Morar em Matosinhos, Portugal, é uma boa opção para os brasileiros que desejam viver no norte do país e desfrutar de uma excelente qualidade de vida. Sua proximidade e fácil acesso com o Porto acaba trazendo outros benefícios como, por exemplo, o aumento das oportunidades de emprego e opções de lazer.

Se você deseja conhecer essa pequena e agradável cidade, continua comigo nesse artigo. Vou te explicar sobre a cidade, custo de vida e melhores bairros.

Como é morar em Matosinhos, Portugal?

Morar em Matosinhos é muito bom, principalmente para quem gosta de viver na praia. Porém, prepare-se para o mar congelante, mas durante o auge do verão, sem dúvida você vai dar um mergulho e até se arriscar em umas aulas de surf.

Não conheço nenhum brasileiro que não gosta de morar em Matosinhos e todos destacam a qualidade de vida como o ponto de destaque. Afinal, morar próximo à praia sempre tem grandes vantagens.

Conheça Matosinhos

A cidade faz parte da região metropolitana do Porto e bem moderna comparada a sua vizinha. Segundo a Câmara Municipal de Matosinhos, a cidade possui 174.382 habitantes e sua infraestrutura é maravilhosa.

Há diversos restaurantes e bares excelentes, uma orla cheia de vida com pessoas fazendo diversas atividades físicas ou curtindo as praias, um comércio bem ativo, uma boa rede de supermercados, farmácias e shoppings, Mercado Municipal, biblioteca, escolas, teatro, cinema, pavilhões desportivos (esportivos) e piscinas municipais, 54 escolas entre ensino básico e secundário e 4 institutos de ensino superior, sendo:

Onde fica Matosinhos em Portugal?

Matosinhos fica ao norte de Portugal, bem nos arredores do Porto. São cerca de 7 km de distância entre uma e outra, e com uma ótima rede de transporte público fazendo a ligação entre elas.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Quer morar em Portugal com segurança e qualidade de vida?

Recomendamos a assessoria boutique da Atlantic Bridge, para quem deseja ir para Portugal de forma planejada, sem contratempos e com a segurança de ser acompanhado pelos profissionais mais experientes do mercado.

Saber Mais →

Tanto existe um fluxo enorme de pessoas que vivem em Matosinhos e trabalham no Porto e vice-versa. Durante os finais de semana esse fluxo também é intenso entre aqueles que buscam opções de lazer.

Além disso, fica bem próxima de outras cidades que valem a pena conhecer, tais como, a Maia (7,4 km), Vila do Conde (19,7 km), Gondomar (12,7 km) e Vila Nova de Gaia (6,5 km).

Vista aérea Matosinhos
Vista aérea de Matosinhos, Portugal

Melhores bairros para morar em Matosinhos

Matosinhos conta com 4 juntas de freguesias (união de bairros), são elas:

  • Perafita, Larva e Santo Cruz do Bispo;
  • Matosinhos e Leça de Palmeira;
  • Custóias, Leça de Balio e Guifões;
  • São Mamede de Infesta e Senhora da Hora.

Dentre eles, os melhores bairros para morar em Matosinhos são Matosinhos e Leça de Palmeira.

Para quem é amante de praia, nada melhor do que morar próximo a ela, certo? O bairro conta com excelentes apartamentos e uma ótima infraestrutura de modo geral.

Qual o custo de vida em Matosinhos?

O custo de vida em Matosinhos não muda tanto se comparado ao custo de vida do Porto. Inclusive, por ser uma região de praia, os aluguéis podem ser até mais altos.

Em uma simulação realizada no dia 23 de abril de 2021 no site da Numbeo – um banco de dados colaborativo, encontramos os seguintes valores:

Aluguel em Matosinhos

Apartamento (1 quarto) no centro da cidade 690€
Apartamento (1 quarto) Fora do Centro 480€
Apartamento (3 quartos) no centro da cidade 1.150€
Apartamento (3 quartos) Fora do Centro 787€

Se está disposto a morar em Matosinhos, comece a pesquisar imóveis para alugar em Portugal através das imobiliárias e sites especializados. Dessa forma, terá uma dimensão do valor mensal de aluguel, como também poderá visualizar as fotografias dos apartamentos para encontrar um cantinho que seja a sua cara.

