Cuidador de idosos em Portugal: cenário da profissão no país

De acordo com os dados do Euromonitor International, Portugal está entre os cinco países com mais idosos do mundo, junto com Japão, Itália, Grécia e Finlândia. O país tem facilitado sua política de imigração, mas, apesar disso, ainda se espera um forte aumento da sua população acima dos 65 anos até 2030. Por causa deste cenário, é natural que haja uma grande procura por cuidador de idosos em Portugal. Se você tem interesse sobre o assunto, trazemos um panorama sobre a profissão no país.

Tudo sobre o trabalho de cuidador de idosos em Portugal

O grande número de idosos em Portugal faz com que profissões como auxiliar de geriatria, técnico de auxiliar de saúde (ou técnico de enfermagem no Brasil) e cuidador de idosos sejam bastante procuradas. Para muitas dessas atividades, é exigida uma formação mínima e contrato de trabalho, mas ainda existem muitos empregos informais na área, principalmente quando falamos de casas de família.

Outro ponto importante é que há diversas formas de contratação para cuidador de idosos em Portugal. Desta forma, muitas vezes a experiência consistente pode ser levada mais em conta do que a formação acadêmica. Isso acontece principalmente quando a vaga é anunciada por uma pessoa, ou seja, sem vínculo com alguma empresa. Já em lares para idosos, agências ou centros de convivência costuma ser exigida uma formação.

Quando o contrato é feito diretamente com o empregador, geralmente uma família, pode ser pedido que o funcionário tenha habilitação de motorista, exerça funções de limpeza e cozinha e durma no trabalho.

Regras e leis para trabalhar como cuidador de idosos em Portugal

Não foram encontradas regras e leis oficiais sobre cuidadores de idosos em Portugal. Pelo relato de brasileiros que exercem a função no país, em algumas vagas, é exigida formação superior na área e em outras não. O mínimo exigido para exercer a função de cuidadores de idosos em Portugal é saber sobre cuidados básicos da saúde de um idoso (higiene, primeiros socorros, transferências), sobre a alimentação e as medicações. Em muitos casos, também é necessário limpar e cozinhar.

Morar, investir ou estudar em Portugal?

A Atlantic Bridge é o parceiro que nós recomendamos para ajudar a planejar e concretizar o seu sonho de vir para Portugal.

Brasileiros podem ser cuidadores de idosos em Portugal?

Contanto que estejam no país de forma legal, brasileiros podem ser cuidadores de idosos em Portugal. A maior parte dos contratos são por prestação de serviço e não há um vínculo com a empresa. Portanto, ser brasileiro não difere muito.

Tem demanda pela profissão?

Não foram encontrados dados oficiais sobre a demanda da função de cuidador de idosos em Portugal. Os serviços de cuidados domiciliários portugueses não são profundamente estudados ou identificados. Isso ocorre devido à falta de classificação de variáveis ​​relacionadas ao cuidador de idosos em Portugal e ao contexto demográfico e organizacional em que está inserido.

Porém, ao buscarmos por vagas no Google, aparecem diversos anúncios. E, de acordo com relatos de brasileiros, não faltam empregos na área. Isso é justificável se pensarmos que Portugal está entre os cinco países com maior número de idosos do mundo.

Quanto ganha um cuidador de idosos em Portugal?

De acordo com dados da associação de defesa do consumidor (DECO), divulgados pelo CM Jornal, os serviços de apoio domiciliário, que abrangem o cuidador de idosos em Portugal, são remunerados com valores que variam entre 450€ a 1296€ mensais, para jornadas de até quatro horas diárias.

Se o contrato for para cuidados durante cinco dias da semana, os valores variam entre 450€ a 880€ e, caso forem mais dias, os valores podem chegar a 1.296€. Estes números foram baseados em custos de empresas especializadas em apoios domiciliários e a remuneração é recebida de forma completa pelo cuidador apenas quando trabalha como autônomo.

cuidar de idosos em Portugal

Os honorários ainda podem variar de acordo com a carga horária e regime de trabalho e o salário médio por hora para cuidador de idosos em Portugal é de cerca de 5€. Para ter como parâmetro, o salário mínimo português em 2020 é de 635€.

