Morar na Holanda: vistos, estudo, trabalho e custo de vida

A Holanda, além de linda, é um dos lugares mais atrativos para estrangeiros que buscam uma mudança de vida. O país oferece um dos melhores salários da Europa e, em termos de qualidade, está sempre no topo dos rankings internacionais. Atualmente, é o quinto país mais feliz do mundo, segundo o World Happiness Report de 2019. Não é por acaso que cada vez mais pessoas procuram informações de como morar na Holanda.

Quero morar na Holanda!

Neste artigo vou responder às principais dúvidas sobre como morar na Holanda, envolvendo desde o processo de vistos até as despesas com o dia a dia, trabalho, estudo e muito mais. Então, mãos à obra!

Visto para morar na Holanda, é preciso?

É necessário visto para morar no país e o processo não é dos mais simples. Quem deseja passar mais de 90 dias no país precisa de um cartão de residência, obtido junto ao Serviço de Imigração e Naturalização (IND).

Há dois cenários. Se você possui dupla cidadania europeia, pode chegar e apenas se cadastrar na prefeitura, o que é rápido e simples. Agora, se esse não é o seu caso, a história fica um pouco mais burocrática.

Visto de trabalho

Brasileiros que desejam estudar e/ou procurar emprego na Holanda precisam solicitar visto de permanência ao consulado Holandês, também conhecido como MVV (Machtiging voorlopig verblijf), o que, preciso dizer, não é uma tarefa fácil e muitas vezes não é aceito.

Sonho de Morar na Europa?

Confira nosso livro Sonho de Morar na Europa com as jornadas de vários brasileiros que vivem atualmente na Europa e conheça todos os passos para chegar no Velho Continente e realizar o seu sonho!

A emissão do visto para trabalhar na Holanda dependerá do tipo de trabalho. A solicitação normalmente é feita pelo empregador. O que significa que você já fez entrevista, passou e uma empresa holandesa quer te contratar. Saiba mais no site oficial do serviço de imigração da Holanda.

Visto de estudo

É necessário o visto de longa permanência (MVV), assim como uma permissão de residência (VVR) para estudar na Holanda. Todo o processo, no entanto, só pode ser feito depois que você já foi admitido na universidade em tempo integral. Você também vai precisar comprovar que tem fundos suficientes para se manter durante o período no país.

Geralmente a própria universidade auxilia no processo para a obtenção do visto, mas, na dúvida, o ideal é contactar o consulado holandês. É importante reforçar também que o visto de estudante tem validade, ou seja, vai durar só pelo tempo que você estiver estudando.

Saiba como conseguir uma bolsa para mestrado em Amsterdam.

Visto de companheiro

Será que tem como morar na Holanda sendo casado com um holandês? Sim. Este é o visto específico para cônjuges, parceiros registrados ou namorados de alguém que tem nacionalidade holandesa ou permissão de residência válida no país por no mínimo 1 ano. É preciso que a união seja reconhecida como estável, de longo prazo e exclusiva. Os membros do casal precisam ter mais de 21 anos e deverão morar juntos na Holanda, entre outros requisitos.

Visto de intercâmbio cultural

O visto para intercâmbio na Holanda tem como objetivo proporcionar o aprendizado da cultura e dos costumes holandeses. Ele parte do princípio da reciprocidade, então o anfitrião holandês também deve ter a oportunidade de visitar o país de origem da pessoa que solicitou o visto.

Au pair

Válido por um período máximo de um ano, é uma experiência de como morar na Holanda e trabalhar vivendo na casa de uma família local. Assim, é possível fazer uma imersão na cultura e nos costumes. Saiba mais sobre ser Au Pair na Europa aqui.

Outros casos

Quem ainda não tem um emprego, mas mesmo assim quer morar na Holanda, deve obter uma permissão de um ano de estadia. Todas essas permissões e vistos estão listados no site do Consulado Holandês ou com o IND, Serviço de Imigração e Naturalização Holandês.

A melhor opção sempre é entrar em contato com os serviços e tirar todas as dúvidas. Por experiência própria, eles mesmos se enrolam um pouco com tanta burocracia, então sempre pesquise muito e pergunte ao máximo. Afinal, entender como morar na Holanda passa primeiro pela compreensão dessa documentação legal.

