Quem é cidadão português e fez alguma alteração no nome pode ficar em dúvida sobre quais são as providências indispensáveis nesse caso. Neste artigo vamos explicar em quais situações é possível mudar o nome e esclarecer tudo para quem tem cidadania portuguesa: o que fazer em caso de troca de nome.

Cidadania portuguesa o que fazer em caso de troca de nome
Índice O que fazer com a cidadania portuguesa em caso de troca de nome? Situações em que pode haver mudança de nome Como alterar o nome dos documentos portugueses após conseguir a cidadania? Alteração de nome no assento de nascimento Quanto custa fazer alterações no nome em Portugal? Indicações de assessoria para solicitar cidadania portuguesa

O que fazer com a cidadania portuguesa em caso de troca de nome?

Se você já tiver a cidadania portuguesa quando alterar o seu nome, não precisa se preocupar.

Você deverá fazer a alteração de seus documentos, como o cartão de cidadão, carta de condução (carteira de motorista) e passaporte português. A seguir explicamos como fazer e quanto custa pedir uma nova via dos principais documentos.

Situações em que pode haver mudança de nome

Conforme o Código de Registo Civil português (Decreto-Lei n.º 131/95, artigo 104º), a alteração do nome é permitida nas seguintes situações:

  • Adoção do nome do cônjuge depois do casamento;
  • Correção do nome no registro do assento de nascimento;
  • Retirada do sobrenome do cônjuge após o divórcio;
  • Adoção do nome do pai ou da mãe que só foi conhecido mais tarde;
  • Desejo de acrescentar o sobrenome de família após a conclusão de processo de adoção;
  • Opção pelo nome inicialmente escolhido pelos pais (quando não foi registrado porque existia dúvida quanto à permissão do nome – em Portugal há regras para isso e nem todos os nomes são permitidos).

Em todas essas situações a alteração do nome pode ser pedida pelo próprio interessado na mudança. Não é preciso receber nenhuma autorização para poder fazer o pedido.

Situações em que é preciso pedir autorização para mudar o nome

Existem outras situações mais específicas em que é possível fazer uma alteração no nome, mas nesses casos é preciso ter uma autorização especial ou preencher requisitos.

  • Alteração de nome de um menor de idade: é preciso ter a autorização ou concordância de ambos os pais;
  • Mudança de nome pela alteração de gênero: para maiores de idade, o requerimento deve ser apresentado na Conservatória do Registo Civil. Para menores entre 16 e 18 anos, a solicitação deve ser feita pelos pais e o conservador deve fazer uma audição com o menor para verificar o consentimento expresso da mudança (também é exigido um relatório médico ou psicológico que confirme que o menor tem plena capacidade de decisão pela mudança). As regras foram definidas pela Lei nº 38/2018 (Lei da Autodeterminação de Gênero);
  • Conservação do nome de casado após o divórcio: um dos cônjuges pode requerer a manutenção do nome de casado mesmo após a concretização do, bastando obter a autorização da outra parte. Em caso de não ter a autorização, é possível ingressar com uma ação judicial para fazer esse pedido.

Como alterar o nome dos documentos portugueses após conseguir a cidadania?

A alteração do nome dos documentos portugueses depois da obtenção da cidadania portuguesa deve ser feita como regulamenta a lei portuguesa para todas as situações de mudança de nome.

Depois da confirmação da alteração, comece a tratar dos documentos essenciais, principalmente o Cartão de Cidadão. É ele que possibilita a alteração dos dados em outros serviços, como o registro na Segurança Social.

Para comprovar a alteração do seu nome, você deve apresentar o documento que confirma a realização da mudança, como a autorização da Conservatória ou certidão de casamento, por exemplo.

Cidadania portuguesa o que fazer em caso de troca de nome registo civil

É preciso solicitar todos os documentos portugueses novamente?

Não necessariamente. Mas depois de fazer a alteração do nome, é necessário pedir alguns novos documentos para que eles tenham a identificação adequada. Os mais importantes são:

  • Cartão de Cidadão: pode ser solicitado nas Lojas do Cidadão e nos balcões de atendimento do Instituto dos Registos e do Notariado (IRN). Tem o custo de 15€ para menores de 25 anos e 18€ para os maiores de 25 anos;
  • Carta de condução: o pedido custa 30€ e deve ser feito no Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) ou no IMT Online (com 10% de desconto);
  • Passaporte: o passaporte português deve ser solicitado em uma Loja do Cidadão ou na Conservatória do Registo Civil e custa 65€.

