Quem deseja morar no exterior ou faz viagens frequentes certamente precisa de uma maneira simples, prática e econômica para fazer operações financeiras do dia a dia. Por isso, abrir conta no exterior é uma forma simples de administrar as finanças fora do Brasil e muitos bancos brasileiros e internacionais já oferecem esse serviço.

Veja abaixo como abrir conta no exterior em bancos digitais, tradicionais e até brasileiros. Vamos lá?

Como abrir conta no exterior?

Abrir conta no exterior, especialmente na Europa, não é um processo difícil. Você pode optar pelos bancos tradicionais, que costumam ser mais burocráticos e até podem exigir uma visita pessoal na agência, ou em um banco digital, em que o processo pode ser todo feito online.

O primeiro passo é pesquisar quais bancos no exterior permitem que estrangeiros abram uma conta. Após escolher o que melhor te atende, basta separar a documentação e seguir o processo de abertura da instituição escolhida.

É possível abrir conta no exterior estando no Brasil?

Em geral é possível abrir conta no exterior estando no Brasil. O processo e documentação costuma variar de acordo com o banco e o país de destino.

Para abrir a conta estando no Brasil, você deve procurar uma conta para não residente. Em algumas instituições, você deve comprovar o vínculo com o país como investimentos ou estudos. Esse é o caso de Portugal, por exemplo.

Os bancos digitais costumam ser menos burocráticos para a abertura de conta para estrangeiros. Já os bancos tradicionais costumam exigir uma visita em uma agência no Brasil.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →

Como abrir conta no exterior online?

Mas afinal, como abrir conta no exterior online? Veja abaixo o passo a passo em alguns bancos:

Wise

A conta na Wise, também chamada de conta multimoeda, é ideal para quem deseja ter os dados bancários internacionais.

Além disso, ao ter uma conta na Wise, o usuário pode receber dinheiro em todo o mundo, enviar para mais de 80 países e converter em mais de 50 moedas ao mesmo tempo.

Ao abrir uma conta na Wise, o usuário terá dados bancários para receber dinheiro de conta na Austrália, no Reino Unido, na Europa, nos Estados Unidos e na Nova Zelândia, sem pagar nada a mais por isso.

Você pode abrir uma conta no exterior na Wise estando no Brasil. No entanto, o cartão para a movimentação da conta ainda não é enviado para o país. Ou seja, se você não tem um endereço na Europa, você pode abrir a conta e começar a guardar dinheiro e até usar online. Siga o passo a passo:

  1. Acesse o site da Wise;
  2. Selecione o botão “Criar Conta” e selecione o campo “Pessoal”;
  3. Insira o seu e-mail, crie uma senha e informe o seu país de residência;
  4. Será enviado um e-mail com um link de verificação, clique no link e faça a verificação de e-mail;
  5. Preencha o seu perfil com todos os dados pessoais solicitados;
  6. Faça a verificação para usar todos os serviços disponíveis na conta multimoeda. Geralmente é solicitado um documento com foto, comprovante de endereço ou uma foto sua segurando o seu documento;
  7. Em até dois dias a sua conta estará verificada e você pode começar a usá-la.

N26

Outro banco que permite a abertura de conta no exterior é o Banco N26, uma instituição alemã presente em vários países europeus e Estados Unidos. Apesar dos recentes anúncios da intenção de chegar no Brasil, as operações por aqui ainda não começaram.

Sendo assim, ainda não é possível abrir uma conta N26 estando no Brasil. Porém, quem tiver interesse pode se cadastrar na lista de espera no site do banco para estar entre os primeiros a ter uma conta no Brasil.

Como abrir conta na Europa online

A abertura de conta no N26 é muito simples e pode ser feita pela internet, diretamente pelo aplicativo, no smartphone.

Mas para abrir uma conta na instituição é necessário ter mais de 18 anos e comprovar um endereço na Europa, em países que o Banco N26 atue, ou nos Estados Unidos. Veja o passo a passo:

  1. Acesse o site do Banco N26 ou baixe o app no Google Play, ou na Apple Store;
  2. Clique e “Open Bank Account”;
  3. Escolha o país onde você tem residência (lembrando que não pode ser o Brasil);
  4. Preencha os seus dados pessoais, como nome, data de nascimento, endereço, passaporte e cartão de residência europeu válido por mais de 1 ano;
  5. Escolha o tipo de conta que quer abrir;
  6. Você receberá um e-mail para validação da conta e deve habilitar o seu celular com o recebimento de um SMS;
  7. No aplicativo, confirme os seus dados enviando uma foto sua e da folha de dados do seu passaporte ou documento escolhido para verificação;
  8. Pode ser feito por vídeo-chamada, que será feita em inglês para confirmar a sua identidade;
  9. Após aprovado, o seu cartão será gerado, emitido e enviado para o endereço escolhido.

