Os empreendedores brasileiros estão de olho no mercado de tecnologia e inovação no país luso, um mercado que cresce a cada dia. Neste artigo vamos explicar como abrir uma startup em Portugal, qual o investimento necessário, principais polos, melhores aceleradoras e visto necessário.

Como abrir uma Startup em Portugal?

Se tem uma ideia de empresa inovadora e deseja abrir uma startup em Portugal é preciso seguir alguns passos:

1. Análise de mercado

O mercado português é bem diferente do brasileiro. Não adianta ter uma ideia legal para empreender em Portugal e inovadora se ela não vai de encontro com o mercado português.

Por isso, faça um estudo no país luso sobre o seu público-alvo, o consumo do seu produto ou serviço, quais são seus concorrentes e o que eles estão fazendo de diferente. E vale ampliar a análise para o mercado europeu, uma vez que Portugal está inserido na União Europeia e há grandes possibilidades de expansão.

2. Análise das leis de Portugal

Conhecer e entender toda a parte legislativa do país é importante para abrir uma Startup em Portugal.

Portanto, verifique as leis que se aplicam ao seu negócio. E como eu disse no ponto acima, algumas leis são aplicadas em toda a União Europeia, por exemplo, a RGPD – Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados. Depois do escândalo da Cambridge Analytica, os países da União Europeia passaram a ser bem rigorosos nesse sentido.

3. Entenda os impostos de Portugal

Os impostos de Portugal para as empresas são bem altos. Segundo a reportagem do Jornal Público e um estudo encomendado pela CIP – Confederação Empresarial de Portugal, em 2020 Portugal passou a ocupar o 11º lugar no ranking com maiores impostos sobre as empresas na União Europeia.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Quer morar em Portugal com segurança e qualidade de vida?

Recomendamos a assessoria boutique da Atlantic Bridge, para quem deseja ir para Portugal de forma planejada, sem contratempos e com a segurança de ser acompanhado pelos profissionais mais experientes do mercado.

Saber Mais →

Veja os principais impostos aplicados para as empresas geralmente são:

  • IRC – Imposto de Rendimento sobre Pessoas Colectivas (pessoa jurídica);
  • Segurança Social;
  • Tributação Autónoma (despesas que não relacionam diretamente a atividade);
  • FCT – Fundo Compensação do Trabalho;
  • Pagamento por Conta de IRC (aplicada aos lucros do ano anterior, se aplicável);
  • IVA – Imposto Valor Acrescentado;

Além deles, existem ainda os impostos dos funcionários e colaboradores da empresa, tais como o IRS – Imposto de Rendimento sobre Pessoas Singulares – e TSU – Taxa Social Única.

Portanto, conhecer toda a carga tributária que se aplica a criação da sua startup em Portugal é extremamente importante. Contar com a ajuda de um contabilista (contador) é essencial.

4. Plano de negócios

Após a análise de mercado e o entendimento das leis jurídicas e tributárias é hora de montar o plano de negócios da sua Startup em Portugal. Sendo os pontos básicos:

  • Descrição da Startup;
  • Objetivos;
  • Missão, valores e responsabilidade;
  • Planejamento financeiro e de investimento;
  • Plano de Comunicação e Marketing;
  • Análise de Mercado;
  • Operacional;
  • Geração de empregos;
  • Entre outros.

O IAPMEI – Agência para a Competitividade e Inovação – oferece um formulário que pode ajudar na elaboração do plano de negócios.

5. Abertura da Startup em Portugal

Abrir uma empresa em Portugal é mais simples do que se pensa. Você vai precisar ir até um balcão dos serviços Empresa na Hora e apresentar toda a documentação necessária e pagar as taxas de 360€ para registrar a Startup e 70€ para o Certificado de Admissibilidade para a criação da empresa.

Você pode verificar a toda a documentação no site oficial do Ministério da Justiça.

Profissionais em uma startup em Portugal

Quanto é preciso investir para criar uma Startup no país?

O valor do investimento para abrir uma startup em Portugal vai variar. Por isso, o plano de negócios é tão importante.

