Que tal arrumar as malas e fazer um intercâmbio na Espanha? O país europeu, conhecido pelo ensino de qualidade, localização privilegiada na Europa e custo de vida mais acessível, é um dos destinos favoritos não só dos turistas, mas também dos estudantes brasileiros.

Se a intenção é aprender ou aperfeiçoar o idioma, fazer o ensino médio ou uma graduação, não faltam opções. Nesse artigo vamos dar dicas de cursos, bolsas de estudos e documentação necessária. E quem sabe, a partir dessa leitura, você se anima e começa a planejar a sua viagem.

Como fazer um intercâmbio na Espanha?

Antes de arrumar as malas e viajar para a Espanha é necessária uma preparação prévia. O ponto de partida são os motivos e expectativas que levam você a buscar um intercâmbio.

O processo, no entanto, também depende de quanto tempo você tem disponível para a viagem e as suas condições financeiras. Além dos gastos com o curso, ainda é preciso se familiarizar com outras despesas para o período, que vão da acomodação à alimentação e transporte.

Há dois caminhos para quem quer viver essa experiência: contratar o serviço por meio de agências especializadas em planos de intercâmbio ou fazer tudo por conta própria. Mais a frente vamos falar mais sobre esse assunto.

É bom lembrar que a oportunidade de fazer um intercâmbio na Espanha é incrível, porém exige muita organização, responsabilidade e, principalmente, muita pesquisa para fazer as melhores escolhas. O importante é que você selecione aquela escola ou universidade que mais se adequa ao seu objetivo e às suas prioridades.

Principais tipos de intercâmbio na Espanha

Hoje os tipos de intercâmbio na Espanha são os mais variados possíveis, o que permite que você escolha exatamente aquilo que busca. Mas essencialmente, os programas podem ser divididos em algumas categorias como: idiomas,  ensino médio e graduação.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →

1. Intercâmbio para aprimorar o idioma

O aprendizado de idiomas é a modalidade mais popular do intercâmbio na Espanha. Geralmente, existem escolas especializadas nesse tipo de curso, que recebem pessoas de várias partes do mundo. Para quem está começando do básico, o mais recomendado é o programa de um ano. Caso já tenha um bom nível de conhecimento, os intercâmbios de um a seis meses podem ser suficientes.

Na Espanha, destacam-se as Escuelas Oficiales de Idiomas (EOI). Atualmente existem mais de 400 centros públicos subsidiados pelo governo que se dedicam exclusivamente ao ensino de línguas estrangeiras e de espanhol. Já as escolas de idiomas tradicionais, que são privadas, também estão disponíveis no país.

Existem muitas opções, mas o ideal é conferir a lista de instituições credenciadas pelo Instituto Cervantes e que são membros da FEDELE, a Federação das Escolas de Espanhol da Espanha.

Na página oficial do Ministerio da Educación Y Formación Professional você vai encontrar cursos de espanhol para estrangeiros de curta e longa duração.

Melhores instituições para o intercâmbio

Também é possível estudar espanhol em algumas das melhores universidades do país. Selecionamos algumas instituições para você ter uma ideia:

  • Universidad Autònoma de Barcelona  – oferece cursos anuais de Língua Espanhola que custam 2.402 euros, cursos trimestrais por 1.311 euros e também cursos de quatro semanas por 494 euros para aqueles que desejam aproveitar umas férias na cidade para estudar o idioma;
  • Universidad de Salamanca  – possui cursos de três semanas, mensal e trimestral de Língua e Cultura Espanhola para estrangeiros. O programa mensal em novembro de 2021, por exemplo, custa 705 euros / 3 horas por dia, 860 euros / 4 horas por dia e 1.015 euros / 5 horas por dia. As aulas de espanhol são para pequenos grupos e o curso inclui visitas à cidade e sessões de cinema, entre outros;
  • Universidad de La Rioja – oferece cursos mensais, trimestrais, semestrais e anuais de Língua e Cultura Espanhola. O programa mensal em janeiro de 2022, por exemplo, custa 445 euros / 45 horas e 605 euros / 60 horas.

