Para realizar o sonho de morar na Espanha e continuar trabalhando na área da Odontologia, é necessário validar o diploma de dentista na Espanha. Mas como funciona o processo? Quanto custa? É necessário realizar provas? A resposta para essas e outras perguntas você encontra no post completinho sobre o assunto. Confira!

Como validar diploma dentista na Espanha?

O processo para validar o diploma brasileiro na Espanha começa com o envio de documentos ao Ministério de Educação do país. Isso pode ser feito diretamente na Espanha, pelos Correios, ou desde o Brasil, com a entrega dos documentos a um dos Consulados da Espanha no país.

Ou seja, não é necessário estar morando na Espanha para solicitar a validação do diploma, porém o reconhecimento do título não dá direito a um visto de residência no país.

Se o Ministério da Educação conceder a homologação direta o dentista já pode fazer a inscrição no Colegio de Odontólogos (equivalente ao Conselho Regional de Odontologia no Brasil) e tem plenas condições do exercício profissional na Espanha.

Se o parecer do Ministério da Educação for homologação concedida mediante a realização de provas, o profissional precisa passar pelos testes solicitados. Nesse caso, é necessário apresentar a carta do Ministério da Educação à uma universidade e se inscrever para fazer as provas.

Segundo os relatos consultados, a maioria dos dentistas teve que fazer provas complementares, mesmo os que tinham mestrado e doutorado no Brasil. A quantidade de matérias exigidas pode ser apenas uma até mais de dez.

Homologação, convalidação ou equivalência?

Antes de tudo, vamos esclarecer a diferença entre três termos que aparecem quando falamos de validação do diploma: convalidação, equivalência e homologação.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Procura assessoria para morar na Espanha?

Para solicitar a sua cidadania espanhola, visto, documentos, validação de diploma ou acompanhamento jurídico recomendamos o Escritório Madeira da Costa. Agende a sua consultoria e mude para a Espanha com segurança e tranquilidade.

SABER MAIS →

Convalidação

A convalidação é um reconhecimento de estudos feitos no exterior, não do diploma. A convalidação serve para quem ainda não concluiu o curso e deseja prosseguir de onde parou.

Quem concluiu os estudos e quer validar o diploma na Espanha tem duas opções: equivalência ou homologação.

Equivalência

É o reconhecimento, por parte do governo espanhol, que o profissional concluiu os estudos de nível superior. Mas não reconhece que aquele título é equivalente a um diploma espanhol de um determinado curso.

Para que serve a equivalência? Serve para comprovar que o profissional tem ensino superior, de maneira genérica. Por exemplo, no caso de concursos públicos ou bolsas de estudos na Espanha que exigem diploma de nível superior, porém não exigem que seja de um determinado curso.

A equivalência é um processo simples, pois não há uma avaliação do conteúdo cursado nem da carga horária. Para ter o diploma validado com equivalência, basta apresentar os documentos exigidos pelo Ministério da Educação da Espanha. O processo costuma durar alguns poucos meses e o profissional recebe, ao final, a credencial de equivalência.

O reconhecimento da equivalência não é suficiente para exercer a profissão de dentista na Espanha. Nesse caso, o profissional precisa passar pela homologação do diploma.

Homologação

A homologação é o reconhecimento específico do curso realizado fora da Espanha, dando direito ao exercício profissional no país. Dentistas precisam passar pelo processo de homologação para validar seu diploma.

É um processo mais complexo e burocrático que a equivalência, pois comprova a paridade entre o diploma obtido no Brasil e o diploma espanhol.

Ao final do processo, o profissional brasileiro terá os mesmos direitos do portador de um diploma de Odontologia espanhol, podendo inscrever-se no conselho de classe (Colegio de Odontólogos) e tendo plenas condições de exercício da profissão.

Documentos necessários para validar o diploma de dentista

  • Formulário com a solicitação de homologação;
  • Passaporte original e cópia autenticada;
  • Diploma de Odontologia brasileiro original e cópia autenticada com tradução juramentada feita na Espanha;
  • Histórico escolar do curso de Odontologia com tradução juramentada;
  • Conteúdo programático das disciplinas com tradução juramentada;
  • Certificado DELE de domínio da língua espanhola;
  • Pagamento da taxa de 49,27€.

