Após conquistar o diploma de ensino superior, várias pessoas começam a pensar no próximo passo: a especialização. Esse caminho é escolhido por aqueles que desejam melhorar o currículo, seguir na carreira acadêmica, ocupar um cargo superior ou entender profundamente determinado assunto. A boa notícia é que em 2022 os preços do mestrado na Espanha começaram a diminuir por determinação do Ministerio de Universidades.

Confira neste artigo os valores, detalhes sobre os cursos e questões burocráticas como o visto e a documentação para estudar no país.

Perguntas  Respostas
Como fazer mestrado na Espanha? Pesquisar, encontrar o curso do seu interesse, fazer a candidatura e aguardar a fase de avaliação.
Quanto custa o mestrado na Espanha? O preço médio do mestrado na Espanha custa 21,18 euros por crédito.
Quanto tempo dura o mestrado na Espanha? Pode durar de 1 a 2 anos.

Como fazer mestrado na Espanha?

Não é tão simples ser aceito para um mestrado na Espanha e muito menos com bolsa de estudos, por isso, o ideal é começar esse processo com bastante antecedência.

Primeiro, escolha o curso que você gostaria de fazer. Em seguida, entre em contato com as universidades para se inscrever. Cada uma tem os seus próprios requisitos, mas, em geral, as instituições de ensino superior solicitam documentos e comprovação de proficiência do idioma.

Em alguns casos também é possível que o candidato tenha que fazer uma entrevista e, se for solicitada uma bolsa de estudos, talvez seja necessária uma carta de recomendação e justificativa. Se o aluno for aceito pela universidade, então começa o processo de visto que vamos ver mais adiante.

O que é preciso para fazer mestrado na Espanha?

Antes de iniciar o seu mestrado na Espanha, é importante correr atrás das informações. Sendo assim, busque se informar sobre as universidades na Espanha e os cursos que estão mais de acordo com os seus objetivos.

Em seguida, veja os programas das disciplinas, carga horária, infraestrutura das universidades e o valor da mensalidade. Também é muito importante se informar sobre o custo de vida na Espanha, os pontos positivos e, claro, os negativos e colocar os valores em uma planilha.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Procura assessoria para morar na Espanha?

Para solicitar a sua cidadania espanhola, visto, documentos, validação de diploma ou acompanhamento jurídico recomendamos o Escritório Madeira da Costa. Agende a sua consultoria e mude para a Espanha com segurança e tranquilidade.

SABER MAIS →

Como se candidatar a um mestrado na Espanha?

Se você já bateu o martelo e decidiu que quer estudar na Espanha, saiba que os processos seletivos começam a partir de março e podem ir até julho, de acordo com cada universidade. O início do semestre letivo acontece no mês de setembro de cada ano.

As informações sobre como se candidatar a um mestrado na Espanha estão disponíveis nos sites oficiais das universidades e, caso você encontre o curso que procura, deve fazer a sua inscrição para participar do processo seletivo.

Normalmente, para se candidatar a uma vaga são necessários os seguintes documentos:

  • Ficha de inscrição online;
  • Pagamento da inscrição;
  • Histórico escolar;
  • Diploma da graduação;
  • Curriculum vitae detalhado;
  • Cópia do passaporte.

Alguns documentos podem precisar de tradução juramentada e da Apostila de Haia. O ideal é providenciar tudo com calma e antecedência para não perder o prazo. As universidades também costumam exigir que você apresente uma carta de motivação.

Para fazer as traduções juramentadas, indicamos a Yellowling. É um serviço que já testamos e aprovamos. A plataforma tem profissionais certificados que fazem traduções juramentadas com excelente custo e rapidez. É possível pedir um orçamento online e todo o processo é feito diretamente pelo site.

Brasileiros podem se candidatar ao mestrado na Espanha?

Claro que sim. Assim como no Brasil, as universidades espanholas aceitam estudantes estrangeiros, incluindo brasileiros, desde que esses estejam dentro dos requisitos de admissão.

Veja o vídeo do canal “Onde está a Paula?” que explica o passo a passo para procurar um mestrado na Espanha e realizar a candidatura.

Quanto custa um mestrado na Espanha?

Na página oficial do Ministerio de Universidades é possível ver a redução do preço médio, por crédito, do curso de mestrado nas universidades públicas espanholas. O valor caiu de 22,23 euros para 21,18 euros.

