Se você está pensando em morar em Sevilha, saiba que a capital andaluza é um dos destinos mais procurados da Espanha. Segurança, animação e preços baixos atraem pessoas do mundo inteiro em busca de qualidade de vida. Gostou? Fique conosco até o final e conheça um pouco mais sobre a maior cidade do sul da Espanha.

Como é morar em Sevilha?

Para mim, Diogo, Sevilha é uma das cidades mais bonitas do mundo (ou do universo, como diria um sevilhano). A Catedral, a Giralda, o Real Alcázar, a Torre del Oro, a Plaza de Espanha, o rio Guadalquivir e muitos outros pontos, fazem da cidade um local apaixonante.

Mas a beleza de Sevilha não está somente nos monumentos, está também no povo! Animação é a característica principal do andaluz e eu acredito que nós, latinos, herdamos essa característica deles. Dificilmente encontrará um povo tão animado na Europa, que goste de falar alto como nós e fazer novas amizades.

Visite a cidade e você verá que não é à toa que dizem que Sevilha é uma cidade que “vive na rua”: seja qual for o dia da semana, as ruas estarão sempre cheias de gente confraternizando ou caminhando pelas margens do rio.

Como a cidade está organizada geograficamente?

Antes de falarmos nos custos de morar em Sevilha, é importante entender a organização da cidade. Isso porque, Sevilha, capital da Província homônima, está cercada de pequenos povoados muito bem conectados entre si, algo que não é tão comum na Espanha.

Normalmente, os pueblos, ou as cidades satélites, estão mais deslocados e não possuem conexões tão bem elaboradas e fáceis de utilizar como em Sevilha.

Um exemplo disto é que a rede de metrô da cidade alcança outros 3 povoados vizinhos, que são: Dos Hermanas, San Juan de Aznalfarache e Mairena del Aljarafe.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Procura assessoria para morar na Espanha?

Para solicitar a sua cidadania espanhola, visto, documentos, validação de diploma ou acompanhamento jurídico recomendamos o Escritório Madeira da Costa. Agende a sua consultoria e mude para a Espanha com segurança e tranquilidade.

SABER MAIS →

Assim, se você quer morar em Sevilha, poderá escolher entre a capital ou essas cidades próximas.

Quanto custa viver em Sevilha?

De uma forma geral, o preço do aluguel, as contas da casa e as compras de mês, são bastante acessíveis, assim como outras despesas do dia a dia, como restaurantes, cinema, etc.

Catedral de Sevilha, na Espanha
Diogo, brasileiro que vive em Sevilha,  em frente a Catedral da cidade. Foto: arquivo pessoal.

Mas, para deixar mais claro, vamos falar um pouco de cada um dos principais gastos de quem quer morar em Sevilha.

Custos de aluguel e da casa

A busca por aluguel nas cidades andaluzas por brasileiros é considerável, já que as cidades do sul possuem uma excelente infraestrutura, um bom clima e preços mais baixos que a maioria das capitais espanholas.

Mas, ainda assim, você pode se decepcionar se não souber onde buscar quando for morar em Sevilha, já que também existem zonas bastante caras.

Portanto, se você está com os dias contados para chegar em Sevilha e procurando fechar o seu primeiro contrato de aluguel na cidade, sugerimos que você procure por plataformas de aluguel fácil e seguro como a Uniplaces, por onde você pode encontrar e reservar quartos, apartamentos e residência. Melhor já ir com um teto garantido e por preços mais em conta do que os valores praticados por bons hotéis e alojamentos locais, né?

A Uniplaces têm ofertas em toda a Europa — além de Oceania e Américas — e, além de ser um serviço de total confiança do Euro Dicas, também 15% de desconto na taxa de reserva da plataforma para leitores: é só usar o cupom UP15EURODICAS para aproveitar.

Bairros de Sevilha

Segundo informe do Portal Idealista, a média do aluguel em julho de 2023 na cidade de Sevilha é de 10,8€/m².

