Opinião: Por que é tão difícil se adaptar em um outro país?

Morar no exterior pode ser uma experiência fantástica ou muito deprimente. Tudo depende do quanto você se preparou para essa mudança. Muitos fatores são determinantes para que essa nova vida fora do país seja feliz e que dê certo. Por isso, hoje vou te contar por que é tão difícil se adaptar em um outro país e apresentar algumas dicas para facilitar o processo.

Principais dificuldades na adaptação em um novo país

Quero começar falando que a questão da idade é o que menos importa. Conheço pessoas com 65 anos que foram morar fora e amaram e jovens com 25 anos que odiaram. Cada experiência é única e não podemos generalizar. Porém alguns fatores são determinantes para não se adaptar em outro país.

Saudade da família

Quem vai morar no exterior sozinho e é muito dependente da família, sofre muito. Criar asas longe de todos é um tarefa difícil. Saber se virar, ir ao mercado sozinho, fazer documentos, alugar casa, limpar, lavar roupa, almoçar no domingo sozinho, tudo isso é muito dolorido para quem é muito dependente da família.

Digo isso, porque muitas pessoas escolhem continuar morando com os pais e se acomodam. Como o pai ou mãe costumam resolver tudo, muitos filhos não sabem lidar com a independência e liberdade que viver no exterior exige.

Eu conheci muitos brasileiros morando no exterior que não sabiam fritar um ovo, comprar uma carne e que choravam de saudade dos pais. Esse apego e dependência emocional é ruim quando estamos começando uma vida no exterior. É preciso ser muito forte para aguentar todas as dificuldades do primeiro(s) ano(s) morando fora.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Confira também a verdade sobre a adaptação a Portugal.

Corpo aqui, cabeça lá

Um dos fatores determinantes para uma não adaptação em novo país é pensar o tempo todo no Brasil, em quem ficou, na sua casa, no seu quarto, nas comidas, de como era lá.
Você simplesmente precisa superar o que ficou para trás e olhar para frente. A adaptação será muito mais dolorosa se você ficar com a cabeça lá.

É natural que em algumas situações você pense muito nos familiares, especialmente quando acontece algum problema específico, isso sempre vai acontecer. Mas nos referimos especialmente ao dia a dia, se você não se propor viver onde está o processo é mais difícil e doloroso.

Ainda está em dúvida para onde ir? Confira algumas dicas que vão ajudar a decidir o país para morar no exterior.

Ver o lado negativo de tudo

Confesso, que eu já fui muito assim. Ver o lado negativo é muito desgastante. Você precisa tentar ver o lado positivo das coisas. Quando mais pensamentos positivos tiver, mais irá atrair coisas boas.

Parece clichê, mas é a mais pura verdade. Para se adaptar em um novo país é preciso ter um foco, uma meta. Por que você decidiu morar no exterior? O que te trouxe até aqui? Foi um estudo? Um curso? Uma experiência internacional? Foque no motivo que te fez sair do Brasil e siga em frente.

Olhar de forma positiva para a mudança é muito importante, você precisa se permitir recomeçar.

Muitas pessoas têm medo do novo e se fecham. Se fecham para os novos amigos que poderiam fazer e não conseguem descer do salto. Para morar no exterior é preciso ter o coração aberto para as mudanças. Praticamente tudo será novo. Você irá comer coisas diferentes, a cultura não é igual, as leis funcionam diferente. E você precisa entrar no jogo.

Cresce número de brasileiros que voltam de Portugal e fomos descobrir os motivos.

Preparação emocional e financeira

Para morar fora é preciso preparação e muito planejamento. Se você não estiver com a cabeça em ordem e o coração tranquilo, dificilmente irá se adaptar no exterior.

Além disso, é preciso ter uma boa reserva financeira para que tudo ocorra de forma mais segura e tranquila. Plantar hoje para comer amanhã não funciona. E você precisa juntar dinheiro e levar uma boa reserva financeira para pelo menos os 6 primeiros meses morando fora.