Depois de fazer a alteração no Cartão de Cidadão, os seus dados devem ser automaticamente modificados nas Finanças e na Segurança Social.

Comprar euro mais barato?

A melhor forma de garantir a moeda europeia é através de um cartão de débito internacional. Recomendamos o Cartão da Wise, ele é multimoeda, tem o melhor câmbio e você pode utilizá-lo para compras e transferências pelo mundo. Não perca dinheiro com taxas, economize com a Wise.

Cotar Agora →

Vale a pena verificar se todas as mudanças foram feitas depois de receber o novo cartão para garantir que você ficou com os cadastros atualizados. Isso evita que você tenha dificuldades, o que pode acontecer se tiver registros com nomes distintos.

Outros documentos que pode trocar

Caso você tenha outros documentos, como cartões bancários, de seguro saúde ou de estudante, entre em contato com a entidade responsável para pedir uma nova via.

Se tiver contas em seu nome, como conta de luz, água ou celular, após obter o novo Cartão de Cidadão, verifique como fazer a alteração do seu cadastro para ficar com tudo regularizado.

Alteração de nome no assento de nascimento

A alteração do nome no assento de nascimento deve ser solicitada diretamente na Conservatória dos Registos Centrais ou em uma Conservatória do Registo Civil.

Para isso, é necessário encaminhar um requerimento ao conservador dos Registos Gerais, o responsável por esse tipo de pedido. É preciso apresentar também um requerimento para a obtenção de um certificado de registro criminal.

Após a autorização do conservador, a alteração do seu nome no assento de nascimento será registrada no Registo Civil e em todos os atos correspondentes (e de seus descendentes, se for o caso).

Confira se existe uma lista com sobrenomes que dão direito à cidadania portuguesa.

Quanto custa fazer alterações no nome em Portugal?

A alteração do nome ou do sobrenome, na maioria dos casos, custa 200€. Já mudança em razão da alteração de gênero e a adoção ou retirada do sobrenome de casamento são gratuitos.

Depois de fazer a mudança do nome, lembre-se de que será necessário pagar pelas novas vias dos documentos, como explicamos acima.

Indicações de assessoria para solicitar cidadania portuguesa

Existe uma infinidade de escritórios e advogados que trabalham com a solicitação da cidadania portuguesa. Mas é preciso ser muito criterioso na escolha do profissional que irá orientar o seu processo.

É um serviço que exige experiência e seriedade, portanto não é indicado solicitar o serviço com um escritório que você não conheça o trabalho realizado pelos profissionais.

Para melhor orientar os nossos leitores, o Euro Dicas fez uma pesquisa extensa dos melhores escritórios que solicitam cidadania portuguesa no Brasil e temos 2 indicações: a Cidadania4U e a Cidadania Já .

Ambos os escritórios são de confiança e realizam um excelente trabalho, e indicamos que você conheça cada um deles e escolha aquele que melhor se encaixa no seu perfil e na sua necessidade.

Cidadania4U

A Cidadania4U é um escritório que declara ter o atendimento mais rápido do Brasil. O escritório possui atendimento automatizado através do site e de um aplicativo próprio, que possibilita o acompanhamento do processo e contato com a equipe.

De acordo com a Cidadania4U:

Nós temos a cidadania italiana mais rápida do Brasil por conta da implementação de tecnologia na execução de todo o processo. Sendo assim, conseguimos finalizar toda a parte burocrática muito mais rápido que nossos concorrentes.

O cliente pode optar pelo processo 100% virtual ou presencial, a marca possui escritórios em 6 cidades: São Paulo, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Brasília, Curitiba e Florianópolis. A avaliação geral da marca no Reclame Aqui é boa, nota 7.6. Todas as reclamações registradas na plataforma foram respondidas pela empresa.

