Intercâmbio na Itália: confira o passo a passo para fazer o seu

Fazer um intercâmbio na Itália pode ser uma ótima forma de conhecer melhor a cultura do país da bota, o estilo de vida italiano, além de dar aquela turbinada na língua e melhorar o currículo! Existem várias categorias de intercâmbio na Itália, desde cursos de idiomas até cursos profissionalizantes. Pronto para morar na Itália por alguns meses e embarcar nessa nova aventura?

O que é necessário para fazer um intercâmbio na Itália?

Estudar na Itália para fazer um intercâmbio é fácil! Você vai precisar:

  • Escolher o curso desejado;
  • Comprar as passagens;
  • Tirar o visto de estudante (caso fique no país por mais de três meses e não seja cidadão italiano ou europeu).

Estudante em Bolonha

E como fazer?

Fazer um intercâmbio é sempre uma decisão importante, que pode ter consequências importantes na sua vida. Por isso, é essencial cuidar de cada detalhe da sua temporada no exterior.

Por conta própria

Você pode sim organizar um intercâmbio na Itália por conta própria! Hoje, as escolas e universidades disponibilizam tudo online, inclusive informações a respeito de preços e duração.

Sonho de Morar na Europa?

Confira nosso livro Sonho de Morar na Europa com as jornadas de vários brasileiros que vivem atualmente na Europa e conheça todos os passos para chegar no Velho Continente e realizar o seu sonho!

A mesma coisa pode ser observada pela hospedagem e alojamento, tanto nos sites de imobiliárias como a Immobiliare, Tecnocasa ou até mesmo sites como Idealista, que publica anúncios de casas e quartos disponíveis. Outro jeito interessante é procurar alojamento nos grupos do Facebook para esse fim. Em geral, basta procurar por “Nome da cidade” affitti studenti.

Através de agências

Por agências, é tudo mais fácil: são elas que pensam em tudo para você! As mais famosas são: EF, CI, STB, Intercultura AFS e a IE Intercâmbios. Há várias possibilidades de cursos, duração, objetivos, etc.

Através da Universidade

De modo geral, cada faculdade ou departamento possui uma secretaria que se ocupa de intercâmbios acadêmicos.

A tendência é que o intercâmbio na Itália mediado por uma universidade seja mais fácil do ponto de vista burocrático (já que o acordo de cooperação tutela o aluno e a parte burocrática da ida para o país), mas exija bastante força de vontade e independência por parte do aluno, uma vez que ele será responsável pela procura de casa (caso a universidade estrangeira não possua alojamento próprio), alimentação, estudo, etc.

Sem dúvida nenhuma, é uma ótima oportunidade para crescer e amadurecer.

Documentos necessários

De modo geral, as universidades pedem alguns documentos-padrão, são eles:

  • Histórico escolar (algumas universidades consideram a média ponderada);
  • Plano de estudos (explicando as motivações do intercâmbio, assinado por um professor do seu departamento);
  • Comprovante de língua italiana (normalmente as universidades italianas pedem o nível B2);
  • Passaporte válido.

Após fazer a inscrição, a sua universidade ficará responsável por analisar a documentação. Caso você seja selecionado, a universidade italiana enviará para a sua universidade a Carta de aceite.

Carta de aceite

Nesta carta, estarão especificados alguns detalhes da sua estadia, quais:

  • Duração;
  • Data de chegada e início do semestre;
  • Departamento/Faculdade onde você terá as aulas.

A partir desta etapa, você estará apto a entregar o Learning agreement, que nada mais é do que um documento no qual você explicará quais matérias você pretende cursar e qual a disciplina que corresponde àquela matéria na sua universidade, acompanhadas pelo número de créditos e a duração da matéria), que deverá ser assinado por um professor do seu departamento e aprovado por um professor na Universidade estrangeira (quando você chegar por lá).

Intercambista na Itália

Precisa de seguro viagem?

Se você não tem cidadania europeia e pretende fazer intercâmbio na Itália, deve saber que é necessário possuir seguro viagem ou IB2, formulário que o brasileiro pode preencher para ter acesso ao sistema de saúde na Itália, nas mesmas condições que os italianos.

