Visto para Paris: saiba tudo para preparar sua viagem

Existem inúmeros tipos de turistas, mas a verdade é que grande parte sempre sonhou em conhecer Paris, também conhecida como cidade luz. No entanto, engana-se quem pensa que para viajar basta arrumar as malas. É preciso planejamento e organização. Por isto, preparamos um texto no qual você poderá saber tudo sobre visto para Paris, uma parte essencial da organização da tão sonhada viagem.

Precisa de visto para Paris?

Depende. Se você estiver indo à Paris para estudar, trabalhar ou qualquer outro fim que não seja o turismo, sim, você precisa de visto.

Porém, turistas podem ficar até 90 dias na França e em todos os países pertencentes ao Espaço Schengen sem precisar de visto.

Por isso, até 2022, os documentos necessários para entrar em Paris são:

  • Passaporte válido: passaporte válido com data de expiração para, no mínimo, três meses após a data marcada em sua passagem de volta;
  • Passagem aérea de ida e volta: talvez o agente da imigração não peça para você mostrar a passagem de volta, mas se ele pedir e você não tiver, ele está no direito de impedir a sua entrada no país. Comprar apenas um trecho muitas vezes é mais caro do que ida e volta. Ou seja, se estiver na dúvida, compre sempre passagem com ida e volta;
  • Seguro de saúde com cobertura mínima de 30 mil euros e que cubra todo o Espaço Schengen;
  • Comprovante de hospedagem ou um atestado de acolhimento, que você deve solicitar à prefeitura de seu domicílio. Para o comprovante de hospedagem, você pode mostrar os comprovantes de reserva em sites, como Kayak, Booking e AirBnb, por exemplo;
  • Comprovantes de que possui meios financeiros para suportar a estada no país. Se o oficial de imigração pensar que você não está indo para passear, pode ter certeza que ele irá pedir uma comprovação de condições financeiras. Por lei, o mínimo exigido são 68€ por dia e por pessoa. Ele pode pedir saldos disponíveis em conta-corrente, extratos de cartão de crédito, cartão pré-pago e/ou dinheiro em espécie.

Por que até 2022? Conheça o ETIAS

A partir de 2023 todos os brasileiros também irão precisar solicitar o visto ETIAS para viajar à Europa a turismo. O ETIAS (Sistema Europeu de Informações e Autorização de Viagem) é uma autorização de viagem, um sistema eletrônico para a autorização de viagem para a Europa, que foi feito com a intenção de melhor controlar o fluxo de pessoas que entram no continente.

Sonho de Morar na Europa?

Confira nosso livro Sonho de Morar na Europa com as jornadas de vários brasileiros que vivem atualmente na Europa e conheça todos os passos para chegar no Velho Continente e realizar o seu sonho!

Através dele, cidadãos de 62 países que não necessitam de visto para entrar no Espaço Schengen, incluindo brasileiros, são autorizados a viajar e a entrar em qualquer país-membro da União Europeia.

Vai ser muito fácil tirar o ETIAS

Quando pensamos visto, remetemos a horas de fila e espera em consulados.

Simples e 100% feito de forma digital, o ETIAS é apenas uma formalidade, na qual deveremos preencher o formulário de registro e inserir algumas informações solicitadas, como dados biométricos (nome, sexo, dados de nascimento, etc.), passaporte ou documento de viagem válido, país que pretende visitar, perguntas básicas sobre a saúde, antecedentes criminais, além de um histórico de imigração prévio na UE.

Tipos de visto para Paris

Até agora falamos sobre visto de turista, mas se o seu caso for ir à Paris para morar, as exigências e vistos são outros.

Aqui, é preciso deixar claro que você não poderá entrar na França como turista e depois tentar entrar com um pedido de visto. Visto de residente para a França só é possível de tirar no consulado no Brasil.

Visto no passaporte frances

Caso você já esteja na França, precisará retornar ao Brasil, agendar um horário e separar todos os documentos necessários para a obtenção do seu visto. Reconheça seu caso abaixo:

Visto para Paris para Estudante do Programa CAPES

Estudante bolsista do Programa CAPES (BRAFITEC, BRAFAGRI, CAPES-COFECUB, CAPES-Agropolis, CAPES PDSE, CNPq) pode solicitar visto de longa duração (por mais de 90 dias). Para isso, é preciso obter informações complementares, por meio do site Campus France e apresentar seu dossiê na Embaixada da França.

O agendamento é feito pelo site oficial.