Os documentos apresentados devem ser originais, traduzidos para o espanhol com tradução juramentada feita na Espanha e ter Apostilamento em Haia.

Validar diploma de dentista na Espanha

Passo a passo para a validação do diploma de dentista

O primeiro passo para a homologação do diploma de Odontologia na Espanha é feito pelo envio de documentos do dentista ao Ministério da Educação da Espanha.

Depois que a documentação for analisada pelo governo espanhol, o profissional recebe o resultado que pode ser:

  • Indeferimento: a sua homologação foi negada;
  • Homologação direta: o diploma brasileiro é válido na Espanha;
  • Homologação mediante a realização de provas: é necessário fazer testes de algumas matérias da faculdade;
  • Homologar a um nível diferente: caso o histórico do dentista não tenha a quantidade de horas requeridas para uma formação superior na Espanha, por exemplo, o diploma pode ser homologado como assistente dentário ou outra formação de nível técnico.

Caso seja concedida a homologação direta, o dentista pode se cadastrar no conselho de classe e começar a atuar.

Caso a homologação esteja vinculada à realização das provas, é necessário se inscrever, realizar as provas e, caso seja aprovado, mandar os resultados para o Ministério da Educação para a receber a validação.

Quanto tempo demora para validar o diploma de dentista na Espanha?

Depende.

Não existe um prazo máximo para a resposta do Ministério da Educação, mas costuma demorar entre seis meses e um ano, a partir da data de entrega da solicitação.

Se for necessário fazer provas de homologação, vai demorar mais. A espera pode chegar a alguns anos, a depender da quantidade de matérias que o Ministério da Educação solicitar.

Isso porque cada universidade faz em um único dia todas as provas de validação do curso. Caso o profissional tenha que prestar exame de dez matérias, terá que fazer algumas em um semestre e esperar os próximos semestres para fazer as outras.

Quanto custa o processo de validação de diploma na Espanha?

Novamente, depende.

A taxa paga ao Ministério da Educação espanhol para validação do diploma é de 49,27€. A tradução juramentada do português para o espanhol costuma custar entre 0,10€ e 0,15€ por palavra, então o valor final depende do volume de texto.

O exame DELE pode ser realizado no Brasil, em várias instituições autorizadas. A prova nível B2 aplicada pelo Instituto Cervantes em São Paulo custa R$ 373,00 (reais, não euros). Caso não domine o idioma, vale a pena considerar o custo com um curso de Espanhol.

Além disso, as provas de homologação são pagas. O preço varia entre as universidades, já que cada Comunidade Autônoma têm liberdade para estabelecer o valor, o tempo de prova e o conteúdo. A prova de cada matéria custa mais ou menos 150€.

Precisa fazer prova para validar o diploma de dentista na Espanha?

Se o Ministério da Educação conceder a homologação direta, não é necessário fazer provas.
Se a homologação for concedida mediante a realização de provas, o profissional precisa prestar as provas das matérias indicadas.

Precisa validar o diploma de dentista para continuar os estudos?

Sim. Se o profissional quiser fazer uma especialização ou mestrado na área de Odontologia, é necessário validar o diploma.

Vale a pena validar o diploma de dentista na Espanha?

O processo de validação é burocrático e demora, principalmente se for exigida a realização de provas complementares.

Porém, vale muito a pena conseguir morar na Espanha trabalhando na sua área profissional.

Validar o diploma também traz um retorno financeiro. Segundo o portal Jobted, o salário médio de um dentista é de 66.500€ brutos por ano (cerca de 3.600€ líquidos por mês), consideravelmente maior que o salário médio na Espanha, que é de 24.000€ anuais.

Agora que você já sabe como validar seu diploma, recomendamos o nosso ebook Como Morar na Espanha, feito por brasileiros e que reúne um passo a passo desde o planejamento e até a adaptação no país.