A área de Tecnologia da Informação tem uma infinidade de possibilidades de trabalho e não é novidade que há falta de mão de obra qualificada em diversos países. Se você trabalha na área de desenvolvimento e busca uma carreira na Europa, saiba que há muitas oportunidades para trabalhar como programador em Portugal.

Quer saber mais sobre o mercado de trabalho no país luso? Continua comigo que vou te explicar melhor e te apresentar a experiência de uma brasileira que fez uma transição de carreira para a área de programação em Portugal.

Como ser um programador em Portugal?

Você tem duas possibilidades de ser um programador em Portugal. A primeira é voltada para quem já é um profissional da área e a segunda é para quem deseja iniciar nesta área e nesse caso, o passo será a de estudar em Portugal e durante o curso, fazer estágios para mais tarde conseguir um emprego.

Se você pertence ao primeiro grupo, ou seja, já possui uma formação ou atua como programador no Brasil, o ideal é formatar o seu currículo para o mercado português e começar a se candidatar para as vagas de emprego para TI em Portugal.

Para isso, você pode utilizar os sites de emprego, o LinkedIn ou enviando o seu currículo diretamente nos sites oficiais das empresas que você tem vontade de trabalhar. Há muitos profissionais no país que participaram de processos seletivos ainda no Brasil e que foram contratados por empresas portuguesas. Portanto, esse é um caminho.

Agora se você faz parte do segundo grupo, ou seja, se você deseja iniciar na área de programação, uma alternativa é fazer uma faculdade, pós-graduação ou até mesmo um curso técnico que vai te preparar para ser um programador em Portugal.

Programador brasileiro em Portugal

Se você deseja morar em Portugal e trabalhar como programador, saiba que há uma grande falta de mão de obra qualificada no país e as empresas se mostram muito abertas em contratar profissionais brasileiros. Existem muitos programadores brasileiros trabalhando em território português.

Comprar euro mais barato?

A melhor forma de garantir a moeda europeia é através de um cartão de débito internacional. Recomendamos o Cartão da Wise, ele é multimoeda, tem o melhor câmbio e você pode utilizá-lo para compras e transferências pelo mundo. Não perca dinheiro com taxas, economize com a Wise.

Cotar Agora →
Quer morar em Portugal legalmente e com segurança?

Recomendamos a assessoria da Madeira da Costa, uma sociedade de advogados experientes para auxiliar na sua solicitação de vistos, autorização de residência, cidadania e outros trâmites. É da nossa confiança.

ENTRAR EM CONTATO →

A falta de mão de obra no país tem atraído diferentes profissionais e muitos, inclusive, estão fazendo uma transição de carreira, como é o caso da brasileira de Jacareí (SP), Isabela Cruz. A educadora física, treinadora paradesportiva e mestre em Políticas Educacionais, vive em Portugal há 4 anos e há pouco mais de 10 meses iniciou a sua transição para se tornar uma programadora.

“Através do LinkedIn e convívio com muitos imigrantes brasileiros que trabalham na área da Tecnologia em Portugal, notei o crescimento na oferta de vagas versus escassez de profissionais no mercado de trabalho português”, explica.

Com esse mercado em expansão, Isabela resolveu fazer a transição de carreira ao conhecer o Programa UPSkill. Segundo ela, esse programa visa promover a formação e requalificação de profissionais de áreas que não tem muita empregabilidade em Portugal para as diferentes áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC).

“É evidente que a área da tecnologia segue em expansão e Portugal é mais um país com diversas oportunidades. Existem várias iniciativas de formação para profissionais nessa área que comprovam o fato do mercado estar superaquecido”, ressalta.

Menina jovem que trabalha com programação em Portugal
Isabela viu que o mercado de programação em Portugal é grande e fez uma transição de carreira. Foto: arquivo pessoal

No caso da Isabela, ela resolveu seguir o caminho da programação e se especializar na linguagem Java, uma das mais utilizadas na área de desenvolvimento.

Requisitos para ser um programador em Portugal

Para quem é formado na área, a boa notícia é que para ser um programador em Portugal não será necessário validar o diploma. Contudo, um pré-requisito básico é o domínio no inglês. Ao buscar por vagas nos sites de emprego em Portugal, vai se deparar com essa exigência em todas as oportunidades.

Tenha em mente que apesar de ser um país de língua portuguesa, ele está localizado no continente europeu e há muitas empresas estrangeiras sediadas em solo português, bem como empresas portuguesas que prestam consultorias para outros países ou possuem equipes multiétnicas. Portanto, se você não domina o inglês (e outros idiomas), comece por aí!

