Fazer um intercâmbio na Itália é o sonho de muitos brasileiros e os motivos que provocam esse desejo são vários: aprender a língua italiana, conhecer as belezas do país e entrar em contato com uma cultura nova podem ser citados como alguns deles. É por isso que o artigo de hoje trouxe um guia completo com tudo aquilo que você precisa saber para conseguir conquistar o seu intercâmbio na “terra da pizza”. Confira!

O que é preciso para fazer um intercâmbio na Itália?

Para fazer um intercâmbio na Itália o primeiro passo é escolher o tipo de intercâmbio que quer fazer e saber qual é o seu objetivo com ele.

Diferentes tipos de intercâmbio

Existem programas de intercâmbio para estudar no país (seja o estudo do idioma, um curso profissionalizante ou um período ou tempo completo do Ensino Superior, por exemplo), para trabalhar em período de férias, ou até mesmo para um período sabático. As opções são muitas e vamos falar em detalhes de cada uma delas abaixo.

Depois de decidir o tipo de intercâmbio desejado, é hora de procurar as oportunidades existentes e ter atenção ao local da Itália onde você terá a sua experiência.

Diferentes regiões da Itália para intercâmbio

Lembre-se que a Itália é um país com muitas variações regionais, um intercâmbio no norte do país pode ser bastante diferente de um intercâmbio no sul e você precisa estar ciente disso antes de fechar o seu pacote de intercâmbio e vir para o país.

Fazer um intercâmbio na Itália não é uma tarefa difícil. Porém, como existem diversas opções e possibilidades para que você realize esse sonho, você pode acabar se confundindo com os requisitos necessários.

Como fazer o intercâmbio no país?

Hora de colocar a mão na massa. Existem diversas maneiras de fazer um intercâmbio na Itália. Conheça algumas das formas a seguir e escolha aquela que for melhor para você!

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →

Por conta própria

É possível organizar um intercâmbio na Itália por conta própria. Diversos programas disponibilizam todas as informações em seus próprios sites. Assim, você pode pesquisar os cursos disponíveis, os custos e todos os requisitos na Internet e aplicar sem nenhuma ajuda externa.

Porém, se você decidir aplicar para o seu intercâmbio por conta própria, não se esqueça de que você também deverá cuidar dos detalhes da sua estadia no local, depois da aprovação no programa.

Onde se hospedar?

Você deverá se preocupar, por exemplo, com o local no qual você irá ficar hospedado durante o seu intercâmbio.

Uma opção para conseguir um bom alojamento é ler atentamente os anúncios que são colocados diariamente em grupos do Facebook. Esses grupos normalmente possuem o nome de “Affitti a X”, sendo X o nome da cidade em que o seu intercâmbio vai acontecer.

Também é possível encontrar boas opções em sites de imobiliárias e anúncios de casas em geral, como o Subito.It e o Idealista.

É preciso muito cuidado para planejar por conta própria

Mas atenção: tome cuidado com anúncios falsos em grupos e sites. Golpistas oferecem casas que não existem e pedem dinheiro dos possíveis inquilinos para deixar o local “reservado” até o dia da chegada no local.

É preciso ter muito cuidado ao planejar tudo sozinho, especialmente se você nunca fez um intercâmbio ou não conhece bem a Itália. Se esse é o seu caso, o melhor será seguir vir com o acompanhamento especializado.

Através de equipes especializadas

Outra opção para organizar o seu intercâmbio na Itália é contar com a ajuda de agências ou consultorias especializadas.

Os profissionais irão pensar em tudo aquilo que você precisa para fazer o seu intercâmbio. Uma grande vantagem de contar com esse tipo de ajuda é que você não precisará se preocupar com nada, evitando um potencial estresse e vários problemas mais graves que podem acontecer.

Por isso, se estiver ao seu alcance, recomendamos que faça o seu intercâmbio na Itália com acompanhamento especializado.

Através de universidades

Normalmente, as universidades brasileiras possuem um departamento responsável pelos intercâmbios acadêmicos.

Assim, você pode contatar os responsáveis pelo departamento da sua instituição e pedir informações sobre os intercâmbios disponíveis na Itália, as universidades italianas parceiras e todos os requisitos para participação dos processos seletivos.

Fazer o seu intercâmbio na Itália por meio da sua própria universidade pode ser mais fácil, uma vez que você contará com o apoio do departamento, que atuará como um intermediário ao longo do processo, facilitando as possíveis burocracias existentes no mesmo.

