Pensando em se mudar para a Espanha?

Conheça o nosso Ebook Como Morar na Espanha, um guia completo com tudo que precisa saber para preparar sua mudança para o país de forma segura, legal e tranquila! Faça seu planejamento com a segurança da melhor informação do nosso livro digital.

SABER MAIS →

Alguma vez você já se perguntou quais são as cidades mais caras da Espanha? Pode parecer uma pesquisa incomum, mas, normalmente, essas cidades são as que possuem melhor infraestrutura e, normalmente, os imóveis são maiores e mais bem conservados.

Se você pensa em morar na Espanha, pode ser interessante saber quais são essas cidades, vem comigo!

Quais as cidades mais caras da Espanha para viver?

Saber quais são as cidades mais caras da Espanha para viver não é uma tarefa fácil. São muitos fatores a serem considerados e alguns possuem mais relevância, como é o caso do preço dos imóveis.

Por isso, listamos um top 10 e vamos falar sobre os fatores que mais impactam no custo de vida em cada uma das cidades escolhidas.

10. Bilbao, País Basco

A nossa lista das cidades mais caras da Espanha começará com Bilbao, no país Basco. Esta é uma das regiões mais bonitas do país com excelentes opções de lazer e cultura, sem contar que, por ser uma cidade grande, possui uma boa oferta de emprego na Espanha.

Em contrapartida, Bilbao é uma das cidades mais caras da Espanha para fazer as compras do mês e possui preços elevados de aluguéis, com um custo que pode ultrapassar os 800 euros mensais para um imóvel de 2 quartos no centro da cidade.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →
Procura assessoria para morar na Espanha?

Para solicitar a sua cidadania espanhola, visto, documentos, validação de diploma ou acompanhamento jurídico recomendamos o Escritório Madeira da Costa. Agende a sua consultoria e mude para a Espanha com segurança e tranquilidade.

SABER MAIS →

Mas é claro que existem opções mais baratas, tanto para aluguel como para compra, quanto mais afastado do centro da cidade, menor o preço.

Bilbao na Espanha

Por ser uma cidade de fácil deslocamento e contar com a excelente rede de transporte público da Espanha, esta opção é viável e recomendável se você quer economizar. Porém, pesquise bastante antes, porque existem cidades dos arredores que podem ser mais caras, como é o caso da próxima cidade da nossa lista.

9. Getxo, País Basco

Getxo é uma pequena cidade localizada a pouco mais de 15 quilômetros do centro de Bilbao, em direção à costa. A comunicação entre elas é um ponto positivo já que há disponibilidade de Uber e Metrô. Assim, é possível chegar a Bilbao em apenas 20 minutos, viajando de carro, ou 40 minutos de metrô.

Em Getxo, fazer as compras de mês também é caro, tal como em Bilbao, e valor dos imóveis é, normalmente, mais elevado.

Getxo no País Basco Espanha

Entretanto, se você deseja morar no país Basco e não dispensa estar próximo do mar, percorra as ruas de Getxo para conhecer o local. Com uma cidade repleta de história e com o Golfo de Vizcaya como plano de fundo, você vai se encantar e pode até encontrar boas oportunidades de investimento.

8. Marbella, Málaga

Com uma Ampla oferta cultural, excelentes paisagens, praias de tirar o fôlego e uma vida noturna bastante ativa, vamos sair do Norte da Espanha e falar um pouco de uma cidade localizada no extremo sul da Península Ibérica, Marbella.

Esta cidade é encantadora e a lista das razões para escolher o sul da Espanha é interminável. Não é à toa que a região está repleta de pessoas que buscam tranquilidade e qualidade de vida, principalmente para quem deseja morar na Espanha como aposentado.

Marbella é uma das cidades mais caras da Espanha

Além disso, alta procura de estrangeiros visando a compra de imóveis na região contribui para que Marbella se posicione na oitava posição das cidades mais caras da Espanha.

