Conhecida no mundo inteiro como cidade luz, muita gente não apenas sonha em conhecer Paris, mas em viver lá. A capital da França é realmente encantadora e uma das decisões mais importantes desta mudança é a escolha do bairro, afinal, isto muda tudo. Por isto, descubra aqui os principais bairros de Paris para planejar melhor sua mudança.
Antes de começar a lista, no entanto, é preciso deixar claro uma coisa! Viajar à Paris como turista não é a mesma coisa que viver na cidade. Os bairros turísticos são muito mais caros, por isso o ideal para ter uma vida mais tranquila é achar um bairro que não faça parte daquele centro repleto de museus e turistas. Vamos lá?

Melhores bairros de Paris para morar

Como eu disse, Paris não é uma cidade barata, não basta apenas pensar no valor do aluguel, como no custo de vida na cidade. E já que a cidade é extremamente bem servida de transporte público, a solução para quem precisa economizar é viver na banlieue, ou periferia da cidade. Assim, mesmo que o seu orçamento esteja apertado, sobra mais dinheiro para viajar, passear e conhecer bons restaurantes.
bairro residencial Paris
Leve em conta que, os bairros mais próximos da Boulevard Périphérique costumam ser os mais baratos para moradia e eles incluem os 12, 13, 14, 18, 19 e 20 arrondissements.
Se, depois de muito procurar você não encontrar nada, vale a pena procurar as cidades periféricas, como Antony, Blanc-u, Bois-Colombes, Colombes, Courbevoie, Drancy, Gentilly, Kremlin-Bicêtre, Puteaux e Saint-Cloud.
Mas não se esqueça de, antes de assinar o contrato de aluguel, fazer uma pesquisa em relação ao tempo que você passará no transporte para chegar ao trabalho ou universidade.

Valores de aluguel em Paris

O valor médio mensal por metro quadrado em Paris para aluguel é de 21€ a 33,6€. Se uma simples kitnet custa em média 720€ um apartamento de 60m² pode custar até 2.000€ dependendo do bairro.
Existem inúmeros sites especializados para nos ajudar a encontrar um imóvel para alugar, um exemplo é o Se Loger e o Bien’ici, mas eu tenho uma dica baseada em minha própria experiência. Estas agências podem até facilitar nossa vida em alguns sentidos, mas cobram uma taxa quando você aluga com eles e ela costuma ser do mesmo valor do aluguel, ou seja, caro!
A maneira mais econômica de alugar um apartamento em Paris é diretamente com o proprietário, a partir do site Leboncoin. Este é um site que vende de tudo, desde roupas e móveis usados, até carros e apartamentos. A burocracia costuma ser muito menor e o melhor de tudo: sem taxas!

Melhores bairros para estudantes

O bairro historicamente estudantil de Paris é o Quartier Latin, que acabou ganhando fama e tornou-se um dos bairros mais turísticos da cidade, portanto, os custos ficaram mais altos. É lá que ficam as icônicas Sorbonne, Sciences Po, e escola de Beaux Arts de Paris.
Hoje, o leste de Paris tem os bairros mais populares entre os estudantes, que são os 10, 11, 12, 19, 20 arrondissements. Alternativas mais acessíveis para estudantes são os bairros da Bastille e da République, que estão localizados na margem direita da cidade, entre o moderno bairro de Marais e o dinâmico bairro do Canal Saint Martin.
Centrais e de fácil acesso a praticamente todas as universidades, nestes bairros é possível encontrar uma grande oferta, que vão desde estúdios individuais, até repúblicas estudantis.

Bairros mais seguros

Quando comparamos com as cidades brasileiras, Paris é considerada mais segura, mesmo sendo a capital do país. Claro que existem alguns bairros conhecidos por serem menos seguros, com mais chances de furtos e roubos, mas, ainda assim, a cidade é considerada segura. E os bairros mais seguros são aqueles mais familiares, procurados por famílias com filhos, que oferecem uma boa oferta de colégios e mais áreas residenciais.
De acordo com uma pesquisa publicada no ano passado, o bairro de Saint-Merri, no 4º arrondissement da capital, ocupa o primeiro lugar na lista de regiões seguras da cidade. Logo em seguida, em segundo lugar, é o distrito de Sorbonne, no 5º arrondissement. E em terceiro lugar, o famoso Palais-Royal, no 1º e principal arrondissement de Paris.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →

Bairros mais perigosos

De acordo com um relatório divulgado anualmente pelo Observatório Nacional de Delinquência e Respostas Criminais de Paris, a cidade tem mais que o dobro da média nacional de taxa de violência, mas isto é esperado já que se trata de uma capital.

