Se trabalhar como médico dentista em Portugal é seu objetivo, então saiba como validar diploma de Odontologia em Portugal. Entenda como funciona o processo, quais documentos são requeridos para realizá-lo, instituições credenciadas e outras informações pertinentes. Saiba também como é a carreira desses profissionais no país.

Como validar diploma de odontologia em Portugal?

O processo de validação de diploma é um passo obrigatório para exercer a profissão de dentista em Portugal. Para isso, é preciso ser graduado em Odontologia em algum instituição de ensino superior do Brasil credenciada pelo MEC. Um detalhe que você precisa se atentar é que em Portugal o curso de Odontologia é denominado Medicina Dentária.

1. Consultar o programa das universidades

O primeiro passa para quem deseja validar o diploma de Odontologia em Portugal é encontrar a universidade cujo programa mais se assemelha a instituição brasileira na qual estudou. Escolher o curso com a grade curricular mais próxima é essencial para um processo mais rápido.
Para isso, você deve consultar o site da DGES e verificar as universidades portuguesas que oferecem o curso de Medicina Dentária. Atualmente são 7 instituições:

  • Universidade de Coimbra – Faculdade de Medicina;
  • Universidade de Lisboa – Faculdade de Medicina Dentária;
  • Universidade do Porto – Faculdade de Medicina Dentária;
  • Instituto Universitário de Ciências da Saúde;
  • Instituto Universitário Egas Moniz;
  • Universidade Católica Portuguesa – Centro Regional das Beiras;
  • Universidade Fernando Pessoa.

Atenção, segundo as informações da DGES, o reconhecimento pode ser solicitado apenas nas universidades públicas e institutos politécnicos.

2. Iniciar o pedido

Existem três possibilidades para realizar a validação de diploma em Portugal, são elas: automática, de nível e específico. Sendo que apenas as 2 últimas se aplicam aos cursos do Brasil. Para entender qual modalidade se aplica ao seu caso, consulte o site da DGES e faça a simulação.
Identificada a universidade cujo programa mais se aproxima do curso realizado no Brasil e realizada a simulação para identificar a modalidade, é hora de iniciar o processo. O primeiro passo é acessar o formulário de Reconhecimento de Graus e Diplomas Estrangeiros disponibilizado pela DGES.

3. Anexar documentos

Nesse formulário devem ser preenchidas todas as informações solicitadas, assim como anexados os documentos pedidos. É preciso anexar:

  • Cópia do Diploma ou de documento emitido pela instituição de ensino superior estrangeira comprovativo da titularidade do grau ou diploma para o qual é requerido o reconhecimento, com Apostila de Haia;
  • Cópia simples de documento emitido pela instituição de ensino superior estrangeira em que conste número de registo de grau ou diploma, no caso das instituições de ensino superior estrangeiras que disponham de registos centralizados passíveis de consulta pública através de identificador único;
  • Diploma ou certificado emitido pela instituição de ensino superior estrangeira, em versão original, comprovativo da titularidade do grau ou diploma para o qual é requerido o reconhecimento.

Também podem ser solicitados outros documentos, como o documento emitido pela instituição de ensino superior estrangeira onde constem as unidades curriculares em que o requerente obteve aprovação, bem como os respetivos conteúdos programáticos, a duração e a respetiva classificação final.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Quer morar em Portugal com segurança e qualidade de vida?

Recomendamos a assessoria boutique da Atlantic Bridge, para quem deseja ir para Portugal de forma planejada, sem contratempos e com a segurança de ser acompanhado pelos profissionais mais experientes do mercado.

Saber Mais →

Comprovação complementar

Em algumas situações pode ser necessário realizar uma prova para avaliar as competências. Em algumas instituições pode ser necessário defender uma tese também, porém esse processo vai depender de cada instituição e da similaridade com o curso realizado no Brasil.

4. Prazos e custos para validação

O prazo para a finalização do processo é de 90 dias após a instrução completa do pedido. Nos processos para Reconhecimento de Nível com precedência, o prazo é de 30 dias após a instrução completa do processo.
Os valores variam de uma instituição para outra, assim, é preciso consultar os custos do processo em cada uma das instituições antes de começar. Na Universidade do Porto, por exemplo, o valor do reconhecimento de nível e específico para diplomas de fora da União Europeia custa:

  • Licenciatura: 430€;
  • Mestrado: 470€;
  • Doutorado: 600€.