Apesar de todas as regiões serem obrigadas a reduzir o preço, nem todas as comunidades autónomas já seguiram a determinação do governo. O preço de uma especialização pode variar dependendo de alguns fatores como: instituição de ensino, região autônoma e o curso escolhido.

O mestrado na Espanha, também conhecido como máster universitario, pode durar de um a dois anos, misturando trabalhos teóricos com práticos, além da entrega da dissertação no final.

Abaixo listamos uma média dos preços dos cursos de mestrado, por área, nas universidades mais renomadas do país, segundo um ranking elaborado pelo jornal espanhol El Mundo.

Ciências e Tecnologia

Instituição Curso Valor Local
Universidade Autônoma de Madrid Biomoléculas e Dinâmica Celular 2.711€ Madrid
UPF-UB Bioinformática para Ciências da Saúde 3.420€ Barcelona
UC3M – UCM Fusão Nuclear e Física da Engenharia 5.600€ Madrid
Universidade Politécnica de Madrid Gestão Industrial 18.500€ Madrid
Universidade de Deusto Ação Humanitária Social 12.000€ Bilbao

Comunicação, Marketing e Publicidade

Instituição Curso Valor Local
Universidade Complutense de Madrid Produção Audiovisual 5.785€ Madrid
Universidade de Navarra Comunicação Política Coorporativa 21.732€ Pamplona
ESIC Direção de Marketing e Gestão Comercial 19.300€ Vários
Universidade Carlos III de Madrid Marketing 9.000€ Madrid
ESIC Direção de Comunicação e Gestão de Publicidade 13.900€ Madrid e Barcelona
Universidade Complutense de Madrid Gestão de Publicidade 6.600€ Madrid

Direito e Educação

Instituição Curso Valor Local
ISDE Direito Internacional do Esporte 28.000€ Madrid
Centro de Estudos Garrigues Prática Fiscal 28.000€ Madrid
Universidade Complutense de Madrid Formação de Professores do Ensino Secundário, Bacharelado, PF e Ensino de Línguas 1.489€ Madrid
Universidade de Granada Educação Musical: uma Perspectiva Multidisciplinar 2.400€ Vários

Economia e Negócios

Instituição Curso Valor Local
Instituto de Bolsa de Valores e Mercados Espanhóis (BME) Mercados Financeiros e Investimentos 12.000€ Madrid
IEB Finanças Internacionais 25.000€ Madrid
ESCP – UC3M Gestão (administração e direção) 15.800€ Vários
ESIC Direção de Comércio Internacional 15.000€ Vários
ISEM Fashion Business School – Universidade de Navarra Gestão de Negócios da Moda 24.650€ Madrid

Engenharias

Instituição Curso Valor Local
Universidade Politécnica de Madrid Engenharia – Gestão Industrial 18.500€ Madrid
Universidade Politécnica de Madrid Engenharia de Sistemas Eletrônicos 2.843€ Madrid
Universidade do País Basco Engenharia de Controle, Automação e Robótica 3.000€ Bilbao
Universidade Politécnica de Valência Tecnologias, Sistemas e Redes de Comunicação 2.400€ Valência
Pontifícia Universidade Comillas – ICAI Sistemas Ferroviários 14.260€ Madrid

Meio Ambiente e Saúde

Instituição Curso Valor Local
Pontifícia Universidade Comillas (ICAI-ICADE) Setor Elétrico 15.600€ Madrid
Universidade de Santiago Engenharia Ambiental (Gestão) 2.822€ Santiago de Compostela
Universidade de Navarra Alimentos, Nutrição e Metabolismo 10.686€ Pamplona
Universidade de Navarra Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação de Medicamentos 17.000€ Pamplona
Universidade de Granada Cirurgia Oral e Implante 3.500€ Granada

Turismo e Urbanismo

Instituição Curso Valor Local
Universidade de Gerona Direção e Gestão 7.500€ Gerona
Universidade das Ilhas Baleares Gerência de Turismo 5.900€ Maiorca
Universidade Politécnica de Madrid Gestão e Direção de Hotéis 8.800€ Madrid
Universidade Europeia Gestão Internacional de Edifícios e Construções 10.000€ Madrid
Universidade Internacional da Catalunha Cooperação em Arquitetura de Emergência Sustentável 9.960€ Barcelona

Como conseguir uma bolsa de mestrado na Espanha?

Estudar fora do país é o sonho de vários estudantes, que muitas vezes não se realiza por causa dos altos custos envolvidos. No entanto, é possível se habilitar a diversas bolsas de estudos na Espanha disponíveis para fazer mestrado no país.