Visto para Paris para estudantes universitários

Esse visto pode ser concedido caso o estudante vá cursar graduação, pós-graduação, mestrado ou doutorado na França. Antes de apresentar seu pedido no Consulado é imprescindível concluir todas as etapas com o Campus France.

O procedimento de regularização com o Office Français de l’Immigration et Intégration é obrigatório para todos os estudantes que ficam por mais de 12 meses no país.

Visto para Paris para Estudantes

Este visto pode ser concedido para qualquer pessoa que vá estudar na França por mais de 90 dias, desde um curso de francês até uma formação em qualquer universidade francesa.

Visto de Longa Duração para Pesquisadores Científicos

Pode ser requerido por doutorandos, pós-doutorandos, professores ou pesquisadores que possuam uma “Convention d’Accueil” emitida por um organismo de pesquisa francês e validada pela Prefeitura.

Visto Visiteur

É concedido para quem quer ficar mais de três meses em Paris, na condição de “turista a longo prazo”. É preciso comprovar meios de subsistência e não é permitido trabalhar na França para ter esse visto.

Visto de Longa Duração para Visitante PACS

Na França, união estável se chama Pacte civil de solidarité (PACS) e você pode solicitar esse visto para ficar mais de três meses no país, caso, por exemplo, seu cônjuge tenha conseguido visto para estudar ou trabalhar em Paris.

Visto para Au Pair

Au-pair é um serviço que tem a função de cuidar das crianças de uma casa e, em troca, fazer intercâmbio no país e receber um salário por isso. O programa de Au Pair na França requer que o estudante apresente o comprovante de pré-inscrição em um curso de francês com carga horária mínima de 10 horas semanais.

Porém, antes de se apresentar para o pedido de visto de estudante é preciso ter cumprido todas as etapas do procedimento pré-consular no Campus France.

Visto para adoção

É possível solicitar visto de longa duração para adotar uma criança na França. Entre a documentação necessária, é preciso apresentar a cópia do “Agrément de l’ASE” (expedido pelo departamento francês), o parecer de habilitação e o julgamento de destituição da autoridade parental: órfão, abandonado, etc.

Visto para Cônjuge de Francês

É normal ser deferido esse pedido de visto. Para solicitá-lo, basta apresentar uma justificativa da nacionalidade francesa do cônjuge, juntamente com um comprovante de residência e a certidão de casamento.

Visto para Filhos Menores de Cônjuges Estrangeiros de Franceses

Filhos menores de idade de cônjuges estrangeiros de franceses também têm direito ao visto para Paris. Para isso, é preciso apresentar, entre outras documentações, a certidão de nascimento com tradução, as cópias das carteiras de identidade da mãe e do padrasto, a cópia do Livret de Famille e a autorização para viagem e residência no exterior do pai da criança (com reconhecimento de firma).

Visto para Menores Escolarizados e Desacompanhados

Menores escolarizados e desacompanhados têm direito a solicitar visto para Paris. Entre a documentação, deve estar:

  • Seu boletim escolar do último ano (vestibular se o menor for realizar estudos superiores na França) com tradução juramentada;
  • Autorité parentale” (modelo no site) assinado pela(s) pessoa(s) com o pátrio poder autorizando que o menor seja acolhido na França (cópia(s) da carteira de identidade);
  • Engagement de prise en charge” (modelo no site) assinado pela família que acolherá o menor (se o correspondente é estrangeiro residente na França, apresentar cópia autenticada da carte de séjour temporária com validade superior à do ano letivo).

Visto de trabalho

É preciso ter contrato de trabalho em mãos para solicitar visto de trabalho na França. Ele pode ser por tempo indeterminado, concedido a trabalhadores que vão assumir um cargo em uma empresa francesa, ou por tempo determinado, que varia de um mês a um ano.

Há dois tipos de visto de longa duração que podem ser concedidos:

  • Visto de longa duração entre 3 meses e 1 ano: solicitado por estudantes, trabalhadores ou requerido por motivos familiares;
  • Visto de longa duração para residência superior a 1 ano: entre outros, é solicitado por profissional liberal ou independente (como médicos e comerciantes, por exemplo), artistas e trabalhadores funcionários de uma empresa que esteja na França e lhe concede contrato de trabalho por tempo indeterminado.

Ruas de Paris

O governo da França pretende transformar o país em uma referência mundial em empreendedorismo. Várias startups já estão sendo abertas no país.

E, visando atrair empreendedores para a França, um novo tipo de visto poderá ser solicitado em breve: o French Tech Visa, programa para atrair talentos estrangeiros, com vistos de quatro anos para quem quer criar uma startup no país.

