Como estudar na Espanha: tudo o que você precisa saber

Espanha  / 

Além de ter acesso a um ensino de qualidade e a universidades reconhecidas mundialmente, estudar fora do Brasil é uma oportunidade para fazer novos amigos, vivenciar outra cultura e dar um upgrade no currículo. Porém, antes de arrumar as malas, é preciso saber como estudar na Espanha, as formas de ingresso em universidades e os trâmites burocráticos adotados pelo país.

Precisa abrir uma conta bancária na Europa?

Você pode abrir a sua conta bancária grátis em 5 minutos e com toda a segurança no N26, um banco digital que funciona em toda a Europa.


O N26 não exige comprovação de rendimentos, você só precisa estar na Europa e ter seu passaporte em mãos.

ABRIR CONTA »

Como estudar na Espanha?

A Espanha é o país europeu com maior número de universidades, tanto públicas quanto privadas. Atualmente, o país conta com 50 instituições públicas de ensino superior e 33 particulares.

O país utiliza o sistema de créditos ECTS (European Credit Transfer System) para facilitar a entrada de estudantes de diferentes países em suas universidades. Trata-se do Sistema Europeu de Transferência e Acumulação de Créditos, baseado no aprendizado do aluno e na carga de trabalho do curso, ambos necessários para atingir os objetivos de um programa.

Cada crédito equivale de 25h – 30h de estudos, que englobam horas letivas, elaboração de trabalhos e estágios.

Sistema de créditos

Estudantes brasileiros também podem utilizar o sistema de créditos europeu. Para isso, primeiro é necessário escolher a instituição de ensino, já que cada uma possui seus próprios trâmites.

No geral, alunos que conseguem comprovar quantidade igual ou superior a 30 ou mais créditos podem continuar seus estudos em uma universidade espanhola. Abaixo disso, os estudantes deverão iniciar novamente seus estudos universitários.

Outras formas de ingresso

Caso você esteja pensando em se candidatar à Universidade na Espanha, saiba que há também outras formas de entrar em uma universidade do país.

Além da modalidade de transferência oferecida pelo sistema de créditos (ETCS), você também pode realizar o seu sonho de estudar no exterior por meio de vestibular ou uma formação profissional.

Vestibular (Selectividad)

A Selectividad é um tipo de prova que é aplicada aos estudantes que concluíram o ensino médio e serve para ingressar em uma universidade pública do país.

Na Espanha, cada universidade define seus próprios critérios para a admissão de estudantes através do vestibular, como número de vagas, cursos oferecidos e nota de corte. Contudo, uma regra é válida para todas as instituições: estudantes brasileiros devem primeiramente validar o diploma de ensino médio no país.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é o Remessa Online.


No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

VER COTAÇÃO »

O processo de pré-inscrição nas universidades espanholas começa entre os meses de março e setembro. Nesta etapa você deverá informar seus dados pessoais e anexar a documentação exigida pela instituição.

Portanto, se deseja ingressar em alguma universidade pública espanhola, esteja atento ao calendário e aos trâmites burocráticos da universidade. Assim como quais são os pré-requisitos exigidos para cada curso oferecido.

Saiba quais são os melhores cursos na Espanha neste artigo que escrevemos.

Curso de formação profissional

O ensino médio é dividido em dois ciclos, a Educação Secundária Obrigatória (ESO – dos 12 aos 16 anos) e o Bachillerato (dos 16 aos 18 anos), que prepara o estudante para ingressar em uma universidade.

Após terminarem o bachillerato, os alunos ainda podem optar pela formação profissional de nível superior, conhecidos como FP (Formação Profissional). Ela tem a duração de dois anos e garante acesso direto às universidades espanholas.

Nota do ENEM

Se você está em busca de informações sobre como estudar na Espanha, saiba que usar a nota do ENEM brasileiro pode ser mais uma opção.

Contudo, é necessário primeiramente solicitar ao Ministério da Educação espanhol a homologação da nota do ensino médio. O processo dura cerca de 10 meses e somente após a homologação o aluno poderá se candidatar às vagas nas universidades da Espanha.

Depois de homologada a nota do ENEM, o estudante poderá ser admitido diretamente (em casos de cursos menos concorridos) ou com a nota do ENEM + prova (para cursos de medicina e outros disputados).

Transferência Universitária

Para quem já iniciou a graduação no Brasil e deseja terminar os estudos na Espanha o processo é feito diretamente na Universidade escolhida, que fornecerá os requisitos e como proceder.

como estudar na espanha na universidade

Como estudar na Espanha: Pós-Graduação, Mestrado ou Doutorado

Caso você tenha concluído a sua graduação no Brasil, também poderá homologar seu diploma na Espanha para continuar seus estudos no país.

