Morar na Espanha como aposentado: visto, requisitos, custos e mais

Espanha  / 

Se você está se aposentando ou planejando sua aposentadoria e sonha em morar na Europa, vamos te dar dicas de como conseguir realizar seu sonho de morar fora. A Espanha concede vistos para pessoas que tenham renda fixa e que queriam morar no país. Os brasileiros aposentados que queiram morar na Espanha e recebam o suficiente para se manter podem pedir o visto de aposentado. Se esse também é o seu desejo, confira o artigo abaixo com todas as informações para você morar na Espanha como aposentado.

Também descubra as melhores cidades para viver e quanto dinheiro é necessário para viver no país.

Visto para morar na Espanha como aposentado

A “Autorização de Residência Temporal Não Lucrativa” segue a lei Orgânica (4/2000) e fala sobre os Direitos e Liberdades dos Estrangeiros na Espanha. Este visto serve para pessoas que já tenham renda fixa (como a aposentadoria) e que não precisem trabalhar no país. Esse é o visto que você deve solicitar no consulado se desejar morar na Espanha como aposentado.

Precisa abrir uma conta bancária na Europa?

Você pode abrir a sua conta bancária grátis em 5 minutos e com toda a segurança no N26, um banco digital que funciona em toda a Europa.


O N26 não exige comprovação de rendimentos, você só precisa estar na Europa e ter seu passaporte em mãos.

ABRIR CONTA »

Autorização de residência não lucrativa

Primeiramente, saiba que, apesar de ser possível morar na Espanha como aposentado, é preciso cumprir algumas exigências. Nesse caso, a primeira providência é solicitar o visto denominado de Autorização de Residência Não Lucrativa.

Esse visto é destinado às pessoas que já possuem uma renda fixa, como é o caso dos aposentados, e que não precisem trabalhar para viver no país.

Onde solicitar o visto para morar na Espanha como aposentado?

O visto é solicitado em duas etapas, sendo que a primeira é realizada no Brasil diretamente no Consulado da Espanha. Há consulados em Brasília, Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador. O processo costuma demorar cerca de 90 dias.

A segunda etapa será feita em solo espanhol. Lá você deverá solicitar a renovação, já que o primeiro visto costuma ter validade de 90 dias. Assim, você receberá no país o visto válido por mais 1 ano, comprovando novamente os seus meios de subsistência.

Quem pode solicitar o visto?

  • Quem não for cidadão, nem familiar de alguém da União Europeia;
  • Quem não estiver irregular na Espanha;
  • Quem não tiver antecedentes criminais/penais na Espanha e em nenhum país;
  • Quem não tiver a entrada proibida no país, nem nos países que têm acordo com a Espanha;
  • Quem tiver dinheiro e meios de subsistência no país (inclusive dinheiro da passagem de volta para o Brasil);
  • Não ter voltado ao Brasil voluntariamente após ter vivido de forma ilegal na Espanha.

Documentos necessários para o visto

  • Formulário impresso e assinado com o pedido de Autorização (encontre o Formulário no site do gabinente de relações exteriores da Espanha);
  • Passaporte válido com pelo menos três meses de validade;
  • Certificado de antecedentes criminais (feito pelo site da Polícia Federal);
  • Comprovação de renda e fontes de renda (extratos bancários e comprovantes de aposentadoria);
  • Seguro médico para um ano;
  • Atestado médico afirmando que você está saudável e apto para viajar.

    Após ter todos os documentos em mãos, eles devem ser autenticados pelo Consulado Espanhol no Brasil. Os valores ficam em 70€ (pedido do visto 60€ e autorização de residência 10€).

    Período de análise

    O período de análise do seu pedido é de três meses. Se você tiver o visto aprovado, você terá um mês para ir retirá-lo no Consulado em que fez o processo.

    Após a autorização concedida, o brasileiro terá três meses para embarcar para a Espanha.

    Renovação da autorização de residência

    A autorização de residência tem duração de um ano e você poderá solicitar a renovação na própria Espanha antes do vencimento. O aposentado também poderá pedir a autorização para que familiares viajem junto através do Agrupamento Familiar. Lembrando que é necessário ter meios de subsistência para todos.

    Precisa enviar dinheiro para outro país?

    Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é o Remessa Online.


    No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »

    Quanto é necessário ter de renda para morar na Espanha como aposentado?