Para saber mais sobre a Cidadania4U, leia também esse artigo que escrevemos sobre a marca. Visite o site da Cidadania4U para iniciar o seu processo para se tornar cidadão português com auxílio da tecnologia dessa marca.

Cidadania Já

A Cidadania Já possui mais de 10 mil casos de solicitação de cidadania europeia bem sucedidas. A empresa trabalha atendimento automatizado, por isso é muito rápido iniciar o seu processo.

Segundo a própria Cidadania Já:

“a nossa principal vantagem competitiva é o atendimento rápido e humanizado em todas as etapas. Além disso, nossos números de procedimentos concluídos nos colocam hoje como a maior empresa de assessoria de cidadania do Brasil”.

Outros diferenciais da Cidadania Já

  • A empresa possui nota geral 8.4 no Reclame Aqui e todas as reclamações de clientes foram respondidas;
  • Caso algum imprevisto ou erro aconteça no processo, a empresa devolve o investimento do cliente;
  • Possui preço competitivo, não são os mais baratos do mercado, nem os mais caros;
  • Oferecem possibilidade de parcelamento do valor pago;
  • O tempo de conclusão dos processos não dependem exclusivamente da empresa, mas também dos cartórios e conservatórias, mas em média a solicitação da cidadania italiana demora entre 2 e 3 anos;
  • Possuem lojas físicas em São Paulo, Ribeirão Preto, Rio de Janeiro e Criciúma, o que agrega maior confiança a alguns clientes, e seus funcionários estão capacitados para realizar atendimento mais próximo e ter escuta ativa para a história de cada cliente.

Se quiser conhecer melhor o escritório Cidadania já, leia esse artigo que escrevemos sobre a marca. Para ser atendido pela Cidadania Já, acesse o site e prepare-se para se tornar um cidadão português.

Esperamos que este artigo tenha ajudado você a esclarecer as principais dúvidas sobre o que fazer em caso de alteração de nome.

Tie Lenzi

Tié Lenzi

Tié mora em Portugal desde 2016. Depois que imigrou e concluiu o mestrado, deixou o Direito e mergulhou na produção de conteúdo e no Marketing Digital. Escreveu muitos artigos sobre imigração e hoje é Content Manager do Euro Dicas.