Atenção: só é possível entrar com um pedido por diploma, caso dê entrada em mais de um pedido, um deles será automaticamente cancelado. Assim, é preciso esperar a conclusão do pedido caso seja necessário entrar novamente. Desta forma, não é possível aplicar em duas instituições simultaneamente.

Como validar diploma de mestrado em Odontologia em Portugal

O processo de validação de diploma de mestrado em Odontologia é exatamente igual ao processo de graduação. Entretanto, pode ser solicitado ao também uma cópia digital ou digitalizada da dissertação defendida, do trabalho de projeto ou do relatório de estágio.
Dessa forma, basta seguir os passos já indicados para a validação, começando por encontrar uma instituição de ensino com curso que se aproxime do brasileiro.
processo para validar diploma dentista
Se ainda não terminou a faculdade saiba como estudar em Portugal.

Depois de validar, como trabalhar como dentista em Portugal?

Após o processo de validação de diploma, para trabalhar em Portugal como dentista é preciso se inscrever na Ordem dos Médicos Dentistas – ODM.
O processo começa com o preenchimento do formulário de inscrição na ODM, que deve ser feito online. Após o requerente deve apresentar os documentos solicitados, a documentação deve ser apresentada presencialmente na sede mais próxima da ODM.
Para se inscrever é preciso pagar a joia de inscrição que é de 100€. Além disso, pode ser devido outros valores para análise da documentação. Também é cobrado trimestralmente o valor de 45€, referente a quota. O profissional também deve solicitar a cédula profissional, cujo valor é de 10€.
O regulamento completo pode ser consultado no site da ODM.

Como um dentista brasileiro pode trabalhar em Portugal?

Um dentista brasileiro em Portugal pode trabalhar em qualquer uma das áreas em que há atendimento de médico dentista no país, seja no serviço público ou privado. Entretanto, é mais comum que atendam em clínicas e consultórios privados, nos quais os rendimentos são mais elevados.
Porém, também pode participar dos concursos públicos para atendimento no serviço público. Para isso, é preciso que tenham cidadania portuguesa ou estatuto de igualdade. O estatuto de igualdade de direitos também permite que os profissionais brasileiros, com residência legal a mais de 2 anos no país também concorram às vagas.

Quanto ganha um dentista brasileiro em Portugal?

O salário de um médico dentista em Portugal varia muito. São muitos os fatores que pesam, como o tempo de experiência, área de especialização, da cidade na qual trabalha, entre vários outros fatores.
Segundo o MeuSalário, o salário de um dentista em Portugal varia de 902€ até 4.507€, um intervalo considerável, mas que varia exatamente em decorrência dos fatores listados acima.

Como é trabalhar como dentista em Portugal?

Portugal por muitos anos atraiu dentistas brasileiros que buscavam o país para construir ou continuar a carreira. Com muitos profissionais qualificados atuando no país, os brasileiros são reconhecidos como referência em tratamento dentário e bem cotados entre os portugueses.
Assim, os profissionais brasileiros muitas vezes conseguem uma boa colocação profissional no país. Mas é preciso considerar que os profissionais precisam passar pelo processo de validação de diploma, o que pode ser caro e demorado.
Outro aspecto a ser considerado é que no país os tratamentos preventivos bucais são pouco buscados pela população. Um relatório divulgado em 2018 mostrou que 30% dos portuguese nunca tinha visitado um dentista ou quando fez foi em alguma urgência. Assim, o médico dentista em Portugal pode acabar trabalhando mais com tratamentos que com a prevenção como limpezas e cuidados periódicos.
Planejando validar o diploma de Odontologia em Portugal e viver no país? Temos um guia completo para ajudar no seu planejamento. O Programa Morar em Portugal é composto por aulas em vídeo, e-book, fóruns e outros conteúdos exclusivos. Nele você tira todas as dúvidas sobre o processo de mudança para Portugal, do visto aos documentos para a residência.