A Espanha é um país bastante atraente por vários motivos: a facilidade do idioma, o custo de vida  acessível para o padrão europeu e a qualidade das universidades: 29 instituições espanholas se encontram entre as melhores do mundo, segundo o QS World University Rankings. Há outro aspecto que faz da terra de Cervantes um destino excelente para os brasileiros: a grande oferta de bolsa de estudo na Espanha.

Neste artigo, vamos apresentar algumas possibilidades de financiamento e ajuda de custo para  estudantes.

Como conseguir bolsa de estudo na Espanha?

Há opções para diversos objetivos de estudo: desde bolsas para curso de espanhol básico até financiamento para um doutorado na Espanha. As bolsas ou becas, como dizem os espanhóis, podem ser integrais ou parciais. Elas são oferecidas pelas próprias universidades, instituições espanholas ou entidades no Brasil.

Para se candidatar a uma bolsa de estudos na Espanha, o primeiro passo é encontrar o curso e a universidade que lhe interessa.

Em seguida, busque bolsas que atendam às suas necessidades. Mas atente para os critérios exigidos, se você não se enquadra nas exigências, busque outra bolsa. Não perca seu tempo aplicando para bolsa que você não se encaixa, pois as instituições são muito criteriosas na escolha. Somente preenchendo todos os requisitos você conseguirá seguir na disputa.

Diploma, carta de referência, documentação e carta de intenções são alguns dos itens pedidos para o candidato.

Principais bolsas de estudo na Espanha

O sonho de estudar na Espanha pode sair muito caro devido ao valor das universidades e despesas na Espanha. A boa notícia é que há muitos convênios e cooperações entre o governo, instituições e universidades espanholas que oferecem auxílio integral ou parcial para estudantes com residência no Brasil.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Procura assessoria para morar na Espanha?

Para solicitar a sua cidadania espanhola, visto, documentos, validação de diploma ou acompanhamento jurídico recomendamos o Escritório Madeira da Costa. Agende a sua consultoria e mude para a Espanha com segurança e tranquilidade.

SABER MAIS →

Veja a seguir os principais programas que possibilitam estudar com bolsa de estudo na Espanha.

1. Fundación Carolina

A Fundación Carolina tem um dos programas mais abrangentes de bolsa de estudo na Espanha. Ela foi criada no ano 2000, por iniciativa do governo espanhol, para estimular as relações culturais e a cooperação nas áreas educativa e científica, entre o país e a comunidade ibero-americana.

As bolsas, em diversas universidades e cidades espanholas, são para cursos de graduação, pós-graduação, doutorado, pós-doutorado e formação de professores.

Em 2020, foram concedidas 822 bolsas a estudantes e pesquisadores de toda a América Latina. Em 2021, foram 504 bolsas. Para a convocatória de 2022-2023, são oferecidas 594 bolsas para pós-graduação, doutorado e estadias curtas de pós-doutorado, programa de mobilidade de professores e estudos institucionais.

Requisitos

  • Morar no Brasil ou em qualquer outro país ibero-americano;
  • Histórico acadêmico;
  • Possuir um bom nível de proficiência em inglês ou espanhol (dependendo do curso);
  • Ter projetos acadêmicos sólidos ou uma boa experiência prática profissional (no caso do mestrado, doutorado e pós-doutorado).

Como se candidatar

A convocação de bolsas da Fundación Carolina é anual e geralmente ocorre no início de janeiro de cada ano. Para a convocatória de 2022-2023, os prazos foram até 15 de março de 2022 (para bolsas de pós-graduação e estudos institucionais) e até 7 de abril de 2022 (para bolsas de doutorado, estâncias curtas, programas de mobilidade para professores e estudos institucionais).

O pedido é feito online e o processo de seleção é composto de análise de currículo e entrevistas.

O que a bolsa cobre

Os benefícios econômicos variam bastante dependendo do programa. Algumas bolsas cobrem todas as despesas dos estudantes, como passagem aérea, alojamento, alimentação e transporte. Outras bolsas são parciais, portanto, só cobrem parte das despesas. É importante ler atentamente o edital do programa que você deseja se inscrever para não ter surpresas.

Santander

O Santander Bolsas (Becas Santander) é uma iniciativa para promover a educação e incentivar o empreendedorismo. Há oportunidades para todo o tipo de estudantes e profissionais: alunos da graduação e pós-graduação, professores, recém-formados e profissionais.