2. Intercâmbio no ensino médio

Além do intercâmbio que tem como principal objetivo o aprendizado de um novo idioma, também é possível cursar o ensino médio na Espanha. Mas é preciso levar em conta que o ano escolar é diferente do Brasil já que começa em setembro e termina em junho.

Há várias agências que organizam esse tipo de intercâmbio e a acomodação pode ser em casa de família ou em uma residência dentro do próprio campus da escola. Os espanhóis são muito amigáveis e isso torna mais fácil a adaptação ao país.

3. Intercâmbio na faculdade

A Espanha tem tradição no ensino superior. O país conta com 12 universidades entre as 500 melhores do mundo, segundo o QS World University Ranking 2021.

Cada instituição espanhola tem o seu critério para admitir alunos estrangeiros, mas como regra geral os estudantes brasileiros precisam obter a homologação do seu diploma de ensino médio em uma Embaixada da Espanha no Brasil.

Quanto custa o intercâmbio na Espanha

Se ingressar em uma faculdade na Espanha é o seu objetivo, vale a pena conferir o site oficial da Universidade Nacional de Ensino a Distância (UNED Assis), que é um ponto de referência para estudar no país.

Quanto custa um intercâmbio na Espanha?

Quanto custa um intercâmbio na Espanha é uma das principais perguntas antes de decidir fazer uma viagem para estudar no exterior já que há diversos gastos envolvidos: curso, passagem aérea, estadia e refeições, entre outros.

Para te ajudar nos cálculos, fizemos algumas simulações de pacotes de intercâmbio em agências especializadas. O valor vai variar de acordo com a cidade e o tipo de curso escolhido.

S7 Intercâmbio

Para aprender espanhol, a S7 Intercâmbio oferece pacotes nas cidades de Barcelona, Madrid, Sevilha, Valência, Málaga, Cádis, Salamanca e Tenerife. O curso intensivo de quatro semanas em Barcelona, com acomodação em apartamento compartilhado, sai por R$ 9.278 (sem a passagem aérea).

Outra opção disponível é o curso em que você aperfeiçoa o espanhol e ainda aprende a preparar pratos típicos da culinária mediterrânea. As aulas, com duração de duas semanas, acontecem na cidade de Málaga custa R$ 5.208 e não tem hospedagem incluída. A pesquisa foi feita no dia 02 de agosto de 2021.

A S7 Intercâmbio tem um pacote para o bacharelado em Negócios Digitais, Design & Inovação, na EU Business School (EU), uma escola de negócios de alto nível internacional. O curso, no campus da cidade de Barcelona, tem duração de 3 anos e o valor para um semestre, sem passagem aérea e sem hospedagem, é de R$ 43.133.

Student Travel Bureau

Para cursar o ensino médio na Espanha utilizamos o site do Student Travel Bureau. Um semestre de estudos em uma escola para alunos de 14 a 17 anos custa a partir de 9.063 euros.  Além de estar na idade adequada, o candidato, na maioria dos casos, deve ter pelo menos conhecimento intermediário do idioma local e boas notas escolares.

Pelas Universidades da Espanha

Com relação às universidades, a Espanha é diferente do Brasil. Aqui até mesmo as instituições públicas são pagas no ato da matrícula com base na quantidade de créditos a serem cursados. O valor médio varia entre 821€ e 1.302€/ano, segundo o Ministerio de Educación, Cultura y Deporte (MECD).

Bolsas de estudo para fazer intercâmbio na Espanha

Se você quer estudar na Espanha, mas o orçamento está apertado não se preocupe. A solução pode vir por meio de uma bolsa de estudos. Existem várias opções disponíveis tanto para cursos de espanhol quanto para formações de longa duração, como mostraremos a seguir.

