Porque eu não arrumo emprego em Portugal? Principais erros cometidos.

Porque eu não arrumo emprego em Portugal?

Portugal  / 

Essa é uma das perguntas que eu mais recebo por email, de pessoas que estão há meses procurando emprego à distância (ou até presencialmente, aqui em Portugal). Então essa semana eu encontrei uma recrutadora da Aubay e fiz exatamente essa pergunta.

Da nossa conversa, tirei algumas conclusões de coisas que podem estar atrapalhando você a conseguir uma vaga de emprego em Portugal.

Você tem que ser o primeiro a se ajudar

Como assim? Simples. Ninguém vai fazer as coisas básicas por você. As pessoas vão para a entrevista sem sequer saber que têm que tirar um passaporte, como é o processo do visto de trabalho, sem ter informações básicas.

Um dos exemplos que ela nos deu na conversa, é que a maioria dos candidatos não sabe quanto quer ganhar. Sabemos que é muito complicado por não conhecer o mercado e não ter noção, mas você tem que se ajudar, lembra? Entre em grupos, procure conhecidos da área que estejam em Portugal, fale com pessoas no Linkedin e consulte calculadoras de salário na internet.

Eu, por exemplo, recebo diariamente emails dizendo “me arruma um emprego”, “tem emprego pra mim em Portugal”? Obviamente não conseguimos ajudar, porque as pessoas não quiseram “se ajudar” e estão procurando o caminho mais fácil. Ninguém vai procurar emprego por você, você tem que querer!

Saiba qual a sua real disponibilidade

Outra coisa muito importante é saber QUANDO você poderá mudar para Portugal. Em geral as pessoas ainda estão trabalhando quando começam a procurar oportunidades, mas não sabem dizer quanto tempo precisam para se desligar da empresa e das responsabilidades atuais e quanto tempo demorar para poderem começar no emprego novo.

Se coloque no lugar da empresa, que está tentando contratar um estrangeiro, que nem sabe quantos meses demora para poder começar a trabalhar. Você contrataria essa pessoa? Eu também não. Tenha uma data em mente, por exemplo: “depois de fechar o contrato de trabalho, em estou disponível para começar a trabalhar em 120 dias“.

As empresas são flexíveis

Claro que as empresas e os recrutadores também sabem que não é fácil mudar de país, por isso, empresas como a Aubay são flexíveis e podem esperar alguns meses até que você comece a trabalhar, mas eles precisam saber quais são os seus planos. Você precisa ter um PLANO para mudar.

Veja o que eu já escrevi sobre como planejar a mudança para morar fora do Brasil, desde o começo até chegar no novo país.

Você é um profissional altamente qualificado?

Temos que ser sinceros, principalmente com nós mesmos. Uma empresa só vai se dar o trabalho de procurar um profissional no exterior se for um profissional altamente qualificado e se estiver com falta desse recuso no mercado interno. Você é essa pessoa?

Segundo a recrutadora, os profissionais que eles procuram no Brasil têm no mínimo 5 anos de experiência em áreas técnicas, que é algo difícil e caro de encontrar em Portugal. Por isso eles fazem o esforço e arriscam nas contratações de estrangeiros.

Escolha onde você vai trabalhar

Eu sei que você está desesperado para ir embora, que aceita ganhar um pouco menos, que a violência aumentou muito, eu sei. Mas calma. Se você é um profissional qualificado, você está numa boa posição e deve avaliar bem a empresa e a oportunidade, porque falhar nesse caso pode custar muito caro.

Então não aceite qualquer proposta e dê preferência a propostas que a médio / longo prazo serão boas para a sua carreira profissional. Assim, mesmo que você volte para o Brasil, essa experiência terá sido válida para a sua carreira.

Veja quais são as profissões em falta em Portugal e seus salários médios.

Analise o seu currículo de maneira crítica

Dicas de currículo para a Europa
Já demos algumas dicas de como preparar o seu currículo para enviar para Portugal, porque os recrutadores aqui dão valor a algumas coisas que no Brasil nós não damos destaque e/ou não usamos. Então é preciso adequar o seu currículo para a realidade do mercado português.

Você também pode usar o modelo Euro Pass, que é o modelo padrão de currículo na Europa.

Carta de motivação

Uma das coisas, por exemplo, é escrever o porque você gostaria de trabalhar na empresa, porque quer mudar de país, o que pretende aprender na nova empresa. Isso geralmente vai logo no começo do currículo.

Fluência em outras línguas

Em primeiro lugar, seja SINCERO e coloque somente as línguas que você realmente fala, e não exagere no seu nível de fluência. Pode acontecer do recrutador querer seguir a entrevista em inglês, por exemplo.

A maior parte das vagas qualificadas vão exigir um segundo idioma, e às vezes os seus concorrentes falam mais do que três idiomas. Portanto, falar mais de uma língua é praticamente obrigatório. Caso você não tenha um segundo idioma, mas seja a pessoa ideal para a vaga, as empresas costumam dar aulas de inglês para os funcionários.

Não deixe der ver países que falam inglês na Europa, e em quais é possível trabalhar falando apenas inglês.

Passagens curtas por empresas

Se você tiver passado por muitas empresas em um curto período de tempo, pode complicar a avaliação do seu currículo. A empresa não quer passar por toda a burocracia e adaptação para depois de alguns meses você mudar de empresa, e isso não faz parte da cultura portuguesa.

Normalmente eles procuram pessoas que queiram fazer uma carreira e crescer dentro da empresa, mudar muitas vezes não é tão bem visto quanto no Brasil.

Mostre-se disponível para mudar

Um outro ponto muito importante é se mostrar disponível e com vontade de mudar. Você precisa passar a confiança de quem de fato quer mudar, quer se adaptar ao novo país, porque a empresa tem custos e enfrenta uma grande burocracia numa contratação internacional. Então além de todo conhecimento da sua área, você tem que ter o perfil de quem quer mudar.

Não esqueça de mencionar no currículo que você está disponível para mudar, e se possível dizer em quanto tempo pode mudar.

O que eu sinto é que muitas pessoas dizem que querem mudar de país, mas não querem sair da sua zona de conforto, não querem mudar de casa, de carro e etc. Se você não tiver um propósito para morar fora, você não vai mudar para o exterior, porque mudar para o exterior é sair da sua zona de conforto e isso não é nada fácil (mas compensa muito).

Seja paciente, uma contratação internacional demora

Esteja ciente que o processo de contratação internacional é bem diferente de um processo seletivo que você participa no Brasil. Primeiro a empresa não te conhece e sempre há receios, não tem referências sobre você e muitas vezes nem conhece de nome as empresas que você trabalhou e onde se formou. Depois ainda tem toda a burocracia, tanto no Brasil quanto em Portugal.

De acordo com a nossa experiência, uma contratação internacional demora entre 3 e 4 meses desde o primeiro contato até efetivar a contratação e a mudança de país.

Se você está à procura de emprego em Portugal, leve essas dicas em consideração, pode fazer toda a diferença para conseguir a sua primeira oportunidade de trabalho no país.

Não deixe de ler as dicas que já demos para conseguir emprego no exterior, ainda no Brasil.

COMPARTILHE

Erick é luso-brasileiro, aos 21 anos mudou para a Europa e dedica parte do seu tempo para ajudar outros brasileiros realizarem o sonho de viver na Europa. Mora atualmente em Portugal, trabalha com tecnologia e é fundador da Euro Dicas.