Porém, lembre-se de que as universidades auxiliam somente em relação à parte burocrática do processo. Dessa maneira, você deverá organizar a sua viagem, encontrar um alojamento e planejar a sua estadia de uma forma geral por conta própria. Por isso, se você se sentir inseguro em planejar sozinho, também pode ser interessante fazer o investimento em uma consultoria especializada.

Documentos necessários

Os requisitos para fazer um intercâmbio na Itália podem variar bastante de acordo com o programa desejado e a forma de aplicação.

Porém, de forma geral, as universidades pedem alguns documentos padrão comuns a todos os tipos de programas. São eles:

  • Histórico escolar. Algumas universidades podem, ainda, exigir uma média ponderada mínima para a participação;
  • Carta de motivação, em que você deverá explicar os motivos que te levam a querer participar do intercâmbio;
  • Plano de estudos, em que você deverá mostrar o que pretende cursar na universidade italiana;
  • Comprovante de língua italiana (normalmente as universidades italianas pedem o nível B2 segundo o QERC);
  • Comprovante de outra língua, normalmente o inglês, caso o seu programa seja realizado nesse idioma.
  • Passaporte válido.

Com todos esses documentos em mãos, você deverá realizar a sua inscrição. Se selecionado, você receberá uma carta de aceite assinada pela universidade italiana que irá te receber.

A carta em questão será composta por alguns detalhes sobre a sua estadia, como a data de chegada, o seu departamento e a duração do programa.

Com a carta em mãos, você poderá entregar o learning agreement, um documento no qual você explicita as matérias que pretende cursar durante o seu programa de intercâmbio na Itália e a quais disciplinas brasileiras elas correspondem.

Lembre-se de que o learning agreement deve ser assinado por um professor da sua universidade brasileira e aprovado por um professor na universidade na Itália.

Principais programas de intercâmbio na Itália

Existem diversas modalidades de intercâmbio na Itália, que variam de acordo com a sua idade, a sua situação acadêmica e os seus interesses. Vamos conhecer, a seguir, alguns exemplos:

Para adolescentes

Você sabia que é possível realizar um intercâmbio na Itália sem ser maior de idade? Isso mesmo, são os chamados “programas teen”, que são direcionados para adolescentes.

Um dos programas para adolescentes mais interessantes e completos é o Intercultura, organizado por uma ONG que faz a ponte entre os dois países. Os adolescentes brasileiros podem procurar o intercâmbio e cursar um semestre ou um ano em uma escola italiana. Não é demais?

Outra opção para adolescentes é um curso de língua italiana, oferecido em diversos períodos do ano pelo Instituto Italiano  na cidade de Florença.

Estudante e a paisagem de Florença
Intercambista aproveita a paisagem de Florença enquanto lê um livro

Você pode aproveitar essa oportunidade para fazer uma imersão na língua e na cultura italianas mesmo sem ter alcançado os 18 anos.

Graduação

Outra opção para fazer o seu intercâmbio na Itália é contar com a ajuda do departamento de relações internacionais da sua universidade, ainda na graduação.

Diversas universidades italianas possuem acordos de cooperação internacional com instituições brasileiras e realizam seleções anuais de alunos para que esses possam cursar um ou dois semestres na Itália.

Porém, se você quer realizar um intercâmbio ainda durante a sua graduação no Brasil, fique atento aos prazos e aos requisitos necessários.

Lembre-se de que a Europa possui um calendário acadêmico diferente daquele brasileiro e que, assim, as datas de início e fim dos intercâmbios são também diferentes.

Pós-graduação

Você também pode realizar um intercâmbio na Itália durante o seu programa de pós-graduação no Brasil, seja ele de mestrado ou de doutorado.

O procedimento é muito parecido com aquele disponível para a graduação, mas as opções são ainda mais amplas.

Você pode, por exemplo, realizar um período de pesquisa em uma instituição italiana, em bibliotecas ou em arquivos. Ainda, também é possível acompanhar aulas em departamentos vários dentro das universidades da Itália.

Summer e Winter courses

Os summer e os winter courses são também ótimas opções para quem quer fazer um intercâmbio de curta duração na Itália.

Esses cursos são realizados, respectivamente, no verão (entre os meses de julho e setembro) e no inverno (entre os meses de dezembro e janeiro).

As universidades italianas oferecem summer e winter courses nas mais variadas áreas. Assim, vale a pena verificar nos sites das mesmas quais serão os programas oferecidos no ano acadêmico 2022/2023.

