Cidades mais caras da Europa: o top 10

Europa  / 

Morar fora é o sonho de muitas pessoas e o continente europeu e seus países figuram sempre como uma boa opção para isso. Hoje nós vamos mostrar quais são as cidades mais caras da Europa e trazer informações importantes para você que está em busca de um novo país para viver. Confira.

Top 10 das cidades mais caras da Europa

Encontrar um ranking com as cidades mais caras da Europa que seja confiável não é tarefa simples. São muitas informações desencontradas e que, via de regra, estão atreladas a questões políticas que muitas vezes não são muito claras.

Porém, nós encontramos um método que cruza os custos e despesas de alimentação, moradia, roupa, transporte, saúde e entretenimento e utiliza informações disponibilizadas pela OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico).

Precisa abrir uma conta bancária na Europa?

Você pode abrir a sua conta bancária grátis em 5 minutos e com toda a segurança no N26, um banco digital que funciona em toda a Europa.


O N26 não exige comprovação de rendimentos, você só precisa estar na Europa e ter seu passaporte em mãos.

ABRIR CONTA »

Confira a lista das cidades mais caras da Europa

10º lugar — Copenhagen (Dinamarca)

Copenhagen

Na décima colocação entre as cidades mais caras da Europa está a belíssima e encantadora Copenhagen, capital da Dinamarca. Por lá você paga, facilmente, seis dólares por meio quilo de peito de frango ou 2 mil dólares de aluguel em um apartamento de 85 metros quadrados.

(Na Dinamarca a moeda corrente é a Coroa dinamarquesa, porém nós transformamos os custos para dólares americanos para facilitar o entendimento.)

Saiba tudo sobre a Dinamarca.

9º lugar — Dublin (Irlanda)

A capital da Irlanda aparece na nona posição do ranking e em Dublin você paga 1.100€ (mil e cem euros) de aluguel em um estúdio mobiliado em uma região “normal” da cidade. Mesmo sendo um destino frequente de estudantes que querem aprender inglês, fazer as contas parece ser a melhor coisa antes de optar por Dublin.

Confira nosso artigo sobre como morar na Irlanda.

8º lugar — Berna (Suíça)

Das 10 cidades mais caras da Europa, na Suíça estão cinco delas e a capital do país Berna é a menos cara entre todas. Por lá você desembolsa facilmente 21 dólares por menu básico de almoço para uma pessoa e alugar um apartamento pode custar 2 mil dólares por mês.

(Na Suíça a moeda corrente é Franco Suíço, porém nós transformamos os custos para dólares americanos para facilitar o entendimento.)

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é o Remessa Online.


No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

VER COTAÇÃO »

Também pode te interessar saber quais são os países mais seguros do mundo.

7º lugar — Lausanne (Suíça)

Outra cidade que figura entre as mais caras da Europa é Lausanne e ela consegue ser ainda mais cara que Berna. Para você ter uma ideia, um almoço (menu básico) chega a 27 dólares por pessoa e o aluguel de um apartamento passa dos 2,3 mil dólares por mês.

6º lugar — Basileia (Suíça)

A cidade de Basileia ocupa a sexta posição no ranking das cidades mais caras da Europa e para a “surpresa”, ela também fica na Suíça. Uma viagem de táxi pela cidade pode chegar aos 39 dólares (tarifa básica – 8km) e uma caixa de antibióticos pode custar 38 dólares na farmácia.

Veja como conseguir emprego na Suíça e viver em um dos países mais desenvolvidos do mundo.

5º lugar — Oslo (Noruega)

oslo

A capital da Noruega ocupa a quinta posição no ranking e comprar dois litros de Coca-Cola custa 4,5 dólares, por exemplo. Caso você queira jantar com o parceiro poderá pagar 61 dólares em pub qualquer.

(Na Noruega a moeda corrente é a Coroa Norueguesa, porém nós transformamos os custos para dólares americanos para facilitar o entendimento.)

4º lugar — Londres (Reino Unido)

A cidade da Rainha Elizabeth II é linda, mas é bastante cara também. Você pode desembolsar facilmente perto de 2 mil libras por mês por um apartamento de 85 metros quadrados ou pagar 10 libras num maço de Marlboro. Descubra como é morar na Inglaterra.

3º lugar — Reykjavik (Islândia)

A capital e maior cidade da encantadora Islândia está entre as top 3 cidades mais caras da Europa. Por lá você paga 25 dólares por uma garrafa de vinho e o bilhete mensal no transporte público chega aos 107 dólares.

(Na Islândia a moeda corrente é a Coroa Islandesa, porém nós transformamos os custos para dólares americanos para facilitar o entendimento.)

2º lugar — Zurique (Suíça)

Como não poderia deixar de ser, as duas cidades mais caras da Europa estão na Suíça e Zurique, a cidade mais populosa do país, ocupa a segunda posição. Para comprar uma dúzia de ovos você desembolsa 9 dólares e alugar um apartamento pode chegar aos 2,5 mil dólares mensais.

Saiba quais são as melhores cidades para viver na Europa, Zurique está na lista.

1º lugar — Genebra (Suíça)

genebra

Em primeiríssimo lugar da lista está Genebra. O aluguel mensal de um apartamento chega aos 2,7 mil dólares e um homem que queira cortar o cabelo por lá terá que desembolsar 43 dólares para isso.

Confira a lista completa das cidades mais caras da Europa e o custo de vida no site Expatistan.

Custo de vida e salários

Dos países com as cidades mais caras da Europa está a Suíça e por lá o salário médio mensal é de 6.189 francos (mais ou menos 6,2 mil dólares) em empresas privadas. Já na Islândia o salário mínimo é de 343.000 coroas islandesas (mais ou menos 3,4 mil dólares).

Portanto é possível concluir que nesses países europeus ganha-se bem, porém o custo de vida acompanha esses ganhos.

Descubra também quais são as cidades mais baratas para viver na União Europeia.

Relação custo x benefício

É sempre necessário ter em mente e levar em consideração o custo de vida na Europa e os benefícios de se viver nas cidades mais caras da Europa.

Você terá, por um lado, um custo de vida bastante elevado e não terá vida fácil, porém poderá desfrutar de cidades limpas, seguras, organizadas e que, geralmente, ofertam uma qualidade de vida maravilhosa.

Em destaque no Euro Dicas
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

    Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Precisa enviar dinheiro para outro país?

    A nossa plataforma preferida é o Remessa Online. No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »
  • Pensando em morar em Portugal?

    Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

    RECEBER AMOSTRA »
COMPARTILHE
Autor

Amanda é brasileira, jornalista, mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Mora desde 2014 em Portugal. Escreve para seu site Vagas pelo Mundo sobre oportunidades de emprego, a experiência de morar fora, bolsas de estudo e vistos para morar no exterior.