Onde solicitar os vistos?

No processo de como morar na Holanda, a principal forma de solicitar o visto de longa permanência (MVV) é pelo responsável pela estadia – que pode ser a empresa que contratou, a universidade onde foi admitido ou o cônjuge.

Já o programa de intercâmbio cultural é organizado por entidades cadastradas no Serviço de Imigração e Naturalização (IND) da Holanda. O visto de au pair, por sua vez, é obtido somente por meio de agências especializadas nestes tipos de intercâmbio.

O procedimento mais correto é aguardar pela aprovação do visto no Brasil. No país, somente o Consulado Geral em São Paulo é competente para auxiliar nos pedidos de visto. Uma vez o visto aprovado, você faz um pedido no Brasil para que o adesivo MVV seja colocado no passaporte.

É possível, ainda, tirar o visto por sua conta. Mas o processo é mais demorado e tem menor chance de ser aceito. Neste caso, o ponto de partida é agendar uma visita por meio do sistema online do governo da Holanda.

Quanto custam os vistos

Na página do IND, pesquisamos no dia 21 de janeiro de 2020 alguns valores dos vistos mais emitidos para quem está no processo de como morar na Holanda. Normalmente, a extensão do visto custa o mesmo valor do primeiro pedido.

  • Visto de trabalho: 290€;
  • Programas de Au pair e Intercâmbio cultural: 290€;
  • Para companheiro: 174€;
  • Estudos: 174​​€;

Nestes custos, é importante considerar também os valores para traduções juramentadas de certidões, contratos de trabalho, diplomas e outros papéis. E, ainda, os valores da Apostila de Haia, necessária para validar toda a documentação no exterior.

Saiba mais sobre as melhores cidades para morar na Holanda.

Quanto tempo demora para sair o visto?

Varia, a depender de cada processo, se a documentação está completa e outros fatores. Em geral, os vistos demoram de 60 a 90 dias para serem aprovados. Já os pedidos de residência permanente podem levar 6 meses. Considere estes prazos no seu planejamento de como morar na Holanda.

morar na holanda

Brasileiros na Holanda: conheça a comunidade brasileira que vive no país.

Quem tem cidadania europeia precisa de visto?

Não. Pessoas com nacionalidade de um Estado-Membro da União Europeia estão dispensadas da exigência de autorização de residência para morar e trabalhar na Holanda. Um passaporte ou documento de identidade válido na União Europeia já mostram que você tem uma estadia legal.

Além dos europeus, esta medida é válida para quem tem nacionalidade suíça ou destes outros países: Islândia, Liechtenstein, Mônaco, Noruega, Cidade do Vaticano, Austrália, Canadá, Japão, Nova Zelândia, Coreia do Sul e Estados Unidos.

Custo de vida na Holanda

Considerando outros países da Europa, como França e Inglaterra, a Holanda tem valores um pouco mais acessíveis.

Claro que, se você pretende morar em Amsterdam, capital da Holanda, os custos serão bem mais altos do que aqueles praticados em outras cidades. Digo isso em relação a aluguel e compra de casa. Alimentação, lazer e afins não variam tanto – e depende muito também do padrão de vida de cada pessoa. O custo de vida na Holanda é uma das dúvidas mais frequentes de quem pretende morar no país, então vamos lá:

Moradia

Descrição Valor
Aluguel médio para um apartamento de um quarto no centro da cidade 1,036.77€
Aluguel médio para um apartamento de um quarto fora do centro da cidade 811,57€
Preço de apartamento com cerca de 70 metros quadrados no centro da cidade 283 mil €
Despesas básicas para uma casa de 85 metros quadrados (energia, aquecimento, água e lixo) 163,12€

Comprar imóvel na Holanda

Uma coisa que acho fantástica por aqui é a facilidade de “realizar o sonho da casa própria”. No Brasil, para muitos, esse sonho nunca é alcançado, é muito difícil mesmo. Na Holanda, se você tem um emprego fixo e estável, você pode se aplicar no sistema de hipoteca. Se for casado ainda dá para unir a renda e conseguir mais vantagens.