Mas não é só isso, a cidade também recebe bastante turista no verão, o que faz com que os preços dos serviços aumentem consideravelmente neste período do ano.

7. Benahavís, Málaga

Saindo de Marbella e percorrendo 8 quilômetros em direção à Sierra de las Nieves, encontramos a sétima colocada no ranking das cidades mais caras da Espanha.

Benahavís é considerada por muitos como um condomínio de luxo, ao invés de uma cidade, dadas as suas proporções e o seu ar de exclusividade na Costa do Sol.

Com muitos campos de golf, essa pequena cidade malaguenha encanta a todos que a visitam, sendo também objetivo de muitos aposentados espanhóis e estrangeiros para viver na Espanha.

6. Pozuelo de Alarcón, Madrid

Já falamos de duas cidades no Norte e duas cidades no sul da Espanha, mas agora chegou a vez da região central, que também está presente no ranking das cidades mais caras da Espanha.

Pozuelo de Alarcón, localizada à oeste da capital espanhola, dentro da região metropolitana de Madrid é uma das cidades com maior renda per capita do país. Isso significa que aí você encontrará casas de luxo, mais segurança e uma excelente infraestrutura.

Além disso, a excelente comunicação com o centro de Madrid também é um fator que eleva o preço na região. Esta cidade é bastante segura, possui ótimos colégios, hospitais de referência e muitas áreas verdes.

5. Madrid

Por falar em Madrid, com mais de 3 milhões de habitantes, a terceira maior cidade da União Europeia ocupa, surpreendentemente, a quinta posição na nossa lista.

Estamos falando do maior PIB da Espanha. Madrid é uma cidade cosmopolita, com forte influência em assuntos econômicos, arte, ciência, música e vários outros campos. Esses fatores contribuem para que a capital espanhola seja considerada como uma das cidades mais caras da Espanha.

Madrid na Espanha

Muita gente pode pensar que Madrid e Barcelona se isolam na liderança desse ranking, mas, isso não é bem verdade e explico o porquê.

Se formos tomar como referência somente alguns fatores ou bairros isolados, provavelmente essas duas cidades estariam na liderança. Mas, o fato é que, Madrid, por ser uma cidade bastante grande e ser alvo de migrantes espanhóis e estrangeiros, que viajam em busca de empregos, melhores salários e oportunidades nas melhores universidades do país, possui muita oferta, com opções caras e baratas, dependendo da região, o que a faz cair um pouco no ranking.

Sendo assim, se você quer morar em Madrid, pesquise bem onde você vai morar. Apesar ser uma das cidades mais caras da Espanha, existem opções mais baratas.

Uma vantagem é que, por ser capital, há mais oferta de voos e a estação de Renfe é a mais movimentada do país, o que contribui para que os preços sejam mais baixos que em outras regiões da Espanha.

Saiba quais são as 10 profissões mais bem pagas na Espanha e salários médios.

4. Sitges, Barcelona

Deixando novamente a região central do país, vamos à Sitges, a Rainha do Glamour, que está presente também na nossa lista de melhores cidades pequenas da Espanha para viver.

Ultrapassando Madrid no ranking de cidades mais caras da Espanha, Sitges é um pequeno povoado no litoral sul de Barcelona e é um dos lugares preferidos de artistas e jogadores de futebol da região.

A cidade está localizada entre a montanha e o mar, sendo o local ideal para quem curte praia e natureza. Mas não pense que Sitges está isolada no mapa, você pode chegar em Barcelona em aproximadamente 30 minutos indo de carro, e há também opção de viajar de ônibus ou trem.

3. Barcelona

Chegamos à Barcelona, a segunda maior cidade espanhola, ocupando a posição de número 3 na nossa lista.

Aqui, o aluguel mensal de um apartamento pode custar, em média, 800 euros, em regiões mais distantes do centro da cidade. No entanto, se deseja morar em Barcelona, você pode encontrar um quarto em um apartamento compartilhado pagando menos.