Revolut

Outra opção para abrir uma conta no exterior é o banco inglês Revolut. Mas, assim como o N26, para abrir uma conta é preciso ter residência na Europa e ser maior de 18 anos.

Para isso, é preciso ser residente no Espaço Econômico Europeu (EEE), na Austrália, no Canadá, em Singapura, na Suíça e nos Estados Unidos.

A abertura da conta é gratuita e pode ser feita online em poucos minutos. Confira os passos:

  1. Faça o download do app da Revolut na Apple App Store ou Google Play Store;
  2. Informe o número do seu telefone e clique em “Continuar”;
  3. Crie uma senha de quatro dígitos;
  4. Será enviado um código de segurança de seis dígitos no seu celular. Digite esse código;
  5. Adicione as suas informações pessoais e informe o seu endereço residencial em algum dos países permitidos;
  6. Digite o seu e-mail;
  7. Faça a verificação com os seus documentos pessoais e passaporte.

Bancos europeus com agência no Brasil

Existem alguns bancos europeus que possuem atuação e agência no Brasil e permitem abrir conta no exterior. Veja quais são as principais opções:

  • Santander – conhecido banco espanhol com atuação no Brasil inteiro, permite abertura de conta no exterior para pessoas jurídicas;
  • Millenium BCP – o banco português permite abertura de conta no exterior. No entanto, é preciso ir em uma agência que fica no Rio de Janeiro ou São Paulo;
  • Atlântico Europa – o banco português exige vínculo com o país para a abertura da conta como autorização de residência em Portugal ou cartão cidadão.

Documentos para abrir conta no exterior

Como dissemos anteriormente, cada banco e país tem as suas próprias exigências para abrir conta no exterior. Além disso, a abertura em bancos digitais costumam ser mais simples e menos burocráticas. Por isso, é importante avaliar os requisitos exigidos pela instituição que você escolher.

Em geral, os documentos para abrir uma conta no exterior são:

  • Documento de identidade;
  • Comprovante de endereço (fatura de água, luz ou contrato de aluguel);
  • Comprovante de renda, holerite ou Cartão Profissional;
  • Passaporte;
  • Em alguns países, pode ser exigido a comprovação de vínculo com o país e um número de identificação fiscal, o equivalente ao CPF no Brasil.

Além disso, alguns bancos podem exigir o depósito de um valor para a abertura de conta.

Bancos brasileiros para abrir conta no exterior

Ainda, é possível abrir conta no exterior em um banco brasileiro que oferece esse serviço para os seus correntistas. Normalmente, é uma conta voltada para remessas e recebimentos de valores do exterior e a sua principal vantagem é evitar as variações cambiais.

Veja as opções de bancos brasileiros que permitem abertura de conta no exterior.

Banco do Brasil

Na Europa, o Banco do Brasil está representado por meio do Banco do Brasil AG, um banco próprio que faz parte do conglomerado BB. Ele tem atuação na Áustria, Espanha, Alemanha, França, Portugal e Reino Unido. Já fora da Europa, o banco atua no Chile, Japão, China, Estados Unidos e Paraguai.

A conta no exterior, chamada de BB Remessa, é exclusivamente para a transferência de pessoas físicas com conta bancária na Europa para pessoas físicas com conta no Banco do Brasil no Brasil. Além disso, em Portugal o serviço é oferecido apenas para pessoas jurídicas.

Como em cada país o processo é diferente, o ideal é acessar o site do BB no Mundo para saber os detalhes de como abrir a conta no destino escolhido.

Banco Bradesco

O Banco Bradesco oferece uma conta internacional para brasileiros com mais de 18 anos que irão viajar para o exterior. A movimentação dessa conta é totalmente online e tem o limite de R$ 10 mil mensais para depósitos provenientes de remessas do exterior.