2. Bolsa Top España

O programa anual do Santander concede 100 bolsas integrais a alunos e professores, da graduação e pós-graduação, de universidades brasileiras conveniadas. O curso tem duração de três semanas e é realizado na Universidade de Salamanca, uma das mais antigas e tradicionais da Europa.

Além de aprender o idioma, os alunos têm interação com pessoas do mundo inteiro e uma imersão na cultura espanhola.

Requisitos

  • Residir no Brasil;
  • Não ter recebido bolsa em outras edições do programa;
  • Ser aluno de graduação ou professor universitário de alguma das universidades que participam do programa.

Como participar

Os candidatos devem se inscrever pela plataforma Becas Santander no programa Santander Top España.

O que a bolsa cobre

  • Passagens áreas de ida e volta a Madrid;
  • Alojamento estudantil com 3 refeições diárias;
  • Seguro saúde e de vida;
  • Curso de espanhol com o material didático e certificado da Universidade de Salamanca;
  • Passeios culturais.

3. Erasmus+

Criado em 2004 e financiado pela União Europeia, o Erasmus Mundus é um dos programas de intercâmbio mais conhecidos do mundo. Ele oferece auxílio para alunos da UE e também de países parceiros, como o Brasil.

As oportunidades de bolsa de estudo na Espanha, por exemplo, estão abertas a estudantes dos níveis de graduação, mestrado e doutorado.

Praça Universitat de Barcelona e prédio da universidade
Universidade de Barcelona

Requisitos

  • Certificado de proficiência em línguas (dependendo do curso);
  • Currículo acadêmico.

Como participar

Os interessados podem apresentar a sua candidatura por meio do serviço responsável pelas relações internacionais do programa ou pelo Erasmus+ da respectiva instituição de ensino superior.

O que a bolsa cobre

O benefício pode variar em função das diferenças de custo de vida na Espanha e no Brasil, do número de candidatos, da distância entre os países em questão e da eventual existência de outras bolsas.

4. Fundación Botin

A Fundación Botin foi criada em 1964 para promover o desenvolvimento social da região de Cantabria, na Espanha. Porém, em 2010, a instituição inaugurou o Programa para Fortalecimento da Função Pública na América Latina. As bolsas de estudos são destinadas à formação e pesquisa nas áreas de Artes e Cultura, Educação, Ciência e Políticas Públicas.

Requisitos

  • Residir no Brasil;
  • Ter bom domínio da língua espanhola.

Como participar

Os candidatos devem acompanhar a divulgação das bolsas de estudos pelo site da Fundación Botin e fazer a inscrição online.

O que a bolsa cobre

O financiamento depende muito do programa anunciado, mas pode incluir os gastos com a matrícula, viagem e estadia.

5. Instituto Cervantes

O Instituto Cervantes foi criado pelo Governo da Espanha, em 1991, para promover e ensinar a língua espanhola e difundir a cultura do país. A sede fica em Madrid, terra natal do escritor Miguel de Cervantes, mas a instituição pública está presente em 45 países, inclusive no Brasil.

As bolsas oferecidas pelo instituto cobrem estudos do idioma espanhol ou estudos superiores em universidades espanholas.

Requisitos

  • Histórico escolar;
  • Comprovante de renda;
  • Carta de recomendação de professores ou da instituição (opcional).

Como participar

A sugestão é acompanhar as notícias divulgadas no site oficial e na página do Instituto Cervantes no Facebook.

6. Agencia Española de Cooperación Internacional para el Desarrollo

A Agencia Española de Cooperación Internacional para el Desarrollo (AECID) oferece bolsas nas áreas de Artes, Educação e Cultura. Mas é preciso acompanhar no site oficial os cursos e as datas de inscrição, já que cada departamento tem o seu próprio calendário.

7. Asociación Universitaria Iberoamericana de Postgrado

A Asociación Universitaria Iberoamericana de Postgrado também tem programas de pós-graduação que contemplam estudantes brasileiros em diversas áreas de conhecimento. As bolsas são destinadas a estudantes, professores ou graduados vinculados a instituições associadas à organização.

7 Universidades na Espanha que oferecem bolsas de estudo

Um ótimo recurso para encontrar bolsa de estudo na Espanha é ir direto à fonte, ou seja, ficar de olho nos sites das universidades espanholas. Outra opção, caso você esteja matriculado em algum curso no Brasil, é checar se existe parceria entre a sua instituição e alguma universidade na Espanha.

