Se você está em busca de uma oportunidade de emprego no exterior e quer saber como trabalhar na Espanha, este artigo vai ser muito útil. Vamos dar dicas para você preparar o seu currículo, ter acesso aos principais sites de busca e saber quais as profissões com mais vagas oferecidas no mercado de trabalho espanhol.

Perguntas Respostas
Como entrar na Espanha para trabalhar? Antes de entrar no país, é necessário ter um visto de trabalho e residência na Espanha ou uma nacionalidade europeia.
Brasileiro pode trabalhar na Espanha? Pode. Mas para trabalhar legalmente é necessário ter uma autorização para isso. Saiba mais no artigo abaixo.
Como morar e trabalhar na Espanha? Os primeiros passos são procurar emprego e conseguir o visto de trabalho, caso você não tenha uma nacionalidade europeia. Não esqueça do planejamento financeiro para a mudança.

Como trabalhar na Espanha?

Para esclarecer como trabalhar na Espanha, listamos quatro pontos importantes:

  • O primeiro passo é procurar emprego ainda no Brasil. Existem diversos sites disponíveis nos quais é possível ter uma ideia das vagas oferecidas como mostraremos mais adiante;
  • Para trabalhar na Espanha é preciso ter uma autorização de trabalho que pode ser obtida por meio de um visto de trabalho ou pela nacionalidade europeia, caso você tenha uma;
  • Mudar para um novo país também envolve outras questões, como o planejamento financeiro. O custo de vida na Espanha varia conforme a região escolhida e, além de ter uma estimativa dos seus gastos, o lado emocional precisa estar preparado para a adaptação;
  • Ao embarcar para a Espanha saiba que, no controle de imigração, os policiais de fronteira poderão questionar o motivo da sua viagem, o período em que você pretende permanecer no país e o quanto de dinheiro está levando. Tenha tudo anotado ou impresso para responder calmamente ao que lhe for solicitado.

Como conseguir trabalho na Espanha?

Se você pretende morar na Espanha, uma das principais dúvidas é sobre como conseguir trabalho. Vamos explicar abaixo detalhadamente como buscar um emprego no país, mas é bom se preparar bastante porque com a crise econômica que vem acontecendo desde o início da pandemia do coronavírus e que se intensificou com a Guerra da Ucrânia, o mercado de trabalho ficou ainda mais competitivo.

Adapte seu currículo

Em primeiro lugar, o mercado espanhol valoriza um bom currículo. Por isso, veja quais as principais informações que devem constar no CV para você sair na frente na sua busca por um emprego no país:

  • A primeira categoria do currículo deve conter os dados pessoais do candidato com informações básicas como nome, endereço, nacionalidade e telefone com o código de discagem internacional;
  • É usual incluir uma foto no currículo; ela deve ter cerca de 4 centímetros e estar ao lado dos dados pessoais ou logo abaixo;
  • Apresente um resumo das principais funções que já exerceu e qualificações;
  • Descreva a sua experiência profissional. Esta é a seção mais importante dentro de um currículo espanhol. Enumere as suas experiências em ordem cronológica inversa e descreva o que você aprendeu com elas. Inclua os nomes das empresas, datas, funções, responsabilidades e conquistas;
  • Na sequência, inclua a sua formação acadêmica. É importante especificar o grau de instrução, nome da instituição pela qual você se formou, país, cidade e o ano de início e término dos estudos;
  • Depois, descreva também as suas habilidades nos idiomas. Comece pela sua língua materna e, depois, liste as outras línguas que você fala com o respectivo nível de proficiência em cada uma delas;
  • Além disso, elabore um currículo personalizado para cada empresa ou cargo diferente, seja breve e conciso — ou seja, resuma o seu documento em apenas uma página — e, o mais importante, revise o currículo antes de enviar;
  • E, por fim, na Espanha é comum enviar uma carta de apresentação junto com seu currículo e isso pode contar muitos pontos na sua candidatura. Mostre que você está motivado com a oportunidade oferecida, indicando que você tem conhecimento do cargo e da empresa.