    Como você deve imaginar, não é qualquer pessoa que terá a sua renda aprovada para receber o visto e morar na Espanha como aposentado.

    Para isso, a renda correspondente ao período de permanência na Espanha deverá ser equivalente a 40% do Indicador Público de Renta de Efectos Múltiples (IPREM). Ainda, é preciso considerar um adicional de 532€ para cada familiar que viva em conjunto.

    Acordo bilateral do INSS

    Segundo a Lei 13315/2017 art. 7º, brasileiros que moram fora do país estão sujeitos à incidência de 25% do imposto de renda na fonte. Porém, graças ao acordo bilateral entre Brasil e Espanha referente à Previdência Social, o desconto não é aplicado.

    Espanha: melhores lugares para viver

    Para quem deseja morar na Espanha como aposentado, há muitas opções de lugares para se viver no país. Obviamente, grandes cidades como Barcelona e Madrid são mais atrativas, porém, também mais caras. Por isso, é importante buscar alternativas, principalmente para quem procura uma cidade mais tranquila e econômica.

    Uma das opções mais interessantes é Málaga, uma cidade com ótima qualidade de vida. Além disso, os seus valores são muito mais acessíveis do que Barcelona e Madrid. Sevilha também é outra opção de cidade para quem busca infraestrutura com preços mais acessíveis de moradias.

    Para você entender melhor, a costa sul da Espanha tem um clima mais agradável e praias lindíssimas. Já no norte, apesar de também haver praias, o clima é bem mais frio, inclusive com neve e muitas montanhas. Portanto, a escolha dependerá muito do perfil da pessoa.

    Já tem uma cidade preferida? Leia nosso artigo sobre morar em Madrid, morar em Barcelona e morar em Sevilha e veja nossa avaliação da vida em cada uma dessas cidades espanholas.

    Custo de vida para morar na Espanha como aposentado

    Conforme você já percebeu, há cidades onde é possível gastar mais ou menos, dependendo também do seu estilo de vida. Por isso, quem está se organizando para essa mudança, deve fazer uma boa pesquisa sobre o custo de vida na Espanha.

    De acordo com o site Numbeo, que calcula o custo de vida em diversas cidades do mundo baseado em informações dos usuários, é possível ter uma média de custo de vida em Madrid. Uma pessoa sozinha gastaria cerca de 644,52€ mensais, sem o valor da moradia. Já com o aluguel de um apartamento de um quarto no centro da cidade, o valor subiria para 1.542,10€.

    Para ter uma ideia, esse valor cai para 1.183,56€ em Sevilha, já incluso o valor do aluguel de um apartamento de 1 quarto no centro da cidade. Se formos considerar uma moradia com as mesmas características fora do centro, o custo de vida pode ficar ainda mais barato, em torno de 1.013€.

    Atividades de lazer

    A Espanha é um país muito conhecido pela sua cultura. De fato, os espanhóis amam arte, música e, principalmente, eventos ao ar livre.

    Portanto, se você busca morar na Espanha como aposentado, prepare-se. Em geral, a Espanha é um país repleto de cidades históricas e cultura medieval preservadas até hoje.

    Por outro lado, Madrid e Barcelona são cidades mais modernas e que abrigam vários eventos de música e exposições artísticas. Nessas cidades é possível apreciar obras de Picasso, Salvador Dalí e Joan Miró.

    Mas é claro que há muito mais no país, como as praias belíssimas. Você pode visitar a badalada Ibiza ou então lugares paradisíacos como Tenerife e Alicante.

    Confira nosso artigo completo sobre a cultura e tradições espanholas.

    Segurança

    Apesar de ter sofrido muito com a crise econômica mundial da última década, a segurança na Espanha é garantida à população.

    Como transferir dinheiro para a Espanha?

    Se você está preocupado em como poderá enviar a sua aposentadoria para a Espanha, não se preocupe. Atualmente, há formas muito simples e rápidas de realizar as suas transferências por meio de correspondentes cambiais, como o Remessa Online e a TransferWise.

    As duas plataformas permitem que você transfira dinheiro de uma conta brasileira para uma conta bancária na Espanha. Ou seja, o primeiro passo no país estrangeiro será providenciar uma conta em um banco local.

    O Remessa Online permite enviar até R$ 65 mil por ano e o dinheiro está disponível no máximo em 48h, na maioria dos casos.

