Bolsas de estudos na Espanha

Espanha  / 

A boa notícia para quem está pensando em estudar na Espanha é que é possível conseguir uma bolsa de estudo! A ajuda não é oferecida somente aos espanhóis, os estrangeiros também têm acesso à esse tipo de auxílio.

Se interessou? A minha dica para você é: busque informações sobre o curso que quer fazer ou universidade que pretendem frequentar para descobrir se a instituição oferece bolsas de estudos na Espanha.

Você também pode mandar um e-mail diretamente para cada das universidades que mais te agradam e perguntar sobre a possibilidade de cursar com bolsa de estudar na Espanha e receber. Dessa forma também é possível consultar se seu perfil se encaixa nos critérios exigidos pela universidade.

Precisa abrir uma conta bancária na Europa?

Você pode abrir a sua conta bancária grátis em 5 minutos e com toda a segurança no N26, um banco digital que funciona em toda a Europa.


O N26 não exige comprovação de rendimentos, você só precisa estar na Europa e ter seu passaporte em mãos.

ABRIR CONTA »

A boa notícia é que as secretarias de cursos e de universidades na Espanha costumam responder o e-mail rapidamente.

Bolsas de estudos na Espanha para brasileiros

Para os brasileiros que não têm definido o curso e a universidade que desejam frequentar, uma opção é ver quais são as instituições que tem programas para estrangeiros e o que estão oferecendo.

As bolsas de estudos na Espanha podem se limitar a:

  • Desconto no valor total do curso;
  • Pagamento do valor integral do curso;
  • E em alguns casos oferecer até mesmo ajuda de custo.

Um bom exemplo de programa que oferece ajuda de custo é a Fundación Carolina. Há também algumas escolas que oferecem bolsas de estudos na Espanha parciais somente no segundo ano do curso.

Porém, se a oferta de bolsas de estudos na Espanha for voltada diretamente para alunos da América Latina, uma das exigências é que o candidato tenha residência no Brasil. Isto é, um brasileiro que já está morando na Espanha não poderá concorrer.

Quais as bolsas de estudos na Espanha?

Quais as bolsas estudos na Espanha

Listei alguns programas espanhóis que oferecem bolsas de estudos para estrangeiros. Confira:

Fundación Carolina

Vou começar falando da Fundación Carolina, que oferece bolsas de especialização, mestrado e doutorado em diversas áreas, como artes, economia, direito, ciências da saúde, finanças e empreendedorismo.

Precisa enviar dinheiro do Brasil para a Europa?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram e etc), a plataforma que nós recomendamos é a TransferWise.


Com mais de 35.000 avaliações positivas, na TransferWise você vai economizar até 8x nas suas transferências. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

VER COTAÇÃO »

Este programa é voltado somente para candidatos da América Latina. Inclusive há bolsas especiais para professores brasileiros. Veja mais sobre o processo para concorrer à uma bolsa de estudos na Espanha oferecida pela Fundación Carolina.

Santander

O Santander também oferece bolsas de estudos na Espanha para alunos estrangeiros e dedica algumas ofertas somente para candidatos da América Latina. Há também bolsas para pesquisas científicas.
Saiba mais sobre as bolsas de estudos na Espanha oferecidas pelo Santander.

Associação Universitária Ibero-americana

A Associação Universitária Ibero-americana de Pós Graduação também tem alguns programas voltados para candidatos da América Latina. Você pode se informar melhor sobre as bolsas na Espanha no site da AUIP e inclusive ver as datas para se inscrever nos programas.

Universidade Complutense de Madrid

Os estudantes brasileiros também podem tentar uma bolsa de estudos na Espanha na Universidade Complutense de Madrid. A instituição tem convênio com mais de 900 instituições em 77 países, principalmente universidades brasileiras. Consulte o site da Universidade Complutense de Madrid para saber mais informações.