Mais dicas sobre Portugal

Crianças desenhando em uma creche em Portugal
Portugal

Creche em Portugal: como funciona e quanto custa

Como são as creches em Portugal? Essa e outras dúvidas são bem recorrentes entre mães e pais que estão de mudança para o país com os seus filhos e também entre aqueles que estão planejando aumentar a família. Se chegou até aqui, você provavelmente se enquadra em um desses perfis, certo? Então, continue a leitura, pois vou esclarecer como as creches funcionam, se é fácil conseguir uma vaga, custos envolvidos e muito mais! Como funciona a creche em Portugal? Também chamadas de infantário, a creche em Portugal funciona de forma semelhante ao Brasil no sentido de contribuir para educação pedagógica e cuidados com as crianças, apoiando os pais que precisam trabalhar. Em Portugal, as creches aceitam crianças dos 3 meses aos 3 anos. Após essa idade, a criança deve seguir para a fase da pré-escolar, fase esta que não é obrigatória por lei, ou seja, cabe aos próprios pais decidirem ou não se matriculam os filhos na pré-escola. Contudo, no sistema de educação em Portugal, aos 6 anos, é obrigatório que as crianças sejam matriculadas na escola para dar início ao ensino básico. O horário de funcionamento da creche em Portugal é bem alargado, estando disponível entre as 7h/8h até às 18/19h, a depender da instituição e do comprovativo de que os pais necessitam de mais tempo (o horário fixo é de 9h às 17h, antes ou depois disso, os pais precisam apresentar um comprovante. Ou seja, se o seu intuito é trabalhar em Portugal, você pode deixar o seu filho por até 40 horas semanais. É uma ajuda e tanto na rotina de pais trabalhadores! É importante ressaltar que existem duas modalidades de creche em Portugal, a pública e a privada. Porém, assim como acontece no Brasil, as creches públicas costumam ser bem disputadas para conseguir uma vaga. Creche pública As creches públicas em Portugal são chamadas de Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) e elas funcionam de forma coparticipativa, ou seja, uma parte do pagamento é subsidiada pelo governo e a outra parte pela família. As pessoas com baixo rendimento familiar, conseguem a gratuitidade, como foi o caso dos pais da Maria Flor, a bioquímica Bruna Castanheira e do advogado da Cidadania à Vista, Jorge Madureira. Na altura que matricularam a filha em uma creche pública do Porto, ambos estavam desempregados e receberam o benefício. [caption id="attachment_144284" align="alignnone" width="750"] Família Castanheira Madureira vive no Porto e colocaram a filha na creche. Foto do vovô: Reinaldo Castanheira[/caption] Creche privada Já a creche privada em Portugal, funciona da mesma forma que no Brasil, ou seja, os pais são responsáveis por arcar com 100% do valor da mensalidade, assim como outras taxas de alimentação, seguros, atividades extras, uniforme, entre outros. Existe creche gratuita em Portugal? Existe. Em 2021, governo português aprovou a gratuitidade das creches, mas o programa ainda está em fase de implementação. Apesar de muitos pais já se beneficiarem com a creche gratuita, a ideia do governo é que até 2024, o programa tenha abrangência para atender 100 mil crianças. Contudo, vale dizer que só podem usufruir do direito da gratuitidade, as crianças nascidas após 1 de setembro de 2021 e que ainda não estejam integradas em uma creche pública ou ISS, salvo a exceção de quando há mudança de endereço de residência ou trabalho dos pais. A gratuitidade se aplica aos seguintes serviços: Mensalidade (no caso de ser uma creche privada credenciada ao programa); Alimentação; Despesas com seguros; Frequência de período de prolongamento de horário e extensão semanal — para os pais que trabalham até mais tarde; Serviços como atividades de caráter facultativo, aquisição de fraldas e uniformes são de responsabilidade