Custos de contas da casa

Básico (eletricidade, aquecimento, resfriamento, água) para apartamento de 85m2 150€
Internet 45€

Custos de alimentação

Leite (1 litro) 0,65€
Arroz (1kg) 1,49€
Ovos (dúzia) 1,78€
Filé de Frango (1kg) 7€
Maçãs (1kg) 1,69€
Banana (1kg) 0,99€
Laranja (1kg) 0,99€
Tomate (1kg) 1,19€
Batata (1kg) 1,70€
Cebola (1kg) 1,70€
Alface (1 molho) 1€
Água (garrafa de 1,5 litros) 0,18€
Garrafa de vinho (gama média) 4€
Cerveja doméstica (garrafa de 0,5 litro) 1€

Minha dica é entrar nos sites dos supermercados de Portugal e simular sua compra mensal. Dessa forma, terá o valor exato do seu consumo. Afinal, alimentação pode variar bastante entre uma pessoa ou família.

Custos de transporte em Matosinhos

Matosinhos conta com uma boa rede de transporte púbico, incluindo autocarros (ônibus) e metrô e o ticket pode ser utilizado para ambos. Para quem pretender ter um carro ou moto, vale considerar o gasto com a gasolina.

Passe mensal 30€
Bilhete único 1,60€
Gasolina 1,54€

Custos de lazer

Morar em Matosinhos é estar cercado de coisas para fazer. Seja durante a semana ou final de semana, a região oferece um mundo de possibilidades. Portanto, não deixe de incluir um valor mensal para o lazer.

Refeição, restaurante barato 6,50€
Refeição para 2 pessoas, restaurante de gama média, três pratos 25€
McMeal no McDonalds (ou refeição combinada equivalente) 6€
Cerveja doméstica (500 ml) 1,25€
Cappuccino (normal) 1,43€
Coca (330 ml) 1€
Água (330 ml) 0,70€
Academia de ginástica 30€
Cinema 7€
Mensalidade de utilização das piscinas 26€ – 13€ (criança)
Praias gratuitas
Parque da Cidade gratuito

Resumo do custo de vida em Matosinhos

Em resumo, o custo de vida em Matosinhos considerando um casal sem filhos é, em média:

Apartamento (1 quarto) no centro da cidade 690€
Contas de casa 200€
Alimentação 180€
Transporte 60€
Lazer 150€
Total 1.280€

Vale destacar que o custo de vida pode variar bastante. Cada família, casal ou pessoa podem ter gastos diferentes. Um estudante universitário, por exemplo, deverá incluir a mensalidade da universidade. Uma família com filhos, deverá incluir os gastos com escolas, alimentação, cursos extracurriculares, etc.

Praia de Matosinhos

Qualidade de vida em Matosinhos

Sair do trabalho e fazer uma caminhada pela orla da praia, parar para apreciar o horizonte e os surfistas pegando uma onda, curtir o Parque da Cidade, um espaço lindo de área verde que fica localizado bem na divisão entre o Porto e Matosinhos.

Aproveitar os festivais gastronômicos que acontecem por lá. Desfrutar de toda a segurança ao caminhar pelas ruas sem aquele sentimento de medo que muitas vezes nos persegue e comprar produtos bem fresquinhos no Mercado Municipal.

Com tudo isso reunido em um só lugar, já deu para entender que morar em Matosinhos é sinônimo de qualidade de vida, certo?

Como é o mercado de trabalho em Matosinhos?

Matosinhos abriga o Porto de Leixões e consequentemente, há muitas oportunidades relacionadas a atividade portuária e marítima. Inclusive, a UPTEC – uma incubadora de startups – tem uma sede Matosinhos com o intuito de acolher projetos de investigação científica e tecnológica sobre os impactos do meio ambiente marítimo.

Fora dessa área marítima, o mercado de trabalho em Matosinhos é muito voltado para o setor de turismo, com oportunidades em bares e restaurantes.

Vale a pena morar em Matosinhos, Portugal?

Com certeza vale a pena morar em Matosinhos. Não há uma pessoa que eu conheço que vive por lá e não ama a cidade por toda a infraestrutura e qualidade de vida que oferece.