Além disso, o currículo deve estar em espanhol. O Infojobs, um dos principais sites de busca de emprego da Espanha, produziu um webinar com uma especialista onde você poderá encontrar mais dicas para preparar melhor o seu currículo. Está tudo em espanhol para você já ir praticando, ok?

Procure vagas nos principais sites de emprego na Espanha

A internet ajuda muito quem busca uma nova oportunidade de trabalho e, lá na Espanha, não é diferente. Os sites de emprego na Espanha ajudam a encontrar a vaga ideal e existem sites tanto por área de atuação como outros mais generalistas, por isso, vale a pena fazer uma busca por todos eles para encontrar a sua vaga.

Jovem latino trabalhando em café na Espanha.
Para quem deseja trabalhar na Espanha, buscar oportunidades em cafés e restaurantes pode ser um bom começo.

Outra forma de buscar emprego que, por experiência própria, funciona muito bem na Espanha, é por meio do LinkedIn. Atualize o seu perfil na plataforma e faça contatos com pessoas da sua área que vivem no país.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Procura assessoria para morar na Espanha?

Para solicitar a sua cidadania espanhola, visto, documentos, validação de diploma ou acompanhamento jurídico recomendamos o Escritório Madeira da Costa. Agende a sua consultoria e mude para a Espanha com segurança e tranquilidade.

SABER MAIS →

Para quem quer saber como trabalhar na Espanha, o Facebook também pode ser útil. Muitas pessoas procuram oportunidades de emprego na rede social, mas tenha cuidado com ofertas muito tentadoras que nem sempre são verdadeiras.

Outra recomendação seria procurar emprego numa empresa espanhola com sede no Brasil e, depois, tentar uma transferência.

Ser indicado também conta muito

Uma boa rede de contatos costuma ser valiosa para quem busca uma nova oportunidade no mercado de trabalho, principalmente os que estão pensando em mudar de área ou de empresa. Conhecer pessoas pode ser essencial, principalmente para ficar por dentro de vagas antes mesmo que elas sejam divulgadas.

O LinkedIn, já citado anteriormente, é uma excelente ferramenta para ampliar as conexões, entender melhor as exigências do mercado e identificar o que é preciso para se destacar. Mas também há outras alternativas como os grupos de brasileiros no Facebook, onde os profissionais podem disponibilizar o currículo, anunciar o seu serviço e buscar ofertas de trabalho.

Prepare-se para uma boa entrevista

Sabemos que participar de uma entrevista de emprego é sempre um momento tenso, afinal de contas, esse costuma ser o último obstáculo e o mais desafiador. Além disso, passar por este processo em outro idioma, pode se tornar ainda mais difícil. Por isso, é preciso preparar-se muito bem.

Confira abaixo algumas dicas para você ser bem-sucedido:

  • Em primeiro lugar, estude o seu próprio currículo e tenha em mente os seus trabalhos mais recentes e as suas principais virtudes;
  • Conheça a empresa com a qual deseja trabalhar e, se possível, o seu recrutador;
  • Seja sincero. Uma mentira pode acabar com as suas chances durante a entrevista;
  • Mantenha a calma, mostre otimismo e confiança em si mesmo;
  • Faça perguntas! Isso demonstra o seu interesse pelo trabalho.

Vale ressaltar, ainda, que em alguns processos seletivos na Espanha, principalmente em empregos nos setores de vendas ou atendimento telefônico, os candidatos também podem passar por testes que se chamam Role Play. De uma maneira geral, o candidato é colocado em uma situação de conflito ou diante de um problema e é avaliado pela sua capacidade de reação.

Precisa de visto para trabalhar na Espanha?

Sim. Caso você não tenha cidadania espanhola ou de algum outro país da União Europeia, é necessário obter uma autorização de trabalho e residência na Espanha.

Essa autorização pode ser tanto solicitada pelo empregador (Visado de trabajo por cuenta ajena) como por quem pretenda realizar alguma atividade laboral por conta própria no país (Visado de trabajo por cuenta propia) e será emitida pela Delegação ou Subdelegação do Governo espanhol — embaixada ou consulados no Brasil, por exemplo.

