Bandeira de Portugal, como é, cores e qual o seu significado?

Bandeira de Portugal

Portugal  / 

Conhecer a história de um país é muito importante para entendermos seus costumes e hábitos culturais. Portugal é país com mais de 2 mil anos de história e que já passou muitas batalhas, derrotas e conquistas. Hoje vamos te contar o significado da bandeira de Portugal e qual a sua história.

Já escrevemos um texto sobre 10 cidades pequenas de Portugal que valem a pena para morar.

Cores da bandeira de Portugal

A bandeira de Portugal possui duas cores principais, o verde escuro e o vermelho, dividas de forma vertical. A parte verde representa 2/5 da bandeira, enquanto a cor verde representa 3/5.

No centro da bandeira há um escudo com 7 castelos e 5 quinas nas cores azuis. Já em volta do escudo encontra-se uma esfera armilar na cor amarela.

O que significa?

As 5 quinas da bandeira representam os 5 reis mouros que foram derrotados pelo rei D. Afonso Henriques na batalha de Ourique. Já os 5 pontos brancos dentro de cada quina simbolizam as 5 chagas de Jesus Cristo.

Dentro do escudo, os 7 castelos referem-se as regiões fortificadas que D. Afonso Henriques conseguiu conquistar dos Mouros.

Já a esfera armilar simboliza os descobrimentos dos navegadores portugueses nos séculos XV e XVI, além das populações em que Portugal teve trocas no comércio.

Já as cores escolhidas para a bandeira de Portugal representam a esperança (verde) e a coragem e sangue dos portugueses que foram mortos em combates (vermelho).

Você pode conferir como é o sistema de educação em Portugal.

História da bandeira de Portugal

A atual bandeira de Portugal é utilizada desde o dia 19 de junho de 1911, após a instauração da República. A comissão da nova bandeira nacional era composta pelas seguintes pessoas:

  • Abel Botelho (político e escritor);
  • Columbano Bordalo Pinheiro (pintor);
  • António Ladislau Parreira (oficial da Armada);
  • José Afonso de Pala (oficial do Exército);
  • João Chagas (jornalista e político) e que definiu esse novo modelo.

Também já escrevemos um guia detalhado para ajudar você a conseguir morar em Portugal.

Como era a primeira bandeira de Portugal?

Quando surgiu (meados de 1139) a primeira bandeira de Portugal tinha as cores azul e branca e tinha como formato uma cruz azul com fundo branco, na época ostentar uma bandeira era algo novo e a história tinha origem nos escudos das armas.

Ao longo dos anos e da história de Portugal, a bandeira foi se modificando de acordo com os acontecimentos políticos e da monarquia.

O que fazer quando chegar a Portugal?. Veja a resposta aqui.

Evolução da bandeira

Os primeiros registros de uma bandeira de Portugal datam 1139, através de reconstruções do que elas poderiam ter sido. Desde então foram cerca de 16 modificações no símbolo do país. Cada rei determinava algo novo para a bandeira de acordo com as vivências de seu trono.

A primeira bandeira que surgiu simbolizava apenas uma cruz azul, já na segunda D. Afonso Henriques acrescentou besantes (dinheiros). Já o sucessor do rei D. Afonso Henriques, D. Sancho I (1185), trocou a cruz azul por cinco quinas azuis com branco, que poderiam simbolizar os escudos da época.

Em 1245, Afonso III opta por acrescentar uma borda vermelha a bandeira de Portugal. Junto da cor, estão castelos em dourado que representavam as fortalezas que foram tomadas na região do Algarve.

Já no ano de 1385 encontra-se a primeira bandeira comprovada de Portugal, através de registros. Nessa fase foram adicionadas quatro flores-de-lis nas cores verdes por D. João.

Em 1485, D. João II resolveu retirar novamente a flor-de-lis da bandeira e alterou os escudos anteriores, por escudos de armas português, como é utilizado até os dias de hoje.

O sucessor D. Manuel I (1495) mudou novamente a bandeira de Portugal e acrescentou uma coroa real aberta aberta em cima do escudo.

Já em 1578, D. Sebastião solicitou que a coroa real da bandeira fosse fechada, representando a conquista de Marrocos.

Em 1667, D. Pedro II muda novamente o símbolo nacional e altera a coroa para cinco arcos, para representar um novo reforço a autoridade régia.

D. João V, em 1707 ordena a mudança da bandeira para um estilo mais barroco, acrescentado um barrete de cor púrpura para a coroa real.

Em 1830 se dá a última bandeira nacional dentro do regime da monarquia e acrescenta-se um fundo branco e azul de forma vertical.

Até chegarmos na última versão da bandeira de Portugal, como conhecemos hoje, a partir de 1910, quando acontece a Implantação da República Portuguesa.

Veja aqui em baixo um infographic com a evolução da bandeira de Portugal, divulgado pelo governo.
Evolução da bandeira de Portugal

COMPARTILHE

Amanda é brasileira, jornalista, mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Mora desde 2014 em Portugal. Escreve para seu site Vagas pelo Mundo sobre oportunidades de emprego, a experiência de morar fora, bolsas de estudo e vistos para morar no exterior.