Estudar em outro país é o sonho de muitos brasileiros, por isso, saber quais são as melhores universidades da Espanha pode facilitar bastante o processo. O país é um excelente destino para estudantes, seja pelas inúmeras cidades universitárias, pelo clima, cultura, ou até mesmo pelo idioma.

Sendo assim, para ajudar na escolha de uma universidade, preparamos uma lista falando um pouco das mais bem posicionadas em um dos principais rankings do mundo, o CWUR, The Center for World University Rankings.

8 melhores universidades da Espanha

Para começar, devemos mencionar que o ranking escolhido para classificar as melhores universidades da Espanha foi a CWUR (Center for World University Rankings), considerada uma das entidades de avaliação acadêmica de maior prestígio do mundo.

Seu objetivo é o de melhorar os resultados acadêmicos no mundo, oferecendo uma análise objetiva, transparente e consistente.

Todo ano o ranking mundial de universidades é atualizado e na avaliação do período letivo de 2021/2022, as universidades que mais se destacaram na Espanha foram as seguintes:

1. Universidade de Barcelona – 131º no CWUR;

2. Universidade Autônoma de Barcelona – 186º no CWUR;

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →

3. Universidade Complutense de Madrid – 247º no CWUR;

4. Universidade Autônoma de Madrid – 282º no CWUR;

5. Universidade de Valência – 288º no CWUR;

6. Universidade de Granada – 326º no CWUR;

7. Universidade do País Basco – 343º no CWUR;

8. Universidade Pompeu Fabra – 395º no CWUR.

A Espanha começa a aparecer no ranking a partir do posto de número 131, representado pela Universidade de Barcelona.

Entretanto, como podemos observar, o país está muito bem representado por outras universidades. Sendo assim, vamos falar um pouquinho de cada uma. Também veremos quais são os seus cursos de destaque e como podemos concorrer a vagas de graduação, mestrado e doutorado.

1. Universidade de Barcelona

Começando pela Universidade de Barcelona (UB), no ranking mencionado (CWUR), ela se destaca no cenário nacional ocupando a primeira posição geral. Além disso, vale mencionar que no ranking mundial a UB encontra-se em uma posição de respeito, já que ocupa o posto de número 131, com pontuação 80,6.

Essa universidade se destaca há muitos anos em diferentes rankings pelo mundo. Sendo, inegavelmente, uma referência quando falamos das melhores universidades da Espanha.

Principais cursos

Os cursos que possuem maior destaque nessa universidade são:

  • Medicina;
  • Biologia;
  • Enfermagem;
  • Psicologia;
  • Química;
  • Belas Artes.

2. Universidade Autônoma de Barcelona

No segundo lugar nacional, aparecendo na posição de número 186 do ranking mundial, está a Universidade Autônoma de Barcelona (UAB), com pontuação 79.

É uma excelente opção para quem deseja estudar em Barcelona pela sua ampla oferta formativa e qualidade do corpo docente.

Estudar nas melhores universidades da Espanha

Além disso, a Universidade possui um dos melhores campus do país, sendo conhecida pela excelente qualidade de sua vila estudantil. Essa vila está situada em um entorno natural e conta com instalações necessárias para a comodidade dos alunos.

Seguramente, esse conjunto de fatores impacta positivamente no rendimento dos estudantes, levando à Autônoma de Barcelona à lista das melhores universidades da Espanha.

Principais cursos

Os cursos de destaque dessa Universidade são:

  • Ciências Ambientais;
  • Comunicação Audiovisual;
  • Ciências Políticas;
  • Administração.

3. Universidade Complutense de Madrid

O terceiro lugar na classificação espanhola segundo o ranking CWUR finalmente sai de Barcelona e vai para a capital espanhola, Madrid.

A Universidade Complutense de Madrid (UCM) garantiu a terceira colocação na avaliação do ano letivo de 2021/2022, estando na posição 247 no ranking mundial com pontuação 77,7.

Essa é uma das instituições com mais história na Espanha. Por ela passaram 3 dos 8 espanhóis que já ganharam um prêmio Nobel.

