Tudo sobre a Escócia: história, moeda, economia, idioma e curiosidades

A Escócia já foi cenário de diversos filmes, como Coração Valente, Trainspotting, Highlander – O Guerreiro Imortal, 007 – Operação Skyfall, a animação Valente e até a saga Harry Potter teve cenas rodadas no país.

Conheça a história desse país que faz parte da região administrativa do Reino Unido e é famoso pelas saias masculinas, chamadas de kilts.

O processo para vistos na Inglaterra mudou! E agora?

Onde fica a Escócia

Scotland (Escócia, em escocês) ocupa o terço norte da ilha da Grã-Bretanha e faz fronteira com Oceano Atlântico ao norte, com o Mar do Norte a leste, com a Inglaterra a sudeste, com Solway Firth e Mar da Irlanda ao sul e Canal do Norte a oeste – esse último separa a Escócia da ilha da Irlanda e do oceano Atlântico.

Com área aproximada de 78.772 km², a única fronteira terrestre do país é com a Inglaterra, ao Sul. A Escócia tem cerca de 790 ilhas e mais de 30 mil lagos, além de uma costa de 11.800 quilômetros de extensão.

Sonho de Morar na Europa?

Confira nosso livro Sonho de Morar na Europa com as jornadas de vários brasileiros que vivem atualmente na Europa e conheça todos os passos para chegar no Velho Continente e realizar o seu sonho!

Ilhas da Europa: conheça as principais!

Capital, moeda e idioma

A capital do país é a cidade de Edimburgo, que também é um dos principais destinos turísticos da Escócia. A moeda local é a libra esterlina, já que o país integra a União Europeia mas não a Zona Euro.

libra esterlina

O idioma oficial é o inglês, mas algumas comunidades falam o gaélico escocês e o scots.

Descubra quais os países que falam inglês na Europa.

Breve história da Escócia

O Sul e Centro da Grã-Bretanha foram ocupados pelo Império Romano, território que foi transformado na província romana de Britânia e atualmente equivale à Inglaterra e País de Gales.

O norte, por sua vez, foi habitado pela tribo celta dos pictos e conhecido como Caledônia. No século VI, os escotos (invasores celtas) invadiram a região e estabeleceram o reino de Dalry.

Segundo a tradição, o Reino da Escócia foi fundado no ano de 843, quando Kenneth I se tornou rei das tribos dos pictos e dos escotos.

No mesmo século, os anglos invadiram a maior parte da Caledônia e a região, junto com outras possessões anglas ao norte da atual Inglaterra, tornou-se parte do reino inglês de Nortúmbria.

A conquista normanda da Inglaterra em 1066 permitiu a introdução do feudalismo na Escócia e um relacionamento comercial mais amplo com a Europa.

No século X, os reis de Alban ocuparam a Nortúmbria e os domínios da Escócia estenderam-se por todo o território ao norte do Solway Firth e o rio Tweed. Os reis Alejandro I e David I estabeleceram o sistema monárquico feudal anglo-normando e aboliram o sistema de possessão de terras por clãs.

Europa Ocidental: países, diferenças com a Oriental e história

Resistência escocesa

Margarida, neta de Alexandre III, era a única herdeira viva do rei. Quando morreu, Eduardo I da Inglaterra aproveitou para proclamar a soberania inglesa sobre a Escócia.

Em 1205 foi formada uma aliança com a França em busca da independência escocesa.

A resistência, liderada pelo patriota escocês William Wallace, restaurou a monarquia e fez com que Robert Bruce fosse coroado rei da Escócia em 1306. Chamado de Roberto I, começou uma campanha de guerrilha contra os ingleses.

A guerra entre escoceses e ingleses só teve fim em 1328, quando os regentes de Eduardo III aceitaram o termo do Tratado de Northampton que dava a independência à Escócia.

Reforma e era moderna

A Igreja Católica foi abolida no ano de 1560 e o Calvinismo foi adotado no país. No início do século XVI Jaime IV casou-se com Margaret Tudor, filha de Henrique VII da Inglaterra, e herdou o trono inglês, tornando-se Jaime I da Inglaterra.

Em 1660 a Escócia voltou a se separar da Inglaterra, mas em 1707 os ingleses ameaçaram interromper o comércio e livre circulação na fronteira comum entre os países.

A alternativa encontrada pelos Parlamentos de ambos os países foi promulgar os Atos de União, que anexaram a Escócia ao Reino Unido da Grã-Bretanha e garantiram que o país poderá manter seu próprio sistema jurídico, político e religioso.

Custo de vida na Inglaterra: tudo o que precisa saber

Bandeira da Escócia

Também chamada de Cruz de Santo André ou Sautor, a bandeira da Escócia é hasteada nos edifícios do governo todos os dias entre às oito da manhã e o pôr do sol.

bandeira da escocia

Santo André é o santo padroeiro da Escócia e foi crucificado em uma cruz em forma de X. Segundo conta a história, a bandeira tem origem em uma batalha do século IX, na qual pictos e escoceses lutaram contra os anglos e um Sautor milagroso apareceu no céu azul. As tropas escocesas venceram a batalha.

