Uma das coisas inevitáveis (e mais incríveis) de mudar para outro país é ter a oportunidade de conhecer os hábitos de uma cultura diferente da nossa. É uma experiência de desprendimento do que já conhecemos e pode ser muito enriquecedora se tivermos o coração aberto para conhecer costumes diferentes. Pensando nisso, listei 15 hábitos que ganhei morando em Portugal.

Hábitos que ganhei morando em Portugal (e que adoro)

Veja se você se identifica com os meus novos hábitos:

1. Fazer quase tudo a pé

Esse é um dos costumes portugueses que eu mais gosto e aderi logo que vim morar em Portugal. Apesar dos transportes públicos serem bastante eficientes por aqui, eu, que gosto de caminhar, costumo fazer quase tudo a pé.

Para mim é uma forma de testar novos trajetos, pegar um solzinho e, de quebra, ainda fazer um exercício. Como as cidades são muito seguras, fazer os percursos do dia a dia caminhando é uma maneira de explorar e conhecer cantinhos desconhecidos a cada saída de casa.

Gosto tanto disso, que só costumo usar o transporte público em trajetos que sejam muito longos ou em dias de chuva ou muito frio.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →

2. Falar mais desculpa, por favor, obrigada e com licença

Estas são algumas das expressões de educação que são usadas muito por aqui. Claro que também as usamos no Brasil, mas podemos ver que aqui elas são muito frequentes em qualquer tipo de contato (seja pessoalmente, por e-mail ou por telefone).

Um dos hábitos que ganhei aqui, é pedir licença antes de desligar o telefone. É uma forma educada (e simpática) de avisar que você vai terminar uma ligação telefônica. Também adquiri o hábito de atender uma ligação dizendo: “tô sim” (ou variações como “estou sim” e “estou”).

Aqui em Portugal não se usa o brasileiro “alô”. Mas pode ficar tranquilo, se você atender uma ligação e disser um alô, todo mundo vai te entender.

3. Usar e guardar moedas

Outro hábito que adquiri em Portugal é usar moedas nas compras e guardar todas elas. Até mesmo as moedinhas menores, de 1 ou 2 cêntimos não passam despercebidas. Inclusive, é bem comum fazer um pagamento usando somente moedas.

Por aqui, não existe o costume de arredondar o valor de uma compra ou do troco. Por exemplo, se você fez uma compra de 5,97€, é esse valor exato que você vai pagar. E se você precisa receber 0,14€ de troco, também vai receber exatamente isso.

Agora você já fica sabendo que uma bolsinha para guardar as suas moedas é um dos itens indispensáveis para viver em Portugal.

Se você quiser saber mais informações sobre o custo de vida em Portugal, veja este artigo em que detalhamos alguns gastos.

4. Tomar vinho com regularidade

Acho que todo mundo sabe que os vinhos portugueses são conhecidos mundo afora, pela qualidade e pela variedade de opções que encontramos por aqui, sem esquecer do famoso Vinho do Porto. Além de ter incontáveis opções, outra vantagem é comprar vinhos excelentes por preços muito acessíveis.

Por isso, consumir vinho acompanhando as refeições é um dos hábitos que podemos ganhar ao morar em Portugal. Se você gosta de vinhos, com certeza vai conhecer muitas opções que vai gostar e consumir regularmente.

5. Consumir menos carne

Comer menos carne também é um hábito que Portugal pode nos dar. Embora carne de porco e frango tenham preços acessíveis, a carne bovina não é um item tão acessível no país, e acaba por não ser tão popular como é no Brasil.

Já os peixes, têm uma grande variedade de opções e preços bem mais em conta. Eles são muito consumidos por aqui e são usados em vários dos mais gostosos pratos da culinária portuguesa.

Se você gosta de comer fora, veja algumas sugestões de restaurantes em Lisboa e no Porto.

6. Tomar mais sopa

Tomar sopa foi outro hábito que ganhei em Portugal. Aqui é muito comum tomar uma sopa como entrada nas refeições, e isso não acontece somente no inverno. É um hábito que eu amo, não abro mão e recomendo.

Existem inúmeras opções de sopas, para todos os gostos. Algumas são muito típicas da culinária portuguesa, como caldo verde, sopa de legumes e sopa de feijão-verde. Se você gosta de provar novos sabores, também recomendo que experimente a sopa de castanhas.

7. Levar sacola reutilizável ou carrinho para o supermercado

Este é outro hábito que eu já conhecia no Brasil, mas que aqui ficou ainda mais forte. Em Portugal, o mais comum é ir às compras no supermercado levando sacolas reutilizáveis ou mesmo carrinhos, que facilitam muito, principalmente se você não tiver carro. Além de ser uma medida sustentável, também é uma economia. Se você quiser usar as sacolas plásticas do mercado, saiba que é preciso pagar por elas.

Eu particularmente sou adepta do carrinho, que me permite fazer uma boa quantidade de compras e é muito prático. Também costumo ter sempre uma sacolinha reutilizável na bolsa, para qualquer tipo de compra que eu precise fazer.

Sacola de supermercado reutilizável

8. Comprar produtos da marca do supermercado

Todos os supermercados de Portugal têm a sua própria marca de produtos, chamados de marca branca. De modo geral, são itens que têm boa qualidade e com um preço muito mais acessível em comparação com outras marcas.