Muitas vezes, a própria universidade em que você faz graduação, mestrado ou doutorado pode facilitar o processo para você.

Abaixo listamos algumas faculdades na Espanha que costumam oferecer oportunidades de estudo para brasileiros.

1. Universidad Complutense de Madrid

A Universidad Complutense de Madrid é uma das maiores e mais tradicionais instituições de ensino da Espanha. Ela tem acordos de cooperação com a Fundación Carolina e um grande número de universidades estrangeiras, inclusive do Brasil, que permitem o intercâmbio de estudantes, docentes e investigadores.

Requisitos

  • Histórico acadêmico;
  • Proficiência em espanhol.

Como participar

No site oficial da Universidad Complutense de Madrid você vai encontrar bolsas de estudos oferecidas pela universidade e outras instituições.

O que a bolsa cobre

Isso vai depender muito do tipo de curso escolhido, portanto, recomendamos mais uma vez que você consulte o site da Universidad Complutense de Madrid para obter mais informações.

2. Universidad de Salamanca

A Universidad de Salamanca é uma das melhores e mais tradicionais instituições de ensino superior da Espanha. Além de parcerias com a Fundación Carolina, o Banco Santander e o Erasmus+, ela também disponibiliza bolsas de estudos de mestrado e doutorado no seu site.

Para você ter uma ideia, são mais de 60 opções de cursos de mestrado em áreas como Arquitetura, Arte, Patrimônio Cultural, Ciências da Saúde, Filosofia, História, Ciências Ambientais, Física, Química e Engenharias.

Pátio de escuelas, praça central da Universidade de Salamanca
A Universidad de Salamanca oferece bolsa de estudos na Espanha

Requisitos

  • Histórico acadêmico;
  • Proficiência em espanhol.

Como participar

Os editais costumam abrir no início do ano. Em primeiro lugar, é preciso inscrever-se em um curso de mestrado ou doutorado. Em seguida, para solicitar a bolsa, é necessário fazer o download do formulário de inscrição e enviar junto com a documentação exigida.

Mais informações sobre as bolsas de estudos no link da Universidad de Salamanca.

O que a bolsa cobre

  • Taxas e mensalidades da universidade;
  • Alojamento universitário (no caso do mestrado);
  • 600€ mensais de ajuda para moradia, no caso do doutorado;
  • Seguro-saúde.

3. IESE

IESE, Instituto de Estudios Superiores de la Empresa, foi fundado em 1958 e é reconhecido como uma das melhores escolas de negócios do mundo com seus programas de educação executiva, MBA e MBA Executivo.

A instituição ocupa desde 2015 a posição número 1 do ranking mundial de Executive Education, do jornal Financial Times e, em 2021, o seu MBA foi considerado pela revista The Economist o melhor do mundo para Programas MBA.

O IESE tem campus em cinco cidades: Barcelona, Madrid, Munique, Nova York e São Paulo. O investimento para os dois anos de curso pode ultrapassar a casa dos 89 mil euros, sem incluir os custos de vida e acomodação. Porém, todos os anos, o IESE dedica mais de 20 milhões de euros em ajuda financeira para estudantes.

Requisitos

Como cada programa tem um requisito diferente, recomendamos que você consulte a página oficial do IESE.

Como participar

Confira mais detalhes sobre as etapas de inscrição no artigo do Euro Dicas sobre o MBA no IESE na Espanha.

O que a bolsa cobre

A bolsa de estudo na Espanha do IESE cobre até 30% dos gastos com o curso.

4. ESADE

Fundada em 1958, a ESADE foi a primeira escola de negócios da Espanha a figurar entre as melhores da Europa e até hoje se mantém entre as 10 primeiras do ranking. A instituição é fruto de uma associação entre empresários catalães e o grupo jesuíta Sociedade de Jesus.

A escola tem campus em Madri e Barcelona. Os programas incluem auxílio para estudantes talentosos, mulheres de negócios, estrangeiros e empreendedores.

Requisitos

  • Residir no Brasil;
  • Histórico acadêmico.

Como participar

As inscrições para a bolsa de estudos são revisadas continuamente e a maior porcentagem do orçamento vai para aqueles que solicitam o auxílio antecipadamente no site da ESADE.

O que a bolsa cobre

Dependendo do curso e da necessidade do aluno, a bolsa pode cobrir gastos com os estudos e até alojamento.