Entre os distritos mais caros estão: Centro (11,9€/m²), Los Remedios (11,5€/m²), Triana (11,3€/m²) e Nervión (11,1€/m²). Por outro lado, os distritos mais baratos da cidade são: Bellavista (9,2€/m²), Cerro Amate (8,9€/m²) e Macarena (10€/m²).

Pequenas cidades no entorno de Sevilha

Por outro lado, viver em um povoado pode custar muito menos. Em Dos Hermanas, cidade vizinha, localizada ao sul de Sevilha a média do aluguel considerando o mesmo período é de 7,9€/m².

Outras localidades também possuem a vantagem em relação ao preço como, por exemplo, Camas (8,1€/m²), Mairena del Aljarafe (8,3€/m²) e Montequinto (8,5€/m²).

Seja qual for a sua escolha, considere sempre uma despesa com aluguel que não ultrapasse a margem de 30% a 35% dos seus recursos disponíveis mensalmente.

É importante também ressaltar que os valores finais variam conforme a metragem quadrada, o tipo de imóvel, a localização, a quantidade de quartos e banheiros, entre outras questões.

No canal do Youtube Nossa Vizinha Espanha, a brasileira Nathalia conta detalhes sobre sua vida no país. Ela morou em Sevilha e fez esse vídeo bacana contando os valores de aluguel na cidade (e arredores). O vídeo é de 2022, mas é possível ter uma boa noção dos preços na (belíssima) cidade.

Custos de contas da casa em Sevilha

Outro tema importante quando falamos em custo de vida na Espanha, são as contas da casa. Se você vai morar em Sevilha e não sabe quanto gastará com água, luz, telefone e internet, preste atenção nestas dicas, que estão baseadas na minha própria experiência, já que eu vivo em Sevilha.

A fim de organizar as informações, vamos tratar de cada tema separadamente, ou seja, falaremos do fornecimento de energia elétrica, abastecimento de água e, logo, dos serviços de telecomunicações (internet, telefone e TV a cabo).

Fornecimento de Energia Elétrica

Na Espanha existem muitos provedores de energia elétrica, com empresas públicas e privadas atuando no setor.

Contudo, o importante para nós é saber diferenciar os tipos de tarifas impostas por cada uma delas e, para isso, precisamos entender o que é o mercado regulado e o mercado livre.

No mercado regulado, estão presentes as empresas estatais, que possuem os seus preços regulados pelo governo. Em algumas ocasiões, o mercado regulado pode não ser vantajoso, porque os preços variam dependendo da hora de consumo. A faixa horária mais barata, hoje, é na madrugada e os mais caros são durante a manhã e a noite, o que acaba sendo uma opção inviável para quem precisa trabalhar de casa e usar energia elétrica nos horários de pico, por exemplo.

Já no mercado livre estão todas as empresas privadas e você tem mais flexibilidade, podendo escolher entre contratar tarifas variáveis conforme as regras do mercado regulado, ou uma tarifa fixa, para todo o dia. Além disso, uma grande vantagem é que neste tipo de mercado, há melhores ofertas, já que as empresas concorrem para oferecer os melhores preços e captar mais clientes, o que não acontece no mercado regulado.

No meu caso, o consumo médio mensal de um casal através do mercado livre, é de aproximadamente 60 €/mês.

Abastecimento de Água e Saneamento Básico

Ao contrário de como ocorre com o abastecimento de energia, a gestão do ciclo de águas na Espanha é gerenciado por empresas públicas. Portanto, o abastecimento da sua residência dependerá da região onde você alugue um imóvel para morar em Sevilha.

Na capital, o abastecimento é realizado pela Emasesa (Empresa Metropolitana de Abastecimento e Saneamento de Águas de Sevilha). Mas, se você escolher morar em um povoado, como Mairena del Aljarafe, Tomares, Gines ou outro da região do Aljarafe, à oeste da capital sevilhana, o abastecimento será gerenciado pela Aljarafesa.

No sul da Espanha, pela escassez de chuvas durante o ano, você pagará mais do que em outras regiões. Para um casal, o custo médio mensal será de aproximadamente 55€ a 65€/mês, dependendo do seu consumo, claro.