Como capital da Catalunha é uma das cidades que mais recebe turistas na Espanha, o gasto com restaurantes pode ser bastante elevado, se comparado a outras regiões do país. Um simples café pode custar o dobro, ou mais, se comparado a cidades como Sevilha ou Granada.

Barcelona uma das cidades mais caras da Espanha

Entretanto, a infraestrutura na cidade é muito superior e uma grande vantagem de Barcelona é que oferece diversos meios de transporte, como bicicletas ou scooters elétricas, o que te dá mais opções de locomoção pela cidade.

Além disso, você terá opções de voos internacionais no aeroporto de Barcelona a preços mais em conta e com menos conexões.

2. Palma de Mallorca, Ilhas Baleares

É difícil entrar no TOP 2 das cidades mais caras da Espanha e não falar de Madrid ou Barcelona. Mas, como estamos considerando a média de preços, outras cidades acabam ganhando protagonismo, como é o caso de Palma de Mallorca, nas ilhas Baleares.

Pessoas do mundo inteiro, principalmente aposentados, buscam a região para viver. Isso faz com que o preço dos imóveis na capital das ilhas baleares seja um dos metros quadrados mais caros do país.

Palma de Mallorca Ilhas Baleares na Espanha

Além disso, segundo estudos da OCU (Organização de Consumidores e Usuários), Palma de Mallorca é a segunda cidade mais cara da Espanha para se fazer as compras de mês, perdendo apenas para Las Palmas de Gran Canaria.

Ainda assim, experimente tomar uma taça de vinho olhando para o céu estrelado de Palma em um dia de verão! Você entenderá porque as pessoas querem viver em Palma.

1. San Sebastián, País Basco

Finalmente chegando no topo da nossa lista das cidades mais caras da Espanha, vamos falar de San Sebastián, no país Basco.

Esta é uma das cidades com maior poder aquisitivo de toda a Espanha, devido ao salário médio de 1.860 euros. Mas, apesar dos trabalhadores possuírem uma excelente faixa salarial, um apartamento mobiliado pode custar entre 700 e 1.000 euros, dependendo da região.

Entretanto, o que coloca San Sebastián em primeiro lugar desta lista é o custo de compra de um imóvel. O metro quadrado, segundo informe do Portal Idealista, alcançou a marca de 4.913 euros em 2021. A boa notícia é que, para economizar, é possível alugar ou comprar um imóvel nos arredores e, assim, o custo pode cair bastante.

San Sebastian na Espanha

Donostia, como a cidade é chamada na língua local, possui belas praias e muitas áreas verdes, além de ter muita tradição na cozinha, proporcionando uma experiência gastronômica incrível.

Essa tradição na cozinha da capital da província de Guipúzcoa é retratada no ranking elaborado pela empresa britânica Caterwings sobre os melhores destinos gastronômicos do mundo. Você pode se surpreender, mas San Sebastián alcançou a pontuação máxima (8,09 pontos) e superou cidades como Tókio e Nova Iorque, ocupando a primeira posição.

Sem dúvida é um excelente investimento, principalmente para os amantes da natureza e da boa culinária.

Quanto custa viver nas cidades mais caras da Espanha?

Agora que já listamos as cidades mais caras da Espanha, vamos à outra etapa, saber a média dos principais custos em cada uma delas, conforme ilustrado na tabela a seguir:

Cidade Compra de imóveis Aluguel Transporte Público Compras de mês
Bilbao 3.037 €/m² 800 1,65 – 1,90 € 420 €
Getxo 3.155 €/m² 850 1,65 – 1,90 € 420 €
Marbella 3.185 €/m² 850 €/mês 1,18 € 400 €
Benahavís 3.429 €/m² 950 €/mês 400 €
Pozuelo de Alarcón 3.453 €/m² 1.000 €/mês 430 €
Madrid 3.613 €/m² 1.000 €/mês 1,50 – 2,00 € 430 €
Sitges 3.726 €/m² 850 €/mês 2,40 € 430 €
Barcelona 3.984 €/m² 950 €/mês 2,40 € 430 €
Palma de Mallorca 4.367 €/m² 950 €/mês 0,80 – 1,15 € 440 €
San Sebastián 4.913 €/m² 850 €/mês 1,85 – 2,50 € 420 €