Você não sabe que perrengues podem acontecer, o que irá enfrentar. E se ficar doente? Você precisa ter um plano muito bem definido e contar com todos os desafios que poderá passar.

dificuldades para adaptar em outro país

Saiba quanto dinheiro para mudar de país é necessário.

3 dicas para se adaptar em um outro país

Existem algumas formas de tornar esse processo mais fácil, por isso separamos algumas dicas que podem te ajudar a se adaptar em um outro país, confira:

1. Aceite o novo

Aceite a mudança de país e pare de fazer comparações com a sua cidade, seu estado ou seu país de origem. Experimente as comidas novas, as novas bebidas, os horários diferentes das refeições e tente se integrar na nova comunidade.

Ouça músicas do país, escute rádio, veja jornais na televisão, converse com as pessoas. Vá em shows, teatro, ande na praça.

Se ficar deprimido, vá para a rua. Tire o pijama, se arrume e vá para algum parque. Pense positivo, reflita e não deixe a depressão pegar você.

Descubra qual a melhor época para mudar para Europa.

2. Pare de converter

Pare de converter a moeda! Isso cansa muito e nos deixa muito estressados. Coloque uma meta de quanto você pode gastar por semana, reserve um dinheiro para suas contas fixas, uma cota para lazer, diversão, e tenha um planejamento mensal com suas despesas.

Descubra também as vantagens de fazer um intercâmbio, uma experiência que pode mudar a sua vida.

3. Faça amigos locais

A minha última e a mais preciosa dica é: faça amigos locais. Você até pode ter amigos brasileiros, mas tente fazer amizade com pessoas locais, nativos. Use a língua, não tenha medo de falar errado o idioma e seja simpático.

Ter amigos no exterior, com certeza torna essa adaptação mais fácil. Ter com quem contar, pessoas para conversar, rir, tomar uma cerveja, faz essa fase passar mais rápido e ser muito mais leve.

Por isso, vá de coração aberto, com foco, planejamento e muita consciência do que poderá enfrentar!

Veja também as nossas 7 dicas para quem quer morar fora do país e veja a opinião da nossa redatora que escolheu morar na Inglaterra.

Amanda Corrêa é brasileira, jornalista, mora na Europa desde 2014. Possui Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho, experiência na área de assessoria de imprensa e televisão. Já morou na Inglaterra e atualmente mora em Portugal. Amanda já visitou 15 países do mundo, ama viajar e conhecer novas culturas e gastronomias. É co-fundadora do site Vagas pelo Mundo, apresentadora do podcast "Partiu Morar Fora" e produtora de conteúdo para diversos portais.

Artigos relacionados

Family Search: saiba se é seguro e como funciona

Para ajudar a conectar familiares existe o Family Search, ferramenta que coleta, preserva e compartilha registros genealógicos no mundo todo.

Apostila de Haia: o que é, como fazer e quanto custa

Entenda o que é a Apostila de Haia, por que ela ajuda quem quer morar fora do Brasil, quais documentos pode apostilar e onde apostilar.

Carta de motivação: modelos e dicas para preparar o documento

Confira dicas para preparar uma carta de motivação, um modelo desse documento e veja exemplos de como escrevê-la para intercâmbio, mestrado e universidade.

Países fáceis de imigrar: veja os 4 mais receptivos da Europa

Confira a lista de países fáceis de imigrar e descubra o porquê da facilidade. Veja como é a adaptação, visto e burocracias para brasileiros nesses países.

Cidades que pagam para morar: 10 regiões encantadoras

Confira a lista de cidades que pagam para morar ou dão moradia ou terreno e veja quais são as condições para isso. Há várias na Europa.

Conseguir emprego no exterior ainda no Brasil: dicas úteis

Conseguir emprego no exterior não é uma tarefa fácil, mas temos dicas para fazer um bom currículo, onde procurar vagas e os melhores países para trabalhar.

Câmbio de moedas

EURO € : R$ 0.00

LIBRA £ : R$ 0.00

DÓLAR $ : R$ 0.00

Ouça nosso Podcast

Curta nossa página

Euro Dicas no Youtube