5. Universidad de La Rioja

Universidad de La Rioja, localizada na famosa região vinícola do país, no norte da Espanha, foi criada nos anos 90 e é uma ótima opção para estudantes de graduação do Brasil que querem aprender espanhol ou aperfeiçoar seus conhecimentos em pouco tempo.

O Curso de Língua e Cultura Espanholas tem duração de três meses.

Requisitos

  • Ter nacionalidade brasileira;
  • Não ter residência na Espanha;
  • Ser estudante de uma universidade brasileira (bacharel, licenciatura, pós-graduação, especiação, mestrado, doutorado o pós-doutorado) e estar matriculado no momento do registro no Edital de Bolsas.

Como participar

As inscrições costumam estar abertas entre os meses de fevereiro e abril.

O que a bolsa cobre

  • Cerca de 1.500€ de auxílio para despesas com passagem de ida e volta;
  • Taxas e mensalidades do curso;
  • Alojamento na universidade;
  • Alimentação;
  • Seguro-saúde.

6. Universidad de Valladolid

Universidad de Valladolid, fundada no século XIII, é uma das mais antigas da Espanha e está espalhada por sete campus em quatro cidades de Castilla y León: Valladolid, Palencia, Soria e Segóvia. Os cursos são nas áreas de Administração, Economia, Engenharias Agrônoma e Ambiental, Ciências Sociais, Letras, Medicina e Filosofia.

Requisitos

  • Histórico escolar;
  • Não ter residido na Espanha nos últimos 12 meses.

Como participar

As inscrições costumam abrir em fevereiro.

O que a bolsa cobre

  • Passagem de ida e volta;
  • Auxílio mensal de aproximadamente 750€ e 80% dos custos da Universidade, como taxas e mensalidades;
  • Seguro-saúde.

7. Universidad de Jaén

A jovem Universidad de Jaén, da década de 90, está localizada na belíssima região da Andaluzia. Ela oferece bolsas de estudo para alunos da graduação nas seguintes áreas: Administração, Geografia, História e Engenharias.

Para quem deseja fazer mestrado as áreas são: Artes, Ciências da Saúde, Ciências Sociais e Jurídicas, Engenharias, Arquitetura, Telecomunicações, Tecnologias e Energias Renováveis.

Requisitos

  • Histórico acadêmico;
  • Diploma de graduação (para o curso de mestrado);
  • Fluência em espanhol têm vantagem no processo de seleção.

Como participar

As inscrições costumam abrir em fevereiro.

O que a bolsa cobre

  • Taxas e mensalidades da universidade;
  • Auxílio anual de 2.200 € para graduação e 3.000 € para mestrado.

Bolsa de estudos para brasileiros na Espanha

Outra opção para encontrar bolsa de estudo na Espanha é ficar atento às oportunidades divulgadas por algumas instituições brasileiras como as que selecionamos abaixo.

CNPq

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) é uma agência do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e uma instituição sólida no fomento de pesquisa científica e tecnológica.

As bolsas de estudos são destinadas aos alunos do ensino médio, graduação, pós-graduação, doutorado e pesquisadores já experientes. Para conseguir auxílio, você deve estar atento aos editais. Portanto, acesse a página do CNPq para ter acesso a outras informações.

CAPES

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), vinculada ao Ministério da Educação, é uma das principais instituições que dão bolsas para quem deseja estudar fora do Brasil. Os programas cobrem estudos de mestrado, doutorado, doutorado-sanduíche e pós-doutorado na Espanha.

Assim como o CNPq, a CAPES tem editais regulares com as mais diversas possibilidades e oportunidades.

Fapesp

A Fapesp, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, também concede bolsa de estudo na Espanha. As modalidades são: treinamento técnico, iniciação científica, mestrado, doutorado, doutorado direto e pós-doutorado, além de pesquisa e estágio no exterior.

Veja as oportunidades de bolsas no site da Fapesp.

O que é preciso para estudar na Espanha?

A documentação exigida para que se possa estudar na Espanha varia de acordo com o curso escolhido, a instituição e a situação. Para um mestrado na Espanha, com ou sem bolsa, costuma-se pedir o histórico acadêmico, diplomas e carta de motivação.

Para fazer uma pós-graduação na Espanha, pode ser exigido cartas de recomendação de antigos chefes.

O que se deve ter sempre em mãos para não perder tempo e correr o risco de perder o prazo por não tê-los, são os diplomas já traduzidos para o espanhol.