Visto para Membros de Confissões Religiosas e Leigos Associados

Membros de Confissões Religiosas e Leigos Associados também têm direito ao visto para Paris, desde que cumpram os pré-requisitos e tenham toda a documentação necessária para solicitá-lo.

Entre o que é preciso está a carta de congregação de origem, o formulário de pedido de visto de longa duração devidamente preenchido e assinado e o comprovante de residência no Brasil.

Visto para Estagiário em Estabelecimento Público de Saúde

Este visto pode ser concedido para o estudante que vai fazer um estágio de formação com uma convenção de estágio em um local público. Entre a documentação necessária para solicitar o visto está a cópia do diploma de medicina, de farmacêutico ou de enfermeiro.

Visto Concours (Concurso)

Este visto pode ser solicitado por estudantes que tenham a inscrição definitiva em uma instituição de ensino superior francês condicionada à sua aprovação em um concurso de entrada ou entrevista de admissão no país.

Visto para o Programa Férias-Trabalho

Em março deste ano, entrou em vigor o “Programa Férias-Trabalho” entre o Brasil e França. Por meio desse programa, brasileiros que têm entre 18 e 30 anos de idade podem passar um ano conhecendo a cultura francesa e trabalhando no país.

Para isso, é preciso ter passaporte com pelo menos 1 ano e 3 meses de validade (cópias das páginas contendo seus dados pessoais) e comprovar que tem, pelo menos, 2.500 euros ou equivalente em reais.

No site da Embaixada da França no Brasil você pode ver todas as condições e a documentação necessária para solicitar este visto.

Atenção: os pedidos poderão ser feitos com antecedência de, no máximo, dois meses antes da viagem para a França. Neste site, também é possível ver todos os vistos de longa duração que são concedidos e a documentação necessária para cada um.

Onde tirar seu visto para a França

Em qualquer caso dos citados acima, você deverá obter o visto diretamente no consulado da França no Brasil.

No entanto, se o seu visto for de estudante, processo costuma ser um pouco demorado, já que exige o intermédio do Campus France, a agência ligada aos ministérios franceses da Educação e das Relações Exteriores.

visto para paris solicitar

Se este for o seu caso, será preciso preencher um dossiê no site do Campus France, pagar uma taxa e seguir todas as orientações necessárias, antes de agendar um horário no consulado. Para outras categorias de visto, o processo é feito diretamente com o consulado.

No Brasil, existem consulados da França nas seguintes cidades: São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Você será encaminhado àquele mais próximo de sua cidade.

Quanto custa o visto para a França

Os valores dependem do tipo de visto, mas a tabela atualizada pode ser conferida aqui –  na sessão ‘tarifas em vigor’. O valor máximo, adotado para vistos de estudante, é de 99€.

A taxa é paga na retirada do visto e pode ser feita em reais ou cartão de débito de acordo com o câmbio do dia.

Quanto tempo leva para sair o visto para Paris

A emissão do visto costuma ter o prazo médio de 15 dias, mas o que deve ser considerado é o processo todo. Juntar todos os documentos necessários, comprovantes financeiros, matrícula em uma instituição de ensino (caso o seu visto for de estudante) e preencher todos os formulários pode levar bastante tempo. Sem contar que não conseguimos agendar um horário no consulado de um dia para o outro.

Os meses de julho e agosto costumam ser os mais cheios, já que o ano letivo na França começa em setembro. Por isto, a dica é se organizar gradualmente e com um prazo largo, para não gerar estresse e frustração.

Outros documentos necessários além do visto para Paris

Fora o visto, você precisará de outros documentos para viver na França. O visto é como se fosse a porta de entrada para o país, mas assim que você chegar, precisará dar entrada em outras burocracias, que te darão o título de residente temporário e te legalizar no país. São eles:

  • Carte Vitale: você irá tirar depois que já estiver na França. É o cartão do seguro social, obrigatório para todos os cidadãos, mesmo que sejam estrangeiros;
  • Passaporte válido;
  • Certidão de nascimento com tradução juramentada: este documento, apesar de não ser obrigatório, é indicado. Porém, precisa ser uma certidão atualizada. Para isto, procurar o cartório em que você foi registrado;
  • Seguro de Viagem para 1 mês: o sistema de saúde na França é gratuito e universal, mas até que você consiga emitir a sua Carte Vitale, o consulado aconselha a fazer um seguro de viagem de um mês, que é o tempo estimado que leva para termos o acesso ao seguro social. É aquele mesmo seguro de quando você viaja como turista, no valor de 30 mil euros.