É bem simples, você solicita em algum banco que gostaria de comprar um imóvel e eles, de acordo com a sua renda mensal, informam um valor que você pode contratar de hipoteca. Aí você pega o dinheiro, compra a casa e paga por mês mensalidades acessíveis e às vezes até mais baratas do que você pagaria em um aluguel, por exemplo.

Você pode pensar que isso é como um empréstimo no Brasil, mas não. Aqui os juros, além de serem praticamente inexistentes, você ainda recebe de volta. Incrível né? Rumo a casa própria!

Alimentação

Alimento  Preço
Leite (litro) 0,88€
Peito de frango (quilo) 8,40€
Banana (quilo) 1,86€
Maçã (quilo) 2,26€
Uma dúzia de ovos 2,22€

Saiba como enviar dinheiro para a Holanda de forma rápida, segura e com melhor custo-benefício.

Lazer

Descrição Preço
Ingresso de cinema 11,15€
Academia de ginástica (mensalidade 28,75€
Uma refeição em restaurante econômico 15€
Jantar para dois em restaurante, com três pratos 60€
Cerveja holandesa (pint de 500 ml) 4,50€
Cappuccino (regular) 2,80€

Comunicações

Descrição Preço
Internet (60 Mbps com dados ilimitados) 37,91€
Tarifa de celular pré-pago para ligações locais (1 minuto) 0,14€

Transporte

Descrição  Preço
Ticket de transporte público 3€
Passe mensal 80€
Um litro de gasolina 1,64€

Um ponto interessante é que você consegue ter uma vida bem digna e com até um pouquinho de “luxo” sem ganhar rios de dinheiro. Tudo também depende de qual cidade você vai morar e qual o seu padrão de vida. Em comparação com o Brasil, eu acho que se vive bem com menos. Os custos podem ser menores nas cidades pequenas da Holanda para morar.

rua de amsterdam

Saiba também como abrir conta na Holanda, conheça os principais bancos e documentos necessários.

Trabalhar na Holanda

Agora que você teve uma visão geral de como morar na Holanda com visto e quanto custa viver no país, é preciso entender como fica a dimensão profissional. Existem diversas áreas que buscam constantemente empregados, como:

  • Tecnologia da Informação;
  • Petróleo e Gás;
  • Setor de energia;
  • Moda;
  • Marketing;
  • Design.

Enfim, holandeses sempre estão à procura de mão de obra qualificada. Veja a lista dos melhores sites de emprego na Holanda.

Existem também os trabalhos tidos como secundários por nós brasileiros, como garçom, vendedor de loja, atendente de mercado, serviços braçais e outros. Trabalho não falta, e todos são dignos e pagam um salário que você pode se manter e viver facilmente. Descubra as opções de trabalho na Holanda para brasileiros mais comuns.

O primeiro passo para conseguir um emprego no país é saber inglês. O domínio deste idioma é essencial e a população local é fluente em inglês, então existem diversas oportunidades que não exigem que você fale holandês – que é uma língua desafiadora.

Outro destaque sobre como morar na Holanda, envolvendo trabalho, é a forma como se dão as relações com o empregador. Tudo é acordado com ele, as férias são muito mais flexíveis e costumam ser contadas em dias úteis – o que aumenta o período de descanso.

Salários

O salário mínimo na Holanda para maiores de 21 anos é atualmente de 1.653,60€ (381,60€ por semana e 76,32€ por dia). O salário médio, por sua vez, fica entre 2.342€ e 2.778€. Claro que, se você tiver uma família com filhos, isso não é o suficiente. No entanto, empregos mais qualificados pagam sempre mais que um salário mínimo ou médio, então é interessante analisar a sua área profissional.

O mercado de trabalho holandês, vale sempre destacar, está bem melhor do que o brasileiro, com uma taxa de desemprego de apenas 3,4% (dados de Julho de 2019). Esta taxa poderia ser ainda menor, uma vez que o governo oferece várias assistências que acabam ajudando a elevar a taxa de desemprego. Ocorre que muitos se aproveitam dessa ajuda e demoram a procurar um emprego na Holanda. Afinal não é só no Brasil que existem espertinhos.