Seguro viagem

O seguro viagem com cobertura de 30 mil euros para despesas médicas e hospitalares é um documento necessário para o brasileiro entrar em qualquer país da Europa que componha o Tratado de Schengen.

A melhor maneira de fazê-lo é acessando o comparador de seguro viagem do Euro Dicas e preenchendo as informações solicitadas. O Euro Dicas possui parceria com o Seguros Promo, que oferece os melhores planos de seguro viagem de seguradoras renomadas no mercado pelos melhores preços.

IB2

Como o Brasil e a Itália têm acordo em relação à saúde pública (brasileiros têm direito à saúde pública na Itália e vice-versa), não é obrigatório o seguro viagem como condição de entrada de brasileiros na imigração italiana, contanto que estes portem seu IB2, que é um seguro saúde.

Para poder solicitar o formulário, o brasileiro deve se dirigir a um posto autorizado do INSS e fazer o requerimento.

Programas de intercâmbio na Itália

São várias as modalidades de intercâmbio na Itália, que respondem exatamente às suas necessidades! Vejamos alguns exemplos.

Teens

Esperando os tão aguardados 18 anos para fazer um intercâmbio na Itália? Pois saiba que você pode fazê-lo ainda menor de idade!

Existem programas de intercâmbio na Itália destinados exclusivamente àquela faixa etária. Um dos programas bastante conhecidos na Itália é o Intercultura, uma ONG que faz a ponte entre os dois países, e é muito presente nas escolas italianas. Você, aluno brasileiro, graças à Intercultura AFS Brasil, pode procurar o intercâmbio na Itália desejado e cursar um semestre ou um ano escolar em uma escola italiana.

Existe ainda a opção de ir para lá como estudante livre, e fazer um curso de língua e cultura italianas em uma escola de língua!

Graduação

Se você está matriculado em uma instituição de ensino superior brasileira e pretende fazer um intercâmbio na Itália, mas não sabe por onde começar, você está no lugar certo.

Procure na Secretaria ou no site da sua universidade se há algum acordo de cooperação internacional. Caso haja, é tudo mais fácil. Digamos que boa parte da burocracia vai ficar sob responsabilidade da sua universidade e da universidade italiana que te acolherá.

Você vai precisar ficar de olho nos prazos, documentos necessários para a inscrição e para o visto. Lembre-se de que o calendário europeu é diferente do nosso calendário: o ano acadêmico começa em outubro/setembro e vai até fevereiro; o segundo semestre, por outro lado, inicia em março e acaba em junho/julho. Agosto é o mês de férias por excelência!

Mestrado e doutorado

O procedimento para quem quer fazer intercâmbio na Itália sendo aluno de pós-graduação é parecido com quem está na Graduação. Nestes casos, a duração do intercâmbio pode variar um pouco, tendo em conta uma parte importante dos cursos de pós: a pesquisa.

É possível realizar um intercâmbio na Itália que englobe somente o tempo de pesquisa nas bibliotecas, arquivos, departamentos, coleta de dados e materiais, entrevistas, etc.

Cursos profissionalizantes

Outro jeito de realizar um intercâmbio na Itália é através de um curso profissionalizante. As áreas mais comuns são: Gastronomia, Sommelier e Confeitaria e sorvete (o bom “gelato”).

A UNISG – Università degli studi di Scienze Gastronomiche di Pollenzo, situada no norte da Itália, mais especificamente na região do Piemonte, é uma universidade particular reconhecida pelo Ministério da Educação italiano, que oferece vários cursos no âmbito da Gastronomia. Fundada pela Slow Food Italia, nasce como centro de pesquisa de alimentação saudável e loca.

Além de graduações e pós, a UNISG oferece também o programa Summer School, cursos de verão que vão da confeitaria ao vinho, passando também pela fermentação.

