Ano Letivo na Itália é diferente do Brasil: entenda tudo

Itália  / 

Assim como as estações do ano, o ano letivo na Itália é diferente do ano letivo no Brasil. Pela Itália estar no hemisfério norte e as estações do ano serem o contrário do que são no Brasil (quando é inverno num é verão no outro, por exemplo), o ano letivo segue quase a mesma lógica.

Quando começa o ano letivo na Itália?

O ano letivo na Itália começa em setembro, bem no finalzinho do verão. Como eu disse no início do texto, na Itália as estações do ano são o oposto do Brasil e, portanto, o verão vai de junho a setembro.

As aulas normalmente começam na primeira quinzena do mês de setembro. O mês de setembro é inclusive um dos meses que os italianos menos gostam por marcar o retorno às atividades pós-férias e também o fim do verão e início do outono (e do frio).

Precisa abrir uma conta bancária na Europa?

Você pode abrir a sua conta bancária grátis em 5 minutos e com toda a segurança no N26, um banco digital que funciona em toda a Europa.


O N26 não exige comprovação de rendimentos, você só precisa estar na Europa e ter seu passaporte em mãos.

ABRIR CONTA »

Entenda como são as estações do ano na Europa neste artigo.

Como funcionam os semestres do ano letivo?

O primeiro semestre do ano letivo começa em setembro e termina no final de janeiro. Já o segundo semestre ocorre entre fevereiro e junho. Bem diferente do Brasil, não é mesmo?

Descubra qual a melhor época para visitar a Itália aqui.

E as férias escolares na Itália, quando são?

As férias escolares na Itália começam no final de junho e terminam em setembro. São conhecidas como férias de verão.

Algumas escolas e universidades marcam suas provas e exames finais para a 1ª quinzena de julho e após isso os estudantes já podem aproveitar o quente verão italiano.

Justamente por causa das férias, o mês de agosto – mais precisamente o período do feriado de Ferragosto – é tão aguardado e comemorado pelos italianos.

Existe pausa entre o Natal e o Ano Novo na Itália?

Para que os estudantes possam comemorar com seus familiares as festas de final de ano, existe uma pausa no ano letivo na Itália.

Não são férias, mas sim um recesso para curtir a família e também para se preparar para as provas de final de semestre que ocorrem no mês de janeiro.

Precisa enviar dinheiro do Brasil para a Europa?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram e etc), a plataforma que nós recomendamos é a TransferWise.


Com mais de 35.000 avaliações positivas, na TransferWise você vai economizar até 8x nas suas transferências. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

VER COTAÇÃO »

Vale a pena morar na Itália? Descubra aqui.

Férias de Páscoa

Na Itália, por conta da forte influência do catolicismo, a Páscoa é uma data muito importante. Por isso, logo após o feriado da Pasquetta (que acontece na segunda-feira após o domingo de Páscoa) as aulas cessam e só retornam na outra segunda-feira.

São as férias de Páscoa, que dão uma pequena pausa no meio do segundo semestre letivo na Itália.

Qual é a duração das férias escolares na Itália?

As férias escolares de verão na Itália duram entre 45 e 60 dias, normalmente. É tempo suficiente para curtir os meses mais quentes do ano e recarregar as energias para o semestre vindouro.

E também para se preparar para os meses cinzas de inverno.

Quer passar férias na Itália? Veja o que é preciso para viajar para Europa.

Período das matrículas

As matrículas escolares na Itália não possuem uma data específica em todo o país. Como tudo no País da Bota, a época e a duração do período de matrículas variam conforme a cidade.

Normalmente as matrículas escolares para o ano letivo que inicia em setembro são abertas entre os meses de janeiro e maio. Para saber exatamente quando é possível realizar a matrícula, é importante consultar o site da cidade italiana onde mora.

No caso das universidades, cada uma possui seu período específico para matrícula. Se você quer estudar na Itália, não deixe de consultar o site da universidade escolhida para saber quando se matricular.

Conheça quais são as melhores Universidades da Itália.

 

Curiosidades

Agora que você já sabe como funciona o ano letivo na Itália é importante saber também que o ensino fundamental e médio são de frequência obrigatória e acesso universal no país da bota.

Isso quer dizer que qualquer pessoa residente no país deve frequentar a escola a partir dos 6 anos, sob pena de responsabilização dos progenitores e/ou responsáveis.

Já o ensino infantil (creche e pré-escola) não é de frequência obrigatória. Por não serem obrigatórios, nem sempre existem vagas, nas grandes cidades, em Asilo Nido (creche) e em Scuola Materna (pré-escola) públicos para todas as crianças.

Ah, e o ensino infantil público na Itália não é completamente gratuito. É preciso pagar uma mensalidade que varia conforme a faixa de renda familiar.

Saiba outras curiosidades sobre a Itália surpreendentes.

Em destaque na Euro Dicas
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

    Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Precisa enviar dinheiro para outro país?

    A nossa plataforma preferida é a TransferWise. Com mais de 35.000 avaliações positivas, na TransferWise você vai economizar até 8x nas suas transferências. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »
  • Pensando em morar em Portugal?

    Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

    RECEBER AMOSTRA »
COMPARTILHE

Ana Eliza, ou Ni como é conhecida, é brasileira, apaixonada por viagens e mãe da Olívia. Mora em Turim, na Itália e, juntamente com seu marido Fabiano, escreve o In Turim, um blog sobre a vida e turismo na cidade que foi a primeira capital da Itália.