Instituto Cervantes

Uma boa dica é ficar de olho no site do Instituto Cervantes e na sua página do Facebook, pois ele costumam divulgar quando alguma universidade abre programa de bolsas de estudos na Espanha que brasileiros possam participar.

Lembre-se que o ano letivo na Espanha se inicia em setembro, alguns cursos em outubro, por isso, normalmente em janeiro, as instituições que oferecem bolsas abrem as inscrições, que duram até março. É mais comum que o resultado final seja divulgado em junho.

Como se candidatar a uma bolsa de estudos?

Para se candidatar a uma bolsa de estudos na Espanha, o primeiro passo é encontrar o curso e a universidade que lhe interessa.

Em seguida, se atente para os critérios exigidos. Se você não atende as exigências, passe para a seguinte. Não perca seu tempo, pois eles são muito criteriosos na escolha. Somente preenchendo todos os requisitos você conseguirá seguir na disputa.

Diploma, carta de referência, documentação e uma redação dizendo porque está querendo fazer um curso na Espanha são alguns dos itens pedidos para o candidato.

O que é preciso para estudar na Espanha?

A documentação exigida para que se possa estudar na Espanha varia de acordo com o curso escolhido, a instituição e a situação. Se é com uma bolsa de estudos, por exemplo, o primeiro será passar por uma peneira, depois de concorrer com outros candidatos. Neste caso, para um curso de pós-graduação, pode ser exigido cartas de recomendações de antigos chefes.

O que se deve ter sempre em mãos para não perder tempo e correr o risco de perder o prazo por não tê-los, são os diplomas já traduzidos para o espanhol (caso esteja buscando um curso de especialização que dependa de formação anterior.

Visto para estudar na Espanha

Caso o curso ultrapasse a duração de 3 meses é obrigatório pedir o visto de estudo no consulado espanhol da sua cidade ( ou na cidade mais próxima).

Veja mais sobre tipos de visto para Espanha.

Documentos para estudar na Espanha por mais de 3 meses

Neste caso os documentos exigidos são:

  • Formulário de solicitação, devidamente preenchido (original e uma cópia A4) com uma fotografia recente, tamanho 3×4, em cores, de frente, com fundo branco;
  • Passaporte que seja válido por toda a estadia prevista. Deve estar acompanhado de uma cópia A4 da página com os dados biográficos e deve ter, pelo menos, duas páginas em branco;
  • Atestado médico, conforme modelo anexo disponível no site do consulado, emitido por um médico habilitado (com o CRM legível) e com a Apostila da Convenção de Haia (original e uma cópia A4). Estão isentos deste requisito os estudantes que solicitarem visto de estudos por um período inferior a seis meses;
  • Documentos que justifiquem a disponibilidade de recursos econômicos próprios (originais e uma cópia A4): declaração do IRPF, extratos de contas bancárias dos três últimos meses (poupança, conta corrente, etc.), holerites dos três últimos meses, etc. Não são aceitos extratos obtidos pela Internet. Se o solicitante é dependente, a documentação será a do familiar responsável, que deverá apresentar uma declaração com a firma reconhecida em cartório;
  • Título acadêmico ou certificado das matérias cursadas no Brasil com a Apostila da Convenção da Haia (original e uma cópia A4)
  • Seguro público ou privado de enfermidade contratado com uma entidade seguradora autorizada para operar na Espanha (original e uma cópia A4);
  • O pagamento do valor da taxa de visto de estudo
  • Certidão de antecedentes criminais expedida pela Polícia Federal e com a Apostila da Convenção da Haia, original e uma cópia A4. Certidões expedidas na Internet precisam constar os números de passaporte, do RG ou do CPF. Estão isentos deste requisito os estudantes que solicitarem visto de estudos por um período inferior a seis meses.

Documento para comprovação da estadia

Também é necessário documentação que comprove a finalidade da estadia (original e uma cópia A4). Em caso de realização ou ampliação de estudos, é necessário apresentar a admissão ou matrícula num centro de ensino autorizado na Espanha, para a realização de um programa de tempo completo (com um mínimo de 15 horas letivas presenciais por semana), que conduza à obtenção de um título ou certificado de estudos.