Ao consultar os números de crimes, a pesquisa alerta que os bairros onde temos mais chancer de sermos assaltados ou sofrer qualquer tipo de violência física são os 1º, 2º, 8º e 18º arrondissements. Logo em seguida, a instituição alerta para os bairros de Barbès e Clichy.
Ainda assim, é preciso deixar claro que na França dificilmente você será assaltado à mão armada ou mesmo ter sua casa invadida, a maioria dos crimes são furtos na rua ou no transporte público, pelos famosos “pickpockets”, que nos roubam sem que nós percebamos.

Bairros mais caros de Paris

Hoje, o bairro considerado o mais caro de Paris, tanto para comprar quanto para alugar um imóvel, é o arrondissement, próximo ao lindíssimo Jardim de Luxemburgo, também conhecido como distrito de Odéon.
 jardin des Tuileries
No entanto, todos os bairros turísticos e próximos aos grandes monumentos também são caros. Existe uma regrinha que pode ajudar a classificar os bairros da cidade e funciona assim: geralmente, os arrondissements que vão desde o 1º ao 9º costumam ser mais caros, já que são mais centrais. A partir do 10º arrondissement o preço costuma baixar.

Bairros para quem gosta de agito/mais boêmios

Um dos bairros queridinhos de quem está em busca de agito é o 10º arrondissement. Mais acessível do que o centro turístico, ele também está próximo à maioria das atrações e é repleto de bares, restaurantes e casas noturnas. É no 10º arrondissement que existem 2 das estações mais importantes de Paris: Gare du Nord e Gare de l’Est, que conectam a capital a Nancy, Estrasburgo, Reims ou Lille, bem como às principais cidades.
No entanto, o bairro de Montmartre e Bastille também costuma ser animados, com uma oferta muito grande de bares, cafés, lojinhas e restaurantes.

Bairros que são tendência em Paris

O bairro da vez em Paris, é o 10º arrondissement. Considerado seguro, cosmopolita e diverso, ele figura em revistas e sites internacionais e é amado por turistas e parisienses. Porém, é exatamente este o motivo que está sendo responsável pelo aumento considerável do valor do aluguel.
Saiba também se é preciso visto para Paris.

Vale a pena morar em Paris?

Paris é uma cidade muito especial, que encanta turistas que a visitam pela primeira vez. Além de sua beleza incontestável, a capital da França é riquíssima culturalmente, com uma imensa oferta de shows, peças de teatro, exposições e museus. Isto sem contar nos restaurantes e cafés charmosos e em toda a sua história.
Entretanto, é preciso parar de romantizar a cidade, já que ela costuma ser mais atraente para os turistas do que para quem vive lá. Em minha opinião, se não for por causa de uma oferta de emprego irrecusável, não vale a pena morar em Paris. A cidade é muito mais cara do que outras grandes cidades francesas e possui aquela atmosfera estressante de capital, com transporte público lotado, pessoas apressadas e trânsito. A não ser que você ame esse estilo de vida, não é o mais indicado.
A França é um país maravilhoso para viver, com cidades para todos os gostos e uma malha rodoviária e ferroviária tão bem servida que, você pode passar finais de semana em Paris e aproveitar tudo o que a cidade tem de bom, sem os inconvenientes.
trânsito em Paris
Conheça também as melhores cidades perto de Paris para viver.

Minha experiência

Eu vivo na França há 3 anos, mas optei por viver em Lyon, que é a terceira maior cidade do país. Minha escolha foi baseada no estilo de vida e no preço, já que eu vivi minha inteira em São Paulo e estava em busca de uma cidade mais calma. Se você é apaixonado(a) por Paris, saiba que muita gente também é, mas a Paris das férias, não é a mesma de todo dia.
Vale a pena viver em um apartamento minúsculo e pagar um aluguel exorbitante, enfrentar horas no trânsito todos os dias e acabar vivendo uma vida tão ou mais estressante daquela que você tinha no Brasil? Em minha opinião, não. Prefiro deixar Paris vivendo em meu coração e curtir a cidade em finais de semana regados a cafés, restaurantes e museus!
Gostaria de viver na França ou já está preparando sua mudança? Saiba mais sobre viver na França aqui.