Demorei a entender e a encontrar valor na palavra “sazonalidade”, que na França ganha uma importância enorme. Por isso pensei em escrever sobre a vida de acordo com as estações na França.

Dizemos por aqui que a gastronomia de um restaurante é “de saison” (de estação), e que podemos até mesmo ter problemas de saúde sazonais. O fato é que a vida na Europa é pautada pelas estações do ano, que são bem definidas.

No Brasil estamos acostumados a encontrar muitas das nossas frutas e alimentos preferidos ao longo de todo o ano. Além disso, é possível ter temperaturas amenas e bem confortáveis, mesmo no inverno. Porém, na Europa, e em particular na França, onde vivo, as estações orquestram a nossa vida.

Neste artigo sobre a vida de acordo com as estações na França quero compartilhar como estes quatro ciclos do ano influenciam a nossa rotina, costumes, alimentação e humor. Vamos lá, c’est parti!

A influência na alimentação

A mudança das estações do ano fica visível no prato. Quando o verão dá as caras, é a hora de buscar framboesas e amoras no jardim e se deliciar com aperitivos feitos à base de cenoura e pepino embebidos em molhos bem levinhos.

Ao longo do verão as temperaturas são bem intensas, especialmente na capital (a poluição faz com que a sensação térmica seja ainda mais radical). Durante as semanas de canicule (quando as ondas de calor batem recordes), é normal ver o termômetro registrar 40° e, com isso, a alimentação precisa ser leve.

Já no inverno chega a vez da raclette e dos pratos generosos em queijo. É o momento de juntar os amigos em casa, já que as temperaturas são muitas vezes negativas, e comer sem pensar duas vezes no nível de gordura. Falei mais sobre a relação do francês com o queijo no meu artigo sobre o que achava estranho e engraçado quando cheguei à França.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →

Vale também colocar crème fraîche em tudo – espécie de creme de leite produzido com leite cru ou pasteurizado, super popular na França. Os restaurantes de fondue ficam cheios, e quem tem lareira em casa pode aproveitar para grelhar as castanhas muito adoradas por aqui, chamadas “marron” – em português conhecemos este alimento por “castanha portuguesa”.

Sasonalidade nos restaurantes

Outro fator interessante é que podemos captar se um restaurante vale a pena se ele trabalhar com alimentos “de saison”. Isso quer dizer que o chef prepara pratos somente e unicamente com produtos que estão em seu ápice natural de colheita no momento. Dessa forma o sabor dos produtos é elevado e ingerimos alimentos frescos, que respeitam o calendário das estações do ano na França.

A vida de acordo com as estações na França restaurante

Bons restaurantes também mudam o menu de acordo com as estações do ano

Por isso, se o menu muda a cada estação e houver uma menção à “plats de saison” ou “cuisine de saison”, pode acreditar que você está no caminho certo! Oui, as estações funcionam como bússola para os bons restaurantes aqui.

Entenda como é a relação do francês com a comida.

Humor sofre alterações

E como sofre! A falta de sol e os dias cinzentos mexem com nosso humor e motivação, seja para nativos do país como para estrangeiros.

Os rostos ganham expressões mais ranzinzas no frio e a légèreté (leveza) do verão acaba ficando para trás. A mudança de postura costuma aparecer ainda no outono, quando os dias frios começam a se fazer constantes.

É um momento de introspecção maior, e os encontros em casa, no conforto do lar, se fazem cada vez mais presentes. Por aqui é normal chamar os amigos para jogar jogos de tabuleiro e tomar um vinho durante as noites frias. Ainda que a interação e o vínculo com o círculo social continuem, a programação é mais caseira.

Cuidado com a saúde no inverno

Ao ligar a televisão você verá sem descanso propagandas de complementos alimentares, essenciais para fortalecer nossa imunidade. Eu mesma já comprei minha vitamina C para tomar todos os dias pela manhã.

O manteau (casacão de frio) fica pendurado ao lado da porta e deve ser vestido assim que pisamos fora de casa. Pessoalmente, acho bem difícil conviver com o outono e inverno daqui. O outono, por mais que tenha cores lindíssimas, é muito generoso em chuva. E o inverno, ainda que nos presenteie com uma bonita neve em alguns dias, é muito rude, tanto para o corpo como para a mente.

