Empreendedores brasileiros em Portugal: 5 casos de sucesso

Investir em Portugal  / 

Ao longo dos últimos anos, Portugal se tornou um dos destinos favoritos dos brasileiros, tanto para viajar quanto para morar. Devido à facilidade da língua e por ser um país europeu mais acessível, o fluxo de brasileiros para o país cresceu consideravelmente. De acordo com o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras Português, a imigração brasileira aumentou 23,4% em 2018, comparado ao ano anterior. Além da busca por qualidade de vida e segurança, os brasileiros também passaram a investir no país. Atualmente, já temos verdadeiros casos de sucesso de empreendedores brasileiros em Portugal.

Você quer comprar Imóvel em Portugal? Seja orientado por especialistas

Quais são as melhores zonas para se comprar? Como funciona o financiamento? Como envio dinheiro para Portugal? Quais são os documentos necessários?


Compre um imóvel em Portugal com toda a segurança e conforto sendo orientado pelos especialistas da Atlantic Bridge.

SEJA ORIENTADO »

Neste artigo, conheça histórias de sucesso de empreendedores brasileiros em Portugal, se vale a pena investir, os melhores lugares para empreender e o que é necessário para começar.

Empreendedores brasileiros em Portugal bem sucedidos em diversos ramos

Em termos oficiais, cerca de 105 mil brasileiros vivem em território português, o que representa um em cada cinco imigrantes na nação. De forma extraoficial, acredita-se que o número seja acima de 300 mil, se forem considerados aqueles que migram ilegalmente. Uma parte considerável deste êxodo é composta por empreendedores. Em 2017, 19% do investimento estrangeiro foi feito por brasileiros, perdendo apenas para os franceses, com 29%.

Os empreendimentos mais rentáveis em Portugal estão concentrados em áreas de turismo como restaurantes, hotéis, bares, atrativos de segmento rural e passeios. Porém, ainda há muito a explorar em diferentes ramos de negócios. O país vem atraído muitos brasileiros descendentes de portugueses ou não, que fogem da crise e buscam melhor qualidade de vida. Conheça alguns casos de sucesso de empreendedores brasileiros em Portugal.

Confira nossas dicas para morar em Portugal.

1. Schultz Portugal

Um dos empreendimentos de brasileiros que deram certo em Portugal pertence a Aroldo Schultz, que investiu na empresa de turismo Schultz Portugal. A agência oferece pacotes de viagem para cidades portuguesas, além de países como Itália e Espanha. A empresa ainda possui pacotes de viagens ao Brasil para europeus. Schultz até mesmo já foi destaque na mídia portuguesa, por expandir seu escritório e contratar um novo diretor outgoing para sua empresa em Lisboa.

2. Casa do Sono

Outro caso que deu certo de empreendedores brasileiros em Portugal foi o do casal Leon Netto e Rachel, que fundaram a Casa do Sono – empreendimento focado na venda de colchões. O casal já possui cinco lojas em Lisboa e ainda pretende expandir. De acordo com uma reportagem da PEGN , a rede fatura até 100 mil euros por mês – o que gira em torno de 450 mil reais.

3. Delirium Café

O casal Neko Pedrosa e Verônica Fernandes investiu no Bar Delirium Café em Lisboa, localizado no badalado bairro do Chiado. A ideia foi fugir do óbvio de muitos empreendimentos brasileiros, que traziam produtos do Brasil para os mais saudosos. O casal veio do Rio de Janeiro, onde tocava uma empresa de produção artística.

4. Tempero Brasileiro

O restaurante Tempero Brasileiro é uma boa história de sucesso de empreendedores brasileiros em Portugal. Criado por Viviane Calderone e Robinson Carneiro, o restaurante reúne o melhor da culinária regional brasileira, sem deixar de ter conexão com Portugal. A casa fica em Lisboa e algumas de suas especialidades são frutos-do-mar, feijoada, moqueca e picanha.