Para efeito de comparação com o custo de vida em Madrid, o gasto médio é de aproximadamente 60€ a cada 2 meses.

Serviços de Telecomunicações

O último item dos principais gastos com a casa para quem vai morar em Sevilha pode ser dividido em 3 serviços fornecidos por empresas de telecomunicações, que são telefone, internet em casa e TV a cabo.

As maiores empresas do ramo, na atualidade, são Movistar, Orange e Vodafone, mas você poderá também contratar os serviços da Másmóvil, Yoigo, Lowi, Jazztel, Pepephone ou outra que se adeque melhor às suas condições.

Sobre os valores, abaixo temos uma exemplificação do preço médio de cada serviço, que pode variar conforme empresa e bairro. Os dados são do Numbeo, banco de dados sobre custo de vida ao redor do mundo.

Serviço Preço médio
Plano de celular 20€/mês
Internet em casa + TV a cabo 34€/mês

Custos de transporte

Em termos gerais, Sevilha é uma cidade muito bem organizada no que diz respeito ao transporte público na Espanha. Você terá a opção de utilizar a rede de ônibus, trem, transvia (VLT) ou metrô e, para explicar de forma mais clara, vamos falar de cada um separadamente.

Rede de ônibus na cidade de Sevilha

Os ônibus de Sevilha são bastante confortáveis, fazendo boas conexões na cidade. O preço de uma viagem simples é de 1,40€. Entretanto, se você comprar a Tarjeta Multiviaje, pagará 0,76€ por viagem.

Vale ressaltar, porém, que de janeiro a junho de 2023, o preço da Tarjeta Multiviaje teve uma redução de 50% do preço original e cada viagem estava custando 0,38€. Até a atualização deste artigo, não haviam informações sobre a continuidade desse desconto.

Rede de ônibus interurbanos

Além das excelentes conexões dentro da cidade, Sevilha possui uma boa conexão com as cidades próximas, sendo possível viajar em um ônibus super confortável a um preço excelente.

Para usar esse tipo de transporte, de acordo com o Consorcio de Transporte Metropolitano del Área de Sevilla, você pode adquirir a Tarjeta Multiviaje ou um bilhete simples. Com a tarjeta, o preço original começa com 0,98€ e pode aumentar dependendo da distância. Já o preço original de uma viagem simples, sem o uso de nenhuma bonificação, começa com 1,50€.

Trem (RENFE)

Os trens de Sevilha são mais utilizados para quem deseja viajar entre cidades, já que para ir de um ponto a outro dentro da capital andaluza existem conexões mais fáceis e rápidas.

Inclusive, na capital existem apenas 3 estações de Renfe, ou seja, uma logística claramente organizada para levar e receber passageiros de outras regiões.

Ainda assim, se você quiser se locomover entre estas estações dentro da cidade de Sevilha, você pagará aproximadamente 1,80€ por viagem. Agora, se você for fazer viagens para outras zonas, pode pagar até 5,30€ somente de ida ou entre 2,55€ e 7,95€ ida e volta.

Metrô de Sevilha

A rede de metrô em Sevilha contempla apenas uma linha que conecta a cidade de Mairena del Aljarafe e San Juan de Aznalfarache com Dos Hermanas, passando pelo centro de Sevilha.

Por conectar regiões que não fazem parte da comarca da capital, o pagamento do metrô funciona por trechos chamados de tramo 0, tramo 1 e tramo 2.

O tramo 0 pertence à região do Aljarafe (Mairena del Aljarafe e San Juan de Aznalfarache), o tramo 1 engloba todas as estações de Sevilha e o tramo 2 pertence à cidade de Dos Hermanas.

O preço para quem usa apenas um dos tramos é de 0,82€. Quem passa de um tramo a outro, paga 1,17€. Aqueles que ultrapassam os limites de 2 tramos, ou seja, que viajam de ponta a ponta do metrô, pagam 1,37€ por viagem.

