Uma das maiores dúvidas dos viajantes é saber qual a melhor maneira de comprar moeda estrangeira. Existem diversas alternativas, desde casas de câmbio até transferindo para uma conta no exterior. Confira uma série de dicas para comprar ainda no Brasil.

Como comprar moeda estrangeira?

Existem diversas formas de comprar moeda estrangeira ainda no Brasil. Nenhuma delas, no entanto, é 100% garantida de ser a melhor maneira, pois o valor da conversão pode mudar de uma hora para a outra. Isso vai depender do seu planejamento e da quantidade de dinheiro que quiser comprar.
Por isso, o ideal é avaliar as diferentes opções de compra de moedas existentes e decidir qual a melhor para o que você deseja.
Veja quais são as possíveis soluções para comprar moeda estrangeira abaixo.

Comprar moeda estrangeira direto com o banco

É possível comprar moeda estrangeira diretamente com os bancos, mas não são todos e nem qualquer moeda. Um deles, por exemplo, é o Banco do Brasil, disponível apenas para correntistas de pessoa física ou jurídica e válido apenas para euros e dólares.
O recebimento do valor é em espécie ou através do cartão Ourocard Visa TravelMoney, um cartão pré-pago do próprio banco. Para realizar a operação é preciso ir em uma agência do Banco do Brasil que seja credenciada a operar em câmbio, em terminais de autoatendimento de câmbio ou pelo aplicativo BB do seu telefone.
É uma boa opção para os correntistas com bom relacionamento com o gerente, onde é possível conseguir taxas e tarifas competitivas. Para isso, converse com o gerente da sua conta.
O mesmo acontece com o Itaú, onde correntistas podem comprar euro ou dólar. O câmbio é realizado através do aplicativo. Basta selecionar “câmbio”, realizar a compra, e escolher o ponto de retirada em até 5 dias úteis.

Comprar moeda estrangeira em casas de câmbio

A depender do montante que você pretende comprar moeda estrangeira, as casas de câmbio podem ser uma boa opção. O valor da cotação das moedas varia diariamente e é o mesmo em todo o Brasil. No entanto, a cotação praticada pelas casas de câmbio costuma ser um pouco mais alta do que as apresentadas em sites especializados.
Todavia, nas casas de câmbio você pode negociar, além de conseguir encontrar outras moedas estrangeiras além do euro e do dólar. Quanto mais dinheiro for comprar de uma vez, maior a possibilidade de conseguir um bom desconto.

Comprar moeda estrangeira no aeroporto do destino

No Aeroporto, você irá comprar a moeda estrangeira nas casas de câmbio dos bancos, se estiver no Brasil, ou nas que forem disponíveis nos aeroportos estrangeiros. No entanto, só recomendamos essa opção em casos de viagens com moedas específicas dos destinos e não para as grandes como o euro.
Por exemplo: se você for viajar para a Croácia, a moeda local é a Kuna e você não irá encontrá-la no Brasil, nem mesmo no aeroporto local. Por isso, o ideal é levar euro e comprar a kuna quando já estiver em território croata, que pode ser ainda no aeroporto, após o desembarque.
Todavia, até para comprar euro, só recomendamos as casas de câmbio dos aeroportos internacionais brasileiros em casos de emergência: o valor da conversão costuma ser mais alto do que se comparado a outras opções.
É melhor comprar euro no Brasil ou na Europa? Veja nosso artigo.

Comprar moeda estrangeira em cartões pré-pago

O cartão pré-pago internacional funciona da seguinte maneira: você carrega com saldo que pretende levar e pode sacar ou gastar em débito no destino da viagem. Boa opção para quem não quiser levar dinheiro na mão.
Com o Visa Travel Money, por exemplo, é possível sacar na moeda local em milhares de caixas automáticos credenciados à rede da bandeira Visa/Plus. Funciona como um cartão de débito no exterior e é ainda possível carregar de onde estiver.
No entanto, é preciso solicitar o cartão antes de viajar a alguma empresa que ofereça o serviço, que pode ser até uma casa de câmbio, no banco onde você é correntista, no site da Visa ou pelo aplicativo da bandeira.
Antes de viajar é necessário pagar a taxa de emissão e fazer o primeiro carregamento, por transferência bancária ou pagamento com boleto bancário.