Dentre os cursos mais procurados pelos alunos brasileiros, podemos citar a Academy of Global Humanities and Critical Theory, organizada pela Universidade de Bologna em parceria com a University of Virginia e a Duke University, duas instituições americanas.

Cursos profissionalizantes

Você pode escolher fazer um intercâmbio na Itália por meio de cursos profissionalizantes em diversas áreas.

Os cursos profissionalizantes mais procurados pelos brasileiros e estrangeiros em geral são aqueles nas áreas de gastronomia, envolvendo cursos de sommelier, confeitaria e outros tópicos.

A UNISG, Università degli studi di Scienze Gastronomiche di Pollenzo, que está localizada na cidade de Pollenzo, dentro da região do Piemonte, é uma instituição que oferece cursos de gastronomia. A universidade é reconhecida pelo Ministério da Educação italiano, o MIUR, e oferece vários cursos sobre alimentação saudável e local.

Cursos de graduação e de pós-graduação são oferecidos, mas para quem quer fazer um intercâmbio na Itália, uma boa opção seria o programa Summer School, que acontece no verão e que oferece aos estudantes a oportunidade de aprender sobre confeitaria e vinhos italianos.

Na mesma área, outra opção é a Università dei Sapori, instituição internacional que está localizada na cidade de Perugia e que oferece cursos de culinária e de bartending e sommelier.

A universidade oferece cursos de curta duração para aqueles que já são profissionais da área, focando no ensino de técnicas de bomboneria fina e produção de massas.

Cursos de italiano

Os cursos de italiano estão entre as opções mais procuradas por estudantes internacionais que desejam fazer um intercâmbio na Itália.

A UNISTRAPG, Università per Stranieri di Perugia, e a UNISTRASI, Università per Stranieri di Siena, são duas opções de universidades que oferecem cursos de língua italiana para estrangeiros, como os próprios nomes das instituições indicam.

Outra opção, também ideal para aqueles que querem conhecer o sul da Itália, é a UNISTRADA, Università per Stranieri “Dante Alighieri”, que conta com uma vasta opção de cursos de língua e cultura italiana.

Os cursos possuem durações variadas e normalmente acontecem no verão italiano. Leia com atenção os sites das universidades para descobrir mais informações sobre os níveis dos cursos, as taxas e as datas.

Precisa de visto para fazer intercâmbio na Itália?

Depende.

Em primeiro lugar, devemos dizer que todos aqueles que possuem cidadania italiana ou outra cidadania europeia não precisam de visto para fazer intercâmbio na Itália em nenhum caso.

Aqueles que não têm a cidadania europeia podem fazer o intercâmbio no país do mesmo jeito, mas podem precisar de visto em algumas ocasiões.

O Ministério de Relações Exteriores da Itália (MAECI) disponibiliza uma plataforma com um questionário formado por quatro perguntas simples que irão indicar se o interessado precisará de visto ou não para ficar no país.

Nenhum brasileiro precisa de visto, independentemente da cidade, se o curso de intercâmbio na Itália possuir uma duração de até três meses. O máximo que poderá ser pedido, nesses casos, é a carta de aceite, elemento que você irá ter sem problemas.

Porém, se você pretende ficar na Itália por mais de três meses, então você deve solicitar o visto. Existem diversas opções de vistos, sendo todas voltadas para estudantes, mas variando de acordo com o tipo de programa que será realizado na Itália. Descubra, a seguir, quais são elas.

Visto de estudante para curso de língua italiana

Caso você tenha optado por fazer um curso de língua italiana, os seguintes documentos serão necessários para a solicitação do visto:

  • Comprovante de hospedagem na Itália;
  • Comprovante de renda: você deverá provar que possui uma determinada quantidade de dinheiro para se sustentar no país. A quantia pode variar de acordo com o Consulado italiano no qual você está solicitando o visto;
  • Comprovante de matrícula no curso;
  • Comprovante de pagamento da taxa de solicitação do visto (cerca de 50€).

Ainda, lembre-se também de que você vai precisar dos documentos que já foram elencados anteriormente no artigo para participar no programa.