    A Transferwise funciona de forma semelhante. O dinheiro é disponibilizado na conta do beneficiário em algumas horas até três dias úteis, dependendo do país de destino e da modalidade de pagamento. Além disso, com a TransferWise você pode enviar até R$ 9 mil mensais na modalidade boleto bancário ou R$ 30 mil por TED.

    dicas para morar na espanha como aposentado

    Imóveis na Espanha

    Para quem deseja comprar um imóvel na Espanha, é preciso muita pesquisa. Novamente, há diferença entre comprar um imóvel em cidades grandes ou em cidades pequenas.

    Segundo o site Numbeo, o valor para o metro quadrado de um apartamento em Madrid fora do centro da cidade é de 2.775€. Em Málaga, esse valor reduz para 1.725€.

    Vale a pena morar na Espanha como aposentado?

    Saber se você se vai adaptar a um país ou não nem sempre é fácil. Na verdade isso depende muito do seu perfil, e se você tem dúvidas, o melhor mesmo é fazer pelo menos uma visita longa ao país e conhecer as principais cidades onde você gostaria de morar. Assim você será mais fácil você entender se iria gostar de lá morar na Espanha como aposentado ou não.

    Veja as vantagens e desvantagens de morar na Espanha neste artigo.

    Razões para morar na Espanha

    Entretanto, vale a pena considerar que a Espanha é um país seguro, com muitas razões que fazem desse destino um dos melhores para passar a aposentadoria. O custo de vida não é elevado, pelo menos quando comparado com a Alemanha ou Noruega, por exemplo.

    Clima é bom

    O clima na Espanha é bom, especialmente no verão, que faz muito calor. No entanto, o inverno é bem diferente do que estamos acostumados no Brasil, dependendo da região pode até nevar, mas não é tão rigoroso assim.

    Outros benefícios

    A Espanha tem também ótimos vinhos, praias, monumentos, museus, boas ligações aéras, transporte público eficiente, montanhas, enfim, são muitas as razões para você levar em consideração a Espanha como um lugar para morar.

    Razões para não morar na Espanha

    A  língua poderia ser a principal razão para não morar na Espanha como aposentado. Apesar de haver semelhanças entre o espanhol e português, a verdade é que esses dois idiomas são diferentes e pode levar tempo para você se acostumar a língua castelhana.

    Outro quesito que incomoda quem quer vir morar na Espanha é o preço da moradia, especialmente em destinos populares ou cidades grandes como Barcelona e Madrid. Nos últimos anos, especialmente devido ao turismo, o preço das casas e dos aluguéis subiram muito.

    Se você está determinado a passar sua aposentadoria em outros países, veja nosso guia completo com tudo o que você precisa fazer e organizar para fazer essa mudança.

    Nossa opinião

    Se você já trabalhou muito, procura um país seguro e com boa qualidade de vida para aproveitar a aposentadoria, deve, sim, cogitar mudar-se para a Espanha, o país possui excelentes cidades para morar depois de se aposentar.

    Vale ressaltar que o acordo com o Brasil referente ao INSS é sem dúvida um facilitador para os brasileiros. Portanto, pesquise bastante e explore as suas possibilidades de morar na Espanha como aposentado.

    Nunca é demais lembrar que para entrar na Espanha – seja para morar ou para turismo – é obrigatório apresentar um seguro viagem na imigração, ainda no aeroporto. Saiba tudo sobre o seguro viagem Europa, entenda a cobertura mínima obrigatória e veja onde cotar o seu ao menor preço.

    Em destaque no Euro Dicas
    • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

      Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

      COTAR SEGURO »
    • Precisa enviar dinheiro para outro país?

      A nossa plataforma preferida é o Remessa Online. No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

      VER COTAÇÃO »
    • Pensando em morar em Portugal?

      Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

      RECEBER AMOSTRA »
    COMPARTILHE
    Autores

    Andrea é uma jornalista curitibana que uniu a paixão pela profissão e pelas viagens e fez disso sua vida. Viajou por todos os cantos do Brasil e também se aventurou pelos Estados Unidos, África e Ásia. Ao lado do filho e do marido foi morar no Sri Lanka e no Vietnã. Desde 2018 vive na Inglaterra e divide seu tempo entre a produção de conteúdo e os passeios pelo Reino Unido.

    Amanda é brasileira, jornalista, mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Mora desde 2014 em Portugal. Escreve para seu site Vagas pelo Mundo sobre oportunidades de emprego, a experiência de morar fora, bolsas de estudo e vistos para morar no exterior.