Mas esses são os preços tradicionais. Em abril de 2023, as viagens realizadas com o Bonometro, o cartão de transporte do metrô de Sevilha, tinham 60% de desconto e custavam, de acordo com a quantidade de tramos viajados, 0,33€, 0,47€ e 0,55€ respectivamente.

O tempo de validade desse desconto, no entanto, não está claro: faz parte de uma série de medidas tomadas como resposta às consequências sociais e econômicas da Guerra na Ucrânia.

Transvia (VLT)

Além de todas as possíveis conexões já citadas, há uma terceira opção que se limita ao centro de Sevilha, em um trecho curto e bastante turístico.

A rota começa na Plaza Nueva, ao lado da prefeitura de Sevilha, passa pela Catedral, Real Alcázar, Jardines de Murillo, Prado de San Sebastián e finaliza em San Bernardo, no campus de Direito da Universidade de Sevilha, onde há uma estação Renfe, uma estação de metrô e um terminal de ônibus.

O preço aplicado é o mesmo da rede de ônibus, mas atenção, você deve entrar e passar o seu cartão imediatamente, a fiscalização é bastante rigorosa.

Aluguel de Bicicletas (Sevici)

Para quem gosta de fazer exercício enquanto vai para o trabalho ou para a faculdade, há uma opção muito interessante: o aluguel de bicicletas com a empresa Sevici.

São mais de 2.500 bicicletas distribuídas em aproximadamente 250 pontos na cidade. Sobre as tarifas, há dois tipos de bilhetes: o de curto prazo (Corta Duración) e o de longo prazo (Larga Duración).

Bicicletários são comuns nas cidades da Espanha
Quem mora em Sevilha tem a possibilidade de alugar bicicletas para se locomover pela cidade.

A primeira opção tem preços variados: 2,59€ para um dia de uso — 3,59€ com seguro — e 13,33€ para sete dias de uso — 14,33€ com seguro —, com um número ilimitado de viagens.

Entretanto, somente os primeiros 30 minutos de uma viagem de bicicleta Sevici são gratuitos. Após este período, você terá que pagar 1,03€ pela primeira hora e 2,04€ pela segunda hora em diante. Mas, você sempre poderá devolver a bicicleta em um dos pontos estipulados nos primeiros 30 minutos e voltar destravar uma nova bicicleta por mais 30 minutos gratuitos.

Por outro lado, o aluguel de longo prazo é destinado para quem deseja morar em Sevilha. Este serviço custa 33,33€39,33€ com seguro — e lhe dá direito a um ano de viagens ilimitadas. Lembrando que somente os primeiros 30 minutos são gratuitos, da mesma forma como ocorre com o plano de curta duração. Porém, os preços após 30 minutos de uso serão menores que no plano de curto prazo: 0,51€ pela primeira hora e 1,03€ pela segunda hora em diante.

Custos de alimentação

Segundo estudo publicado pela Organização de Consumidores e Usuários (OCU) em setembro de 2022, o supermercado mais barato para se fazer as compras em Sevilha é o Alcampo, seguido da rede Cash Fresh. Entretanto, os supermercados Lidl e Mercadona possuem uma excelente relação qualidade-preço.

Em média, um casal gasta em torno de 250€ e 300€ por mês em compras, com produtos de qualidade. Mas é claro que este valor varia conforme o tipo de alimento e a quantidade de consumo mensal.

Massas, grãos, derivados de leite, vinhos, frutas, saladas e verduras, de uma forma geral, possuem preços bastante atrativos. Por outro lado, carne vermelha e frutos do mar possuem um preço mais elevado do que no Brasil, por exemplo.

Listei a média de alguns preços de alimentos com base em dados do Numbeo, mas recomendo simular uma compra de supermercados na Espanha para ter a noção do seu próprio gasto mensal.