Visto de estudante para intercâmbio acadêmico

Aqueles que pretendem realizar um intercâmbio acadêmico na Itália irão precisar de:

  • Formulário de solicitação do visto preenchido;
  • Foto (3,5×4,5 cm) segundo as normativas ICAO;
  • Passaporte válido por no mínimo três meses após a expiração do visto;
  • Seguro viagem ou IB2;
  • Carta de aceite enviada pela instituição italiana que te receberá;
  • Comprovante de pagamento da taxa de solicitação do visto no valor de 50€.
Jovem em biblioteca universitária
Jovem intercambista consultando livros na biblioteca universitária

Visto de estudante para curso profissionalizante

Se você quer realizar um intercâmbio na Itália por meio de um curso profissionalizante, você vai precisar entregar os seguintes documentos ao Consulado italiano no Brasil (além de todos aqueles que já foram indicados no artigo):

  • Passagem de ida e volta;
  • Comprovante de matrícula no curso desejado;
  • Comprovante de pagamento da taxa de solicitação do visto no valor de 50€.

Permesso di soggiorno per motivi di studi

Com o visto em mãos e depois de entrar no país, você deverá solicitar o Permesso di soggiorno. Esse documento autoriza a estadia de um cidadão estrangeiro na Itália.

Existe mais de um tipo de Permesso di soggiorno e, no caso daqueles que querem fazer um intercâmbio na Itália, o Permesso di soggiorno per motivi di studi (motivos de estudos) deverá ser solicitado. Com esse tipo de Permesso, você poderá estudar no país e também trabalhar por até 25 horas semanais.

Uma vez na Itália, você deverá ir até a Posta (Correios) da cidade em que você está hospedado. No local, você deverá retirar o assim “kit giallo” (kit amarelo) e, após isso, preencher o formulário de requerimento. Não se esqueça de anexar os seguintes documentos ao seu formulário:

  • Passaporte (ele será devolvido para você posteriormente);
  • Fotocópia do passaporte e da página que contém o carimbo de entrada no país e do visto;
  • Recibo de pagamento do requerimento do Permesso di Soggiorno Elettronico;
  • Fotocópia do comprovante de matrícula no curso do seu intercâmbio;
  • 4 fotos no formato 3,5×4,5 cm;
  • Comprovante de endereço na Itália.

Entrega do requerimento e entrevista

Você deverá entregar o requerimento e todos os documentos supracitados no guichê da Posta. Depois disso, o funcionário do local irá agendar para você uma data de entrevista na Questura da Polizia di Stato.

No dia da entrevista, o Oficial da Questura irá completar o processo de requerimento e devolver o seu passaporte.

Depois disso, você receberá o documento no endereço que você indicou no requerimento. A validade do Permesso di soggiorno per motivi di studi corresponde com a validade do visto que você solicitou no Consulado italiano antes de sair do Brasil.

O seu Permesso irá demorar de um a três meses para chegar. Enquanto isso, utilize o seu passaporte com o visto acompanhado do comprovante de requerimento obtido como documentação temporária de autorização de permanência no país.

O seguro viagem é obrigatório para o intercâmbio?

Depende.

Se você for um cidadão italiano ou europeu, você não vai precisar de um seguro viagem para fazer um intercâmbio na Itália (embora seja recomendável que você faça um).

Porém, se você não tiver cidadania europeia, você deverá possuir algum tipo de seguro viagem. Tenha em mente que os brasileiros que pretendem entrar em qualquer país do Espaço Schengen, incluindo a Itália, devem possuir um seguro viagem com cobertura de pelo menos 30.000€ para despesas médicas e hospitalares.

Se você pretende realizar o seu intercâmbio na Itália em pouco tempo, é recomendável que você contrate uma seguradora que ofereça também a cobertura para coronavírus. Esses planos são mais caros, mas possuem cobertura específica para o tratamento das despesas médicas e hospitalares do paciente caso ele teste positivo para Covid-19.

A melhor forma de escolher o seguro mais adequado para você e o seu intercâmbio é utilizando o comparador de seguro viagem do Euro Dicas. Basta preencher as informações solicitadas e conferir quais são as opções.

O Euro Dicas possui parceria com o Seguros Promo, que oferece os melhores planos de seguro viagem de seguradoras renomadas pelo melhor custo-benefício.

IB2

Outra opção de seguro viagem para aqueles que querem fazer um intercâmbio na Itália é a solicitação do IB2.

O IB2 é um documento que pode ser solicitado por brasileiros devido ao acordo que o Brasil e a Itália possuem em relação à saúde pública. Por este acordo, todos os brasileiros que irão ficar uma temporada na Itália têm direito à saúde pública na Itália e vice-versa.

O IB2 funciona exatamente da mesma forma que um seguro de saúde convencional e pode ser solicitado em um posto autorizado do INSS.

Quanto custa um intercâmbio na Itália?