Os dados divulgados pela DECO resultaram de uma pesquisa que obteve 376 respostas válidas em 2.699 inquéritos enviados a prestadores de cuidados domiciliários – de empresas privadas, Instituições Privadas de Solidariedade Social (IPSS), centros sociais paroquiais e misericórdias – dos distritos de Lisboa, Porto, Setúbal, Faro, Vila Real e Coimbra. O estudo analisou o custo do apoio a idosos em cinco e sete dias por semana.

Curso de cuidador de idosos em Portugal

Apesar de não ser obrigatório fazer o curso de cuidadores de idosos em Portugal, talvez seja uma boa opção para quem não tem experiência, não possui conhecimento ou deseja aprimorar suas habilidades para cuidados com idosos. Veja algumas opções de cursos a seguir:

Master. D

A Master. D oferece curso de Auxiliar de Geriatria, que é voltado para quem pretende adquirir conhecimentos e competências necessárias para trabalhar com assistência à terceira idade e apoio a idosos. O curso é voltado para candidatos com ou sem experiência, profissionais que já trabalham na área e pessoas que querem ajudar seus próprios familiares idosos. As aulas podem ser realizada online ou semi-presencial.

A certificação permite desempenhar atividades em lares de idosos, centros de acolhimento temporários e serviço de apoio domiciliário. Valores sob consulta.

Cognos

O curso oferecido pela Cognos é de Avaliação e intervenção gerontológica. Os participantes vão explorar as formas de atuar nas várias etapas do idoso, aprender sobre prevenção e reabilitação do idoso e conhecer atividades de integração e estimulação cognitiva. O curso pode ser realizado nas modalidades E-learning (2 semanas) ou Presencial (21h). O investimento é de 140€.

SA Formação

O curso de Auxiliar de Geriatria e Cuidados no Domicílio da SA Formação tem como objetivo formar profissionais capazes de prestar apoio a idosos em instituições e no apoio domiciliário. Os profissionais poderão atuar como auxiliar de Geriatria, auxiliar de apoio domiciliário, ajudante familiar, ajudante de lar e cuidador de idosos. O curso pode ser feito nas modalidades B-learning e E-learning. Valores sob consulta.

Dados sobre a profissão

Uma pesquisa realizada pela ferramenta de pesquisas de planos Medicare Plan Finder, levantou dados interessantes sobre a profissão de cuidador de idosos. Confira alguns deles abaixo:

  • Mais de 75% de todos os cuidadores são do sexo feminino e podem gastar até 50% mais tempo oferecendo cuidados do que os homens;
  • Um em cada quatro cuidadores trabalha 41h ou mais por semana, prestando cuidados;
  • 30% dos cuidadores prestam assistência há menos de um ano, 24% prestam assistência há mais de 5 anos e 15% dos prestadores de cuidados prestam assistência por 10 anos ou mais;
  • A idade média dos cuidadores é de 49,2 anos;
  • 48% dos cuidadores têm entre 18 e 49 anos;
  • A idade média dos beneficiários dos cuidados é de 69,4 anos;
  • 47% dos recebedores de cuidados têm mais de 75 anos;
  • Os cuidadores passam em média 13 dias por mês em tarefas como compras, preparação de alimentos, limpeza de casas, lavanderia, transporte e administração de medicamentos;
  • 12% dos cuidadores relatam serem pressionados pelos recebedores de cuidados para realizar determinadas atividades e 8% relatam serem pressionados por outro parente para executar essas tarefas;
  • 48% dos recebedores de cuidados moram em sua própria casa e 35% moram na casa de seus cuidadores;
  • Cuidadores gastam 13h por mês pesquisando serviços de atendimento ou informações sobre doenças, coordenando visitas médicas ou gerenciando assuntos financeiros.

Há brasileiros que trabalham como cuidador de idosos em Portugal?

Pelos relatos encontrados na internet, existem muitos brasileiros que trabalham em Portugal exercendo a função de cuidador de idosos, embora não haja pesquisas oficiais sobre isso.