dos pais. Para usufruir do benefício da Creche Feliz - Rede de creches gratuitas, os pais precisam fazer a solicitação na Segurança Social. É fácil conseguir uma vaga em creche em Portugal? Não é fácil conseguir vaga em creche em Portugal. Para ter uma noção, tem muitas mães que buscam por vagas ainda quando estão grávidas, portanto, se está pensando em morar em Portugal deve se programar. Segundo o casal Bruna e Jorge, eles ficaram surpresos com a dificuldade. “Quando fomos em busca de creche no Porto para a Flor, não sabíamos se seria pública ou privada. Quando começamos a pesquisar e descobrimos que a dificuldade de encontrar vaga era tanto para a pública quanto para privada”, comentam Bruna e Jorge. Como eram pais de primeira viagem, não sabiam como realmente funcionavam as creches e sentiram dificuldade no processo, visto que não existe uma plataforma online que unifica todo o sistema de vagas nas creches da cidade ou do país e as informações também não são muito claras. A solução foi buscar a lista das creches no site das Juntas das Freguesias (uma espécie de subprefeituras presente nos bairros). Com o e-mail das creches em mãos, começou a enviar mensagens para todas perguntando se havia vaga disponível para uma bebê de 6 meses. “Mandei uns 50 e-mails. A maioria (pública e privada) respondia que não tinha vaga. Depois de muito custo e vários e-mails, uma me respondeu dizendo que havia vaga disponível. E foi um achado: por sorte era pública e ficava a 1km da minha casa”, contam. Portanto, já deu para entender que não é fácil conseguir uma vaga em creche em Portugal, né? Sendo assim, pode seguir o exemplo de outras mães que já começam a busca ainda quando estão grávidas. E no caso de estar de mudança para o país luso, pode iniciar essa busca em janeiro. A Bruna conseguiu a vaga em março, mas como pode ver no relato, a maioria das vagas já estava preenchida. Como matricular meu filho? Primeiro, você precisa entender que o ano letivo em Portugal inicia em setembro e termina em junho, bem diferente do Brasil. E durante o recesso, há muitas atividades estilo colônia de férias para as crianças participarem. Sendo assim, de janeiro a março você busca por vagas. Se encontrar, faz a reserva. Já as matrículas costumam acontecer de abril a junho. Fique atento a essas datas! Já o processo para matricular o seu filho é bem simples, você vai precisar apresentar alguns documentos e preencher os formulários da creche. Documentos necessários para matricular na creche em Portugal Os documentos podem variar conforme a creche, mas geralmente na hora de fazer a matrícula do seu filho na creche em Portugal são exigidos: Passaporte válido ou autorização de residência em Portugal (dos pais e da criança não nascida em Portugal); Certidão de nascimento da criança; NIF — Número de Identificação Fiscal (dos pais); NISS — Número de Inscrição da Segurança Social (dos pais); Cartão de vacina atualizado da criança (pode ser o do Brasil, caso ainda não tenha o português). Quanto custa uma creche em Portugal? A creche em Portugal custa entre 200€ a 300€ por mês nas privadas — independente da cidade, essa é a média. Dentro desse valor, costuma estar incluído a alimentação da criança. Outras atividades podem ser cobradas. Já nas creches públicas não há um valor fixo, pois varia conforme o rendimento familiar. Segundo a Bruna, durante a matrícula, você deve preencher um formulário informando alguns dados, incluindo o NISS e a própria creche faz o cálculo do rendimento e te informa quando deverá pagar. [caption id="attachment_144286" align="alignnone" width="750"] Seja gratuita ou paga, os pais devem se responsabilizar pelo pagamento de atividades extracurriculares.