Minha experiência na França

Atualmente eu vivo na França como estudante, já que estou fazendo meu mestrado em comunicação aqui, em Lyon. A minha vinda para cá foi muito planejada e levei meses até conseguir separar todos os documentos e juntar o dinheiro necessário. Isto porque, no dia da entrevista no consulado, nós precisamos comprovar que temos o mínimo de 615€ por mês, durante um ano.

Parisienses e Torre Eiffel ao fundo

Hoje, estes valores atualizados somam quase R$ 36 mil. No entanto, além disto, o meu processo demorou porque apresentei 3 cartas de recomendação e diversos documentos, fora o diploma da faculdade. Isto não é obrigatório, mas para aumentar as minhas chances de ser aprovada, achei melhor enviar tudo. Sendo assim, no meu dossiê tinha comprovante de estágio, de iniciação científica e de outros cursos que eu havia feito enquanto estava na faculdade.

Juntar tudo isto é demorado e caro, já que todos os documentos oficiais precisam de tradução juramentada. Para você ter ideia do quanto o caminho para o tão sonhado visto pode ser longo, as inscrições junto ao Campus France, para o ano letivo que se inicia em setembro, começam no início do ano. Portanto, faça as coisas com calma, mesmo porque o processo será caro. Mas, se você tiver todos os comprovantes, não tem porque ter o seu visto negado. Com organização e planejamento, tudo é possível.

Seguro viagem para França

Não se esqueça que o seguro viagem é obrigatório para a França, já que o país faz parte do Tratado de Schengen. Antes de escolher a opção que se encaixa no seu perfil de viagem, sugerimos que você consulte nosso comparador de seguro viagem.

É uma ótima maneira para pesquisar os melhores preços. Também temos uma parceria com o Seguros Promo, onde você encontra ótimas ofertas com excelentes preços.

Oferecemos desconto no seguro viagem

Se você fizer a contratação de seu plano no Seguros Promo e inserir na hora do pagamento o nosso código EURODICAS, ganha 5% de desconto. Caso opte por pagar por boleto bancário, tem mais 5% de desconto. Assim, você pode reduzir em 10% o valor do seu seguro viagem. Basta clicar no link e seguir com a compra.

Saiba também quanto custa um seguro viagem para Paris, é obrigatório.

Gabriela é brasileira, jornalista e vive na França, onde faz mestrado em comunicação. Apaixonada pelo país desde sempre, foi na França que ela se encontrou e aproveita este espaço para dar dicas e contar histórias e curiosidades sobre este país que vive no imaginário de muita gente. Com um gosto particular por cultura e viagens, ela é nômade digital e nunca mais pretende deixar de ser.

Carolina é luso-brasileira, jornalista e especializada em Comunicação Empresarial. Desenvolve e revisa conteúdos para diversas mídias. Adora viajar o mundo, conhecer novas culturas e escrever sobre suas experiências. Tem prazer em dar dicas de restaurantes, hotéis e também em ajudar brasileiros que desejem morar em outro país.

Artigos relacionados

Salário mínimo na França: o valor em 2020 e custo de vida

Você sabe qual é o salário mínimo na França? Descubra o valor, quando ele aumenta e ainda informações sobre o seguro desemprego no país.

Trabalhar na França: salários, visto e como encontrar vaga

Considerando trabalhar na França? Confira tudo que é preciso saber para conseguir um emprego, o valor dos salários, como procurar e se é preciso visto.

Sites de emprego na França: conheça os melhores

Você quer um emprego na França? Compartilhamos uma lista com os melhores sites de emprego na França e várias dicas para procurar trabalho por lá.

Custo de vida na França: quanto é preciso para viver no país

Veja qual é o custo de vida na França, um dos países mais procurados por estrangeiros para morar. Conheça o custo da alimentação, moradia, saúde e mais.

Morar na França: tudo sobre visto, emprego e custo de vida

Veja qual o visto necessário para morar na França, o mercado de trabalho, as melhores cidades para morar, quanto custa e vantagens e desvantagens.

Profissionais em falta na França: veja quais são e os salários

Sabia que existem profissionais em falta na França? Saiba quais áreas que têm maior carência de profissionais e quais os que setores que mais empregam.

Câmbio de moedas

EURO € : R$ 0.00

LIBRA £ : R$ 0.00

DÓLAR $ : R$ 0.00

Ouça nosso Podcast

Curta nossa página

Euro Dicas no Youtube