Outra opção é a perugina Università dei Sapori, centro internacional de formação e cultura da alimentação, que oferece cursos de culinária para todos, desde principiante a quem já trabalha na área. Além dos cursos de culinária, a Università dei Sapori oferece cursos de bartending e sommelier. Para quem já trabalha na área, existem outras opções como pralinê e bomboneria fina, pizza e focaccia e macarrão fresco.

Chefe de cozinha

Se você se interessa mais pela parte de confeitaria, existem cursos profissionais como o da renomada Italian Chef Academy, sediada em Roma. Os docentes são confeiteiros de grande peso, que trabalham em restaurantes e confeitarias importantes da Itália.

Interessantes são também os cursos voltados para quem quer virar Sommelier. São promovidos e reconhecidos pela Associazione Italiana Sommelier e são divididos em três níveis.

Cursos de Língua Italiana

A UNISTRAPG – Università per Stranieri di Perugia e a UNISTRASI – Università per Stranieri di Siena são universidades voltadas ao ensino e pesquisa da língua italiana. No Centro de línguas, são oferecidos cursos de Língua e Cultura italianas para alunos estrangeiros.

Tais cursos podem ter duração de um ou três meses e o aluno paga em base à modalidade escolhida. No site da UNISTRAPG e da UNISTRASI você poderá conferir informações detalhadas referentes ao preço, calendário e duração.

Na STB Intercâmbios, por outro lado, o intercâmbio de língua italiana pode ser realizado em cidades como Florença e Milão. O curso prevê programas de 2 semanas a um ano!

Precisa de visto para fazer intercâmbio na Itália?

A resposta é: depende!

O Ministério de Relações Exteriores da Itália (MAECI) disponibiliza para o cidadão estrangeiro o site Il visto per l’Italia. Lá, é possível conferir quando é necessário tirar o visto para a Itália. Basta responder a quatro perguntas: nacionalidade, país de residência, a duração da sua estadia e o motivo da estadia.

O visto para o intercâmbio na Itália não é necessário se você se matricular em um curso que dure até 3 meses. Nestes casos, a entrada no país ou no Espaço Schengen é suficiente para permanecer no país. Muitas vezes, as autoridades poderão pedir um comprovante de estadia. Diante disso, a matrícula pode atestar a permanência no país.

Se o curso que você pretende cursar dure mais de 3 meses, o visto é imprescindível.

Visto de estudante – intercâmbio acadêmico

Grosso modo, para tirar o visto de estudante para intercâmbio, você vai precisar:

  • Formulário do visto preenchido;
  • Foto (3,5×4,5 cm);
  • Passaporte válido por no mínimo três meses após a expiração do visto;
  • Seguro-saúde ou IB2-CDAM;
  • Comprovante de intercâmbio (carta de aceite).

O visto custa 50€ e dura exatamente o tempo da permanência no país.

Visto de estudante – curso de língua e cultura italiana

Caso a sua intenção seja melhorar o nível de italiano e deseja se matricular em um curso de língua italiana, você também deverá apresentar (além dos documentos elencados acima):

  • Comprovante de hospedagem;
  • Comprovante de renda (cerca de 500€ por mês);
  • Comprovante de matrícula no curso desejado.
  • Também, nessa circunstância, será necessário pagar um valor de 50€ pelo visto.

Visto de estudante – curso profissionalizante

Optou por um intercâmbio na Itália mais profissionalizante? Além de entregar todos os documentos elencados anteriormente, é obrigatório exibir:

  • Comprovante de formação profissionalizante iniciada no Brasil;
  • Passagem de ida e volta;
  • Comprovante de matrícula no curso desejado, no qual constem informações detalhadas a respeito dos objetivos e programa do curso, cuja duração não pode superar os 24 meses.

Mais uma vez, o requerente deverá pagar a quantia de 50€.

Permesso di soggiorno per motivi di studi

Após a chegada no país, mas antes de iniciar o seu intercâmbio na Itália, você deverá completar um outro step burocrático: o famigerado Permesso di soggiorno.

O Permesso di soggiorno é um documento que dá o direito à estadia na Itália por parte do cidadão estrangeiro. Neste caso, você deverá requerir o Permesso di soggiorno per motivi di studi. Além de dar direito à estadia, dá ao aluno, ainda, a possibilidade de trabalhar legalmente em jornada de meio período (até 25 horas).

