Profissionais em falta na Espanha, veja quais são e os salários médios

Profissionais em falta na Espanha

Espanha  / 

Apesar da crise na Espanha e da alta taxa de desemprego que o país vem sofrendo, pode acreditar, alguns profissionais estão em falta na Espanha. Parece incrível não? Existem vagas que as empresas não conseguem preencher por falta de pessoas adequadas. Veja quais são.

Há profissionais em falta na Espanha?

O principal motivo pelo qual as empresas não conseguem preencher determinadas vagas é a falta de capacitação dos profissionais. Isto é, os candidatos não possuem todos os requisitos necessários para desenvolver a atividade.

Mas será só esse o motivo?

Estudo sobre a empregabilidade na Espanha

A agência de emprego Manpower na Espanha fez um estudo recentemente sobre a “Falta de Talentos”, o resultado apontou que cerca de 26% dos diretores executivos das empresas no país estão com dificuldades para encontrar profissionais adequados para algumas posições.

Saiba que já compartilhamos várias dicas de como morar na Espanha.

Precisando abrir uma conta bancária na Europa?

Literalmente, em 5 minutos, você pode ter a sua conta bancária no banco N26, um banco digital que funciona na Europa toda.

Você não precisa de comprovar que está trabalhando nem que tem recebimentos mensais. Precisa apenas ter um endereço na Europa e o seu passaporte em mãos. Confira:

CRIAR CONTA NO N26

Os motivos para haverem profissionais em falta na Espanha

Entre os motivos, o que mais se destacou foi a falta de experiência de quem se candidata à vaga, porém, esta não é a única razão para que se crie uma lista de profissionais em falta na Espanha.

Muitos candidatos buscam trabalho que não exige nenhuma formação, justamente o contrário do que está faltando no momento na Espanha.

Quais são os profissionais em falta na Espanha

10 Profissões em falta na Espanha
Uma lista divulgada na Espanha no final de 2017 apontou 10 perfis de profissionais em falta na Espanha, são eles:

  1. Diretores comerciais;
  2. Técnicos de produção e operações ;
  3. Trabalhos manuais como: eletricistas, carpinteiros, soldadores;
  4. Engenheiros civis;
  5. Engenheiros mecânicos;
  6. Engenheiros elétricos;
  7. Inspetores de controle de qualidade;
  8. Chefes de projeto;
  9. Da área comercial: executivos, assessores e vendedores;
  10. Pessoal de atendimento ao cliente e serviço de pós venda.

Por que estes profissionais estão em falta na Espanha?

A soma de alguns fatores colabora para que falte mão de obra para algumas profissões na Espanha, mesmo quando o país sofre com a falta de empregos. A situação é semelhante ao que acontece em outros países, como Portugal.

Veja quais são as profissões em falta em Portugal.

A escolha do curso

Um dos fatores que contribui para a existência de vagas por preencher na Espanha é a quantidade de alunos que se matriculam em determinado curso e não em outro, como por exemplo, no curso de Informática e Telecomunicações.

Em 2000, o número de jovens que buscava esses cursos chegou a 100.000, no último ano, a queda de matrículas nos mesmos, segundo o Ministério da Educação da Espanha, foi de 23%.

Por outro lado, o número de alunos que chegou a se formar não superou 57.000 (em 2017). O que releva que a taxa de sucesso dos alunos do curso é baixa.

Confira o passo a passo para procurar emprego na Espanha.

Falta de interesse em áreas críticas

Profissionais de TI estão em falta na Espanha
Outro fator que contribuí para haverem vagas por preencher é a falta de interesse dos espanhóis por áreas críticas da economia e que estão em crescimento.

Por exemplo, a falta de interesse e de profissionais formados na área de Engenharia Técnica de Informática (mais uma vez) é um outro indício de que alguns profissionais estão em falta na Espanha e esse número provavelmente vai aumentar no futuro.

Em contrapartida, as empresas do setor de Informática na Espanha cresceram nos últimos 15 anos, um crescimento de 30%.

É um contraste assustador não?

Os salários não são competitivos.. pelo menos em comparação com outros países

Existe um motivo pelo qual os jovens espanhóis não estão interessados por determinadas profissões, e por isso não querem fazer cursos para desenvolvê-las.

Este motivo se chama de baixos salários em determinadas áreas, que em outros países da Europa pagam muito melhor.

E os profissionais espanhóis fogem para outros países

Curiosamente, não só existem uma falta de profissionais formados e com capacidade para trabalharem em áreas críticas na Espanha, como os que existem e que estão capazes de preencher as profissões em falta na Espanha, preferem emigrar para outro país da União Europeia. Porquê?

Em primeiro lugar, é fácil saírem da Espanha e irem trabalhar noutro país dentro da União Europeia. Em segundo lugar as condições de trabalho e salários são muito mais apelativos.

Veja também como é o custo de vida na Espanha.

E as profissões em falta na Espanha, são preenchidas por estrangeiros

Então, a alternativa seria oferecer essas vagas para estrangeiros, o que acontece. Porém, os trâmites são muito lentos, duram pelo 20 dias, para que a contratação seja aprovada ou não.

Veja um guia detalhado para trabalhar no exterior.

Mas a empresa precisa lidar com burocracia

Se aprovada a contratação, até completar a burocracia exigida, podemos contar mais um mês e meio. Tempos que desanimam as empresas de buscar solução fora da Espanha.

Quais são os salários que ganham esses profissionais que estão em falta?

Os salários na Espanha são considerados baixos, se comparados com os seus vizinhos da Europa. Quando falamos da área de informática, que costuma ser bem valorizada em outros países, os valores parecem ainda menores.

Média anual salarial de um profissional de TI

A média anual do salário de profissionais da área de tecnologia da informação é de 24.129 euros. Estamos falando de valores brutos, sem os descontos habituais, e de pessoas que já estão há alguns anos no setor. Quem está trabalhando há menos de um ano se depara com valores anuais de 17.248 euros, segundo dados da Manpower Espanha.

Também já falamos de como são os salários na Espanha.

Resumindo: Existem profissionais em falta na Espanha por vários motivos, como o baixo salário, falta de formação, falta de interesse em áreas das pessoas nas que estão a crescer (TI) e dificuldade em contratar estrangeiros.

Quais são as profissões menos procuradas pelos espanhóis?

Profissões menos procuradas na Espanha
Os espanhóis estão buscando profissões de olho no que o mercado está exigindo. Por isso, descartam as profissões que oferece menos chance de se conseguir um trabalho.

Profissões na educação

Na área de educação, como História e outras matérias, as dificuldades de conseguir um emprego são maiores. Então, são cursos que vem sendo rejeitados pelos espanhóis.

Profissões na área de engenharia

Também se procura menos os cursos na área da engenharia, além dos que já falamos que estão em falta, podemos somar, por exemplo, a falta de interesse do espanhol por Engenharia Técnico Florestal. Além disso, eles demonstram pouco interesse por qualquer carreira associada ao setor naval, onde muitas vagas acabam sendo abertas para estrangeiros.

Se isso não mudar futuramente, provavelmente essas profissões (Engenheiro civil, Carpinteiro, etc.) continuarão a ser Profissões em falta na Espanha.

Danielle é brasileira, jornalista e já viveu em Milão, na Itália e Linz, na Áustria, somando 5 anos na Europa. Atualmente, mora em Madrid e está cursando Cinema no Instituto del Cine de Madrid. Apaixonada por viagem e moda, deu início ao projeto Italy Fashion Time, em Milão, cujo objetivo é proporcionar aos brasileiros uma experiência no mundo da moda italiana.