Conheça também a bandeira da Inglaterra e a bandeira do Reino Unido.

Quem governa a Escócia?

O chefe de Estado escocês é Isabel II, também conhecida como Rainha Elizabeth II, a monarca britânica. Pela primeira vez o país tem como primeiro-ministro uma mulher, Nicola Sturgeon, do Partido Nacional Escocês.

O primeiro-ministro é o líder político e chefe de governo da nação, responsável por formular, desenvolver e representar a política de Estado do governo escocês, além de representar o país no Reino Unido.

Economia da Escócia

Embora a economia escocesa dependa da evolução da economia no Reino Unido, pode-se dizer que o país se destaca pela produção agrícola e têxtil.

A indústria de bovinos, ovinos e suínos é responsável por até 40% da produção agrícola no país, o que representa 800 milhões de libras esterlinas anualmente (cerca de US$ 1333,60 milhões). A contribuição para o PIB é de 6,5%.

O cultivo de cereais e batatas são os principais, e a exploração florestal representa mais de um terço da produção madeireira da Grã-Bretanha. Nas ilhas e região Nordeste a pesca é atividade fundamental para subsistência.

As principais indústrias são de produtos químicos, instrumentos de engenharia e eletrônica. O turismo está em crescimento e o setor de bebidas conta com mais de 110 destilarias, sendo o whisky o principal produto.

Pontos turísticos da Escócia

A Escócia é um destino que atende fãs de cinema, história, vida noturna, arquitetura e arte.

Começando pelos castelos! A atração mais visitada da Escócia é o Castelo de Edimburgo, que oferece uma vista maravilhosa da cidade e foi um dos mais atacados do mundo, sobrevivendo a todo tipo de cerco militar ao longo dos séculos.

Castelo de Edimburgo, na Escócia

Depois você pode conhecer o Castelo de Stirling, na cidade de mesmo nome que é palco do filme “Coração Valente”. Lá você também encontra o Monumento a William Wallace, que conta com documentos e artefatos do patriota.

Por fim, o Castelo de Eilean Donan, um dos mais bonitos do país, em meio a três lagos diferentes e logo na entrada da Ilha de Skye.

Ilha de Skye, na Escócia

A Ilha, inclusive, é outro ponto de interesse: é a de mais fácil acesso das Terras Altas Escocesas e contém aquele cenário clássico escocês, com abismos, precipícios, faróis e belas cachoeiras.

As Highlands, ou Terras Altas Escocesas, reúnem vales, montanhas nevadas e belos lagos profundos. É um lugar grandioso e de passagem obrigatória! Se tiver sorte você pode ver a Aurora Boreal a olho nu.

É na Escócia também que se encontra o famoso Lago Ness, localizado nas Terras Altas da Escócia e com 226 metros de profundidade. Em suas margens estão as ruínas do Castelo de Urquhart.

Castelo de Urqhart, às margens do Lago Ness

O maior corpo de água doce do Reino Unido nunca congela e guarda um dos maiores mistérios da humanidade: afinal, o Monstro do Lago Ness existe ou não? Segundo mais de mil relatos, sim. Vale uma visita para tirar a dúvida.

Por fim, não deixe de visitar Glasgow, com toda sua riqueza cultural, e conhecer o Viaduto Glenfinna, em Lochaber, por onde passa o Expresso Hogwarts na saga “Harry Potter”.

Viaduto de Glenfinnan, na Escócia

Ah, e vale lembrar que a Escócia tem a produção de whisky mais tradicional do mundo, com cinco regiões produtoras – Campbeltown, Highlands, Lowlands, Speyside e Islay. A Rota do Whisky é um passeio imperdível para os amantes da bebida!

Saiba ainda onde encontrar as melhores feiras medievais na Europa.

Curiosidades sobre a Escócia

Vamos falar sobre os kilts? A saia masculina xadrez foi incorporada à identidade nacional escocesa somente no século XVII. Na verdade, ela nasceu na Irlanda e foi levada para o país quando o povo gaélico migrou para a região de Highlands no século XIV.

E sobre o Monstro do Lago Ness, nem ouse procura-lo com arpões, redes de pesca ou armas! A Secretaria de Estado do país ordenou que o animal fosse deixado em paz depois que o boato sobre sua existência ganhou força em 1933. O documento pode ser visto aqui.

O país tem mais de três mil castelos e alguns até estão à venda. E adivinhe qual o animal símbolo de lá: nada mais nada menos que um unicórnio, que é visto como símbolo de masculinidade, pureza e alegria.

Clara é natural do interior de São Paulo e tem muito orgulho do sotaque caipira. Jornalista que adora gatos, tatuagens e livros, vê o mundo de cabeça para baixo e tem como vícios memes da internet e soltar piadas inesperadas no meio de uma conversa.

Artigos relacionados

Câmbio de moedas

EURO € : R$ 0.00

LIBRA £ : R$ 0.00

DÓLAR $ : R$ 0.00

Ouça nosso Podcast

Curta nossa página

Euro Dicas no Youtube