Para prosseguir com o requerimento, o estudante de intercâmbio na Itália deverá dirigir-se até à Posta (Correios). Lá, você deverá retirar o assim chamado “kit giallo” (kit amarelo) em alguma agência da Posta. Após disso, deverá preencher o formulário de requerimento e anexar a ele:

  • Passaporte;
  • Fotocópia do passaporte e da página que contem o carimbo de entrada no país e do visto;
  • Recibo de pagamento do requerimento do Permesso di Soggiorno Elettronico (76,16€);
  • Fotocópia do comprovante de matrícula no curso desejado;
  • 4 fotos no formato 3,5×4,5 cm;
  • Comprovante de endereço.

Após entregar os documentos no guichê da Posta, você receberá um papel com a data de entrevista na Questura da Polizia di Stato (espécie de Delegacia da Polícia civil estatal, que também é responsável pelo Ufficio immigrazione).

Na Questura, o Oficial responsável registará a sua impressão digital e completará o processo de requerimento e devolver o passaporte.
Depois disso, você receberá o documento em casa. A validade do Permesso di soggiorno per motivi di studi corresponde com a validade do Visto per motivi di studi.

O Permesso demora de 1-3 meses para chegar. Enquanto isso, o passaporte com o visto acompanhado do comprovante de requerimento obtido na Questura valem como documentação temporária de autorização de permanência no país.

Quanto custa um intercâmbio na Itália?

O intercâmbio na Itália pode ser feito através de agências de intercâmbio ou por conta própria. Vamos ver um exemplo de preços em cada situação.

Por conta própria: Università per stranieri di Perugia

Caso você esteja disposto a se arriscar e organizar um intercâmbio na Itália sozinho, preste atenção em nossas dicas.

A primeira coisa é olhar o calendário dos cursos semestrais na Università per Stranieri di Perugia. No site, é possível conferir o preço dos cursos. Uma vez escolhido o curso, veja o Passo a passo:

  • Pagar o curso (ou pelo menos, se pré-matricular);
  • Agendar o requerimento do visto no site do Consulado italiano mais próximo da sua residência;
  • Ir até o Consulado com toda a documentação necessária para tirar o Visto;
  • Pagar a taxa (50€);
  • Entregar o formulário de requerimento de visto já preenchido.

O ideal seria comprar as passagens antes de receber o Visto em mãos, principalmente para demonstrar a intenção do requerente de voltar ao Brasil.

A tabela abaixo resume os gastos mensais para realizar seis meses de intercâmbio na cidade de Perugia:

Gasto Preço (em euros)
Visto 50€ (uma única vez)
Permesso di soggiorno 76,16€ (uma única vez)
Passagens 850€ (uma única vez)
Curso de italiano 600€ (por mês)
Aluguel e contas 350€ (por mês)
Mercado 80€ (por mês)
Despesas (restaurantes, bares etc.) 80€ (por mês)
Total 1.100€ (por mês) + 126,16€ (uma única vez)

Casal fazendo contas

Intercultura

Se você é menor de idade e está interessado em fazer um intercâmbio, uma das soluções pode ser a Intercultura. Com programas bimensais, semestrais e anuais, o aluno do Ensino médio passa a frequentar uma escola italiana.

O programa semestral High School na Itália, mais especificamente na cidade de Roma, inclui, entre várias facilidades:

  • Hospedagem em casa de família;
  • Alimentação;
  • Inscrição na escola;
  • Seguro médico internacional;
  • Transporte escolar;
  • Material escolar.

O valor do intercâmbio na Itália promovido pela Intercultura Brasil é de cerca 6.000€.

O que não está incluído neste valor:

  • Passagens aéreas;
  • Passeios Culturais;
  • Taxas de emissão de visto e passaporte;
  • Uniforme escolar.