Procurando emprego

Se você quer morar na Holanda e não tem um emprego em vista, existem várias agências que auxiliam nessa procura e são bem-sucedidas nos resultados. Algumas opções:

Estudar na Holanda

Muitas pessoas pesquisam como morar na Holanda pensando na qualidade do ensino. Com muitas ofertas de cursos em inglês e preços bem mais baratos que nos Estados Unidos ou na Inglaterra, a Holanda é sempre uma ótima opção.

O que é mais importante saber é que as universidades públicas são pagas. A anuidade depende do curso, da instituição de ensino e outras variáveis. Em geral, um curso de graduação custa cerca de 7 mil euros por ano, enquanto cursos de mestrado são um investimento de 12 a 15 mil euros anuais.

Melhores universidades

Existem três tipos de universidades na Holanda, dedicadas à pesquisa, às ciências aplicadas e institutos de educação internacional. Uma ranking mundial da Times Higher Education no final de 2019 destacou algumas instituições. Veja algumas a seguir:

Universidade de Wageningen

A WUR fica ao centro do país, na cidade de Wageningen, que é relativamente próxima de Amsterdã e da fronteira da Alemanha. Tem foco em ciências da vida e ciências sociais, com destaque para as áreas agrícolas e ambientais em 20 programas de graduação, 37 programas de mestrado e outros cursos. Dos mais de 14 mil alunos da instituição, cerca de 27% vêm do exterior.

Universidade de Amsterdam

A UVA é uma das instituições de ensino mais antigas do país, fundada em 1632. Chama a atenção sua biblioteca que guarda milhares de manuscritos, cartas, mapas e obras raras, além de 4 milhões de livros. Possui 26 mil alunos, sendo mais de 3 mil deles internacionais, provenientes de 100 países. Eles procuram especialmente seus mais de 150 cursos nas áreas de artes, humanidades e ciências sociais, entre outras.

Universidade de Tecnologia de Delft

Está entre as maiores e mais antigas universidades técnicas públicas do país, que cresceu bastante após a Segunda Guerra Mundial e hoje tem mais de 18 mil alunos (25% deles estrangeiros). Seus edifícios estão baseados no Mekelpark, bairro projetado para abrigar a instituição. Além da qualidade de ensino, há um destaque na arquitetura. O telhado da Biblioteca TU Delft possui uma bela cobertura de grama para isolamento natural. Confira mais informações no site oficial da Instituição.

Universidade de Leiden

Esta sim é a universidade mais antiga da Holanda, fundada em 1575. Ela inclusive mantém vínculos com membros da família real holandesa, também opa formou vários políticos e intelectuais – cerca de 16 ganhadores do Prêmio Nobel já foram afiliados à Leiden, incluindo Albert Einstein. Embora tenha uma história longa, a instituição é conhecida pela inovação e pelo método de ensino que valoriza o trabalho em grupo. Hoje possui mais de 28 mil estudantes, vindos de mais de 100 países. Confira o site em português da instituição .

Saúde na Holanda

Se você escolheu morar na Holanda, então saiba que é obrigatório por lei ter um seguro saúde. Todos no país possuem esse seguro (que não é barato, a partir de 100€ por pessoa), e todos tem o mesmo tipo de atendimento (a não ser que você seja rico e queira pagar bem mais pela atendimento privado).

Isso tem suas vantagens e desvantagens. Eu particularmente vejo o sistema de saúde na Holanda como antiquado e que precisa de melhorias. Esse tema é realmente polêmico. Uma vez que tiver sua carteirinha do seguro saúde em mãos, você pode marcar consulta com o seu médico da família e utilizar a rede de hospitais.

Precisa de seguro viagem para morar na Holanda?

Sim. Até que a situação esteja regularizada no país e que a pessoa esteja inscrita no seguro saúde holandês, é necessário contar com a proteção do seguro viagem para Holanda. Ele garante assistência à saúde em casos de emergência e é um auxílio importante em casos de imprevistos com o voo e com as bagagens.

Por isso, neste processo, não esqueça de contratar um seguro viagem Holanda. Você pode utilizar nosso comparador de seguros e, com o cupom EURODICAS5, garante 5% de desconto na sua compra. Aproveite!