Comprar moeda estrangeira transferindo para uma conta sua no exterior

Se você tiver uma conta em banco no exterior, no destino para onde pretende viajar, talvez essa seja uma das melhores opções. Neste caso, utilize alguma plataforma de remessa de dinheiro para o exterior como a Wise ou a Remessa Online.
Na Wise, antiga TransferWise, é possível, inclusive, abrir uma conta ainda no Brasil, utilizando um endereço no exterior para o recebimento do cartão de débito, e utilizá-lo enquanto estiver em viagem.
Com a Remessa Online, porém, é preciso ter uma conta bancária no destino, pois funciona através de transferência.
comprar moeda estrangeira euro

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →

Qual a melhor maneira de comprar moeda estrangeira?

Infelizmente, não existe uma única resposta para essa pergunta. Depende do destino em que você pretende viajar e o valor da moeda. Se pretende comprar euro, por exemplo, a nossa sugestão é que faça o câmbio ainda no Brasil, pois é possível negociar.
Para locais onde as moedas utilizadas valem apenas nos países de origem, como Croácia, Turquia e República Tcheca, por exemplo, vale mais a pena a troca diretamente no local, como já avisamos. Mesmo assim, sugerimos que se leve euro para estes locais e faça a troca, ou o saque, em casas de câmbio ou em caixas eletrônicos no próprio aeroporto.

Você pode abrir uma conta multimoeda

Em outros casos, se você pretende passar uma temporada maior em algum destino, sugerimos a transferência. Nossa recomendação é abrir uma conta Wise, um método seguro e confiável, ir depositando o montante e sacar quando estiver lá.
A vantagem são suas baixas taxas, que podem ser até 8 vezes menores do que as dos bancos. Ao fazer o cadastro, você já terá acesso aos dados bancários europeus. Ao fazer a transferência será como se estivesse a comprar moeda estrangeira aqui, mas para sacar no destino.
Para saber o valor da conversão, é possível fazer uma simulação no próprio site da Wise.

O que vale mais a pena: casas de câmbio físicas ou online?

Tanto faz. Atualmente, a maioria das casas de câmbio grandes e confiáveis atuam das duas formas. Em algumas delas, é possível negociar o montante a ser convertido e receber o valor em moeda estrangeira já em casa.

Como declarar a compra no Imposto de Renda?

A declaração de compra de moeda estrangeira no Imposto de Renda é facultativa para montantes inferiores a 140 reais. Caso seja mais do que isso, é preciso informar na aba de “Bens e Direitos”. No entanto, se você não atingiu o total de R$ 28.559,70 de Rendimentos Tributáveis no ano-calendário, não é obrigatório declarar caso tenha moeda guardada em casa.
Se você tiver rendimentos mais altos que esse valor total permitido, siga os seguintes passos na hora de declarar o Imposto de Renda.
1. Abra o programa da Receita Federal do Imposto de Renda do ano;
2. Siga em “Bens e Direitos”;
3. Em “Novo” informe o código “64”. Siga em “Dinheiro em Espécie – Moeda Estrangeira”;
4. Informe o país residente e informe os detalhes da moeda;
5. Diga qual o saldo total, que deve ser a média ponderada da moeda. O cálculo deve ser do custo de aquisição da moeda na data da compra, ou uma média entre as datas das compras realizadas.
A moeda estrangeira pode ser declarada em espécie, em cheque ou cartão de viagem pré-pago.
Confira onde pesquisar a cotação do euro hoje.

Lembre-se do limite de dinheiro que pode levar para o exterior

Caso deseje levar uma quantia igual ou superior a R$ 10 mil em dinheiro vivo para o exterior, será preciso declarar o valor à Receita Federal, de acordo com as normas definidas pelo Conselho Monetário Nacional e pela Secretaria da Receita Federal.
Se pretende levar menos que isso, não será necessário fiscalização. Não deixe de levar um seguro viagem Europa na sua ida ao exterior.