É claro que cada universidade possui suas exigências de admissão. No entanto, costumam ser exigidos a certificação de proficiência no idioma local e a carta de recomendação da instituição de ensino.

Universidades Públicas: custos

Se você está buscando saber quanto custa estudar na Espanha, é importante ter conhecimento de que as universidades públicas na Espanha são pagas, é necessário desembolsar um valor todos os anos. Ou seja, os alunos precisam pagar uma matrícula anual que varia entre 860€ – 1200€, de acordo com a instituição e o curso escolhido.

Vale salientar que esse valor é válido para alunos espanhóis e europeus, mas pode custar mais caro para alunos estrangeiros.

A boa notícia é que o pagamento da matrícula pode ser parcelado. Há também a possibilidade de ser financiado pelo governo espanhol através das bolsas de estudos, conforme veremos mais adiante.

Universidades Particulares: custos

Já as universidades privadas cobram mensalidades. Uma única mensalidade pode custar o equivalente ao que o aluno paga por um ano letivo de estudos em uma instituição pública.

Segundo o site Eroski Consumer, as universidades com mensalidades mais caras estão localizadas em Madrid. Um ano de estudos na Universidade Antonio de Nebrija, por exemplo, pode ultrapassar 11 mil euros.

Como estudar na Espanha de graça?

Saiba que existem diversos programas de bolsas de estudos na Espanha para ingressar tanto em universidades públicas quanto privadas do país.

Veja a seguir os principais programas que possibilitam estudar na Espanha sem pagar nada:

Outra opção bem bacana para quem deseja estudar na Espanha sem pagar nada é tentar o intercâmbio, como o oferecido pelo Erasmus Mundus, por exemplo. Ele é realizado através de convênios entre as instituições de ensino brasileiras e espanholas.

Geralmente o período de estudos varia entre seis meses a um ano e quase sempre é 100% financiado pela universidade. Contudo, para tentar uma bolsa de estudos na Espanha, é preciso que o candidato saiba falar espanhol. Leia esse artigo para saber onde fazer cursos de espanhol.

Você precisa se empenhar

Para isso é preciso ser um ótimo aluno e ficar ligado na divulgação dos editais oferecidos pelas Universidades, empresas e prefeituras.

Como estudar na Espanha: melhores universidades

Agora que você já viu como estudar na Espanha de graça e os principais meios de ingresso nas instituições de ensino superior do país, é hora de conhecer as melhores universidades da Espanha.

Confira o ranking das melhores universidades da Espanha, segundo a QS World University:

  • Universidade Autônoma de Madrid;
  • Universidade de Barcelona;
  • Universidade Autônoma de Barcelona;
  • Universalidade Complutense de Madrid;
  • Universidade Politécnica de Catalunha;
  • Universidade Politécnica de Madri;
  • Universidade de Navarra;
  • Universidade Pompeu Fabra.

Visto para estudar na Espanha

Caso o seu curso ultrapasse o prazo de 90 dias, será necessário obter um visto para estudar na Espanha. Para tal, você deverá procurar um dos Consulados da Espanha no Brasil antes de embarcar.

É preciso pagar uma taxa de 60€ e ficar atento ao prazo estipulado para a resposta. Clique aqui para conhecer o regulamento para dar entrada no visto estudante para a Espanha.

A grande vantagem de tirar um visto para estudar na Espanha é que você pode trabalhar por 20 horas semanais. Dessa forma, você também contará com um dinheirinho extra para ajudar a pagar as contas.

Embora represente um grande desafio, estudar na Espanha vale a pena, pois é uma ótima oportunidade de ter acesso à educação de qualidade e alavancar sua carreira profissional. Ficou interessado? Lembramos que, além do visto de estudante, outro documento obrigatório para estudar na Espanha é o seguro viagem. Esse documento será solicitado na obtenção do visto e pode ser requisitado pela imigração na sua chegada ao velho continente. Leia nosso artigo sobre o seguro viagem para Espanha e saiba mais.

Em destaque no Euro Dicas
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

    Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Precisa enviar dinheiro para outro país?

    A nossa plataforma preferida é o Remessa Online. No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »
  • Pensando em morar em Portugal?

    Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

    RECEBER AMOSTRA »
COMPARTILHE
Autores

Andrea é uma jornalista curitibana que uniu a paixão pela profissão e pelas viagens e fez disso sua vida. Viajou por todos os cantos do Brasil e também se aventurou pelos Estados Unidos, África e Ásia. Ao lado do filho e do marido foi morar no Sri Lanka e no Vietnã. Desde 2018 vive na Inglaterra e divide seu tempo entre a produção de conteúdo e os passeios pelo Reino Unido.

Taiana é brasileira, residente e apaixonada pela Espanha. Amante de viagens e da cultura espanhola, compartilha no seu blog Partiu Espanha roteiros, dicas e as impressões de viver no exterior.