“Para além do inglês, que é uma língua universal, senti que uma terceira língua também agrega valor ao currículo. Como estamos próximos à Espanha, percebi que o espanhol é um idioma muito importante e um diferencial. Infelizmente temos a crença de que com o “portunhol” conseguimos quebrar essa barreira, mas não é bem assim”, ressalta Isabela.

Outro requisito é ter um visto de trabalho para Portugal. Ele que vai permitir que você possa morar e trabalhar no país luso legalmente. Para solicitá-lo, será necessário apresentar um contrato de trabalho ou uma promessa de trabalho de uma empresa com sede em Portugal.

Isabela também diz que ter facilidade de comunicação e resiliência são bons exemplos para trabalhar como programador em Portugal ou em qualquer outro lugar. Além disso, ela destaca a importância de se abrir para a cultura do país para conseguir estreitar os laços com os colegas de trabalho e assim se sentir acolhido.

Quanto ganha um programador em Portugal?

Dizer quanto ganha um programador em Portugal pode ser um pouco complexo, pois isso varia muito da área que o profissional atua, a sua qualificação e experiência. A própria empresa que o programador vai atuar, também faz a diferença no salário.

Como já mencionei acima, existem muitas empresas estrangeiras com sede em Portugal e os salários acabam sendo mais atrativos. Também há programadores em Portugal que trabalham remotamente para empresas estrangeiras e até mesmo brasileiras.

Contudo, segundo os sites de emprego Indeed, Jobted e o Glassdoor, o salário de programador em Portugal varia entre 1.250€ a 2.500€.

O brasileiro e engenheiro de software, Felipe Saoli, vive e trabalha no país luso há 2 anos, explica a questão do salário de um programador em Portugal e faz um comparativo com o Brasil no vídeo abaixo.

Quanto ganha um programador júnior?

Considerando que um programador júnior ainda não tem experiência no mercado de trabalho, o salário é mais baixo, algo em torno de 1.000€ a 1.200€. Contudo, é importante ressaltar que a progressão de carreira é grande!

“Acredito que os salários possam mudar de um lugar para o outro e não poderia confirmar esses valores. O que posso dizer é que com certeza, a área da tecnologia atualmente tem seu diferencial também não só pelo salário ser acima da média, mas principalmente pela possibilidade de progressão de carreira que existe, de modo que haja sempre um aumento salarial consoante a jornada na área de trabalho escolhida”, explica Isabela.

Conheça algumas dicas de como preparar e enviar currículo para Portugal.

Como encontrar vaga de programador em Portugal?

Para encontrar vaga de programador em Portugal é necessário ficar de olho nos sites de emprego, assim como nos sites das próprias empresas com sede no país.

Os dois melhores sites para encontrar oportunidades na área são:

  • ITJobs: especializado na divulgação de vagas para trabalhar com TI em Portugal. Para ter uma ideia, no dia 15 de outubro, haviam mais de 800 vagas abertas para Developer, como os profissionais de programação são chamados;
  • LinkedIn: a rede social empresarial é uma excelente plataforma para acompanhar as vagas de programador em Portugal.

Vale a pena ser programador em Portugal?

Sim, vale muito a pena ser programador em Portugal.

O mercado de trabalho está muito aquecido e há inúmeras vagas abertas para serem preenchidas em todo o país e os salários estão acima da média. A Isabela que fez a mudança de carreira e hoje atua como programadora, não se arrepende e reforça:

“Não à toa muitas empresas estão contratando profissionais de outros países para trabalharem aqui, bem como há tantas iniciativas de formação para profissionais que querem realizar a transição de carreira em busca de recolocação no mercado de trabalho. Há vagas e as possibilidades aumentam a cada dia, com isso, aproveitar o quanto antes é antecipar experiências e trocas com outras pessoas”.

Equipe de programadores em Portugal
Se quer trabalhar como programador em Portugal não será difícil encontrar uma oportunidade.

E para quem deseja fazer a transição de carreira para ser programador em Portugal, a brasileira cita uma frase do poeta português Fernando Pessoa: “tudo vale a pena quando a alma não é pequena”.

“Mudar de profissão não nos torna fracos ou desistentes, mas fortes e confiantes de que tem espaço para todos no mercado e que a vida é curta demais para sermos uma coisa só”, conclui.

E aí? Acho que já deu para entender como é a área para um programador em Portugal, certo? Se você é já é da área e tem vontade de iniciar a sua carreira na Europa, está esperando o que para começar a se candidatar para as vagas?

Tenho certeza que não vai demorar para conseguir uma oportunidade e logo dar início ao planejamento da mudança. E para te ajudar neste ponto, recomendo o Programa Morar em Portugal, desenvolvido pela equipe do Euro Dicas. Ele reúne uma série de videoaulas e um ebook com mais de 300 páginas com todos os passos do planejamento, desde a documentação no Brasil até os primeiros passos no país luso. Vale a pena conferir!