 

bicicletas em amsterdam

Idioma da Holanda

O idioma falado na Holanda é o holandês (ou neerlandês). É um idioma de origem germânica, e está entre o inglês e o alemão.

É preciso realmente se dedicar para aprender a língua local, é um idioma difícil e os próprios holandeses confessam essa dificuldade. Se fica difícil para eles, imagina para nós.

Mas não se preocupe, para morar na Holanda, se você é fluente em inglês, está tudo certo! Praticamente todos os locais falam o idioma e você consegue se comunicar e até encontrar empregos onde só o inglês é solicitado.

Então, pelo menos pedir aquela cervejinha gelada ou perguntar aonde fica o banheiro você consegue em inglês. Principalmente se você estiver em uma cidade grande.

Claro que se sua intenção é construir uma vida no país, mais cedo ou mais tarde você terá que se aventurar no holandês, não tem jeito. Entretanto, eu conheço pessoas que moram há mais de 10 anos no país e só falam inglês.

O idioma tem sotaques e dialetos próprios

Para quem quer morar na Holanda, é interessante saber que, apesar de pequenininha (o país tem menos de 400km de extensão), há vários sotaques nas diferentes regiões e 12 províncias.

Isso é agravado pelo fato do país também fazer fronteira com a Bélgica e a Alemanha, então quem mora nesses arredores acaba incorporando termos estrangeiros.

Nem os holandeses se entendem

Os moradores de algumas províncias têm por vezes dialetos próprios, com palavras e até estruturas diferentes. Às vezes nem os próprios holandeses se entendem! A dificuldade é principalmente entre os moradores das províncias de Limburg e Friesland.

É realmente fantástico (e ligeiramente hilário) constatar como mesmo em uma área bem pequena, há tantas diferenças culturais e linguísticas.

Diferenças culturais

Brasileiros e holandeses são um tanto diferentes, e se você pretende morar na Holanda é bom saber isso. O Holandês é um povo pragmático que sempre visa facilitar as coisas, ou seja, é um povo muito direto, o que para nós brasileiros pode ser entendido como falta de educação e grosseria. Veja um pouco mais sobre a cultura da Holanda:

Não é não

Imagine a seguinte situação: você vai convidar seus amigos para um jantar na sua casa, quando você convida um brasileiro, e ele não pode ir, normalmente ele fala que “vai ver e te avisa”, ou confirma e em cima da hora conta uma história triste e não aparece. Todo mundo conhece alguém assim, não é mesmo?

Agora, se você convidar um holandês, são grandes as chances de ele responder um sonoro “Não”, caso ele já saiba que não poderá ir. O mesmo vale para o sim, se ele disser que vai, ele vai! E você nem precisa confirmar depois, uma vez marcado, está confirmado.

Vale night

Na Holanda é muito comum saidinhas depois do trabalho, ou saída entre amigos, sem os parceiros. Você vai em um bar e encontra o grupinho dos homens e o grupinho das mulheres. Para mim ainda é bem estranho, pois não é uma coisa esporádica, praticamente toda semana os holandeses saem entre amigos e deixam seus parceiros à vontade. Quando você está inserido em um ambiente de trabalho seus colegas holandeses querem que você participe de saidinhas como essas.

Bebidas no trabalho

Na Holanda, toda sexta-feira o expediente acaba um pouquinho mais cedo. Imagina você estar sentado na sua mesa de trabalho e de repente seu chefe chega para você oferecendo uma garrafinha de cerveja. Sim, isso é muito comum! E não só cerveja, em muitos escritórios você encontra vários tipos bebidas alcoólicas que os funcionários podem tomar (mas não é festa tá!). Para uma pessoa que veio do Brasil é bem diferente.

Consumo de drogas na Holanda: veja o que é permitido e como funciona o controle.

Almoço

Uma das maiores diferenças, para mim, é o fato de que holandeses não almoçam comida. Pois é, eles fazem um lanchinho rápido, normalmente com pão com queijo, ou pão com Nutella, e só. Às vezes rola uma saladinha. Brasileiros precisam de uma refeição completa, até tentei me adaptar a isso, mas não tem como. Almoço sem uma refeição apropriada é bem difícil.