[/caption] Além disso, o programa de gratuitidade das creches em Portugal, lançado pelo governo, prevê que até 2024, todas as crianças nascidas após 1 de setembro de 2021, possam usufruir do benefício. As creches em Portugal são boas? Sim. As creches em Portugal são muito boas. Segundo os pais Bruna e Jorge, em termos educacionais elas são excepcionais se comparadas ao Brasil! A Bruna está passando uma temporada no Brasil com a Maria Flor, por conta de um pós-doutorado e conseguiu traçar esse paralelo com relação às creches brasileiras e portuguesas. Em termos de estrutura, as creches em Portugal podem deixar a desejar. Segundo ela, em São Paulo, onde a Maria Flor se encontra por alguns meses, a estrutura de salas, parquinhos, brinquedoteca, livros, refeitório, etc, são bem maiores. Já no Porto, ela comenta que as salas são mais frias, o parquinho e a oferta de brinquedos não são tão grandes. Contudo, em questão de educação e da comunicação entre pais e professores, Portugal se mostra muito melhor. “A gente tem muita atualização de como a criança está, tem fotos, tem aplicativo que consegue conversar com o professor, coordenação, secretaria; ver todas as atualizações de ementa alimentar, plano pedagógico, se fez cocô e xixi, se bateu no coleguinha, etc.”, explica. Bruna também ressalta uma questão que é controversa entre muitos pais: a questão do doce. Segundo ela, em Portugal existe uma boa orientação sobre não dar doces para as crianças, enquanto no Brasil (ao menos na creche atual da Maria Flor), o docinho ainda é muito enraizado na alimentação. “Em relação ao trato com as crianças e boas maneiras na educação, Portugal tem a mentalidade de um país desenvolvido. Se fosse para escolher, prefiro mil vezes as creches em Portugal. Educação é prioridade e não infraestrutura”, conclui. Confira também o vídeo do canal da Heloíza Assunção, que apresenta a experiência de outra brasileira com filhos na creche na cidade de Pombal. Saiba também como é morar em Portugal com filhos. Perguntas frequentes Agora que já entendeu como funciona a creche em Portugal, separamos algumas perguntas frequentes sobre o tema para esclarecer. Como abrir uma creche em Portugal? Para abrir uma creche em Portugal é necessário seguir alguns passos, como: Criar um bom plano de negócios; Ter um espaço próprio ou alugado e licenciado para a utilização; Criar um regulamento interno detalhado; Investir nos Recursos Humanos, ou seja, na contratação de profissionais; Criar a empresa; Solicitar a licença de funcionamento; Contratar os seguros necessários (incêndio, escolar, etc); Ter o Livro de Reclamações. Se quer empreender, pode conferir todo passo a passo discriminado no site ePortugal. Existe creche pública para bebês de 6 meses? Existe. As creches em Portugal aceitam bebês a partir de 3 meses. O ideal é começar a buscar por uma vaga o quanto antes. Como expliquei, muitas mães iniciam a busca ainda grávidas. Como trabalhar em uma creche em Portugal? Se você é um profissional da área, para trabalhar em uma creche em Portugal, precisa validar o seu diploma, fazer um mestrado ou doutorado na área de educação infantil, ou pré-escolar. Além disso, se tiver experiências na área, coloque no currículo e destaque as suas competências. O que é preciso para ser auxiliar de creche em Portugal? Assim como no Brasil, para ser auxiliar de creche em Portugal, você precisa fazer cursos na área. Você encontra algumas formações online e presenciais de Auxiliar de Educação Infantil e Babysitting. Feito o curso, é atualizar o currículo e começar a busca por uma oportunidade. E aí, está pensando em mudar para o país luso com a família? Recomendo o Programa Morar em Portugal desenvolvido pela equipe do Euro Dicas. São diversas videoaulas e um ebook completo para te ajudar com todo o planejamento, desde a fase inicial até o período de adaptação no país. No ebook, você ainda encontra muitas informações sobre educação para os seus filhos. Vale a pena conferir!