Alimento Preço médio
Leite (1 litro) 0,86€
Pão de forma (500gr) 0,84€
Arroz (1kg) 1,25€
Ovos (dúzia) 2,32€
Filé de frango (1kg) 7,79€
Maçã (1kg) 2,32€
Banana (1kg) 1,70€
Tomate (1kg) 2,24€
Batata (1kg) 1,13€
Alface (1 molho) 1,12€

Custos de lazer

Outra categoria de custos que devem ser consideradas e colocadas na ponta do lápis são os gastos com lazer para morar em Sevilha.

Um jantar em um restaurante típico, no centro da cidade, por exemplo, custará aproximadamente entre 20€ e 25€ por pessoa. Entretanto, se você prefere sair para um bar de tapas, para confraternizar com os amigos, você gastará menos, entre 10 e 15€.

Resumo do custo de vida para morar em Sevilha

Considerando tudo o que já foi mencionado sobre morar em Sevilha, você poderá identificar os seus gastos principais e calcular o quanto você gastará mensalmente, para iniciar o seu planejamento imigratório.

Lembrando que muitos dos valores citados anteriormente, com exceção das informações obtidas em sites como o Portal do Idealista e Numbeo, estão baseados nas minhas próprias experiências. Claro que cada pessoa tem as suas preferências e as suas demandas, o que gera impacto nos gastos mensais.

Mas segundo o Numbeo, uma pessoa sozinha gasta em média 661,60 euros para viver em Sevilha, sem contar o aluguel. Já uma família de quatro pessoas, gasta em média 2.315,30, também desconsiderando o valor do aluguel.

Assim, este resumo de gastos deve servir para dar uma ideia do quanto você precisará dispor mensalmente, considerando que, na prática, poderá ser diferente.

Melhores bairros para morar em Sevilha

A sua experiência em uma cidade pode mudar muito dependendo da região. É por isso que uma série de fatores como estilo de vida, emprego e recursos, impactam diretamente a sua tomada de decisão.

O centro histórico é uma aposta segura, com muito charme, mas possui um preço mais elevado. Triana, do outro lado do rio, é uma boa alternativa. La Macarena e Reina Mercedes são as regiões preferidas dos estudantes. Por outro lado, jovens profissionais recém-chegados na cidade costumam escolher Nervión por ser o centro empresarial da cidade.

São muitas as opções, por isso, separamos alguns dos melhores bairros para algumas circunstâncias diferentes. São elas:

Estudantes

Além de bons preços, a maioria dos estudantes busca um local mais animado, com opções de bares e discotecas. Não apenas isso, nota-se também que alguns estudantes optam por estar mais próximos da Universidade, já que este é um dos fatores que podem fazer muita diferença no orçamento.

Por isso, separamos os três bairros mais procurados por estudantes para morar em Sevilha.

1. Macarena

Conhecido por seu ambiente criativo e moderno, Macarena possui uma boa oferta comercial, com alguns pontos turísticos importantes e muitos restaurantes e bares de tapas.

Seja durante o dia ou durante a noite, esta localidade da capital andaluza é uma das áreas mais animadas da cidade. Por isso é um dos bairros mais procurados pelos jovens que vão estudar na Espanha.

2. Alameda de Hércules

Ao lado do bairro da Macarena, você encontrará o bairro boêmio de Sevilha, uma das regiões mais procuradas pelos jovens estudantes que querem viver as noites fabulosas que a cidade oferece.

Existem muitos bares de tapas, discotecas e locais com música ao vivo, este, sim, é um bairro que nunca dorme.

3. Reina Mercedes

Indo para o sul de Sevilha, você encontrará outro local com grande concentração de estudantes na capital andaluza, Reina Mercedes.

A busca por esta região ocorre não somente pelo preço, mas porque há um campus da Universidade de Sevilha nesta região.

Trabalhadores que necessitam deslocar-se todos os dias

No segundo caso, vamos falar dos trabalhadores que precisam se deslocar, ou seja, não trabalham de casa. Nesse caso, há a necessidade de estar mais próximos do trabalho ou em regiões com boas conexões de transporte público, já que há a necessidade de deslocamento diário.