Entrevista com brasileira que atuou como cuidadora de idosos em Portugal

Conversei com a fisioterapeuta Cybelle Dias, que até o ano passado desempenhava a função de cuidador de idosos em Portugal. Hoje, Cybelle atua em uma empresa privada de Pilates Clínico e em uma empresa de serviços de domicílios, mas agora na área de Fisioterapia.

Cybelle chegou em Portugal em agosto de 2016 e logo conseguiu um emprego como cuidadora.

“Eu já conhecia uma brasileira que trabalhava nessa empresa e, antes de sair do Brasil, ela me deu a referência. Chegando em Coimbra, fiz a entrevista e comecei. Trabalhei por dois meses, mas precisava de um contrato de trabalho e o contratante não quis me dar”.

trabalhar como cuidador de idosos em Portugal

Então, Cybelle se mudou para o Porto, onde foi buscar outro trabalho. “Fiquei cerca de oito meses desempregada, a falta de documentos prejudica muito“.

Ela conseguiu alguns empregos informais em restaurantes e cafés, até ser contratada por um clube de futebol em Vila Nova de Gaia, onde ficou por dois anos, já com seu diploma de fisioterapeuta reconhecido.

Em janeiro de 2018, uma agência de cuidadores de idosos em domicílio em Gaia entrou em contato com Cybelle. “Imediatamente fui à entrevista e assinei contrato de prestação de serviços. Recebi uma casa fixa de segunda a sexta para cuidar de idoso”.

Grande oferta na área

Cybelle ressalta que apesar dos desafios de cuidar de idosos e a baixa remuneração, é um emprego com grande oferta. “O trabalho é pesado e não é toda pessoa que quer fazer. Mas, se você quer muito morar em Portugal, tem grandes chances de conseguir emprego de imediato nessa área. Além disso, é uma função que pode te abrir outras portas rapidamente”, conta a brasileira.

A fisioterapeuta ainda deixa uma dica final para quem pensa em trabalhar como cuidador de idosos em Portugal: “Esteja atento, leia e faça perguntas sobre o contrato que vai assinar. Verifique os pagamentos e normas da empresa. Algumas são bastante exigentes e também há aquelas que exploram os prestadores de serviço”.

Se você tem planos de trabalhar como cuidador de idosos em Portugal, recomendamos a leitura do ebook Como morar em Portugal. Nele você tira todas as suas dúvidas e confere nosso material exclusivo com dicas imperdíveis pra começar a planejar sua mudança.

Boa sorte!

Mariele é brasileira, formada em Jornalismo e especialista em Marketing Digital. Nasceu em Minas Gerais, estudou em Portugal e hoje mora em São Paulo. Suas duas grandes paixões são: viajar e escrever. Já visitou 9 países e conhece especialmente Portugal e Itália. Todos os dias aguarda ansiosamente pela próxima viagem.

Artigos relacionados

Como trabalhar em Portugal: visto, salários e oportunidades

Todos os passos para trabalhar em Portugal: veja como obter o visto de trabalho, média salarial, os melhores sites de emprego e mais.

Visto para Portugal: tipos, custos e como solicitar o seu

Vai se mudar para Portugal?Sozinho ou com a família? Confira o visto necessário, custos e procedimentos passo a passo para viajar tranquilo.

Como morar em Portugal em 2020 (Guia Atualizado!)

Dicas que ninguém te conta sobre como morar em Portugal na primeira pessoa: passo a passo, como conseguir um visto, qual é o custo de vida e mais.

Sites de emprego em Portugal: veja a lista com os melhores

Descubra os melhores sites de emprego em Portugal e algumas alternativas para encontrar a sua vaga, seja através de sites, agências ou pelas redes sociais.

Custo de vida em Portugal 2020: quanto custa viver no país

Conheça o custo de vida em Portugal, quanto custa alugar apartamento, fazer compras do mês, gasto com saúde, transporte e salário para viver no país.

Estudar em Portugal de graça: programas e bolsas de estudo

Estudar em Portugal de graça pode ser mais comum do que você imagina, basta ser aprovado em programas de bolsas e intercâmbios. Veja como se inscrever!

Câmbio de moedas

EURO € : R$ 0.00

LIBRA £ : R$ 0.00

DÓLAR $ : R$ 0.00

Ouça nosso Podcast

Curta nossa página

Euro Dicas no Youtube