Andei conversando com o paulista Rafael Henrique Victório (35) para saber como ele foi parar em Matosinhos e sua experiência de viver na cidade vizinha do Porto.

O Farofa (apelido) é uma figura bem conhecida entre os brasileiros que vivem na região devido ao seu trabalho de produtor cultural e DJ de uma das festas mais badaladas do Porto, a Kebraku.

Entrevistado Dj Farofa
Foto: ©Juliano Mattos – DJ Farofa

1- Por que escolheu morar em Matosinhos e não no Porto?

Infelizmente não foi escolha, eu morava no Porto e não tinha o desejo de sair de lá. Porém, em 2017 minha mãe se aposentou e veio morar em Matosinhos, no apartamento de amigos portugueses.

Nesse tempo fui gentrificado, expulsaram-me (disseram que iriam pintar e que depois eu voltava, estou até hoje esperando terminarem a pintura) do apartamento que vivia na baixa, assim vim morar aqui provisoriamente e aqui estou até hoje.

2- Acha que foi a melhor decisão ou já se arrependeu em algum momento?

Foi a melhor ocasião e sorte. Matosinhos é incrível! Fica sempre difícil devido ao meu trabalho de produtor cultural e DJ, afinal, todos os espaços em que trabalho estão no Porto e antes em 25 min estava em qualquer lugar a pé.

Porém, descobri uma nova cidade que me surpreendeu e me encantou. Só quero morar aqui agora. Está muito perto do Porto, o transporte público funciona lindamente bem e agora em 30 minutos, de autocarro ou metro, estou na baixa do Porto.

3- Quais os pontos positivos e negativos que você destaca de Matosinhos?

Positivos, qualidade de vida (mais que no Porto), viver perto do mar e do Parque da Cidade faz uma diferença incrível para mim. A cidade não é tão gentrificada quanto o Porto e isso é ótimo.

Negativos, acho que não tem. Se fosse apontar um e forçando muito seria a distância para os trabalhos, pois ando sempre com muito peso pra lá e pra cá, mas não me incomoda quase nada.

4- Você que é DJ e produtor, como avalia a vida cultural na cidade? Existem muitas oportunidades de entretenimento ou precisa ir até o Porto?

A vida cultural aqui também é bem agitada durante o dia, com muitas opções.

Tem a Quinta da Conceição, a Piscina das Marés, o Parque da Cidade com eventos, Casa da Arquitetura, Cine-Teatro Constantino Nery – Teatro Municipal de Matosinhos e Casa do Design.

A vida noturna já é mais parada. Poucos bares e casas com programação musical, esses espaços ficam mais concentrados no Porto.

5- Vale a pena morar em Matosinhos? Indicaria a cidade para outros brasileiros?

Muito! Aliás, já vejo muito mais brasileiros morando aqui nesses 5 anos de Matosinhos.

6- Você está em Portugal já faz um bom tempo, certo? Já sofreu algum tipo de xenofobia? Como lida/lidou com isso?

Sim, já estou desde 2011 e já sofri xenofobia algumas vezes.

Minha reação sempre foi tentar entender, saber o que leva as pessoas a ofenderem, quais as razões e motivos, qual a raiz da xenofobia naquela pessoa. Sei que eu estruturalmente carrego algum preconceito e tentar entender seria uma forma de romper com isso, tentar reconstruir quem eu sou também.

Mas sempre dependeu muito do caso, por sorte a maioria das vezes a pessoa nem percebeu que estava sendo xenófoba, coube a mim explicar que dizer a frase “São tão honestos e bonzinhos, nem parecem brasileiros…” era uma forma de ofender e não elogiar.

7- Tem alguma dica especial para quem está considerando morar por aí?

Em uma entrevista que dei para o Time Out sobre pessoas que com a Pandemia tiveram tempo para redescobrir o lugar onde vivem eu cito várias dicas sobre a cidade e também sobre espaços comerciais brasileiros. Vale a pena conferir também.

Está com planos de Morar em Matosinhos em Portugal? Então você precisa fazer parte do nosso Programa Morar em Portugal. É um guia completo com 22 videoaulas mais um livro digital com mais de 300 páginas que te ensina todos os passos para fazer a sua mudança para o país de forma segura, legal e tranquila. Confira!