Como trabalhar na Espanha com ecommerce.
Começar a trabalhar na Espanha fora da sua área de especialização é algo muito comum aos estrangeiros

Com isso, você pode conseguir esse documento se já tiver uma proposta de emprego — ou seja, um compromisso de contratação por parte do empregador — ou tiver meios econômicos e, entre outros documentos essenciais, um projeto pelo qual pretenda trabalhar na Espanha com indicação do investimento previsto, a rentabilidade esperada e os postos de trabalho previstos. Contaremos mais sobre esse tipo de visto em breve.

Independentemente da sua pretensão, essas são as duas formas de solicitar o seu visto para Espanha por meio do trabalho e, portanto, uma delas é imprescindível.

Onde solicitar o visto de trabalho?

Após concluída a etapa anterior, o visto de residência e trabalho para a Espanha deve ser solicitado ainda no Brasil. Só é possível realizar este trâmite na própria Embaixada da Espanha, em Brasília, ou nos Consulados da Espanha no Brasil.

A solicitação deve ser feita com antecedência mínima de 30 dias da data prevista para a viagem e o valor da taxa de visto de trabalho na Espanha é de R$ 451 e sempre devem ser pagas em dinheiro.

Trabalhar na Espanha como autônomo

Quem planeja trabalhar por conta própria na Espanha pode solicitar o visto de residência e trabalho autônomo. Mas, neste caso, são exigidos alguns documentos e pré-requisitos como:

  • Comprovar que possui a qualificação profissional legalmente exigida ou experiência no exercício da atividade profissional;
  • Demonstrar o projeto de negócio ou atividade a ser realizada, com indicação de investimento previsto, rentabilidade esperada e, se for o caso, criação de postos de trabalho;
  • Possuir investimento econômico necessário para a implementação do projeto;
  • Ter meios econômicos suficientes para sustento e alojamento.

Visto de empreendedores

Quem planeja empreender na Espanha pode solicitar o visto de empreendedor, mas é preciso, entre outros documentos, apresentar um plano de negócios detalhado.

Só é possível realizar este trâmite na Embaixada da Espanha, em Brasília, ou nos Consulados da Espanha no Brasil. O valor da taxa é de R$ 451 e deve ser pago em dinheiro. O visto pode demorar até 30 dias para ser entregue.

Existe trabalho na Espanha para brasileiros?

A resposta é sim!

Vivendo legalmente no país e cumprindo com os requisitos necessários, você tem como trabalhar na Espanha e poderá exercer qualquer função no país. Há algumas áreas com profissionais em falta na Espanha,
como é o caso da Tecnologia da Informação, do setor de Construção e de Comércio Eletrônico, entre outros.

A crise provocada pelo coronavírus, aliás, também aumentou as oportunidades em outros setores. É o caso, por exemplo, de médicos, enfermeiros e demais profissionais da área da saúde ou de trabalhadores do setor de logística.

Veja quais são os maiores desafios dos brasileiros no mercado de trabalho espanhol.

Desemprego na Espanha

Não é de hoje que a Espanha é conhecida por ser um país europeu com taxas de desemprego altas. Porém, atualmente, essa taxa de desemprego na Espanha está em pouco menos de 13% e atingiu o menor nível desde 2008, quando eclodiu a última maior crise financeira global causada inicialmente pela especulação imobiliária nos Estados Unidos.

O país, no entanto, continua apresentando a maior taxa de desemprego da União Europeia, que mantém uma média de 6,5%. Grécia e Itália estão em segundo e terceiro lugar nos índices de desemprego, com 11,4% e 7,8%, respectivamente.

De qualquer forma, vale ressaltar que, embora a Espanha venha passando por uma recuperação no setor dos serviços (o turismo, lazer e comércio, primordiais na economia espanhola) após as quedas de 2020 causadas pela pandemia, ainda há um risco de boa parte do mundo entrar em recessão em 2023, o que causaria uma desaceleração da economia tanto espanhola como mundial.