Como mencionado, você pode fazer um intercâmbio na Itália por conta própria ou contando com a ajuda de agências/consultorias especializadas.

Jovem no aeroporto rumo ao seu intercâmbio
A sensação de estar no aeroporto com tudo pronto para partir é indescritível

Vamos conferir, a seguir, exemplos de custos para a realização de um intercâmbio nas modalidades que foram apresentadas pelo artigo.

Università per stranieri di Perugia

Caso você tenha optado por realizar um curso por conta própria, saiba que você deverá prestar atenção em muitos detalhes, incluindo aqueles relativos aos custos.

Se você escolheu, por exemplo, fazer um curso de língua italiana na Università per Stranieri di Perugia, você deve seguir os seguintes passos:

  • Conferir o valor das taxas do curso escolhido no site da UNISTRAPG;
  • Pagar a taxa de preimmatricolazione (pré-matrícula);
  • Agendar o requerimento do visto no site do Consulado italiano mais próximo da sua residência;
  • Se dirigir até o Consulado com toda a documentação necessária para tirar o visto;
  • Pagar a taxa de solicitação do visto (50€);
  • Entregar o formulário de requerimento de visto no Consulado italiano.

Lembre-se de que os consulados pedem, normalmente, que o requerente do visto já possua a passagem de ida e de volta em mãos no dia do requerimento.

Parece muita coisa? Confira, a seguir, uma tabela com os potenciais gastos mensais de uma pessoa que pretende realizar seis meses de intercâmbio na cidade de Perugia:

Gasto Preço (em euros)
Visto 50€ (uma única vez)
Permesso di soggiorno 76,16€ (uma única vez)
Passagens de ida e de volta 850€ (uma única vez)
Taxas do curso 600€ (por mês)
Aluguel e contas 450€ (por mês)
Mercado 120€ (por mês)
Despesas (bares, restaurantes, etc) 100€ (por mês)
Total 1.270€ (por mês) + 976,16€ (uma única vez)

Porém, lembre-se de que os valores podem variar muito de acordo com o seu estilo de vida durante o intercâmbio e também de acordo com o seu planejamento. Se você conseguir se preparar com antecedência, por exemplo, irá economizar no preço das passagens e do aluguel.

Intercâmbio para adolescentes

Se você é menor de idade, você pode fazer o seu intercâmbio na Itália por meio de um “programa teen” oferecido pelo Intercultura.

Os cursos podem ser bimestrais, semestrais e anuais. Uma das opções oferecidas é o programa semestral High School na Itália, que acontece na capital da Itália, Roma.

Os valores do programa já incluem uma série de facilidades. São elas:

  • Hospedagem;
  • Alimentação;
  • Taxa de inscrição na escola;
  • Seguro médico internacional;
  • Transporte escolar;
  • Material escolar.

Porém, algumas coisas fundamentais para a realização do intercâmbio não estão no valor total do programa. São elas:

  • Passagens aéreas de ida e de volta;
  • Passeios por Roma e pela Itália;
  • Taxas de emissão de visto e passaporte.

Vamos conferir uma simulação dos gastos de um adolescente que deseja participar do programa:

Gasto  Preço (em euros)
Visto 50€ (uma única vez)
Permesso di soggiorno 76,16€ (uma única vez)
Passagens de ida e de volta 850€ (uma única vez)
Taxas do intercâmbio 6.000€ (uma única vez)
Despesas extras (passeios, compras, restaurantes, etc) 250€ (por mês)
Total 250€ (por mês) + cerca de 7.000€ (uma única vez)

Summer Course – Università di Bologna

Ficou interessado no Academy of Global Humanities and Critical Theory, summer course organizado pela Universidade de Bologna em parceria com a University of Virginia e a Duke University? Então confira uma tabela com os potenciais gastos para a realização do curso, que possui uma duração de aproximadamente 2 semanas:

Gasto Preço (em euros) 
Passagens de ida e de volta 850€ (uma única vez)
Taxa de inscrição no curso 300€ (uma única vez)
Aluguel e contas na cidade de Bologna 400€ (por duas semanas)
Mercado 60€ (por duas semanas)
Despesas (bares, restaurantes, etc) 50€ (por duas semanas)
Total 1.660€ (uma única vez)

Università dei Sapori

Se, por outro lado, você quiser realizar um curso organizado pela Università dei Sapori, deve conferir no site as opções de programas disponíveis para o período desejado.