Eu criei o hábito de consumir estes produtos, tanto para alimentos, como limpeza e higiene pessoal. Posso dizer que foram poucas as vezes em que não fiquei satisfeita com a compra de produtos de marca branca.

Para economizar no mercado, não tenha medo de experimentar. Recomendo que conheça as marcas brancas do supermercado que você costuma frequentar.

9. Separar o lixo reciclável

A separação do lixo reciclável é um hábito muito enraizado no país e acredito que a maioria das pessoas faça isso. Em todas as zonas de residência é fácil encontrar ecopontos destinados aos papéis, plásticos, vidros e lixos orgânicos. Em algumas regiões da cidade também existem pontos de recolha para pilhas e baterias e para óleo de cozinha usado.

A facilidade de acesso aos locais de armazenamento de lixo acaba sendo uma motivação para fazer a nossa parte e separar o lixo que pode ser reciclado.

Além disso, esse hábito faz com que a gente tenha mais noção da quantidade de lixo que produzimos. Sinto que isso me ajuda a ter mais consciência e optar por produtos que tenham embalagens recicláveis e que reduzam a quantidade de lixo que eu produzo.

10. Aproveitar parques e jardins

Em Portugal é muito comum que as pessoas se reúnam em parques e jardins para passar o dia, aproveitar o sol, fazer um lanche e passear com crianças e cachorros. É um hábito que conheci logo que cheguei aqui e confesso que me apaixonei.

Encontrar os amigos em algum parque, nem que seja apenas para passar o tempo e ver o pôr do sol é um dos meus programas preferidos. O que ajuda muito é que a paisagem natural do país é muito rica e existem inúmeras opções de áreas verdes nas cidades portuguesas.

Jardim do Morro em Portugal

O Porto, que em 2021 foi eleito a melhor cidade europeia para viver em família, tem 38 áreas verdes e parques. Já Lisboa, conta com 54 parques e jardins. Opções não faltam!

11. Atravessar na faixa de pedestre e observar o sinal

Não é que seja uma novidade, já que todo mundo sabe que devemos atravessar a rua na faixa de pedestres, não é mesmo? Mas quando mudei para Portugal eu comecei a observar que é raro ver as pessoas atravessarem uma rua fora da faixa de pedestres.

Isso chamou minha atenção e fez com que eu ficasse mais atenta na hora de cruzar uma rua, mesmo que às vezes precise dar uma voltinha maior para chegar até a faixa de pedestres.

Da mesma forma, prestar atenção ao sinal de pedestres e atravessar a rua somente quando o sinal está verde também é um hábito. Acho que posso dizer que as corridinhas para chegar ao outro lado da calçada já não fazem parte da minha rotina.

12. Não ter medo de usar o celular na rua

Esse é um costume que dá um grande alívio e é mais um dos hábitos que ganhei morando em Portugal. Como é um país bastante seguro, é pouco provável que você tenha o celular furtado na rua. É claro que um pouquinho de atenção é sempre bem-vinda, mas nada que nos deixe tensos.

Se você andar na rua em Portugal, vai observar como é comum ver as pessoas falando ao celular na rua, assim como é bem comum usar fones de ouvido e ouvir música durante um passeio ou corrida.

13. Ser mais econômica

Ser uma pessoa mais econômica também foi um hábito que adquiri em Portugal. A verdade é que nem sei bem explicar a razão disso, se é por conta dos salários (que aqui não são muito altos) ou se eu percebi que não tinha interesse em gastar dinheiro sem pensar antes de fazer uma compra.

O fato é que me tornei uma pessoa mais consciente dos meus hábitos de consumo, procuro pensar sobre as compras que vou fazer, e sempre que é possível consumo itens de segunda mão (principalmente roupas e móveis).

Também é adepto de comprar de segunda mão? Então conheça os principais brechós no Porto e em Lisboa.

14. Levar um lanchinho quando vou sair

Não é sempre que isso acontece, mas já posso dizer que é um hábito. Se eu precisar passar algumas horas fora de casa ou se vou para algum parque, por exemplo, sempre levo uma opção de lanche comigo. Seja um sanduíche, uma fruta, umas castanhas ou qualquer outra coisa.

Também é muito comum levar uma marmita de almoço para o trabalho. Se você prestar atenção quando andar na rua, vai observar muitas pessoas carregando a bolsinha da marmita, de estudantes a executivos.

Na hora da fome, já aproveito para descansar e ficar um bocadinho em uma praça ou parque enquanto como o meu lanche. Esse é mais um dos costumes portugueses que eu cultivo com gosto!

15. Não fazer compras parceladas

Em Portugal não existe o costume de fazer compras em parcelas. Claro que existem opções de parcelamentos, mas geralmente elas são usadas para compras maiores, com valores mais altos, como um carro, um computador, as propinas da universidade ou mesmo um imóvel.

Mas, nas compras do dia a dia, o hábito é fazer o pagamento à vista. No início, pode até parecer um pouco estranho, mas a verdade é que nos acostumamos com isso e acabamos aprendendo a nos programar e poupar quando queremos fazer uma determinada compra.

Se você gosta deste tipo de artigo, veja também a lista de 16 coisas que você precisa saber antes de se mudar para Portugal.