As principais áreas para conseguir bolsa de estudo na Espanha

Já vimos que há opções de bolsa de estudos na Espanha para alunos do ensino médio, graduação, mestrado, doutorado, pós-doutorado e pesquisadores.

As oportunidades são nas mais diversas áreas: Artes, Ciências da Saúde, Ciências Sociais e Jurídicas, Comunicação, Economia e Finanças, Energia, Engenharias, Marketing, Meio Ambiente, etc. Ou seja, há programas para todos, em diferentes especialidades, nos melhores cursos da Espanha e em diversas regiões o país.

Se você pretende concorrer a uma bolsa, tenha em mente que o ano letivo na Espanha começa em Setembro. Fique atento aos editais, prazos, exigências e se planeje. A vivência em uma instituição fora do Brasil sempre vale a pena para o currículo.

Quanto custa estudar na Espanha?

O custo para estudar na Espanha pode variar por diversos fatores, como o curso escolhido, tempo de duração do curso e até em que cidade você irá viver.

Custo de alojamento

Grandes centros como Barcelona e Madrid geralmente acarretam um custo mais alto, principalmente com aluguel, se comparado com outras cidades. Mesmo quem opta por alugar um quarto em Madrid, dividindo o apartamento com mais pessoas, dificilmente irá desembolsar um valor inferior a 400 euros por por mês – somando o aluguel e as contas da casa.

Custo do curso

Além do aluguel, outro importante custo a se considerar é o valor do curso, caso não consiga uma bolsa de estudo na Espanha. É importante saber que todas as universidades espanholas são pagas, inclusive as públicas e que há uma diferença de preço para estudantes europeus e não europeus.

Segundo informações do Ministerio de Educación, Cultura y Deporte (MECD), o custo médio anual da graduação na Espanha, em universidades públicas, varia de 821€ a 1.302€, para cidadãos europeus. Os cursos mais caros estão, em geral, nas comunidades autônomas da Catalunha, Madrid e Castilha e Léon, já na Galícia se encontram os valores mais baixos do país.

Visto para estudar na Espanha

Para cursos com duração superior a três meses, é preciso tirar um visto de estudante para Espanha.

A solicitação deve ser feita ainda no Brasil, em um dos cinco consulados da Espanha, localizados em Brasília, Rio de Janeiro, São Paulo, Porto Alegre ou Salvador.

A taxa custa R$ 367,00 e deve ser paga em dinheiro no momento de realização do trâmite no Consulado Espanhol.

Documentos para estudar na Espanha por mais de 3 meses

Neste caso os documentos exigidos são:

  • Carta de aceite (ou carta de admissão) na Universidade que você vai cursar, ou seja, só se consegue o visto depois de já ter conquistado a vaga;
  • Formulário de solicitação de visto;
  • Passaporte vigente;
  • 1 foto 3×4 recente, colorida e com fundo branco;
  • Comprovante de seguro viagem para a Espanha que cubra toda a estadia;
  • Comprovante de residência;
  • Título de eleitor;
  • Documento que confirma recursos suficientes para as despesas de estudo;
  • Diploma ou histórico acadêmico;
  • Certificado de antecedente penal (se a estadia for superior a 6 meses);
  • Atestado médico declarando não ser portador de doenças que possam alterar a saúde pública, com assinatura do médico reconhecida em cartório (se a estadia for superior a 6 meses).

Documento para comprovação da estadia

Também é necessária a documentação que comprove a finalidade da estadia (original e uma cópia A4). Em caso de realização ou ampliação de estudos, é necessário apresentar a admissão ou matrícula num centro de ensino autorizado na Espanha, para a realização de um programa de tempo completo (com um mínimo de 15 horas letivas presenciais por semana), que conduza à obtenção de um título ou certificado de estudos.

É necessário que a admissão ou matrícula indique claramente: datas exatas de duração do curso, valor do curso e calendário das aulas e horários letivos. Nos demais casos (mobilidade de alunos, estágios não laborais ou serviços de voluntariado), é necessário apresentar a documentação comprobatória correspondente.

Estudar na Espanha é uma experiência memorável e uma bolsa de estudos pode ajudar a viabilizar o seu sonho. Ficou com vontade de estudar na Espanha? Nós ajudamos! Conheça o nosso Ebook Como Morar na Espanha, lá você encontra informação sobre bolsa de estudos, universidades, um passo a passo completo para organizar a sua mudança e muito mais!