Por isso, separamos três opções de bairros para quem se enquadra nesta situação, que são as seguintes:

1. Nervión

Como dito anteriormente, Nervión pode ser considerado o centro econômico e comercial de Sevilha. Por outro lado, é um bairro residencial importante, com apartamentos mais modernos e muitas opções de lazer.

Neste bairro, você encontrará o estádio de uma das equipes de futebol da cidade, o Sevilla FC, mas também encontrará o Shopping Nervión Plaza, o Corte Inglés, vários hotéis, bares, restaurantes e casas noturnas.

Estádio Ramón Sánchez Pizjuán, Espanha
Diogo em uma visita ao Estádio Ramón Sánchez Pizjuán, em Sevilha. Foto: arquivo pessoal.

Em resumo, é um bairro bastante animado, mas que costuma ser bastante buscado por trabalhadores, já que há uma grande quantidade de edifícios empresariais na região.

2. San Bernardo

Ao lado de Nervión está outra joia para quem trabalha na cidade, o bairro de San Bernardo.

Com excelentes conexões com toda a cidade de Sevilha, este bairro é buscado não somente por trabalhadores, mas também por estudantes, apesar de ser um pouco mais caro dos que foram citados anteriormente.

3. San Pablo — Santa Justa

Delimitando ao norte com o bairro da Macarena, ao sul com Nervión e a oeste com o Centro Histórico, vamos fechar a lista desta categoria com a região de San Pablo — Santa Justa. Mais uma vez, não estamos tratando de uma região turística, mas sim de uma região com excelente infraestrutura para trabalhadores que buscam um local para morar em Sevilha.

Com centros de saúde, opções de comércio, escolas, creches e locais de entretenimento, San Pablo — Santa Justa é uma das regiões mais conhecidas e buscadas da capital andaluza.

Inclusive, Santa Justa abriga a principal estação de trem da cidade, que é a porta de entrada para quem chega de outras cidades espanholas, como Madrid, Barcelona, Valência, etc.

Trabalhadores com empregos home office ou pessoas que não precisam se deslocar todos os dias

Com os avanços do trabalho home office, muitas pessoas estão tendo a oportunidade de buscar residências maiores e melhores. Dessa forma, os povoados na Espanha estão ganhando notoriedade, inclusive na nossa lista.

Sendo assim, apresentaremos dois dos melhores bairros para quem trabalha de casa e precisa de residências maiores, melhores e com menos ruídos. Assim, caso você não tenha necessidade de deslocar-se todos os dias e necessite um local mais calmo para trabalhar na Espanha, poderá considerar estas opções.

1. Mairena del Aljarafe

Mairena del Aljarafe (ou só Mairena) é um dos melhores bairros para morar em Sevilha porque, além de ser um local menos ruidoso, possui uma excelente comunicação com o centro de Sevilha através do metro da cidade.

Os preços não são os mais baixos da região, mas, é, sem dúvida, uma das cidades com melhor infraestrutura e melhores comunicações, além de ser um dos bairros mais seguros de Sevilha.

2. Tomares

Ao lado de Mairena, está a cidade com maior metragem quadrada de áreas verdes por habitante da província sevilhana.

Assim, se você quer morar em Sevilha e deseja estar em um local com muito verde e muita tranquilidade, mas, ao mesmo tempo, sendo uma cidade com uma vida noturna agitada, Tomares é o local ideal para você.

Não possui comunicação com Sevilha através do metrô, mas, por ser vizinha de Mairena del Aljarafe e San Juan de Aznalfarache, que são cidades que possuem estações de metro, você poderá se beneficiar desta estrutura, dependendo da região onde você decida morar.

Além disso, Tomares é também uma região muito segura, com boas escolas, excelentes postos de saúde e hospitais. Esta cidade é uma das regiões mais procuradas da capital espanhola.

Famílias

É muito comum que, em grandes cidades da Espanha como Sevilha, as famílias optem por morar nas redondezas, ainda que, em alguns casos, seja necessário o deslocamento diário para a capital.