Mas, você sabe como fazer isso? Se o seu plano é iniciar nessa fase mais avançada da educação de uma forma acessível, confira algumas possibilidades abaixo!

Além disso, há, ainda, as bolsas Erasmus, concedidas para quem tem passaporte da União Europeia.

Melhores mestrados na Espanha

A Espanha possui uma amplíssima oferta de universidades em todas as áreas de conhecimento. O problema não será escolher o curso de mestrado que você está buscando, mas a dúvida poderá surgir na hora de selecionar a universidade entre tantas boas opções.

O jornal El Mundo, um dos mais importantes do país, divulga anualmente um ranking com os melhores cursos de mestrado na Espanha. Abaixo, fizemos uma relação por área, com diferentes especialidades e as suas respectivas universidades.

Ciência e Tecnologia

  • Biociência: Biomolécula e Dinâmica Celular – Universidade Autónoma de Madrid;
  • Biotecnologia: Biotecnologia – Universidade Autónoma de Madrid;
  • Ciências Experimentais e Tecnológicas: Ciências da Fusão Nuclear e Engenharia Física – UC3M – UCM.

Informática

  • Especializado: Cor na Ciência e Indústria – Universidade de Granada;
  • Programas: Engenharia de Software – Universidade Politécnica de Madrid;
  • Tecnologias: Ciência e Tecnologia da Computação – Universidade Carlos III de Madrid.

Direito

  • Publicidade e relações públicas: Mestre em Gestão Publicitária – Universidade Complutense de Madrid;
  • Advocacia: Mestrado em Acesso à Profissão Jurídica – Centro de Estudios Garrigues;
  • Direito especializado: Direito Desportivo Internacional – ISDE;
  • Direito internacional: Advocacia Internacional – ISDE.

Negócios

  • Administração e direção: Gestão – ESCP Europe – UC3M;
  • Comércio exterior: Diretoria de Comércio Internacional – ESIC;
  • Especializado: Gestão de Negócios de Moda – ISEM Fashion Business School – Universidade de Navarra;
  • Logística: Engenharia Logística e Gestão da Cadeia de Suprimentos – Centro Logístico de Saragoça;
  • Marketing: Departamento de Marketing e Gestão Comercial – ESIC.

Economia

  • Auditoria: Auditoria e Riscos Financeiros – IEB;
  • Mercados bancários e financeiros: Banca e Finanças – Centro de Estudos Garrigues;
  • Finança: Finanças Internacionais – IEB.

Saúde

  • Alimentação e Veterinária: Produção e Saúde Animal – UPM – UCM;
  • Farmácia: Investigação, desenvolvimento e inovação de medicamentos – Universidade de Navarra;
  • Psicologia Clínica: Inteligência Emocional e Intervenção em Emoções e Saúde – Universidade Complutense de Madrid;
  • Saúde Pública e Emergências: Medicina de Emergência, Universidade Complutense de Madrid.

Meio Ambiente

  • Energia: Setor Elétrico – Universidade Pontifícia de Comillas – (ICAI-ICADE);
  • Gestão ambiental: Engenharia Ambiental – Universidade de Santiago;
  • Impacto ambiental: Engenharia e Gestão Ambiental – EOI.

Educação

  • Ensino: Formação de Professores em ESO, Bacharelado, Formação Profissional e Línguas – Universidade Complutense de Madrid;
  • Especialidades: Educação Musical: uma Perspectiva Multidisciplinar – Universidade de Granada;
  • Línguas: Ensino de espanhol como língua estrangeira – Universidade de Salamanca.

Comunicação

  • Audiovisual: Produção de Audiovisual – Universidade Complutense de Madrid;
  • Empresa Informativa: Departamento de Comunicação Corporativa – EAE Business School;
  • Informações Especializadas: Comunicação Politica Corporativa – Universidade de Navarra;
  • Jornalismo: El Mundo, Unidade Editorial – Universidade CEU San Pablo;
  • Publicidade e Relações Públicas: Gestão Publicitária – Universidade Complutense de Madrid.

Turismo

  • Turismo especializado: Eventos, Protocolo e Turismo de Negócios – Ostelea School of Tourism & Hospitality;
  • Turismo especializado: Turismo Cultural – Universidade de Girona;
  • Direção e gestão: Gestão de Turismo – Universidade de Girona;
  • Direção e gestão: Gestão e Gestão Hoteleira – Universidade Politécnica de Madrid.