Be Belle é o sucesso dos cosméticos brasileiros em Portugal.
Investir em Portugal Portugal

Be Belle: case de sucesso em Portugal dos cosméticos brasileiros

Sustentabilidade, beleza e mercado pet. Estes são três segmentos que devem estar no seu radar quando o assunto é empreender no país luso. Neste artigo, apresento a você mais detalhes como você pode aproveitar a onda nestes mercados e te conto sobre a Be Belle, o sucesso em Portugal dos cosméticos brasileiros. Sucesso requer planejamento e conhecimento Construir um posicionamento fora do Brasil é como sempre digo: uma maratona. Temos muitas vezes a visão de que basta ter sucesso no Brasil que será uma consequência natural ter uma empresa bem sucedida fora do nosso país. Empreender no Brasil é um mega desafio. Assim como eu, você sabe como temos que remar contra uma centena de marés contrárias. Em muitos momentos chego a pensar que ser empresário no Brasil é quase um castigo. Somos punidos por todos os lados. Impostos, processos trabalhistas, logística desafiadora e mais um emaranhado de complexidades que um estrangeiro nunca entende quando tento explicar. Construir uma empresa sólida em nosso país é realmente um grande desafio e os aprendizados para quem tem sucesso não são poucos. Eu gostaria realmente de dizer a você que com tanto aprendizado percorrido, isso já bastaria para que a vitória em Portugal fosse certeiro. Mas, como a vida tem muitos poréns, não posso enganá-lo. Não há sucesso garantido O sucesso no Brasil não é certeza de sucesso em Portugal e justamente por isso, criamos a Atlantic Hub. Nos podemos ajudá-lo em todas as fases deste processo. Digo sempre que quando o assunto é internacionalizar sua empresa para o mundo por meio do país luso, você não está sozinho. Conte com nossa expertise do início ao fim. Ludmila Bonelli Cruz, empresária por trás da marca Be Belle contou conosco quando desejou internacionalizar a sua empresa, que hoje é um case de sucesso em Portugal. Nesta coluna compartilho os caminhos que percorremos juntos e que levou a sua magia do Brasil para a Europa! Uma empresária de coragem Eu poderia descrever a empresária Ludmila como você mesmo poderá pesquisar nos canais onde a Be Belle está presente, afinal a história dela como criadora de uma linha muito mais que especial de cosméticos é famosa em diversos círculos do Brasil. Ludmila Bonelli, proprietária da clínica Belle Bonelli, é cosmetóloga e bacharel em fisioterapia pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais, possui mais de 20 anos de experiência em tratamentos estéticos. Sua trajetória tem revelado seu marcante espírito científico, empreendedor e pioneiro em tratamentos para recuperação da saúde da pele, introduzindo este conceito de atuação desde 2002. Membro de sociedades científicas conceituadas na comunidade, autora de artigos e de trabalhos científicos em Congressos e Jornadas. Hoje, reconhecida nacional e internacionalmente, tem se dedicado a estudar, buscar o crescimento profissional e o resultado real que os recursos terapêuticos da estética podem realizar em seus clientes. Criação da Be Belle Nasce deste ímpeto e coragem em pesquisar novos tratamentos para a pele, tornando a Be Belle única. Conhecida por muitos clientes como muito mais do que um tratamento estético, mas sim um aliado contra diversos males da pele e um importante ativo contra o envelhecimento, as fórmulas desenvolvidas pela Be Belle tem uma única origem: a mente inovadora e criativa da Ludmila. Eu, Benício, tenho a oportunidade de conviver com a Ludmila no projeto de internacionalização da sua empresa. Pude estar em diversas reuniões de trabalho e em momentos informais conhecendo a pessoa por trás da empresa. Ludmilla faz o que mais acredita, sua empresa e sua linha de tratamentos são a sua energia vital. Nossa história começa em Portugal. Ludmila conheceu a Atlantic Hub como milhares de brasileiros nos conhecem pelas redes digitais e por meus vídeos — tenho orgulho de dizer que já escrevi mais de 400 artigos sobre como empreender em Portugal e tenho mais que 500 vídeos publicados sobre este mesmo tema. Um passo para trás e dois para frente Quando conheci a história da Ludmila, iniciei um estudo de mercado com ela sobre a oportunidade existente em Portugal e Europa para os produtos da sua linha de tratamentos da pele. Nosso maior desafio, logo no início do projeto, foi justamente que ela já havia, individualmente, feito uma tentativa de internacionalizar em Portugal. Sua tentativa foi bastante complicada e custosa. Eu sempre ressalto os desafios de internacionalizar quando ele é feito emocionalmente e sem os cuidados necessários. A Be Belle sabe bem o que digo. Elas passaram por enormes desafios, tendo colocado muitos recursos financeiros em um projeto que não devolvia em vendas. Quando cheguei ao projeto, infelizmente tive que dizer que precisávamos reiniciar. Esta não é uma boa notícia para quem está tendo custos em euros e com um estoque enorme. Ludmila é sábia e compreendeu que deveríamos dar um passo para trás, entender o mercado de fato, fazer uma análise de concorrência e um estudo detalhado para só depois, traçarmos uma estratégia correta rumo às vendas. [caption id="attachment_172590" align="alignnone" width="750"] Equipe da Atlantic Hub com Ludmila e sua irmã Lessandra, as essências da Be Belle. Foto: Atlantic Hub[/caption] Um “não” é melhor que um “sim” mentiroso. Aprenda isso quando você estiver pensando em internacionalizar. Quero sempre deixar claro que nós da Atlantic Hub apenas apoiamos projetos de empresas com produtos e serviços que realmente fazem sentido fora do Brasil. Desta maneira, ao fecharmos o ciclo dos estudos com a Be Belle, entendemos