5. Saudade Flores

Criada pelo casal paulistano Ana Carolina Rocha e Raphael Oliveira, o Saudade Flores começou em 2015, quando a dupla passou a vender flores em uma bicicleta. Nesta época, eles preparavam as entregas no quintal de casa e buscavam fazer arranjos modernos. Agora como loja, a floricultura oferece workshops e possui um serviço de assinaturas para receber flores frescas semanalmente. A Saudade já pedalou 6 mil quilômetros e atendeu cerca de sete mil pedidos.

É fácil empreender em Portugal?

Como em qualquer país do mundo, é preciso passar por um processo de abertura da empresa atendendo algumas burocracias. Os estrangeiros ainda têm que se preocupar com o tipo de visto para Portugal que vão tirar para iniciarem seu negócio em terras estrangeiras. Este processo requer diferentes investimentos, especialmente o pagamento de taxas para que inicie o seu empreendimento com tudo em dia. Como é um investimento em Portugal, os valores serão pagos em euros.

Empreender em Portugal

Apesar de todos os desafios de abrir uma empresa, principalmente em um país estrangeiro, Portugal oferece estímulos para o empreendedorismo e fornece incentivos para investidores de outros países. Se você possui um bom plano de negócio, vontade de inovar, planejamento financeiro e o sonho de morar no exterior, empreender em Portugal é totalmente viável. Você também pode construir uma história de sucesso de empreendedores brasileiros em Portugal.

Visto para empreender em Portugal

Entre os caminhos para viver em Portugal, empreender é um dos mais procurados. Para isso, é necessário retirar um visto específico para investidores.
Existem duas opções de visto para empreendedores brasileiros em Portugal. Uma é o visto D2 – também conhecido como visto de investidor – para empresas pequenas e médias. A outra opção para empreendedores brasileiros em Portugal é o Golden Visa, que demanda investimentos altos, a partir de 250 mil euros.

Golden Visa

De acordo com a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), que está ligada ao setor do governo de fomento a investimentos internacionais, existem diferentes possibilidades para obter esse visto. Uma delas é comprar um imóvel com valor acima de 350 mil euros. Ainda há a opção da aquisição de fundos de investimentos e a criação de um negócio com dez postos de trabalho. Uma vantagem deste visto é que exige que o investidor permaneça apenas sete dias por ano no país, enquanto para o visto o D2 é necessário permanecer por ao menos 187 dias do ano.

Visto D2

Para solicitar o visto D2, que equivale ao MEI no Brasil, recomenda-se uma abertura prévia da empresa em Portugal, obtenção de número de identificação fiscal (NIF)  – que equivale a um CPF, depósito de capital social, entre outras medidas.

Para abrir a empresa pelo visto D2, é necessário ir à Loja do Cidadão em Portugal, que é como a Junta Comercial no Brasil e, inicialmente, pedir uma inscrição das finanças. A partir disso, passa-se a ter a Atribuição de Número de Identificação Fiscal (NIF) e pode então, criar a sua empresa. Você pode conferir os locais e endereços no site do Portal do Cidadão.

Quer saber como morar, trabalhar ou estudar tranquilamente em Portugal?

A Atlantic Bridge é o parceiro que nós recomendamos para ajudar a planejar e concretizar o seu sonho de vir para Portugal.

SABER MAIS »

Quando pedir o visto?

Uma boa opção para os empreendedores brasileiros em Portugal é abrir sua empresa quando for passar férias no país, ou através de um representante portando a procuração. Na volta para o Brasil, faz a entrada com o pedido para o visto empreendedor já com seu NIF em mãos, inscrição de finanças e plano de negócios. Para conseguir o visto é essencial ter um bom plano de negócios. Você pode conferir toda a documentação necessária para a retirada do visto no site do Consulado de Portugal em São Paulo.