Além disso, você pode fazer as remessas em qualquer país, por meio de bancos que operam com ordens de pagamento em moeda estrangeira ou por convênios firmados pelo Bradesco, como o BES (Banco do Espírito Santo) em Portugal.

Para abrir uma conta no exterior, é preciso enviar os documentos para o banco com, pelo menos, trinta dias de antecedência. Os documentos necessários são:

  • CPF e RG ou certidão de casamento;
  • Cópias das páginas 1, 2 e 3 do passaporte;
  • Carteira Nacional de Habilitação (CNH);
  • Carteira funcional emitida por repartições públicas ou por órgãos de classe dos profissionais liberais;
  • Identidade militar para homens.

Abrir conta em banco digital

Ao retornar para o Brasil, é preciso transformar a Conta Internacional em uma conta-corrente convencional. Dessa forma, é possível movimentar os valores acumulados no período em que esteve fora do país.

Santander

O Banco Santander oferece a conta internacional apenas para pessoas jurídicas. No entanto, se você tiver residência na Europa, pode abrir uma conta no banco espanhol, desde que esteja no continente com a documentação necessária.

Outros bancos

Alguns bancos muito famosos no Brasil não oferecem a opção de abrir conta no exterior, são eles:

Precisa declarar no imposto de renda a conta fora do país?

Um detalhe muito importante é que, após abrir conta no exterior, ela deve ser declarada em seu Imposto de Renda, independente dos valores movimentados.

Você deve declarar a sua conta no exterior na ficha Bens e Direitos – Depósito bancário em conta-corrente no exterior. Os detalhes que devem ser inseridos são:

  • País em que se encontra essa conta;
  • Quantia do saldo do dia 31 de dezembro do ano-base da declaração. Nesse momento o valor deve ser convertido para dólar americano e depois declarado em reais;
  • Dados bancários da sua conta internacional: nome do banco, agência, conta e dados complementares.

Além disso, quem tem um patrimônio igual ou superior a USD 100.000 em conta no exterior, também deve fazer uma Declaração de Capitais brasileiros no exterior (CBE) junto ao Banco Central. É muito importante que os dados não estejam conflitantes com a declaração do IR.

Como enviar dinheiro para a conta no exterior?

Existem diversas maneiras para enviar dinheiro para a conta no exterior, como os bancos tradicionais e as plataformas digitais.

As plataformas online costumam ser mais atrativas porque as taxas cobradas geralmente são bem mais baixas que as cobradas pelos bancos tradicionais. Além disso, o tempo para o dinheiro chegar ao destino costuma ser menor, em média de um a dois dias, enquanto nos bancos pode levar de cinco a sete dias.

Tudo isso sem contar que todo o processo é feito online, sem precisar ir até um banco físico. E não se preocupe porque essas plataformas garantem muita segurança para seus usuários e são devidamente credenciadas pelo Banco Central.

Algumas plataformas digitais para enviar dinheiro para conta no exterior são:

Se ainda assim você preferir usar um banco tradicional, apesar de ser possível, o processo costuma ser mais burocrático, demorado e caro. Outras opções são os Correios e casas de câmbio. No entanto, essas operações costumam sair muito mais caras que as plataformas digitais. Por isso, se atente a todos os custos antes de fazer a operação.

Normalmente, os valores para enviar dinheiro para a conta no exterior incluem:

  • Taxa de administração da plataforma ou banco;
  • Tarifa bancária;
  • IOF que pode variar de 0,38% a 1,1% (como na Remessa Online, Wise e bancos tradicionais) e podem chegar a 6,38% (como no Paypal);
  • Tarifa de câmbio – plataformas digitais como a Remessa e Wise não cobram margem de lucro, já os bancos tradicionais e casas de câmbio cobram, o chamado câmbio turismo;
  • Despesa externa (SWIFT).

Vale a pena ter uma conta no exterior?

Sim, principalmente se você pretende passar uma temporada fora ou mesmo costuma viajar frequentemente para o exterior. Isso porque, ao abrir conta no exterior, você deixa de pagar taxas e impostos que incidem nas transações internacionais como o IOF, por exemplo. Além de ter muito mais praticidade e segurança financeira.

Se precisar enviar dinheiro do Brasil para a Europa, confira o nosso comparador de envio de dinheiro para garantir a melhor cotação de câmbio.