Entretanto, seus quase 200 anos de história não a impedem de ser uma referência no âmbito da inovação, sendo destaque no cenário nacional. Além disso, essa é uma das universidades com maior oferta formativa no país.

Principais cursos

O destaque da Universidade Complutense de Madrid está nos cursos:

  • Medicina;
  • Direito;
  • Nutrição;
  • Enfermagem;
  • Jornalismo;
  • Psicologia;
  • Veterinária;
  • Belas Artes;
  • Química.

4. Universidade Autônoma de Madrid

A Universidade Autônoma de Madrid (UAM) se classifica como a quarta melhor Universidade da Espanha, ocupando o posto de número 282 na classificação mundial, com pontuação 77.

A reputação dessa universidade é indiscutível. Nela, estudaram diversos ex-ministros e até o Rei Felipe VI, que cursou Direito.

Sem falar que a UAM lidera a maioria dos rankings individuais na Espanha, como o próprio curso de Direito.

Principais cursos

O destaque da UAM está nas faculdades de:

  • Direito;
  • Economia;
  • Enfermagem;
  • Física;
  • História;
  • Medicina.

5. Universidade de Valência

Na sequência das melhores universidades da Espanha, finalmente sairemos do eixo Barcelona-Madrid para falarmos da Universidade de Valência (UV), que ocupa o posto de número 288 no ranking mundial, com a pontuação 76,9.

Essa universidade possui a maior oferta formativa da Comunidade Valenciana, seja para graduação, mestrado ou doutorado.

Principais cursos

A Universidade de Valência se destaca pelos seguintes cursos:

  • Filosofia;
  • Direito;
  • Jornalismo;
  • Biologia;
  • Química;
  • Matemática;
  • Física;
  • Engenharia Eletrônica;
  • Enfermagem.

6. Universidade de Granada

Saindo de Valência, vamos a uma das regiões mais bonitas da Espanha, a Andaluzia, já que vamos falar da Universidade de Granada (UGR).

Apesar de ter seu campus principal na cidade de Granada, essa universidade possui dois campi na África, nas cidades espanholas de Ceuta e Melilla.

É uma Universidade bastante respeitada e ocupa a sexta posição no ranking nacional, sendo a 326º colocada no ranking mundial com pontuação 76,3.

Principais cursos

Seus cursos em destaque são os seguintes:

  • Odontologia;
  • Engenharia informática;
  • História;
  • Educação Física.

7. Universidade do País Basco

Vamos deixar a região sul e vamos em direção ao norte do país para conhecer outra das melhores universidades da Espanha, a Universidade do País Basco (UPV/EHU).

Essa Universidade ocupa o posto de número 343 no ranking mundial, com pontuação 76,1 e possui três campi, um em cada província da Comunidade Basca.

Principais cursos

  • Engenharia Informática;
  • Química;
  • Biologia.

8. Universidade de Pompeu Fabra

Finalizaremos a lista com mais uma universidade pública espanhola situada em Barcelona, a Universidade Pompeu Fabra (UPF), que apresenta pontuação 75,4.

Foi fundada em 1990 e é uma das universidades que apresenta maior progresso em número de estudantes e qualidade de ensino para se posicionar entre as melhores universidades da Espanha.

A cada ano esta jovem instituição ganha destaque no cenário nacional e internacional.

Principais cursos

  • Direito;
  • Economia;
  • Finanças e Contabilidade;
  • Ciências Políticas;
  • Administração e direção de empresas;
  • Jornalismo.

Como são avaliadas as melhores universidades da Espanha?

Antes de começar a tratar individualmente das melhores universidades da Espanha, vamos entender quais são alguns dos fatores utilizados para a pontuação, que são os seguintes:

  • Qualidade do corpo docente: a avaliação da qualidade do corpo docente é realizada através da análise do número de professores que possuem reconhecimento internacional;
  • Empregabilidade dos ex-alunos: esse critério avalia a quantidade de ex-alunos que ocupam cargos de direção em empresas de dimensão internacional;
  • Qualidade da educação: este fator leva em consideração o número de alunos que receberam premiações ou medalhas ao nível internacional;
  • Publicações: as publicações de artigos em revistas e jornais reconhecidos no meio acadêmico internacional, também fazem com que a universidade ganhe pontos;
  • Citações: além das publicações, é importante que a universidade receba citações em outros artigos publicados. Assim, esse critério calcula a quantidade de artigos da Universidade que foram citados como fonte bibliográfica.