Com o plano bem estruturado, você vai saber qual o valor do investimento necessário.

Como conseguir investidores em Portugal?

Para conseguir investidores em Portugal existem várias aceleradoras de startups que oferecem formação para projetos de financiamento e conexão com investidores no país.

Outra forma de obter um investimento é a participar de Pitchs promovidos durante os eventos e feiras de tecnologia e inovação. Portugal sedia a WebSummit, a maior feira de tecnologia da Europa e uma das maiores do mundo. Participar de eventos desse tipo pode ser uma grande oportunidade para atrair investidores para o seu negócio.

O governo português também conta com incentivos de financiamentos e apoio no contato com investidores. Para isso, vale ficar de olho nos editais do Vale Incubação.

Principais polos de Startups em Portugal

Segundo o mapa de startups em Portugal disponibilizado pela plataforma StartUP Hub, o país conta com mais de 2.028 empresas desse tipo. Sendo os principais polos:

  • Lisboa e região metropolitana: com 297 startups;
  • Porto e região metropolitana: com 251 startups;
  • Distrito de Braga: com 196 startups.

Melhores aceleradoras de Startups no país

Portugal conta com uma Rede Nacional de Incubadoras de Startups (RNI) que disponibiliza uma lista com diversas aceleradoras e incubadoras.

Veja as melhores para atrair investidores:

  • Programa Semente: apoia investidores individuais interessados em entrar com o capital social para startups em Portugal;
  • Startup Lisboa: conta com serviços especializados que liga empreendedores e investidores através da promoção de eventos e networking;
  • Empowered Startup: oferece consultorias para o programa de aceleração para incentivar o desenvolvimento do seu negócio no país;
  • Portugal Ventures: facilita o acesso a uma ampla rede de investidores a nível nacional e internacional provendo a ligação entre os empreendedores e investidores;
  • Fábrica de Startups: ajuda os empreendedores nas diferentes fases do processo de criação e desenvolvimento da startup.

Além das aceleradoras, existem as incubadoras de startups em Portugal que fazem parte da RNI e das quais destaco:

Como funciona o Startup Visa?

O Startup Visa é uma categoria de visto criado em 2018 pelo governo português com o intuito de atrair os cidadãos estrangeiros que desejam abrir uma startup em Portugal, facilitando dessa forma, a parte burocrática para a mudança.

O primeiro passo para solicitar o visto é acessar o site do IAPMEI para realizar uma candidatura da sua startup. Nessa etapa é preciso apresentar o plano de negócio que será analisado pela instituição.

Caso seja aprovado, será emitido uma Certificação de Incubadoras para dar seguimento no processo de pedido do visto.

Vale a pena abrir uma Startup em Portugal?

A resposta é sim. Desde 2016, o governo português lançou a Estratégia Nacional para o Empreendedorismo, cujo programa 2 anos StartUP Portugal busca incentivar o financiamento das empresas de tecnologia e inovação para fomentar a competitividade econômica e criar empregos qualificados.

Lançou também, o programa One Stop One que disponibiliza de forma gratuita consultorias para obter toda a informação necessária para a criação, instalação e operação das startups em Portugal.

Outra medida da Estratégia Nacional para o Empreendedorismo foi a criação do StartUP Voucher 2019-2022, que busca abraçar projetos empresariais ainda na fase inicial (de ideias) que sejam promovidos por jovens entre 18 a 35 anos e que disponibiliza em um período de 12 meses, o acesso a mentorias, acompanhamento do desenvolvimento da ideia para se transformar em um projeto bem estruturado. Os participantes recebem uma bolsa mensal no valor de 691,70€.

O país vive um amplo desenvolvimento tecnológico e está de portas abertas para as ideias inovadoras, tanto que tem criado políticas específicas para a criação das empresas e até um visto de residência específico para estrangeiros que desejam abrir uma startup em Portugal.

Agora que já sabe tudo sobre como criar uma startup no país luso, recomendamos o nosso Programa Morar em Portugal, que conta com uma série de 22 videoaulas e um e-book completo para ajudar no planejamento da mudança. Passando por todos os passos para atravessar o Atlântico de forma tranquila.