Tudo sobre a Suécia: economia, cultura, clima e muito mais

Suécia  / 

Quando se fala em Suécia, qual a primeira ideia que vem à sua mente? Desenvolvimento, educação, design escandinavo, clima super frio, aurora boreal. O país é isso e muito mais, como você irá conferir neste artigo com tudo sobre a Suécia.

Precisa abrir uma conta bancária na Europa?

Você pode abrir a sua conta bancária grátis em 5 minutos e com toda a segurança no N26, um banco digital que funciona em toda a Europa.


O N26 não exige comprovação de rendimentos, você só precisa estar na Europa e ter seu passaporte em mãos.

ABRIR CONTA »

Você vai descobrir que eles também são uma referência em ecologia e sustentabilidade, políticas de igualdade de gêneros e diversidade, além de ser uma sólida democracia – embora a Suécia seja uma monarquia. E você sabia que a família real tem um parentesco com o Brasil? O Rei Carlos XVI Gustavo é casado com a Rainha Silvia, nascida na Alemanha e filha de mãe brasileira.

Estamos mais próximos do que você imaginava, não é? Então continue na leitura e saiba tudo sobre a Suécia a partir de agora.

Tudo sobre a Suécia: localização do país

A Suécia (oficialmente Reino da Suécia) é um país nórdico localizado na península escandinava, ao norte do continente europeu, e faz fronteira com a Noruega e a Finlândia. Também fica bem próxima à Dinamarca, separada apenas pelo estreito de Öresund.

Com uma extensão de 1.572 quilômetros de norte a sul, com largura de 499 quilômetros, é o terceiro maior país da União Europeia se analisarmos a superfície. Com mais de 10 milhões de habitantes, possui uma baixa densidade populacional. As maiores concentrações ficam na metade sul do país.

Tipo de governo

O sistema político na Suécia é uma monarquia parlamentarista (aqui existe um rei, mas ele não tem poderes políticos).

Idiomas falados na Suécia

O sueco é a língua oficial do país. É um idioma de origem germânica, parecido com norueguês e dinamarquês. Mas calma, pois um turista ou um novo morador consegue se comunicar com boa parte da população, já que a maioria dos suecos fala inglês.

Nas escolas suecas, o francês e o espanhol são oferecidos como idiomas adicionais. O alemão, popular até a época da Segunda Guerra Mundial, caiu em desuso desde então, com o distanciamento entre os países.

Que tal complicar mais um pouco?

  • Existem pelo menos 5 dialetos falados na Suécia, em diferentes partes do país: Westrobothnian, Dalecarlian, Gutnish moderno, Jamtlandic e Scanian;
  • Além destes, são 5 as línguas minoritárias formalmente reconhecidas na Suécia desde 1999: Finnish e Meänkieli (de origem finlandesa); Sami (falada pelo povo sami no norte da Escandinávia); Romanos (falada pelo povo cigano); e o iídiche, uma língua germânica falada por povos judeus.

Se você tem interesse pela língua, não deixe de ver como aprender sueco, passo a passo.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é o Remessa Online.


No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

VER COTAÇÃO »

População

Existiam cerca de 10,12 milhões de habitantes na Suécia em 2018.

Expectativa de vida

Cerca de 83 anos para mulheres e de 80 para homens.

Veja um guia passo a passo sobre como morar na Suécia.

Economia da Suécia

Do ponto de vista econômico, hoje a Suécia é altamente desenvolvida, estável e diversificada, largamente baseada em serviços. Seu produto interno bruto (PIB) per capita está entre os mais altos da União Europeia, além de uma baixa inflação e um sistema bancário eficiente. Eles conquistaram este cenário com diversas reformas e inovações financeiras a partir dos anos 1990. O país transformou sua economia e consegue crescer diante da incerteza econômica global.

O site oficial da Suécia informa os principais produtos exportados hoje pelo país:

  • 34% de máquinas e veículos;
  • 13% de medicamentos;
  • 11% eletrônicos;
  • 11% de minerais;
  • 10% de produtos em madeira;
  • 7% de energia;
  • 7% de alimentos.

Moeda

A moeda local é a Coroa Sueca (kr) ou, em sueco, Svensk krona. Sim, eles não fazem parte da zona do Euro, que foi rejeitada pela população em um plebiscito. No final de outubro de 2019, uma Coroa Sueca valia 0,41 Real.