Autorização de residência

Após chegar em Portugal com o visto D2 aprovado, o empresário precisa pedir uma autorização de residência, que deve ser renovada anualmente. Depois de cinco anos, o imigrante pode então solicitar a cidadania. A residência no país por mais de 183 dias gera obrigações fiscais para pessoas físicas e ainda existem as responsabilidades fiscais da atividade empresarial.

Capital inicial

A abertura de empresas pelo visto D2 pode ser solicitada com um capital mínimo de um euro, mas aconselha-se ter um capital social robusto o suficiente, aumentando assim, as chances de viabilização do pedido. Para os empreendedores brasileiros em Portugal, não é recomendável ter um capital social abaixo de 2 a 5 mil euros.

Melhores cidades para empreender em Portugal

As pesquisas e análises do mercado são essenciais para quem pretende investir em Portugal. A escolha de uma cidade deve ser embasada em conhecimento, especialmente quando se trata de um outro país ou novo continente para iniciar um empreendimento. Portugal está na lista de países analisados pela consultoria espanhola Bloom Consulting. No Portugal City Brand Ranking 2019, foram analisadas três categorias: negócios, turismo e condições de vida nos 308 municípios de Portugal.

empreeendedores brasileiros Lisboa

Lisboa segue sendo a cidade com melhor desempenho em todas as dimensões, sendo muito atrativa para turistas e também para empreendedores brasileiros em Portugal. Porto e Cascais aparecem em seguida no topo da lista pelo terceiro ano consecutivo. O top 5 de negócios se mantém o mesmo de 2018, sendo formado por Lisboa, Porto, Braga, Cascais e Coimbra.

Para empreendimentos no verão, principalmente relacionados ao turismo, Faro, no Algarve, é uma ótima opção. Para empreendedores brasileiros em Portugal, é bom ficar de olho nas dez cidades destaque na pesquisa: Lisboa, Porto, Cascais, Braga, Coimbra, Sintra, Funchal, Faro, Setúbal e Vila Nova de Gaia.

Vale a pena empreender em Portugal?

Sempre existem riscos em investimentos. Empreender em nosso próprio país exige planejamento e muita força de vontade e, onde não é nossa casa, isso pode ser ainda mais desafiador. Porém, nada impede que empreendedores brasileiros em Portugal tenham grandes resultados.

Antes de abrir uma empresa em Portugal, é preciso pensar se deseja embarcar nessa jornada empreendedora. Além disso, deve-se tomar os mesmos cuidados ao abrir um negócio no Brasil, como estudar o mercado, estabelecer um bom plano de negócios, etc.

A retomada de Portugal depois da crise torna o país atraente para investidores brasileiros. Em um acordo com fundos de investimento da União Europeia o país receberá 25 milhões de euros para incentivar a instalação de indústrias a partir do programa Portugal 2020. A economia portuguesa está se recuperando de forma consistente, caminhando para a estabilização, de acordo com relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Portanto, pode ser um bom momento para investir.

Estude o público de Portugal

Um conselho para quem deseja seguir este caminho é conhecer bem o mercado português. Um erro comum entre os brasileiros é se mudar sem que tenham um planejamento viável prévio. Sem ter os pés no chão, não adianta atravessar o oceano.

Se empreender em Portugal estiver nos seus planos, não deixe de conferir o ebook Como Morar em Portugal. Nele, você confere dicas imperdíveis e material exclusivo para ajudar você a realizar o sonho de morar no país lusitano. Boa sorte!

Em destaque no Euro Dicas
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

    Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Precisa enviar dinheiro para outro país?

    A nossa plataforma preferida é o Remessa Online. No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »
  • Pensando em morar em Portugal?

    Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

    RECEBER AMOSTRA »
COMPARTILHE
Autor

Mariele é brasileira, formada em Jornalismo e especialista em Marketing Digital. Nasceu em Minas Gerais, estudou em Portugal e hoje mora em São Paulo. Suas duas grandes paixões são: viajar e escrever. Já visitou 9 países e conhece especialmente Portugal e Itália. Todos os dias aguarda ansiosamente pela próxima viagem.