No critério de compra de imóveis utilizamos como referência um dos maiores portais de anúncios de imóveis da Espanha, o Idealista. Cada ano, uma lista é publicada com os valores por metro quadrado de compra de imóveis nos principais municípios espanhóis.

No aluguel, os preços indicados se referem a um imóvel de 2 quartos com uma média de 65m² no centro de cada cidade.

Para o transporte público foi considerado o preço médio de uma viagem simples de ônibus, para efeito de comparação.

Por último, um tema que gera bastante curiosidade, quanto se gasta com supermercado na Espanha por mês nas cidades mais caras, tendo como base dados da Organização de Consumidores e Usuários.

Assim, podemos comparar minimamente os gastos entre estas cidades, mas devemos lembrar que existem muitas outras questões que formaram este nosso ranking, como o custo da energia elétrica, do abastecimento de água e gás, da gasolina, entre outros. Tudo isso deve ser ponderado ao calcular o seu próprio custo de vida na Espanha.

Alternativa às cidades mais caras espanholas

Uma dica para quem quer encontrar alternativas mais baratas às cidades mais caras da Espanha é buscar por uma cidade menor no entorno do local desejado.

Se você não conhece a Espanha, essas cidades menores, chamadas de Pueblos, são os pequenos municípios próximos dos grandes centros urbanos, que funcionam, na maioria dos casos, como cidades satélites.

Claro que algumas das cidades listadas já são cidades satélites, como é o caso da relação de Getxo com Bilbao, ou Sitges com Barcelona, por exemplo. Neste caso, busque por outros pueblos próximos que terão uma qualidade de vida similar a um preço mais em conta.

Mas atenção! Note se há uma boa comunicação do Pueblo com a cidade grande mais próxima, porque, caso contrário, pode haver a necessidade de comprar carro na Espanha, já que há uma relação de dependência.

Normalmente, na capital espanhola, a questão da comunicação não é um problema. Assim, se o seu desejo é morar em Madrid e pagar mais barato, você pode escolher cidades como El Pilar, ou Mirasierra, por exemplo.

Como dito anteriormente, Madrid possui bairros caríssimos, que se fossem considerados isoladamente, estariam no topo da lista, sem dúvidas, mas, por ser uma cidade grande, possui também opções mais em conta.

Outra das cidades mais caras da Espanha com muitas opções, é Barcelona. Uma boa alternativa, se você deseja morar na região e não pagar tão caro é buscar imóveis em Horta, La Sagrera, El Coll e El Clot.

Vale a pena morar nas cidades mais caras da Espanha?

As cidades mais caras da Espanha são também as cidades com maior infraestrutura, que abrigam as melhores universidades da Espanha e contam com maiores oportunidades de emprego.

Sem contar que os salários nestas cidades costumam ser mais altos que em outras regiões do país. É verdade que paga-se mais com aluguéis e o preço de venda dos imóveis são mais elevados. No entanto, as casas e apartamentos são melhores e mais espaçosos.

O preço de restaurantes também é um fator a considerar, mas é verdade que nas cidades mais caras da Espanha você encontrará os melhores pratos e ambientes mais organizados, como em San Sebastián, referência mundial no assunto.

Não é fácil decidir onde morar, são muitas questões a serem avaliadas. Por isso, recomendamos o nosso E-book Como Morar na Espanha, com tudo o que você precisa saber para realizar esse sonho sem surpresas ou imprevistos! Vale a pena e ajuda bastante no planejamento da mudança.