Vamos a uma breve simulação:

Gasto Preço (em euros)
Visto 50€ (uma única vez)
Permesso di soggiorno 76,16€ (uma única vez)
Passagens 850€ (uma única vez)
Intercâmbio 6.000€ (uma única vez)
Despesas extra (restaurantes, passeios etc.) 250€ (por mês)
Total 250€ (por mês) + cerca de 7.000€ (uma única vez)

Dica: os programas da Intercultura Brasil, assim como as passagens aéreas, podem ser parcelados!

STB

A agência de intercâmbio STB oferece um programa de intercâmbio de língua e cultura italianas em Florença ou Milão, na Scuola Lingua Viva. É possível se hospedar em casa de família ou em apartamento compartilhado. Confira a seguir os possíveis gastos:

Gasto Preço (em euros)
Visto 50€ (uma única vez)
Permesso di soggiorno 76,16€ (uma única vez)
Passagens 850€ (uma única vez)
Intercâmbio 5.500€ (uma única vez)
Despesas extra (restaurantes, passeios etc.) 250€ (por mês)
Aluguel + contas 300€ (por mês)
Total 550€ (por mês) + cerca de 6.400€ (uma única vez)

Assim como os programas da Intercultura Brasil, as passagens aéreas e o curso de língua podem ser parcelados!

Università dei Sapori

Montamos também uma simulação de gastos para quem está procurando um intercâmbio na Itália voltado ao mundo da culinária. A nossa escolhida foi a Università dei Sapori, em Perugia.

Se você tem interesse em trabalhar como chefe de cozinha e já tem experiência como cozinheiro, a Università dei Sapori montou o Curso superior de cozinha. Dura oito meses, divididos em: quatro meses de teoria e prática e quatro meses de estágio.

Gasto Preço (em euros)
Visto 50€ (uma única vez)
Permesso di soggiorno 76,16€ (uma única vez)
Passagens 850€ (uma única vez)
Curso de chefe de cozinha 5.000€ (uma única vez)
Aluguel e contas 350€ (por mês)
Mercado 80€ (por mês)
Despesas (restaurantes, bares etc.) 80€ (por mês)
Total 510€ (por mês) + 6.000€ (uma única vez)

E claro, as passagens podem ser parceladas também neste caso!

Bolsas para intercâmbio na Itália

Você sabia que é possível realizar um intercâmbio na Itália com bolsa? As ofertas de bolsas são, normalmente, voltadas à aprendizagem da língua italiana.

UNISTRAPG

A UNISTRAPG oferece bolsas de estudo para quem está interessado em estudar Língua e cultura italianas.

MAECI

O Ministero degli Affari Esteri (Ministério de Relações Exteriores da Itália) também oferece bolsas de estudo para quem quer se matricular em um curso de língua italiana. Neste caso, as bolsas – no valor de 700€ – são trimestrais e destinadas aos alunos que queiram cursar o nível avançado (C1 ou C2).

Intercultura Brasil

A Intercultura AFS Brasil também oferece bolsas de estudo, mas o público-alvo são os alunos do Ensino Médio.

Outras possibilidades de bolsas de estudos de intercâmbio na Itália

A famosa escola romana Scudit também oferece bolsas.

Se você já se formou, existe a possibilidade de cursar um Mestrado ou Doutorado na Itália de graça, graças ao Programa europeu Erasmus Mundus. O Erasmus Mundus é um programa de mobilidade internacional que oferece bolsas de estudo para alunos estrangeiros que queriam passar uma temporada na Europa (Itália incluída na lista, claro!).

Melhores cidades para fazer intercâmbio na Itália

A resposta a essa pergunta é bastante subjetiva. De modo geral, o aluno interessado em realizar um intercâmbio na Itália procura estar próximo à cultura italiana, ao estilo “lento” de se viver, à boa comida e à arte, de modo geral.

Fazer intercâmbio na Itália: Siena

Se esse realmente for a sua intenção, o nosso conselho é escolher cidades de médio porte, na qual é possível equilibrar qualidade de vida e custo de vida. Entre as mais interessantes, estão:

  • Pádua (Vêneto);
  • Verona (Vêneto);
  • Ferrara (Emília-Romanha);
  • Parma (Emília-Romanha);
  • Pisa (Toscana);
  • Siena (Toscana);
  • Perúgia (Úmbria);
  • Salerno (Campânia);
  • Lecce (Puglia).