Chega a vez dos resfriados, dor de garganta, tosse, e assim vai. O que eu aprendi com tudo isso? Nunca negligencie seu cachecol pensando que “nem está tão frio assim”. Cobrir a garganta evita que a gente “attrape froid” (pegue frio e fique doente), como dizem aqui.

outono na França e o humor

Por isso é importante se fortalecer: seja com ajuda dos amigos, de terapia, e mantendo uma boa alimentação quando o frio dá as caras. Valorize os dias de sol que tiver e tente curtir o que há de bom no inverno.

Sim, existe o lado bom do frio: o Natal é uma época linda e mágica por aqui, com luzes douradas enfeitando o Boulevard Haussmann e a Galerie Lafayette em Paris, sem contar os Marchés de Noël espalhados pelo país.

Cada estação vai mexer com o seu humor de uma forma diferente, mas é importante aceitar as mudanças e buscar se adaptar. Por isso, é melhor saber antes sobre as vantagens e desvantagens de morar na França para já ir se preparando.

As temperaturas transformam a rotina

Na primavera e no verão você verá que a vida ao ar livre ganha forma: as feiras de antiguidades despontam em diversos bairros de Paris, e também em outras cidades.

Essas feiras funcionam como estandes ao ar livre que colocam à disposição objetos antigos, roupas, sapatos e até brinquedos usados… É como um grande brechó ao ar livre, reunindo os moradores do bairro e mesmo gente que vem de longe para tentar encontrar bons achados.

Essas feiras acontecem principalmente quando esquenta, pois é o momento do famoso “ménage de printemps” (limpeza de primavera). Ou seja, uma grande faxina geral na casa, onde deixamos as janelas abertas, limpamos a fundo cada canto da casa e selecionamos peças e objetos para doar ou vender.

A vida de acordo com as estações na França jogos
A pétanque é uma atividade adorada pelos franceses, ainda mais quando as temperaturas aumentam

Como durante o inverno é difícil arejar a casa devido ao frio, assim que os primeiros raios de sol chegam, eu adoro fazer aquela faxina caprichada, deixar o ar circular e desligar a chauffage do apartamento (aquecedor que nos salva no inverno).

Outro costume que temos são os jogos ao ar livre nos dias quentes: a pétanque é jogada nas praças, entre amigos e moradores do bairro. O jogo consiste em lançar pesadas bolas de metal no chão de forma estratégica, tentando acertar um alvo específico. Lembro que os jogos de pétanque são ainda mais praticados durante as estações quentes, refletindo um clima bem convivial e alegre.

Descubra os costumes mais estranhos da França.

Atividades sazonais

Para quem mora em Paris, as chamadas Paris Plages são um convite para relaxar. As bordas do rio Sena ficam tomadas por cadeiras e espreguiçadeiras, e o chão é forrado de areia, para imitar o clima de praia em plena capital. Além disso, várias atividades são propostas: pebolim, ping pong, aulas de yoga, alongamento, parquinhos para as crianças…

Estas praias artificiais de Paris tomam forma em julho e agosto, os meses mais quentes na Europa. Mas o melhor deste período está mesmo no Sul: pegue o trem em direção à Nice para se deliciar com as praias de verdade e com a vida sulista, totalmente diferente da capital francesa. É o que a maioria dos franceses faz: muitos contam os dias para as merecidas férias de verão na Provença.

E nos meses mais frios, as atividades ficam por conta dos restaurantes, museus, e para os aventureiros: esquiar nos alpes franceses, disputadíssimos em janeiro e fevereiro, com preços que dão vertigem de tão altos. Se você não souber ou tiver medo de esquiar, vale experimentar a luge (espécie de placa de material resistente com o qual você pode deslizar na neve, sentando por cima, como um “esquibunda”).

Aliás, para entrar no clima do inverno, vale assistir o filme cômico e cult que todo francês conhece: “Les bronzés font du ski”, interpretado por uma trupe de comediantes bem conhecida na França. É o típico filme em que a família se junta para assistir no inverno e dar risada, sans se prendre la tête – como dizem aqui quando não é preciso se preocupar ou se estressar com algo.

A vida de acordo com as estações pode ser vivida com prazer na França, mas até entendermos a dor e a delícia de cada estação leva tempo, bien sûr! Merci por ter me acompanhado até aqui e à bientôt!

 

*As opiniões dos colunistas não refletem necessariamente a opinião do site Euro Dicas.