Instituições como o Banco Santander e Fundação Botín, por exemplo, publicam todos os anos editais com bolsas para brasileiros.

Bolsa do Banco Santander

O banco espanhol Santander oferece dois tipos de bolsas de estudos para brasileiros.

O Programa Ibero-Americanas seleciona alunos de universidades para estudar até um semestre fora do Brasil. A bolsa contempla o equivalente a 2.300€ para os gastos com taxas cobradas pela instituição de ensino, transporte, hospedagem e alimentação durante a estadia no exterior. Mas só podem participar estudantes de universidades brasileiras conveniadas.

Já o programa Top España é para quem quer aprender espanhol e fazer uma imersão na cultura do país. O curso tem duração de três semanas e é realizado na Universidade de Salamanca, uma das mais antigas e tradicionais da Europa. Na última edição a bolsa incluía um montante de R$ 14.000, além de alojamento, matrícula, transportes e curso;

Bolsa da Fundación Botín

A Fundación Botín tem um Programa de Fortalecimento da Função Pública na América Latina e seleciona jovens universitários. As bolsas de estudos são destinadas à formação e pesquisa nas áreas de Artes e Cultura, Educação, Ciência e Políticas Públicas;

Bolsa da Fundación Carolina

A Fundación Carolina foi criada por iniciativa do governo espanhol para estimular as relações culturais e a cooperação nas áreas educativa e científica entre a Espanha e o resto do mundo, especialmente entre os países da comunidade ibero-americana.

A instituição mantém um programa permanente de bolsas de estudos no país e oferece cursos de um mês (de verão), especialização, mestrado e doutorado.

Há oportunidades em diversas áreas, como artes, economia, direito, ciências da saúde, ciências básicas e tecnologia.

Bolsa do Instituto Cervantes

O Instituto Cervantes também concede bolsas para estudantes interessados em aperfeiçoar o espanhol na Espanha. Elas podem cobrir o valor do curso de maneira parcial ou integral.

As notícias são divulgadas no site oficial e na página do Instituto Cervantes no Facebook.

Além das instituições acima mencionadas, algumas Universidades na Espanha também oferecem bolsas de estudos, entre elas: Universidad Complutense de Madrid, Universidad de Salamanca, Universidad de La Rioja, Universidad Valladolid, IESE e ESADE.

O que e preciso para fazer um intercâmbio na Espanha?

Para que tudo corra bem e você consiga fazer um intercâmbio na Espanha o processo precisa ser organizado. Duas etapas são muito importantes: o visto de estudante e a reserva financeira.

Visto de estudante

Para fazer um intercâmbio na Espanha de mais de 90 dias os brasileiros precisam do visto de estudante.

O pedido deve ser feito ainda no Brasil, junto ao Consulado espanhol mais perto da sua residência, após a matrícula na instituição de ensino espanhola. São necessários os seguintes documentos:

  • Formulário de solicitação de visto;
  • Documento original de admissão do centro de ensino;
  • Passaporte válido até pelo menos 6 meses;
  • 1 foto 3×4 recente, colorida e com fundo branco;
  • Comprovante de residência e título de eleitor;
  • Diploma e histórico acadêmico apostilados;
  • Comprovantes financeiros para atestar a disponibilidade de meios suficientes para a sua estadia na Espanha;
  • Seguro médico de viagem;
  • Pagamento das taxas específicas;
  • Atestado médico;
  • Certidão de Antecedentes Criminais.

Reserva financeira

Para muita gente fazer um intercâmbio na Espanha pode ser o maior projeto de vida até então, por isso, além de fazer muita pesquisa e planejamento para a execução do plano, é preciso pensar na reserva financeira.

O ideal é elaborar uma planilha com todos os custos envolvidos para evitar dores de cabeça, deixar um dinheiro extra reservado para os eventuais imprevistos e, assim, poder ter mais tranquilidade durante o seu período no exterior. Então, o quanto antes você iniciar esse projeto, mais tempo terá para fazer uma reserva financeira.