É necessário que a admissão ou matrícula indique claramente: datas exatas de duração do curso; valor do curso; e calendário das aulas e horários letivos. Nos demais casos (mobilidade de alunos, estágios não laborais ou serviços de voluntariado), é necessário apresentar a documentação comprobatória correspondente.

Quanto custa estudar na Espanha?

Os valores de um curso na Espanha podem variar por diversos fatores, como curso, tempo de duração do curso ou até em que cidade será cursado. Além disso, deve-se considerar também o custo de vida na Espanha.

Valor das estadia

Em Madri, por exemplo, os preços dos aluguéis subiram muito no último ano, o que acaba fazendo com que estudar em qualquer instituição da cidade custe mais caro do que em qualquer outra.

Para alugar um quarto, dividindo apartamento com 3, 4 e até 5 pessoas, que fique próximo do centro da cidade, dificilmente custará menos de 400 euros por mês. Só com muita sorte se encontra valores inferiores a este.

Aproveita e dá uma olhadinha em nosso artigo sobre o custo de vida na Espanha.

Valor dos cursos

Além do aluguel, outro importante custo a se considerar é o valor do curso. Uma pesquisa feita recentemente na Espanha mostrou a variação dos preços das universidades de acordo com as regiões do país. Entre as mais caras estão: Catalunha, Madri e Castilha e Léon. Nestas regiões, o preço mínimo de um curso de graduação supera sempre 1.000 euros. Enquanto na região da Galícia se encontram os valores mais baixos, alguns cursos saem por menos de 750 euros.

Diferença de valores

Para se ter uma ideia de como o valor varia muito de uma região para outra, um curso na área de Ciência e Saúde, em Andaluzia custa por volta de 750 euros e na Catalunha, 2.300 euros.

Pesquisa de preços

Na hora de escolher uma universidade para cursar na Espanha, vale a pena considerar uma pesquisa de preços, tanto dos cursos, quando do custo de vida. Porque no final das contas será o valor real de quanto os seus estudos estarão custando mensalmente.

Há alguma faculdade que seja de graça na Espanha?

Há faculdade de graça na Eespanha

Não. Esse é um tema muito discutido na Espanha, principalmente quando o país passou pelo auge da crise. Mesmo estudando em uma universidade pública, os alunos, tanto espanhóis quanto estrangeiros, devem pagar.

Saiba como fazer pós graduação na Espanha.

Quais são as melhores universidades na Espanha?

Confira o ranking das 10 melhores universidades da Espanha:

  1. Complutense de Madri;
  2. Autônoma de Barcelona;
  3. Autônoma de Madri;
  4. Universidade de Barcelona;
  5. Universidade Politécnica de Madri;
  6. Universidade Politécnica de Valência;
  7. Universidade Politécnica da Catalunha;
  8. Universidade Carlos III;
  9. Universidade de Navarra;
  10. Universidade Pompeu Fabra.

Quer saber mais sobre as melhores universidades da Espanha? Falamos um pouco mais sobre o assunto.

Em destaque na Euro Dicas
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

    Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Precisa enviar dinheiro para outro país?

    A nossa plataforma preferida é a TransferWise. Com mais de 35.000 avaliações positivas, na TransferWise você vai economizar até 8x nas suas transferências. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »
  • Pensando em morar em Portugal?

    Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

    RECEBER AMOSTRA »
COMPARTILHE

Danielle é brasileira, jornalista e já viveu em Milão, na Itália e Linz, na Áustria, somando 5 anos na Europa. Atualmente, mora em Madrid e está cursando Cinema no Instituto del Cine de Madrid. Apaixonada por viagem e moda, deu início ao projeto Italy Fashion Time, em Milão, cujo objetivo é proporcionar aos brasileiros uma experiência no mundo da moda italiana.