Em 2017, houve algumas mudanças nas notas da Coroa Sueca. Além do rei da Suécia, passaram a estampar o rosto de personalidades como a atriz Greta Garbo (100kr) e o diretor de cinema Ingmar Bergman (200kr). Confira os detalhes neste artigo sobre a Coroa Sueca.

Jornada de trabalho

Jornada de trabalho é em média de 40 horas por semana.

Custo de vida na Suécia

O custo de vida, especialmente da moradia em regiões centrais das cidades, é considerado alto – inclusive comparando com outros países nórdicos. Quem pesquisa tudo sobre a Suécia sabe que, além destas despesas, a população paga impostos e taxas elevadas para manter o padrão de qualidade de serviços públicos.

O site oficial da Suécia estima que uma pessoa solteira e sem filhos gaste em média 12.410 coroas suecas por mês (cerca de R$5.125). Para detalhar ainda mais, pesquisamos em outubro de 2019 no Numbeo as principais contas pagas pelos suecos.

Aluguel de apartamento de um quarto no centro da cidade 8,086.77 kr (R$3.341)
Aluguel de apartamento de um quarto fora do centro da cidade 5,815.71 kr (R$2.403)
Aluguel de apartamento de três quartos no centro da cidade 12,885.67 kr (R$5.325)
Aluguel de apartamento de três quartos fora do centro da cidade 9,518.04 kr (R$3.933)
Salário médio de um sueco (descontados os impostos) 24,038.43 kr (R$9,929)
Mensalidade de jardim de infância para um filho 1,349.53 kr (R$557)
Despesas básicas com energia, aquecimento, água, lixo para um apartamento de 85 metros quadrados 683.89 kr (R$282)
Internet mensal com 60 Mbps ou mais 291.99 kr (R$120)
Um ticket de transporte 30.00 kr (R$12)
Passe mensal de transporte 800.00 kr (R$330)
Refeição em um restaurante econômico 100.00 kr (R$41)
Menu com três pratos em restaurante para duas pessoas 600.00 kr (R$247)
Capuccino 35.64 kr (R$14)
Uma garrafa de vinho 90.00 kr (R$37)
Um quilo de laranjas 23.97 kr (R$9,50)

Cultura e tudo sobre a Suécia

Festas

Um dos aspectos mais interessantes talvez seja a celebração de acontecimentos ligados à natureza. Em um país que tem como atrativo a aurora boreal, é fácil reconhecer tantas belezas. Uma das datas comemorativas mais populares da Suécia é o solstício de verão, que marca o início da estação e quando ocorre o dia mais longo do ano.

Outras festas que desvendam tudo sobre a Suécia são o Natal, com muitos eventos, mercados e imensas árvores; e os festivais de música. Um deles é o Way Out West ou WOW, que acontece em agosto na cidade de Gotemburgo.

Prêmio Nobel

Impossível falar da cultura sueca e não mencionar que o país é a terra natal do químico Alfred Nobel (1833 – 1896), que dá nome ao célebre prêmio. Aliás, desde 1901, mais de 900 vencedores são suecos. É um país que valoriza a educação, a pesquisa e a inovação, sem dúvidas.

Design e estilo de vida

A cultura sueca também tem tudo a ver com o design. Berço de lojas como a queridinha IKEA, o país se tornou referência no design escandinavo que é cada vez mais difundido no mundo. O jeito de morar, com móveis confortáveis, cores claras, madeira natural e peças com um desenho simples revela tudo sobre a Suécia e o que é essencial para eles.

Há uma influência muito forte dos finlandeses. Eles compõem boa parte da população sueca junto com poloneses, iraquianos, sírios, iranianos e turcos – é um país multicultural, portanto.

Saiba mais sobre a morar na Finlândia neste artigo.

Gastronomia

Um dos principais pratos, servidos nas ceias de Natal, é o Janssons frestelse, ou a tentação de Joansson (um gratinado de batatas com cebola, creme de leite fresco, anchovas e farinha de rosca). Também há as famosas almôndegas e os Kanelbullar, que são uma espécie de bolinhos ou pãezinhos de canela, deliciosos.

Confira este artigo inteirinho sobre as comidas típicas da Suécia.

Dia nacional da Suécia

É dia 6 de junho, data da eleição do Rei Gustavo I (Gustav Vasa).

Clima

No clima da Suécia,  média anual em Estocolmo é de 10ºC, sendo que o inverno é extremamente rigoroso. As temperaturas podem chegar a -25ºC, com dias extremamente curtos, com muita neve e menos de 6 horas de sol. É como se amanhecesse as 9h e anoitecesse 15h, imagine. No geral, em Estocolmo faz de -5°C a -1°C em janeiro e fevereiro.