Como estudar nas melhores universidades da Espanha?

Você pode ingressar em uma das melhores universidades da Espanha em diferentes níveis acadêmicos, seja como estudante de graduação, mestrado ou doutorado.

Para realizar a inscrição em uma das melhores universidades da Espanha basta ter em mãos um documento de identificação válido na Espanha, como o seu passaporte, NIE ou DNI. Entretanto, no caso de candidatos com menos de 25 anos que desejam matricular-se em um curso de graduação, deve ser apresentada, além do documento de identificação, a homologação do Ensino Médio na Espanha.

Por isso, agora falaremos um pouquinho sobre o processo de seleção para estudar na Espanha.

Homologação dos estudos do ensino médio brasileiro na Espanha

Começaremos falando do ingresso em um curso de graduação na Espanha. Entretanto, antes de ver como funciona, se você tem menos de 25 anos e terminou o ensino médio no Brasil, você deverá realizar uma diligência importantíssima.

Portanto, se esse é o seu caso, o primeiro passo deve ser o de realizar o pedido de homologação dos seus estudos do ensino médio brasileiro no Ministério de Educação espanhol.

Como concorrer às melhores universidades da Espanha

Quando esse processo estiver concluído, você terá uma nota média, que é o que se compara à nota média do Bachirelatto para acesso à universidade na Espanha. Isso será muito importante.

Como concorrer a um curso de graduação nas melhores universidades da Espanha?

Agora sim, com os estudos homologados, você deve saber que o acesso aos cursos de graduação nas melhores universidades da Espanha pode ocorrer de diversas maneiras.

Portanto, começaremos apontando os caminhos possíveis para os candidatos com menos de 25 anos de idade, os mesmo que precisam homologar seus estudos, sendo os seguintes:

  • Acesso direto;
  • Acesso com nota média;
  • Acesso com nota média e prova de acesso (Selectividad).

Os dois primeiros modos de acesso ocorrem para cursos com menor relação candidato vaga. Assim, você deve saber em qual das três situações o curso que você pretende realizar se enquadra. Com uma menor concorrência, você pode ter acesso direto ou ingressar na universidade com a sua nota do ensino médio homologado.

Entretanto, para cursos com maior competitividade, como é o caso de medicina, direito e arquitetura, por exemplo, o candidato deve, além de considerar sua nota média do Ensino Médio, passar por uma prova de acesso, chamada de selectividad. Essa prova consta de duas avaliações, com um exame de conhecimentos gerais e um exame específico.

Assim, a nota final é composta por 60% da nota média do Bachirelatto e 40% do exame geral. O exame específico, que é facultativo, é para quem deseja aumentar a nota final.

Outras formas de ingresso

Vale destacar que existem outras formas de ingresso nas melhores universidades da Espanha, que são as chamadas Pruebas Libres de Acceso, para pessoas com mais de 25 anos.

Essas provas são aplicadas para os candidatos nas seguintes condições:

  • Candidatos com mais de 25 anos;
  • Candidatos com mais de 40 anos, com experiência profissional;
  • Candidatos com mais de 45 anos, sem necessidade de comprovar experiência.
Prova de Livre Acesso para maiores de 25 anos

A prova para quem tem mais de 25 anos possui duas fases, uma geral e uma específica. A fase geral consiste em exames de língua espanhola, língua estrangeira e interpretação de texto.

Prova de Livre Acesso para maiores de 40 anos

Para maiores de 40 anos, existe uma avaliação da experiência profissional do candidato para saber se há experiência na área da profissão solicitada e o nível de estudos do candidato.

Sendo aprovado nessa análise, o candidato passa para uma entrevista na qual o resultado será “apto” ou “não apto” para ingressar na universidade.