Outros cursos profissionalizantes na Espanha

Na Espanha, além de excelentes mestrados, você também vai encontrar cursos profissionalizantes de ótima qualidade, que podem ser uma opção para quem quer gastar menos:

  • Na área de cinema: ECam;
  • Cursos de moda: IEMadrid;
  • Cursos de laboratório: Aetel;
  • Curso de produção musical: Microfusa;
  • Curso de auxiliar de enfermagem: Itep.

Precisa de visto para fazer mestrado na Espanha?

Sim.

Caso você não tenha nacionalidade espanhola ou de outro país da União Europeia, vai precisar do visto de estudante para Espanha para fazer mestrado. A solicitação deve ser feita no Consulado da Espanha no Brasil mais próximo da sua residência.

Atenção ao prazo: o governo recomenda dar entrada no pedido com antecedência mínima de 30 dias da data prevista para a viagem. A taxa custa 80€ e o pagamento deve ser efetuado em espécie, em reais, de acordo com a cotação do dia e durante o procedimento no Consulado.

Universidade de Salamanca, na Espanha
A Universidade de Salamanca é uma boa opção para fazer o Mestrado na Espanha

Como é estudar na Espanha? Experiência de brasileiros no país

Fazer mestrado na Espanha é ter acesso a escolas modernas, com boas instalações e tecnologias avançadas de aprendizagem, principalmente nas áreas ligadas aos negócios, muito populares no país e mundialmente reconhecidas por seu alto nível de qualidade.

Além disso, o estudante estrangeiro tem a oportunidade de viver uma nova cultura ou várias culturas diferentes, já que muitos estudantes são de outros países. Essas são apenas algumas vantagens, sem falar da oportunidade de crescimento profissional e de poder passar um período vivendo na Europa.

A experiência de dois brasileiros com mestrado na Espanha

Para saber como é cursar o mestrado na Espanha, nada melhor do que conhecer a história de quem passou por essa experiência. Por isso, conversamos com dois brasileiros que estudaram no país.

A história de Gabriella

“Mais que um diploma, eu ganhei horizontes e tenho certeza de que um dia voltarei para fazer o doutorado.”

Gabriella Figueredo, 30 anos, nasceu em uma família de origem humilde. O pai é porteiro de um prédio, em Ipanema, na Zona Sul do Rio de Janeiro, e a mãe é dona de casa. Formada em Letras pela PUC-Rio, antes mesmo de ingressar na universidade, já sabia que os desafios seriam grandes.

“Eu precisava estudar bastante para o vestibular e, ao mesmo tempo, trabalhar em uma livraria para ajudar os meus pais com as despesas de casa. Tive que abdicar de muita coisa.” Os gastos mensais com a universidade chegariam a R$ 2 mil, o equivalente a toda renda familiar, mas o esforço da jovem foi recompensado com uma excelente nota e bolsa integral.

O auxílio financeiro foi essencial para seu mestrado na Espanha

Quando Gabriella concluiu a graduação, decidiu buscar auxílio financeiro para custear os estudos no exterior. Pesquisando na internet, ela descobriu uma convocatória para bolsas de estudos da Fundação Carolina, na Espanha, fez a inscrição, mas não foi aprovada. Nem por isso desistiu! A jovem enviou o seu currículo para a Universidade de Navarra, em Pamplona. Após uma entrevista online, a carioca conseguiu uma redução de 90% do valor do curso, que custava 13.500 euros.

Além disso, ganhou uma ajuda de custo no valor de 1.850 euros para o período do curso de mestrado na Espanha, na área de criação de exposições, bienais e feiras de arte. Sem ultrapassar o orçamento familiar, ela arrumou as malas e partiu para o exterior pela primeira vez. “Eu venho de uma classe social baixa e nunca poderia imaginar que um dia eu iria estudar em uma universidade na Europa. Isso foi um divisor de águas na minha vida.”

Brasileira fez mestrado na Espanha
Gabi fez mestrado na Espanha na Universidade de Navarra.

Só que nem tudo saiu como o previsto. Antes de deixar o Brasil, Gabriella estudou um pouco de espanhol, viu séries, filmes, leu livros, mas quando chegou na sala de aula sofreu discriminação por não falar corretamente o idioma local. “Quando eu ia lá na frente apresentar algum trabalho eu via algumas pessoas rindo de mim. Gente que achava que eu não deveria estar ali. Acho que você aprende a engolir o choro, não baixar a cabeça e se virar sozinho. Afinal de contas, se eu estava lá é porque eu era igual a eles.”