Em julho, os termômetros ficam entre 13°C e 25°C. No verão, é o outro extremo: os dias são bastante longos, com quase 18 horas de sol por dia. Com as mudanças climáticas em todo o planeta, já foram medidas temperaturas muito acima do esperado no país. O recorde da temperatura máxima registrada foi de 36ºC na capital.

Maiores cidades da Suécia

Estocolmo, além de ser a capital, é a maior cidade do país. É onde se concentram as maiores ofertas de produtos, serviços e empregos. Hoje, somando a cidade e a área metropolitana, possui mais de 1,5 milhão de habitantes.

Em segundo lugar, a cidade mais populosa é Gotemburgo, também na região sul, com pouco mais de 581 mil pessoas. Uppsala e Malmö também estão entre as maiores cidades do país.

Veja as demais abaixo:

  • Estocolmo (capital) e região;
  • Gotemburgo;
  • Malmö;
  • Uppsala;
  • Upplands Väsby;
  • Sollentuna;
  • Västerås;
  • Örebro;
  • Linköping;
  • Helsingborg;
  • Norrköping.

A capital Estocolmo

Para entender tudo sobre a Suécia, é preciso também mergulhar na sua capital. Cerca de 85% da população vive em áreas urbanas, e uma das mais povoadas é Estocolmo. A cidade se situa ao sudeste, próxima ao Mar Báltico, e é composta de 14 ilhas conectadas por 53 pontes. É um feito da engenharia, sem dúvida.

Com 1,3 milhões de pessoas vivendo na capital e área metropolitana, é a principal cidade do país do ponto de vista econômico. E também político, uma vez que é onde se concentra a sede do governo da Suécia e da monarquia.

Estocolmo

Estocolmo é uma cidade multicultural, com atrações importantes como o Palácio Real, a cidade velha (Gamla Stan), o parque de diversões Gröna Lund, fundado em 1883, assim como o Museu do Vasa, o mais visitado de Estocolmo. Ele é a casa do navio de guerra Vasa, que naufragou após sair do porto em sua primeira viagem em 1628.

Divisão do país

A Suécia é dividida em três regiões históricas (landsdelar em sueco). A região mais ao norte se chama Norrland, a que fica no centro/meio se chama Svealand e a região mais ao sul se chama Götaland.

Além disso o território sueco também é sub-dividido em 21 condados (län em sueco).

Principais invenções suecas

  • Marcapasso;
  • Embalagens TretaPark;
  • Cinto de segurança de três pontos (desenvolvido pela Volvo e fornecido de graça a todas as empresas automobilísticas);
  • A chave de boca ajustável (também conhecida como chave inglesa – que de inglesa não tem nada);
  • O Zipper;
  • O ultrassom.

Muitas outras coisas que fazem parte da vida de muitas pessoas no mundo todo, foram inventadas pelos suecos. Ainda vou escrever um texto só sobre isso, beleza?

Você também pode conferir os motivos porque eu escolhi morar na Suécia.

E como é a bandeira da Suécia?

A bandeira também revela tudo sobre a Suécia e sua história. Ela é composta pelas cores azul (fundo da bandeira) e amarela (preenchendo a cruz nórdica). Não há uma data precisa da criação da bandeira, cujas primeiras referências históricas aparecem no século 16. Contudo, o atual desenho foi adotado oficialmente em 1906, com um azul mais claro.

bandeira da Suécia

Uma curiosidade é que a cruz nórdica aparece em outras bandeiras de países da Escandinávia (Finlândia, Noruega, Islândia e Dinamarca). Ele é um elemento que representa o cristianismo, enquanto as cores podem ter sido inspiradas no Brasão de Armas da Suécia de 1442.

Como são os suecos

Não há como falar de tudo sobre a Suécia e não mencionar o jeito de ser da população em geral. Os suecos são conhecidos por serem bastante reservados, valorizando ao máximo a privacidade e a vida pessoal. É como sugere o próprio design do país: menos é mais, inclusive nas atitudes e manifestações em geral.

Eles não se limitam, entretanto, a ser o povo extremamente frio de que falam. Eles normalmente são receptivos aos estrangeiros e é possível fazer amizades, estreitar laços.

Os suecos e os impostos

Os brasileiros podem até estranhar, mas os suecos gostam de pagar impostos altos. Mas é fácil imaginar porquê, uma vez que é percebido na realidade o retorno deste investimento em serviços, qualidade de vida e políticas em favor do equilíbrio social.