Melhores cidades para intercâmbio na Espanha

Quando se decide por fazer um intercâmbio, o local de destino é uma das principais decisões a serem tomadas. Com tantas cidades espanholas disponíveis e com características tão distintas, é importante realizar uma pesquisa para saber qual delas está mais de acordo com o seu perfil e expectativas.

Intercâmbio em Barcelona

Madrid e Barcelona têm 7 universidades entre as 300 melhores do mundo, segundo o QS World University Rankings 2021. As duas cidades estão entre os destinos mais procurados pelos estudantes que fazem intercâmbio na Espanha junto com Valência, Sevilha e Salamanca.

  • Madrid: a capital da Espanha e concentra diversas instituições renomadas, além de ter uma intensa vida cultural e noturna. Viver na cidade é o sonho de muitos estudantes, porém o custo de vida em Madrid é o mais alto do país;
  • Barcelona: a segunda maior cidade do país também tem uma grande oferta de cursos para quem quer fazer um intercâmbio na Espanha. Além disso, morar em Barcelona é uma delícia. Sou suspeita para falar, mas a capital da Catalunha tem praia, montanha, um clima mais ameno no inverno e diversas atrações culturais;
  • Valência: a terceira maior cidade espanhola é a terra da paella valenciana e de alguns dos edifícios mais espetaculares criados pelo famoso arquiteto Santiago Calatrava – um deles a Cidade das Artes. Morar em Valência pode ser uma ótima opção já que ela possui o típico clima mediterrâneo, bastante agradável, e tem um custo de vida relativamente barato;
  • Sevilha: para quem busca um mergulho no estereótipo espanhol (touradas, dançarinas de flamenco ou uma tasca barulhenta), Sevilha é o lugar. A capital da Andaluzia e porta de entrada para o sul do país também tem um custo de vida mais em conta do que Madrid e Barcelona;
  • Salamanca: pensa em um lugar histórico, cosmopolita e que atrai estudantes de todo o mundo. Não é a toa que Salamanca é considerada a principal cidade universitária do país. Além disso, a  Universidad de Salamanca é a terceira faculdade mais antiga de toda a Europa.

Vale a pena contratar uma agência de intercâmbio ou fazer por conta própria?

Organizar uma viagem de intercambio realmente não é uma tarefa fácil, por isso, vale a pena buscar a orientação de um profissional quem tem experiência. Ele vai analisar o seu perfil e orçamento e poderá ajudar a planejar a viagem nos mínimos detalhes.

Uma outra vantagem é que uma agência especializada em intercâmbio vai cuidar de toda a parte burocrática (que não é pequena!) já que ela será a ponte entre você e a escola. Mas cuidado! Pesquise na internet sobre as empresas e procure referências com quem já utilizou os serviços para que você tenha a melhor experiência possível.

Vale a pena fazer intercâmbio na Espanha?

Se você ainda tem dúvidas se deve ou não fazer um intercâmbio na Espanha, a nossa dica é: vai! Não é despesa, é investimento. Além da aprendizagem de um novo idioma, estudar no exterior significa conviver com uma nova cultura, conhecer gente de diferentes nacionalidades e modificar a forma de compreender o mundo.

O intercâmbio pode trazer para a sua vida uma mudança incrível, seja no âmbito pessoal ou profissional. O mercado de trabalho valoriza muito a experiência adquirida durante um intercâmbio e ter essa vivência no currículo será um grande diferencial.

Quanto mais cedo você tomar a decisão, mais tempo terá para pesquisar, fazer as escolhas certas e preparar a documentação necessária.

Se fazer um intercâmbio na Espanha é o seu objetivo você também precisa conhecer o nosso Ebook Como Morar na Espanha. Ele é um guia completo e um grande aliado na hora de planejar a sua mudança. São quase 300 páginas de conteúdo com todos os passos que você precisa seguir para estudar no país ibérico. Confere, vale a pena!