Enfrentando a crise do Coronavírus longe da família

Nem o contratempo com os colegas de classe, nem as dificuldades enfrentadas em meio a pandemia do coronavírus tiraram o ânimo da estudante. Gabriella concluiu o mestrado na Espanha e já faz planos para o futuro: “Foi um curso muito puxado, com seis meses de aulas, três meses de estágio e valeu muito a pena. Mais que um diploma, eu ganhei horizontes e tenho certeza de que um dia voltarei para fazer o doutorado.”

A história de Luiz

Luiz Celestino, formado em Educação Física pela Universidade Federal do Rio Grande, fez o seu mestrado em gestão esportiva na Universidade de Barcelona, na Espanha.

“Eu queria fazer uma especialização nessa área e descobri o curso na internet. Foi uma coincidência porque eu já conhecia Barcelona e sempre quis morar na cidade. É um lugar realmente incrível e eu só comprovei o que eu já suspeitava. Quem não se apaixona por ela, né?”.

A mudança de país veio acompanhada de uma série de desafios, entre eles, se adaptar aos hábitos culturais e conhecer pessoas novas. Mas Luiz criou uma rede de amigos que segue conectada até hoje. “Falar o mesmo idioma sempre ajuda”, ele ressalta, mas para manter a boa convivência “você também tem que respeitar as diferenças sociais e ser gentil com todos. É ser atencioso e escutar as pessoas ao seu redor.”

Estudantes no pátio da universidade da Espanha
Fazer um mestrado na Espanha é uma experiência enriquecedora no pessoal e no profissional.

O estágio obrigatório em uma empresa espanhola ampliou o conhecimento e o mestrado na Espanha acabou abrindo portas no Brasil. Por isso, Luiz não pensa duas vezes antes de recomendar a experiência. “Voltar da Europa não estava nos meus planos, mas eu tive uma oferta muito boa de emprego, graças ao mestrado em Barcelona, e acabei sendo contratado por uma empresa no Brasil. Sem dúvida, foi um grande bônus para a minha carreira profissional.”

Perguntas frequentes sobre o mestrado na Espanha

Separamos algumas perguntas frequentes dos nossos leitores para respondê-las neste artigo e esclarecer algumas dúvidas.

Posso trabalhar enquanto faço mestrado?

Sim. Quando você consegue o visto de estudante cedido pelo consulado espanhol, o mesmo lhe dá a permissão de trabalhar somente 20 horas por semana. Porém, considere que muitos cursos de mestrado na Espanha têm carga horária integral.

É preciso aprender espanhol para fazer um mestrado na Espanha?

Sim, se você optar por um curso em espanhol. Não, se você optar por um mestrado em inglês, muitas instituições de ensino oferecem cursos neste idioma. É possível que a instituição escolhida por você aplique um teste para saber qual o seu nível de inglês ou espanhol, ou exija documentação que comprove o seu nível do idioma.

Como covalidar o mestrado na Espanha?

Antes de voltar ao Brasil é muito importante que você autentique o seu diploma junto ao Ministerio de Educación ainda na Espanha. Na seção de serviços ao cidadão é possível consultar todos os detalhes sobre reconhecimento de firmas e legalização dos documentos universitários.

Quando voltar ao Brasil você poderá fazer a validação do diploma do mestrado na Espanha nas universidades públicas ou particulares que tenham programas de mestrado na mesma área de conhecimento e sejam reconhecidas e autorizadas pelo Sistema Nacional de Pós-Graduação (SNPG).

O Portal Carolina Bori unifica todos os pedidos de validação de diploma de mestrado emitidos no exterior. É só entrar com os seus dados e ver quais universidades estão com vagas e processos abertos para você seguir com o processo de homologação.

Como planejar o mestrado na Espanha?

Antes de iniciar um curso de mestrado, é preciso haver muito planejamento e pesquisa. Busque informações sobre o país e as regiões de interesse e pense no dinheiro a ser investido, não apenas o custo da instituição, do curso, mas outros gastos como acomodação/moradia, alimentação e visto, entre outros.

Para facilitar a sua pesquisa, a nossa equipe do Euro Dicas preparou o Ebook Como Morar na Espanha. Todos os passos para organizar sua viagem estão reunidos neste guia completo. Eu (Adriana) participei da revisão e quem me dera ter tido o material em mãos antes de planejar o meu mestrado e embarcar para a Espanha. Fica a dica!