Dependendo da cidade escolhida, a distância para o centro de Sevilha não costuma ser significativa e a vantagem é desfrutar de um local mais tranquilo e com menos ruídos. Além disso, à medida que nos afastamos do centro, o estacionamento passa a não ser um problema e os imóveis são maiores.

Por isso, separamos uma lista com as três regiões preferidas das famílias para morar em Sevilha.

1. Sevilla Este

Para iniciar, se você tem uma família com filhos em idade escolar e deseja pagar mais barato em um local para morar em Sevilha, esta região é uma excelente opção. Embora esteja longe do centro, é um ambiente tranquilo e seguro, com muitos espaços verdes.

Sevilla Este é uma das localidades mais orientais da capital andaluza, inclusive, o seu nome indica a sua posição no mapa, já que significa “Sevilha Leste”. Em termos gerais, é uma zona aberta, próxima do aeroporto e muito bem comunicada com o centro por transportes públicos e carro.

A região é totalmente residencial, onde você encontrará casa e apartamentos unifamiliares com todo o tipo de comodidades para famílias com crianças.

2. Mairena del Aljarafe

Outra vez na nossa lista está a cidade de Mairena del Aljarafe, como uma das melhores regiões para morar em Sevilha.

Nesse caso, a pequena cidade do entorno da capital sevilhana está em destaque por ser um local bastante procurado por famílias por possuir boas escolas e uma excelente qualidade de vida, seja pela falta de ruído ou pelos inúmeros parques e centros comerciais para passear.

3. Tomares

Mas não é só Mairena que volta a aparecer na nossa lista, Tomares também é um local requisitado por famílias.

Como dito anteriormente, a cidade de Tomares possui a maior metragem quadrada de áreas verdes por habitante, o que pode ser traduzido como um local com um ar mais puro e muitos parques, tornando-se uma excelente região para famílias com filhos.

Qualidade de vida em Sevilha

A capital da Andaluzia é um dos destinos mais valorizados para começar a morar na Espanha e é um dos lugares mais bonitos do país. Além disso, tem uma história muito marcada e possui personalidade própria.

E então? Está pensando em morar em Sevilha? Então, vamos repassar alguns dos principais pontos.

Transporte

Além de possuir muitas opções de transporte, Sevilha é uma cidade plana e fácil de se locomover, já que a maior parte do centro histórico é exclusiva para pedestres e ideal para ser explorada a pé, o que é um sinal de qualidade de vida em uma cidade.

Transporte público atende muito bem quem vai morar em Sevilha.
Se deseja morar em Sevilha, saiba que o transporte público é de excelente qualidade.

Mas, se você precisar usar o transporte público, não vai passar sufoco! Tanto o metrô como as linhas de ônibus e o tranvía são muito eficientes, modernos e confortáveis.

Saúde

Em termos gerais, o atendimento médico na Espanha é bastante ágil e eficiente. Segundo o ranking dos melhores hospitais públicos e privados divulgados pelo Monitor de Reputación Sanitaria 2023, Sevilha ganhou bastante destaque. São realizadas duas listas, uma somente com os hospitais públicos e outra somente com os hospitais privados.

No ranking dos melhores hospitais públicos da Espanha, Sevilha está representada pelo Hospital Universitario Virgen del Rocio (8º lugar) — o melhor de Andaluzia — e pelo Hospital Universitario Virgen Macarena (13º lugar).

Por outro lado, no ranking dos melhores hospitais privados da Espanha, Sevilha aparece representado pelo Hospital QuirónSalud Infanta Luisa (22º lugar), Hospital QuirónSalud Sagrado Corazón (17º lugar). Representando também a cidade andaluza neste ranking, há o Hospital Vithas Sevilla (23º lugar) e pelo Hospital Viamed Santa Ángela de la Cruz (48º lugar).

Cultura

Morar em Sevilha é um privilégio quando o tema é cultura e tradições espanholas. Isso porque a capital andaluza possui o maior centro histórico da Espanha e o terceiro maior da Europa. Por ela já passaram diversas civilizações, que deixaram a sua marca, como romanos, mouros, judeus e cristãos, por exemplo, e você notará pela arquitetura da cidade.

