Cidades mais caras da Europa: o top 10

Europa  / 

Morar fora é o sonho de muitas pessoas e o continente europeu e seus países figuram sempre como uma boa opção para isso. Hoje nós vamos mostrar quais são as cidades mais caras da Europa e trazer informações importantes para você que está em busca de um novo país para viver. Confira.

Precisa abrir uma conta bancária na Europa?

Você pode abrir a sua conta bancária grátis em 5 minutos e com toda a segurança no N26, um banco digital que funciona em toda a Europa.


O N26 não exige comprovação de rendimentos, você só precisa estar na Europa e ter seu passaporte em mãos.

ABRIR CONTA »

Top 10 das cidades mais caras da Europa

Encontrar um ranking com as cidades mais caras da Europa que seja confiável não é tarefa simples. São muitas informações desencontradas e que, via de regra, estão atreladas a questões políticas que muitas vezes não são muito claras.

Porém, nós encontramos um método que cruza os custos e despesas de alimentação, moradia, roupa, transporte, saúde e entretenimento e utiliza informações disponibilizadas pela OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico).

Confira a lista das cidades mais caras da Europa

10º lugar — Copenhagen (Dinamarca)

Copenhagen

Na décima colocação entre as cidades mais caras da Europa está a belíssima e encantadora Copenhagen, capital da Dinamarca. Por lá você paga, facilmente, seis dólares por meio quilo de peito de frango ou 2 mil dólares de aluguel em um apartamento de 85 metros quadrados.

(Na Dinamarca a moeda corrente é a Coroa dinamarquesa, porém nós transformamos os custos para dólares americanos para facilitar o entendimento.)

Saiba tudo sobre a Dinamarca.

9º lugar — Dublin (Irlanda)

A capital da Irlanda aparece na nona posição do ranking e em Dublin você paga 1.100€ (mil e cem euros) de aluguel em um estúdio mobiliado em uma região “normal” da cidade. Mesmo sendo um destino frequente de estudantes que querem aprender inglês, fazer as contas parece ser a melhor coisa antes de optar por Dublin.

Confira nosso artigo sobre como morar na Irlanda.

8º lugar — Berna (Suíça)

Das 10 cidades mais caras da Europa, na Suíça estão cinco delas e a capital do país Berna é a menos cara entre todas. Por lá você desembolsa facilmente 21 dólares por menu básico de almoço para uma pessoa e alugar um apartamento pode custar 2 mil dólares por mês.

(Na Suíça a moeda corrente é Franco Suíço, porém nós transformamos os custos para dólares americanos para facilitar o entendimento.)

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é o Remessa Online.


No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

VER COTAÇÃO »

Também pode te interessar saber quais são os países mais seguros do mundo.

7º lugar — Lausanne (Suíça)

Outra cidade que figura entre as mais caras da Europa é Lausanne e ela consegue ser ainda mais cara que Berna. Para você ter uma ideia, um almoço (menu básico) chega a 27 dólares por pessoa e o aluguel de um apartamento passa dos 2,3 mil dólares por mês.

6º lugar — Basileia (Suíça)

A cidade de Basileia ocupa a sexta posição no ranking das cidades mais caras da Europa e para a “surpresa”, ela também fica na Suíça. Uma viagem de táxi pela cidade pode chegar aos 39 dólares (tarifa básica – 8km) e uma caixa de antibióticos pode custar 38 dólares na farmácia.

Veja como conseguir emprego na Suíça e viver em um dos países mais desenvolvidos do mundo.

5º lugar — Oslo (Noruega)

oslo

A capital da Noruega ocupa a quinta posição no ranking e comprar dois litros de Coca-Cola custa 4,5 dólares, por exemplo. Caso você queira jantar com o parceiro poderá pagar 61 dólares em pub qualquer.

(Na Noruega a moeda corrente é a Coroa Norueguesa, porém nós transformamos os custos para dólares americanos para facilitar o entendimento.)

4º lugar — Londres (Reino Unido)

A cidade da Rainha Elizabeth II é linda, mas é bastante cara também. Você pode desembolsar facilmente perto de 2 mil libras por mês por um apartamento de 85 metros quadrados ou pagar 10 libras num maço de Marlboro. Descubra como é morar na Inglaterra.

3º lugar — Reykjavik (Islândia)

A capital e maior cidade da encantadora Islândia está entre as top 3 cidades mais caras da Europa. Por lá você paga 25 dólares por uma garrafa de vinho e o bilhete mensal no transporte público chega aos 107 dólares.

(Na Islândia a moeda corrente é a Coroa Islandesa, porém nós transformamos os custos para dólares americanos para facilitar o entendimento.)

2º lugar — Zurique (Suíça)

Como não poderia deixar de ser, as duas cidades mais caras da Europa estão na Suíça e Zurique, a cidade mais populosa do país, ocupa a segunda posição. Para comprar uma dúzia de ovos você desembolsa 9 dólares e alugar um apartamento pode chegar aos 2,5 mil dólares mensais.

Saiba quais são as melhores cidades para viver na Europa, Zurique está na lista.

1º lugar — Genebra (Suíça)

genebra

Em primeiríssimo lugar da lista está Genebra. O aluguel mensal de um apartamento chega aos 2,7 mil dólares e um homem que queira cortar o cabelo por lá terá que desembolsar 43 dólares para isso.

Confira a lista completa das cidades mais caras da Europa e o custo de vida no site Expatistan.

Custo de vida e salários

Dos países com as cidades mais caras da Europa está a Suíça e por lá o salário médio mensal é de 6.189 francos (mais ou menos 6,2 mil dólares) em empresas privadas. Já na Islândia o salário mínimo é de 343.000 coroas islandesas (mais ou menos 3,4 mil dólares).

Portanto é possível concluir que nesses países europeus ganha-se bem, porém o custo de vida acompanha esses ganhos.

Descubra também quais são as cidades mais baratas para viver na União Europeia.

Relação custo x benefício

É sempre necessário ter em mente e levar em consideração o custo de vida na Europa e os benefícios de se viver nas cidades mais caras da Europa.

Você terá, por um lado, um custo de vida bastante elevado e não terá vida fácil, porém poderá desfrutar de cidades limpas, seguras, organizadas e que, geralmente, ofertam uma qualidade de vida maravilhosa.

Em destaque no Euro Dicas
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

    Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Precisa enviar dinheiro para outro país?

    A nossa plataforma preferida é o Remessa Online. No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »
  • Pensando em morar em Portugal?

    Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

    RECEBER AMOSTRA »
COMPARTILHE
Autor

Amanda é brasileira, jornalista, mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Mora desde 2014 em Portugal. Escreve para seu site Vagas pelo Mundo sobre oportunidades de emprego, a experiência de morar fora, bolsas de estudo e vistos para morar no exterior.