Conheça também as comidas típicas da Holanda.

Clima

Essa parte não precisamos nem comentar, não é mesmo? Enquanto no Brasil é verão praticamente o ano todo, aqui na Holanda é bem diferente.

A temperatura média anual na Holanda é de 14 graus, os verões são bem amenos com uma média de 25 graus e no inverno de 0 graus.

Mas veja bem, parece loucura, mas quando faz uns 15 graus já é um calorzinho, isso porque a pressão atmosférica é diferente da do Brasil e o clima bem mais seco. O que mata mesmo é a quantidade de chuva.

A vida toda ouvi dizer que a Inglaterra é uma país cinza e que chovia mundo. As pessoas deveriam começar a falar da Holanda! Aqui chove muito e do nada! Você antes de sair de casa olha na janela e o céu está azul, mas nada impede que daqui a 10 minutos caia uma tempestade!

O clima é bem doido e no mesmo dia você pode ter chuva, sol, arco-íris, tempestade de vento e neve.

Morar na Holanda é para mim?

Morar nesse país lindo e cheio de oportunidades me faz muito feliz. Nada na vida são flores, sempre temos momentos difíceis onde quer que estejamos. É complicado deixar a família, amigos e seu país para trás. Bate saudade de casa, dos almoços em família, você pensa que quando tiver filhos, eles vão conhecer os avós via facetime, mas posso dizer que vale muito a pena.

A vida é feita de escolhas e as vantagens e qualidade de vida que encontramos na Holanda compensam. O processo de adaptação varia muito de pessoa para pessoa. Eu, por exemplo, adoro o frio, então isso não é uma desvantagem para mim, mas para muita gente pode ser. O segredo, onde quer que você queira morar, é sempre buscar o melhor e fazer das possíveis dificuldades um aprendizado para o futuro.

E não deixe de complementar a leitura com o guia completo com tudo sobre a Holanda.

Luciana Andrade é jornalista, doutora em história, cursa especialização em marketing digital e não cansa de aprender coisas novas. À frente da Flows Conteúdo & Comunicação, escreve para diversos sites e clientes corporativos. Já morou em cinco cidades - no Brasil e na França - e está sempre planejando a próxima viagem.

Paulista de 25 anos, decidiu fazer as malas e estudar na Holanda. Atualmente faz mestrado na Universidade de Leiden e procura explorar o país nas horas vagas. Escreve no seu blog The Nerdylands tudo sobre a vida de estudante na Holanda.

Katarina Ferreira, Social Media, Designer e Fundadora do Vida Laranja, onde dá dicas e ajuda brasileiros que resolveram, como ela, buscar novos desafios na Holanda e pelo mundo.

Artigos relacionados

Profissões mais bem pagas na Holanda: conheça o top 10

Descubra nesse artigo as 7 profissões mais bem pagas na Holanda, seus salários e o que faz cada profissional dentro da área.

Trabalho na Holanda para brasileiros: oportunidades e salários

Saiba como é o mercado de trabalho na holanda para brasileiros. Conheça os salários, como procurar emprego e documentos necessários.

Emprego na Holanda: como conseguir, salários e benefícios

Veja como procurar emprego na Holanda, qual idioma é necessário para conseguir uma oportunidade no país e outros requisitos.

Custo de vida na Holanda: conheça os gastos médios no país

Se você quer morar na Holanda, sem dúvida alguma precisa saber qual é o custo de vida na Holanda. Veja quanto gasta um casal para viver em Amsterdam.

Tudo sobre a Holanda: conheça tudo sobre o país das tulipas

Tudo sobre a Holanda: onde fica, hstória, capital, custo de vida, língua e cultura, moeda e economia, mapa, maiores cidades etc.

Sites de emprego na Holanda: veja a lista com os melhores

Quer trabalhar na Holanda? Então conheça os principais sites de emprego na Holanda, agências e dicas para você conseguir a sua vaga.

Câmbio de moedas

EURO € : R$ 0.00

LIBRA £ : R$ 0.00

DÓLAR $ : R$ 0.00

Ouça nosso Podcast

Curta nossa página

Euro Dicas no Youtube