Além disso, Sevilha possui duas festividades de interesse cultural reconhecidas mundialmente, que são: a Semana Santa de Sevilha e a Feira de Abril (normalmente celebrada em maio). Neste período do ano, entre abril e maio, os sevilhanos vivem com intensidade, orgulho e devoção. A única maneira de entender é vivendo esta experiência.

Mas, quando se fala em cultura sevilhana, isso não é tudo. Por acaso, você já ouviu falar em Gazpacho, Pescaíto Frito, Soldados de Pavia, Ovos de Flamenco ou Cação em Adobo? A cultura não está retratada apenas na arquitetura ou nas festas tradicionais, está também nas comidas típicas, sendo motivo de orgulho para qualquer sevilhano.

Como é estudar em Sevilha?

Se você deseja ingressar em uma faculdade na Espanha, realizar um mestrado ou um doutorado, Sevilha pode ser uma das melhores opções que você encontrará.

No total, a cidade possui 5 de 11 universidades do Sistema Universitário Andaluz, sendo:

Universidade de Sevilha, sul da Espanha
Diogo em frente a faculdade de Arquitetura da Universidade de Sevilha. Foto: arquivo pessoal.

Conheça também o ranking de melhores Universidades da Espanha.

Precisa de visto para morar em Sevilha?

Sim, todo brasileiro que não tenha nacionalidade europeia precisa de visto para morar em Sevilha — assim como qualquer outra cidade espanhola.

Os tipos de visto para Espanha mais comum são de estudante, de trabalho, de aposentadoria e renda fixa e de investidores e empreendedores. Há também o visto de reagrupamento familiar, caso você seja brasileiro com familiar direto morando na Espanha.

Mas é importante ressaltar que fazer a relação e organização da documentação para pedir um visto pode ser um tanto burocrático. É por isso que, se precisar de assessoria para pedir o seu, recomendamos uma empresa especialista em ajudar brasileiros a conseguirem os seus direitos fora do país: a Madeira da Costa Sociedade de Advogados.

Para entrar em contato com a empresa, basta preencher este formulário e aguardar o atendimento.

Vale a pena morar em Sevilha?

Sim. Eu, Diogo, considero que vale muito a pena. Como comecei a falar logo no início do artigo, eu considero Sevilha é uma das cidades mais bonitas do mundo.

No entanto, saber se vale a pena morar em Sevilha depende muito mais das suas expectativas do que da cidade em si, já que você pode ter experiências diferentes dependendo da região que escolha para viver.

Por muitas vezes, reparei que um andaluz se parece muito conosco, fato que não ocorre em outras regiões da Espanha e muito menos quando falamos de outros países da Europa, como já mencionamos. Os andaluzes, de uma forma geral, são mais abertos a novas amizades, faladores e amigáveis. Ou seja, em Sevilha, não lhe faltarão amigos, nem eventos, bons restaurantes e locais para visitar.

A cidade é bastante animada e possui uma vida noturna muito agitada, principalmente na Alameda de Hércules, Puerta Jerez ou na Macarena. Mas também possui locais calmos para viver com menos ruído, como Tomares e Mairena del Aljarafe.

Assim, Sevilha é uma cidade que se adapta às suas necessidades, basta saber por onde procurar, já que a sua experiência pode ser de uma cidade animada e ruidosa ou calma e sossegada.

Quer ver mais imagens e sonhar com Sevilha como a sua nova casa? Confira este vídeo de 4 minutos só com imagens da bela capital andaluza:

E aí, você acha que morar em Sevilha é a sua cara e ficou com vontade de se mudar para a cidade? Conheça o nosso Ebook Como Morar na Espanha e veja o passo a passo completo para organizar a sua mudança. Ele foi escrito por outros brasileiros que moram na Espanha e sabem exatamente o que você deve (e o que não deve!) fazer para a sua mudança ser bem-sucedida. Você vai saber tudo!