Setores que mais contratam na Espanha

A pandemia do coronavírus afetou alguns setores que tradicionalmente empregavam brasileiros na Espanha, como turismo, por exemplo, reduzindo as ofertas em restaurantes, hotéis, serviços de transporte e toda a rede que faz parte deste mercado.

Por outro lado, em junho de 2022 o governo deu luz verde à reforma do regulamento do país para estrangeiros e passou a facilitar a contratação e regularização de imigrantes no mercado laboral — principalmente no que diz respeito a ocupações dos setores com falta de mão de obra, como construção, transporte, hotelaria e tecnologia.

Setor de logística busca profissionais para trabalhar na Espanha.
Em 2022, a Espanha flexibilizou as leis relacionadas à mão de obra estrangeira.

Diante disso, vale conferir a lista de postos de difícil cobertura no site do Ministério do Trabalho e Economia Social da Espanha. O catálogo do 3º trimestre de 2022 já foi publicado e as profissões listadas estão divididas por província espanhola.

De qualquer forma, são várias as empresas que buscam ampliar a sua força de trabalho desde a retomada da economia pós-2020 e, embora 2022 tenha sido um ano economicamente instável para o país, o LinkedIn e a Business Insider España apostam que estas serão as áreas com mais procura de profissionais em geral em 2023:

  • Engenharia industrial, eletrônica, de telecomunicações e de cibersegurança;
  • Tecnologia da informação com foco em cibersegurança, desenvolvimento de softwares e desenvolvimento back-end;
  • Vendas e marketing.

Além disso, no Serviço Público Estadual de Emprego (SEPE), você também pode obter informação sobre as diferentes ofertas de emprego e os perfis mais solicitados no setor do seu interesse. O SEPE possui 764 escritórios em todo o país e oferece aconselhamento totalmente gratuito.

Quanto tempo demora para entrar no mercado de trabalho na Espanha?

Depende da área de atuação, mas vale ressaltar que os jovens espanhóis encontram muita dificuldade para encontrar trabalho depois da universidade desde 2008 e a Espanha é o país da União Europeia com maior taxa de desemprego juvenil atualmente, com 32,3% dos jovens de até 25 anos sem trabalho no país.

A dificuldade de entrar no mercado de trabalho na Espanha, aliás, faz com que muitos desses jovens adiem o início da carreira, indo morar por um período breve fora do país, fazendo trabalhos como garçom, vendedor e atividades que não exigem nenhuma formação.

É preciso estar na Espanha para conseguir uma vaga?

É mais fácil conseguir uma vaga de emprego na Espanha se você já mora no país, mas nada impede que você venha como turista com o objetivo de procurar emprego. Se você conseguir uma vaga, entretanto, muito provavelmente terá que voltar ao Brasil e pedir um visto para regressar à Espanha.

Por isso, o melhor seria se candidatar a vagas ainda no Brasil e já chegar no país com o visto de trabalho e trabalho garantido.

A seguir, confira algumas dicas do canal Brasileira na Espanha sobre como conseguir emprego no país:

Qual o salário médio na Espanha?

O salário médio na Espanha atualmente é de 1.950€ mensais.

Porém, para saber se vale a pena buscar emprego é preciso ter uma ideia do mercado de trabalho e dos salários pagos no país. Ganhar bem é difícil, mas o custo de vida na Espanha não é tão caro se comparado com o restante da Europa.

Salário mínimo na Espanha

O salário mínimo na Espanha é de 1.000€ mensais pagos em 14 salários anuais, embora desde dezembro de 2022 o governo venha discutindo um aumento de aproximadamente 100€ no valor total.

Além disso, vale ressaltar que, após uma subida de 3% em 2021, no primeiro semestre de 2022 o salário médio no país ficou em torno de 1.950€ mensais pensando em 12 pagamentos por ano e diminuiu 3,5% por conta da Guerra na Ucrânia e da inflação.

Vale a pena trabalhar na Espanha?