Vale a pena fazer intercâmbio na Itália?

O que não vale a pena quando o assunto é realizar um sonho, não é mesmo? Eu tiver a sorte de poder realizar dois intercâmbios na Itália – e os dois com bolsa!

Minha experiência

O primeiro foi através do extinto “Programa de Bolsas de Intercâmbio Internacional – modalidade Mérito Acadêmico” da USP, universidade onde me formei. As bolsas duravam seis meses e eram concedidas exclusivamente aos alunos da Universidade cuja média ponderada era alta.

Foi graças a essa bolsa que passei seis meses estudando na Università degli studi di Parma, e morei na cidade mundialmente conhecida pelo parmesão e pelo presunto!

O meu segundo intercâmbio na Itália foi possível graças a uma bolsa de três meses, concedida pelo Ministério de Relações Exteriores da Itália. Fiz o curso trimestral no nível C2 na Università per Stranieri di Perugia.

Eu estudava Letras Português/Italiano. Morar na Itália e melhorar a língua era mais do que necessário. O intercâmbio me ajudou muito neste aspecto. E não só: através dele, pude descobrir outra versão da Itália, aquela “real”, “não-turística”, “autêntica”. Por isso, digo que fazer um intercâmbio na Itália vale a pena. E mais do que isso: a vivência no país foi imprescindível para mim, seja no nível pessoal como cultural e profissional.

Mas claro, esse é um discurso válido para todo e qualquer destino. Pergunte a si mesmo quais são os seus objetivos, pesquise, se programe. “Tudo vale a pena quando a alma não é pequena”, diria o poeta.

Buon viaggio!

Bruna é bacharela em Letras e mestre em Comunicação. De um jeito ou de outro, está constantemente em contato com as palavras, seja escrevendo, falando, lendo, revisando, ensinando ou traduzindo. Após dois intercâmbios e alguns anos entre Brasil e Itália, se mudou para o país da bota em 2017, onde também se sente em casa.

Carolina é luso-brasileira, jornalista e especializada em Comunicação Empresarial. Desenvolve e revisa conteúdos para diversas mídias. Adora viajar o mundo, conhecer novas culturas e escrever sobre suas experiências. Tem prazer em dar dicas de restaurantes, hotéis e também em ajudar brasileiros que desejem morar em outro país.

Artigos relacionados

Cidadania italiana: quem tem direito, como solicitar e custos

Veja como reconhecer a sua cidadania italiana, desde saber se tem direito, recolher documentos e reconhecer no Brasil ou na Itália (e qual o custo).

Custo de vida na Itália: veja quanto se gasta por mês no país

Saiba qual é o custo de vida na Itália para um casal, incluindo aluguel, despesas fixas, transporte e saúde. Veja quanto é preciso para viver na na Itália.

Como morar na Itália: visto, custo de vida e melhores cidades

Se você quer morar na Itália confira tudo o que precisa saber sobre o país: tipos de visto, empregos, como estudar, custo de vida, saúde e muito mais.

Como trabalhar na Itália: salários, visto e como conseguir vaga

Tudo sobre como trabalhar na Itália: se precisa de visto ou cidadania, onde procurar emprego, custo de vida no país e as profissões mais procuradas.

Cidades da Itália: conheça as principais e informações sobre o país

Confira informações sobre as cidades da Itália, como: qual é a mais importante, quais são as mais lindas e sugestão de roteiro pelo país.

Sites para alugar apartamento na Itália: conheça os melhores

Confira uma lista com os melhores sites para alugar apartamento na Itália e descubra os principais requisitos e quais são as melhores cidades para morar.

Câmbio de moedas

EURO € : R$ 0.00

LIBRA £ : R$ 0.00

DÓLAR $ : R$ 0.00

Ouça nosso Podcast

Curta nossa página

Euro Dicas no Youtube