que estávamos diante de uma boa oportunidade de reverter seus prejuízos e iniciar uma nova fase. Alinhamento de rota e um novo recomeço Foram dois meses entre o estudo de mercado e o alinhamento de rota para uma nova estratégia comercial do seu segmento de negócio em Portugal. Este é um processo que não é simples. Portugal tem suas complexidades e uma das maiores é a dificuldade em abrir reuniões. Os portugueses parecem mais preocupados em questionar se o seu produto é só mais um tentando entrar no mercado ou se, de fato, é mesmo uma empresa que deseja fincar raízes no continente. Nosso trabalho tem desdobramentos em diversas etapas. Em alguns casos, alinhamos os estudos de viabilidade, porém em outros criamos uma estratégia de abertura de mercado para o cliente executar sempre tendo como ponto de partida a viabilidade do negócio. Em casos específicos, esta não é a regra, atuamos diretamente como a frente de vendas. A Be Belle é um exemplo disso, construímos uma estratégia comercial, criamos uma visão dos principais players do mercado e atuamos com nosso networking criando agendas comerciais. Construindo uma autoridade de marca em Portugal A Ludmilla esteve cinco vezes em Portugal (entre setembro de 2023 a maio de 2024), atuando diretamente em frentes comerciais, gerando conteúdo, exposição no mercado e em palestras com especialistas da área. Ela é uma autoridade neste meio, já escreveu dezenas de artigos sobre o tema e palestrou para especialistas do segmento estético em inúmeras cidades de Portugal. Este ativo pessoal é importante uma vez que a venda dos produtos da Be Belle, na sua maioria, ocorre no que chamamos de vendas B2B. Portais e marketplaces são exemplos de empresas que atuam como distribuidores dos produtos da marca. Mas assim como no Brasil, as farmácias são importantes canais de vendas, além de salões de cabeleireiros, profissionais e médicos do setor. [caption id="attachment_172592" align="alignnone" width="750"] Equipe da Atlantic Hub em reunião comercial com uma empresa de distribuição do segmento. Foto: Atlantic Hub[/caption] Duas, três, quatro ou mais reuniões são necessárias para as vendas começarem a acontecer. Importante destacar que além das vendas em pontos de vendas ou em portais, a presença da marca é fundamental. De ações nas mídias digitais a anúncios off-line tudo precisa ser pensado e neste quesito a atuação com uma empresa local é essencial. Em nossa estratégia de internacionalização ter os parceiros ideias também é um dos passos para a redução dos riscos. Cabe salientar que no processo de internacionalização da Be Belle muitos recursos financeiros foram envolvidos. Imagine você que apenas o estoque que existe em Portugal de quatro produtos da linha de tratamento facial já colocam um montante bem expressivo de investimentos. Se internacionalizar é prioridade dentro da sua empresa, saiba que não é apenas a sua boa energia pessoal que será o decisor para o sucesso, mas também, os recursos financeiros até que as primeiras vendas ocorram — e isso não pode ser minimizado. Lições e aprendizados da Be Belle Os aprendizados do processo de internacionalização da Be Belle dariam com certeza um livro. Mas quero colocar para vocês apenas os mais essenciais. Não acredite em uma única opinião para levar seu produto ou serviço para Portugal. Esteja acompanhado de especialistas neste processo; Atue como influenciador dos seus produtos e serviços. Sua história no Brasil deve ser contada em Portugal, mas ela precisará estar no canal correto para ser compreendida. Respeitar a cultura local é essencial; Jamais comece querendo que as vendas alimentem seu processo e paguem os custos da internacionalização. Você precisará investir neste projeto recursos financeiros seus; Apesar de existir recursos dos governos europeus assim como o Portugal 2030 eles não são realidade para quem não tem empresa aberta há pelo menos dois anos e com faturamento. Não se iluda com a promessa de dinheiro fácil em Portugal; Abrir empresa em Portugal é simples, mas registrar produtos como os da Be Belle não é fácil. A Be Belle registrou seus produtos fora de Portugal, estando registrado na União Europeia acaba valendo para todos os países. Portugal, apesar de ser a porta de entrada, é em muitas ações lento e burocrático; Enviar produtos sem desenvolver uma estratégia de entrada e comercial é muito arriscado. A quantidade de produtos que a Be Belle enviou poderia ter sido toda comprometida caso as ações comerciais não decolassem Comece pelo começo, o estudo de mercado e de comportamento dos consumidores são sempre os primeiros passos. Como disse, o “não” no começo é melhor que um “sim” mentiroso. Internacionalizar não é simples. Conte com o apoio de quem sabe como é o mercado. Confira o vídeo com mais informações sobre o projeto e o caso de estudo da Be Belle: Hoje, lideramos a linha de frente das ações da Be Belle. Desenvolvemos um time comercial e estamos, semana após semana, abrindo novas portas comerciais e estratégicas para a Be Belle. As vendas começaram a decolar, porém, a jornada de consolidação no mercado ainda é longa. Estamos perto de atingir o equilíbrio da operação, mas queremos superá-los com ainda mais vendas. Por isso, trabalhamos dia após dia para atingir os objetivos. Deseja internacionalizar? Marque um momento conosco da Atlantic Hub e vamos juntos construir a sua história de sucesso e vamos iniciar uma análise do seu caso. Forte abraço!

Guias e dicas sobre a Europa

Mais dicas sobre

Portugal

Mais dicas sobre

Espanha

Mais dicas sobre

Itália

Mais dicas sobre

França

Mais dicas sobre

Inglaterra

Mais dicas sobre

Alemanha

Mais dicas sobre

Irlanda

Mais dicas sobre

Outros países