incluindo uma bebida) na área de negócios 13€
Aluguel mensal por um estúdio mobiliado de 45 m2 na área normal 1.132€
Transporte público mensal 86€

10. Amsterdam, Países Baixos

Amsterdam tem muitas coisas para se orgulhar, de seus museus de classe mundial à sua vida noturna e canais entrelaçados. Mas uma das desvantagens desta incrível cidade holandesa, no entanto, é sua capacidade de acomodar viajantes com orçamento limitado – até mesmo os hostels e albergues da cidade são notoriamente caros.

Em relação ao ranking de 2020, Amsterdã subiu uma posição entre as cidades mais caras da Europa.

Menu básico na hora do almoço (incluindo uma bebida) na área de negócios 15€
Aluguel mensal por um estúdio mobiliado de 45 m2 na área normal 1.135€
Transporte público mensal 86€

11. Utrecht, Holanda

Localizada a poucos quilômetros de Amsterdam, Utrecht é uma das cidades mais antigas da Holanda. Nela está a maior universidade do país, a Universidade de Utrecht, e o canal mais antigo.

Utrecht é uma cidade pequena, charmosa e acolhedora, com seus canais repletos de lojas, bares e restaurantes. Por ser uma cidade universitária, apesar de histórica, possui uma atmosfera jovem, viva e dinâmica.

Por isso, se tornou bastante popular, o que a faz estar no ranking das cidades mais caras da Europa.

Menu básico na hora do almoço (incluindo uma bebida) na área de negócios  15€
Aluguel mensal por um estúdio mobiliado de 45 m2 na área normal  950€
Transporte público mensal 92€

12. Hamburgo, Alemanha

Conhecida como a “Veneza Germânica”, Hamburgo é a segunda maior cidade da Alemanha e fica ao norte do país. A cidade tem uma enorme importância econômica e nela está o segundo maior porto da Europa.

A cidade é muito antiga e já foi reconstruída diversas vezes. Caminhando por ela, é possível perceber o contraste entre o moderno e o antigo.

Hamburgo é uma cidade charmosa, com atrativos turísticos que vão além das suas construções históricas. Nela encontram-se amplos parques ecológicos, restaurantes, museus e galerias de arte.

Menu básico na hora do almoço (incluindo uma bebida) na área de negócios 12€
Aluguel mensal por um estúdio mobiliado de 45 m2 na área normal 785€
Transporte público mensal 95€

Lugares mais caros da Europa

Comparação do custo de vida entre Zurique e São Paulo

Para se ter uma ideia do quanto o custo de vida na cidade mais cara da Europa é em relação à cidade mais cara do Brasil, São Paulo, fizemos uma comparação pelo site Expatistan.

A plataforma aponta que o custo de vida em Zurique (Suíça) é 199% mais caro que em São Paulo (Brasil). Veja alguns índices comparativos:

Comida 248%
Habitação 302%
Transporte 131%
Cuidados pessoais 159%
Entretenimento 155%

Se você está planejando morar na Europa, é sempre necessário ter em mente e considerar o custo de vida e os benefícios de se viver nas cidades mais caras da Europa.

Por um lado, você terá um custo de vida bastante elevado e não terá vida fácil, porém poderá desfrutar de cidades limpas, seguras, organizadas e que, geralmente, ofertam uma qualidade de vida maravilhosa.

Descubra também quais as melhores cidades para viver na Europa.

Se o seu destino, seja para morar ou para passear, é alguma das cidades listadas acima, é bom ficar atento e não abrir mão do seguro viagem. Além de obrigatório na maioria deles, a proteção garante atendimento médico coberto pelo plano, sem custos extras. No nosso comparador de seguros, você encontra o plano ideal para a sua viagem.

Agora que você conhece as cidades mais caras, veja quais são as cidades mais baratas da Europa para morar.