Estudantes aprendem com professora de gastronomia
Estudantes aprendem sobre panificação durante curso de gastronomia

Uma alternativa é o curso superior de cozinha organizado pela instituição. O curso dura oito meses ao todo e, ao longo desse tempo, você teria os seguintes gastos:

Gasto Preço (em euros)
Visto 50€ (uma única vez)
Permesso di soggiorno 76,16€ (uma única vez)
Passagens de ida e de volta 850€ (uma única vez)
Taxas do curso 5.000€ (uma única vez)
Aluguel e contas na cidade de Perugia 450€ (por mês)
Mercado 120€ (por mês)
Despesas (restaurantes, bares, etc) 100€ (por mês)
Total 670€ (por mês) + 6.000€ (uma única vez)

Existe bolsa para intercâmbio na Itália?

A resposta é sim.

Existem diversas opções de bolsas para quem quer fazer um intercâmbio na Itália. Vamos conferir, a seguir, algumas delas.

Summer e Winter Courses

Os summer e winter courses oferecidos pelas universidades italianas também podem ser realizados com uma bolsa de estudos, que pode cobrir o valor das taxas, os custos de hospedagem e, até mesmo, as passagens.

O summer course oferecido pela Academy of Global Humanities and Critical Theory, por exemplo, oferece cerca de 25 bolsas todos os anos para candidatos de muitas regiões do mundo.

O interessante é que 8 bolsas são destinadas para candidatos dos continentes africanos, asiáticos e sul-americanos. Essas bolsas de estudo cobrem a taxa de inscrição e os custos com hospedagem e passagens.

Além desse programa, existem muitos outros oferecidos pelas universidades da Itália que contam com bolsas de estudo. A melhor maneira de descobrir mais sobre elas é procurar informações nos sites das próprias universidades.

UNISTRAPG

A Università per Stranieri di Perugia oferece bolsas de estudo para quem quer fazer um curso de língua italiana na instituição.

Procure mais informações sobre as possibilidades no próprio site da UNISTRAPG!

MAECI

O Ministero degli Affari Esteri (MAECI), o Ministério das Relações Exteriores da Itália, oferece bolsas de estudo para quem quer se fazer um curso de língua italiana.

Os editais abrem todos os anos e as bolsas são oferecidas na forma de uma contribuição mensal de 700€. Os cursos devem ser trimestrais e de nível avançado (no mínimo C1).

Você pode optar por um curso em diversas instituições italianas, como a UNISTRASI e a UNISTRADA, que foram mencionadas anteriormente no artigo.

AFS Intercultura Brasil

A AFS Intercultura Brasil também oferece bolsas de estudo destinadas aos adolescentes que querem fazer um intercâmbio na Itália.

As bolsas variam muito e podem cobrir muitos dos custos com a realização do programa. Confira mais detalhes sobre cada tipo de bolsa no próprio site.

Melhores cidades para fazer intercâmbio na Itália

As melhores cidades da Itália para fazer um intercâmbio são aquelas que possuem um ambiente de inserção na cultura e nas tradições italianas, oferecendo um ambiente interativo e atividades culturais.

Dessa forma, é recomendável que você não escolha cidades muito pequenas, já que o pequeno porte das cidades pode limitar a sua experiência na Itália.

Porém, também é melhor evitar cidades muito grandes, já que o custo de vida nas mesmas vai ser muito alto, principalmente em relação ao aluguel.

Com base nesses dois conselhos e com o objetivo de procurar centros que propiciem um equilíbrio entre qualidade e custo de vida, podemos afirmar que algumas opções interessantes são:

  • Padova (Vêneto);
  • Verona (Vêneto);
  • Bologna (Emília-Romanha);
  • Ferrara (Emília-Romanha);
  • Siena (Toscana);
  • Pisa (Toscana);
  • Perugia (Úmbria).

Saiba como encontrar um bom quarto para alugar em Roma.

Vale a pena fazer intercâmbio na Itália?

Sim!

Fazer um intercâmbio na Itália será uma experiência incrível e que, com certeza, vai fazer uma grande diferença dentro da sua vida acadêmica e/ou profissional.

Os programas de intercâmbio na Itália são muito bem estruturados e baseados em um ensino de excelência. Ainda, a possibilidade de conseguir uma bolsa de estudo oferecidas por instituições do país também potencializa ainda mais a experiência de intercâmbio na “terra da pizza”.

Dessa maneira, levando em consideração as cidades históricas, a qualidade do ensino e a gastronomia única, morar na Itália por um período de intercâmbio pode ser uma experiência inigualável. Bom planejamento e boa viagem!