E uma curiosidade para quem está pesquisando tudo sobre a Suécia: eles têm uma palavra chamada “fika”, que significa aquela pausa nas atividades para tomar um café, comer algo e relaxar um pouco, junto com amigos e familiares ou sozinho. Interessante, não é? A Suécia cultiva de fato este hábito e é um dos maiores consumidores de café e doces do mundo.

Divirta-se com este artigo com várias curiosidades sobre a Suécia.

Qualidade de vida no país

Um dos pontos que mais chamam a atenção e projetam a Suécia na nossa imaginação são os elevadíssimos padrões de qualidade para quem vive e trabalha no país. A Suécia é um dos lugares mais socialmente justos da atualidade, com um dos mais baixos níveis de desigualdade de renda do mundo. Seu IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) sempre se destaca entre os melhores do planeta.

Quem conhece Estocolmo, se surpreende. É uma das cidades mais seguras e limpas do mundo, sendo uma região muito próspera em um país que já é rico. A capital reflete bastante o que atrai as pessoas para a Suécia, como muitos parques e espaços ao ar livre, a valorização da diversidade, bons restaurantes e cafés, além de um povo extremamente educado. O transporte público na Suécia é limpo, seguro e muito eficiente.

Tudo sobre morar na Suécia

Vale destacar sempre as políticas em favor de leis trabalhistas justas e mais igualdade de gênero. São duas características políticas que elevam e muito a qualidade de vida no país, pois eles prezam muito pelo tempo em família e o equilíbrio com a vida profissional. Eles possuem bons salários, 5 semanas de férias por ano e a licença maternidade e paternidade na Suécia estendida, de 480 dias. Incrível, não?

Vale a pena morar na Suécia?

Agora que você já sabe tudo sobre a Suécia, esta é a pergunta que se faz. E a resposta é que sim, a qualidade de vida e as oportunidades que o país oferece para quem é imigrante legal são excelentes.

Prós

Há muitos pontos positivos, que vão desde a segurança, transportes públicos, baixos níveis de corrupção, passando pelo cuidado com a cidade até a linda arquitetura. A vida cultural vibrante na capital é outro atrativo.

Para quem planeja morar com a família, a Suécia é um dos melhores países da Europa para criar filhos e ainda incentiva a natalidade, com creches gratuitas (pagas, na verdade, pelos altíssimos impostos, que retornam para a população). O sistema público de saúde também está entre os melhores e é acessível à população. Aproveite e confira o artigo sobre como estudar na Suécia de graça.

Contras

Por outro lado, é preciso analisar tudo sobre a Suécia considerando sua personalidade e sua realidade antes de escolher o país como seu lar. Vale lembrar que os intensos invernos são longos e há apenas 56 dias com luz do sol no verão – o que contribui para que muitos habitantes tenham problemas emocionais e depressão.

Muita gente reclama da falta de calor humano e de dificuldades com o idioma, então depende da disposição de cada pessoa. Sem dúvida, vemos mais vantagens que desvantagens.

Não esqueça do seguro viagem

Embora a Suécia não faça parte da zona do Euro, ela integra o Tratado de Schengen, que reúne 26 países europeus. Isso torna obrigatório o seguro de viagem para Suécia, com cobertura mínima de 30 mil euros de despesas médicas e repatriação.

Encontre diversas opções com vários preços e simplifique o processo de compra utilizando o nosso comparador de seguros viagem. Boa viagem!

Se você quer saber mesmo tudo sobre a Suécia em detalhe, visite o canal da Taís “Aqui no Exterior” no YouTube e no Instagram. Lá você vai encontrar como é a vida na Suécia (e também em outros países):

Em destaque no Euro Dicas
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

    Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Precisa enviar dinheiro para outro país?

    A nossa plataforma preferida é o Remessa Online. No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »
  • Pensando em morar em Portugal?

    Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

    RECEBER AMOSTRA »
COMPARTILHE
Autores

Luciana Andrade é jornalista, doutora em história, cursa especialização em marketing digital e não cansa de aprender coisas novas. À frente da Flows Conteúdo & Comunicação, escreve para diversos sites e clientes corporativos. Já morou em cinco cidades - no Brasil e na França - e está sempre planejando a próxima viagem.

Taís é natural do Espírito Santo e mora na Suécia há mais de 6 anos. Criou o Aqui no Exterior, um canal no YouTube, página no Facebook e perfil no Instagram onde ela mostra tudo sobre a vida no exterior, sobre viagens, sobre intercâmbio e tudo que tem a ver com esses temas.