Assim como em outros países, a decisão se vale a pena trabalhar na Espanha ou não é muito pessoal e vai depender dos seus objetivos profissionais e pessoais. A seguir apresentamos algumas desvantagens e vantagens de trabalhar no país, confira:

Desvantagens de trabalhar na Espanha

A taxa de desemprego é a maior da Europa e a disputa por uma vaga no mercado de trabalho é bem acirrada. Além da competitividade, a burocracia para contratar um brasileiro para trabalhar na Espanha é grande e isso faz com que muitas empresas prefiram recrutar cidadãos espanhóis ou da própria União Europeia antes de procurar algum profissional fora desta esfera.

Portanto, quem pensa em como trabalhar na Espanha, deve começar a procurar emprego o mais cedo possível. Aprender outros idiomas e fazer cursos de especialização na sua área podem tornar o caminho mais fácil.

Vantagens de trabalhar na Espanha

Novamente, essa é uma questão bastante pessoal. Os salários na Espanha não são tão bons quanto no restante da Europa, no entanto, têm muitos europeus e brasileiros, por exemplo, que chegaram ao país atraídos por outras vantagens como a boa gastronomia, o inverno pouco rigoroso, as belas cidades da Espanha, a facilidade do idioma e a qualidade dos serviços públicos de saúde e transporte.

Trabalhar na Espanha pode ser uma excelente decisão e uma experiência enriquecedora, mas que demanda um bom planejamento e depende da disposição de cada um.

Perguntas frequentes sobre como trabalhar na Espanha

Ficou claro como trabalhar na Espanha ou ainda restou alguma dúvida? Separamos algumas perguntas frequentes para respondê-las, vamos lá?

Como trabalhar de Uber na Espanha?

Para trabalhar como Uber na Espanha é preciso morar legalmente no país, ter registro de trabalhador autônomo e carteira de motorista na Espanha. A parte mais complicada é que, na Espanha, para dirigir o próprio carro como Uber é exigida a licença VTC (Vehículos de Turismo con Conductor), que custa em torno de 5.000€ e tem uma quantidade limitada de emissão pelo governo.

Também existe a possibilidade de ser empregado de uma empresa que tenha uma frota de Uber. Nesse caso, não precisa ter a licença VTC, mas é necessário ter uma autorização de trabalho na Espanha e carteira de motorista válida.

Como trabalhar como fisioterapeuta na Espanha?

Para trabalhar com fisioterapia na Espanha é necessário ser formado em uma universidade do país ou validar o seu diploma brasileiro lá.

Para solicitar a validação do diploma é necessário estar morando legalmente na Espanha e apresentar, entre outros documentos, um certificado de proficiência na língua espanhola, diploma, histórico e conteúdo programático do curso com tradução juramentada e apostilado em Haia. O processo para validar diploma na Espanha demora de seis meses a um ano.

É possível trabalhar na Espanha com visto de estudante?

Sim. Mas é necessário solicitar a autorização de trabalho (ela não é concedida automaticamente com o visto de estudante para Espanha) e há algumas exigências.

A primeira é que o horário de trabalho não pode coincidir com o horário de aulas. A carga horária máxima de trabalho permitida para estudantes são 20 horas semanais.

A segunda é que é necessário ter previamente uma oferta de trabalho, ou seja, você precisa que algum empregador ofereça uma vaga e daí fazer a solicitação de trabalho.

Com curso técnico dá para trabalhar na Espanha?

Sim. Profissionais de áreas que não exigem inscrição em órgãos de classe (por exemplo, técnicos em administração) podem trabalhar na Espanha apenas com o visto de trabalho.

Para profissões regulamentadas (na área da Saúde ou Engenharia, por exemplo), é necessário também validar o diploma. O curso técnico ou tecnólogo superior (com dois anos de duração) do Brasil é equivalente à formación profesional da Espanha.

Se você tem vontade de morar e trabalhar legalmente no país, dê uma olhada no nosso Ebook Como Morar na Espanha. É normal ter dúvidas em um processo de mudança de país e, pensando nisso, a nossa equipe montou um guia com todos os passos que você precisa seguir para realizar esse sonho sem surpresas ou imprevistos.