Prova de Livre Acesso para maiores de 45 anos

Há também a opção para pessoas com mais de 45 anos que não possuem nenhuma experiência profissional.

Nesse caso, existe o que é chamado de prueba adaptada, que consta de um exame de língua espanhola e interpretação de texto. Assim, o candidato é dispensado de realizar a prova de conhecimentos específicos, mas deverá passar por uma entrevista, caso seja aprovado na primeira etapa.

É possível usar o Enem?

Diferentemente de como ocorre em Portugal, você não poderá aproveitar sua nota do Enem para ingressar em uma universidade espanhola.

Dessa forma, você terá que passar pelo processo seletivo das universidades.

Como concorrer a um mestrado nas melhores universidades da Espanha?

Mas vamos lá, além das opções referentes à graduação nas melhores universidades da Espanha, devemos falar também sobre os mestrados.

Assim, para concorrer a uma vaga de mestrado na Espanha, o candidato deve entrar no site da Universidade em questão e realizar uma pré-inscrição no curso desejado.

Toda a informação pode ser encontrada na internet, já que, a solicitação ocorre de forma online, podendo ser realizada de qualquer lugar do mundo.

Cumprindo todos os requisitos para o mestrado desejado, você será avaliado segundo sua trajetória acadêmica e experiências profissionais. Dependendo da sua classificação, poderá ser chamado para formalizar a sua matrícula.

Mestrado de Título Próprio ou Mestrado Oficial?

Um detalhe importante e que você deve ficar de olho durante a escolha do mestrado é que, na Espanha, existem dois tipos de mestrado, os de título próprio e os oficiais.

Os mestrados de título próprio são cursos formativos organizados pela própria universidade e que não são reconhecidos pelo Ministério de Educação. Normalmente, esses cursos possuem um caráter mais prático e, muitas vezes, não são aceitos caso o interessado pretenda continuar sua carreira acadêmica ingressando em um doutorado.

Já os mestrados oficiais são reconhecidos pelo Ministério de Educação, além de serem reconhecidos também no âmbito europeu. São essas formações que possibilitam que o interessado realize um doutorado.

Como concorrer ao doutorado nas melhores universidades da Espanha?

Por último, vamos falar do acesso aos programas de doutorado das melhores universidades espanholas.

Para começar, fique atento aos prazos de candidaturas. Nesse período são solicitados os projetos de pesquisa para ingresso no doutorado na Espanha.

Entretanto, é bom ficar de olho, porque algumas universidades podem pedir uma carta de recomendação de um professor, por exemplo.

Algo que pode facilitar a vida de quem deseja seguir a carreira acadêmica com um doutorado é que tenha a aprovação prévia de algum orientador da universidade em questão. Mas, é preciso sempre estar atento aos requisitos específicos de cada Instituição de Ensino.

Quanto custa estudar nas melhores universidades da Espanha

Para estudar em uma das melhores universidades da Espanha, você deve pagar, ainda que a universidade seja pública.

Normalmente, o valor pago corresponde a uma taxa de matrícula, que pode variar de acordo com o número de créditos e da Comunidade Autônoma, já que os preços são diferentes dependendo da região na Espanha. Esse pagamento é realizado anualmente e, em alguns casos, pode até ser parcelado.

Vale mencionar também que a quantidade mínima de créditos em um ano letivo é de 60. Dessa forma, para saber quanto custa estudar na Espanha, basta multiplicar o número de créditos pelo seu valor na Universidade em questão.

Por exemplo, na Universidade de Sevilha, o valor do crédito para o curso de Arquitetura é de 12,62€. Então, para saber quanto pagaremos anualmente, basta multiplicar 12,62€ x 60 créditos, que dará um valor final de 757,20€.

Lendo todo esse artigo e entendendo como funciona o ingresso no ensino superior espanhol você fica um pouco mais próximo de realizar o sonho de estudar em uma das melhores universidades da Espanha.

Sendo assim, se você precisa de ajuda para planejar sua mudança, recomendamos nosso e-book Como morar na Espanha. Um passo a passo completo que foi escrito para aconselhar e mostrar o que deve e não deve ser feito para que você passe por um processo de mudança bem-sucedido.