É possível aliar o sonho de morar na Espanha com o exercício da Medicina. Para isso, é necessário validar o diploma médico na Espanha. Neste post, vamos explicar como é o processo, os documentos exigidos e o exame MIR, necessário para fazer a residência médica na Espanha. Confira!

validar diploma médico na Espanha
Índice Como validar diploma médico na Espanha? Documentos necessários para validação do diploma médico na Espanha Quanto custa o processo de validação de diploma médico na Espanha? O que é o exame MIR e quem precisa fazer? Ajuda para o processo de Homologação do Diploma Médico na Espanha Com o diploma de médico validado na Espanha, posso trabalhar em outros países europeus? Precisa validar o diploma para fazer especialização na Espanha? Quanto ganha um médico na Espanha? Vale a pena validar o diploma médico na Espanha?

Como validar diploma médico na Espanha?

O primeiro passo é validar o diploma brasileiro na Espanha, por meio do envio de documentos ao Ministério de Educação do país. O processo costuma levar de seis a doze meses, a partir da data de entrega da solicitação, embora não exista um prazo estabelecido para a resposta por parte do Ministério

Importante: para solicitar a validação do diploma médico na Espanha é necessário estar morando legalmente no país.

Concluída a validação do diploma, o médico pode atuar no país como clínico geral. Na prática, as opções de trabalho são mais restritas, tanto no âmbito público como no privado, quando não se tem uma especialização.

Para atuar como especialista, o médico precisa fazer residência na Espanha. Para obter o título, é necessário ser aprovado o exame MIR e depois atuar como Médico Residente Interno por dois a cinco anos em uma instituição credenciada.

Depois de todo esse processo, o profissional está autorizado a exercer a Medicina, dentro da sua área de especialidade, na Espanha.

Documentos necessários para validação do diploma médico na Espanha

  • Formulário com a solicitação de homologação;
  • Passaporte original e cópia autenticada;
  • Diploma de Medicina brasileiro original e cópia autenticada com tradução juramentada feita na Espanha;
  • Histórico escolar do curso de Medicina com tradução juramentada;
  • Conteúdo programático das disciplinas com tradução juramentada;
  • Certificado DELE de domínio da língua espanhola;
  • Autorização de residência;
  • Pagamento da taxa de 49,27€.

Os documentos apresentados devem ser originais, traduzidos para o espanhol com tradução juramentada feita na Espanha e ter Apostilamento em Haia.

Caso o médico tenha se formado em universidades já revalidadas pode optar pela tramitação simplificada, onde não é necessário apresentar o conteúdo programático das disciplinas. Mas atenção: isso não significa uma validação automática dos alunos dessas universidades, é necessário enviar todos os outros documentos para o Ministério da Educação.

Quanto custa o processo de validação de diploma médico na Espanha?

Depende.

A taxa paga ao Ministério da Educação espanhol para validação do diploma é de 49,27€. A tradução juramentada do português para o espanhol costuma custar entre 0,10€ e 0,15€ por palavra, então o valor final depende do volume de texto.

O exame DELE pode ser realizado no Brasil, em várias instituições autorizadas A prova nível B2 aplicada pelo Instituto Cervantes em São Paulo custa R$ 373,00 (reais, não euros). Caso seu espanhol não esteja muito bom, vale a pena considerar o custo com um curso de Espanhol.

Comprar euro mais barato?

A melhor forma de garantir a moeda europeia é através de um cartão de débito internacional. Recomendamos o Cartão da Wise, ele é multimoeda, tem o melhor câmbio e você pode utilizá-lo para compras e transferências pelo mundo. Não perca dinheiro com taxas, economize com a Wise.

Cotar Agora →

A inscrição no exame MIR custa 30,40€. Porém, a prova é conhecida pela sua dificuldade e pela alta concorrência, assim que pode ser necessário fazer um curso preparatório. Na Espanha, o valor do curso vai de 2.000€ a 4.000€.

O que é o exame MIR e quem precisa fazer?

Para exercer uma especialidade, o médico precisa passar um período de dois a cinco anos como Médico Residente Interno (MIR) em um hospital ou centro de saúde espanhol credenciado. O exame MIR é a prova obrigatória para o médico, espanhol ou estrangeiro, ser aceito como residente no Sistema Nacional de Salud da Espanha.

Todos os médicos que buscam um título de especialista precisam prestar o exame MIR e passar pelo período de residência, mesmo que já sejam especialistas no seu país de origem.

A prova possui 225 perguntas objetivas de múltipla escolha sobre grande área da Medicina. A pontuação obtida no exame representa 90% da nota final, à qual se soma 10% correspondentes ao aproveitamento acadêmico. Com a nota, os concorrentes podem optar pelas vagas disponíveis.

Funciona assim: a cada ano é aberta uma certa quantidade de vagas para residentes na Espanha, em determinados hospitais e especialidades. Em função da nota, os candidatos “fazem uma fila” e, na sua vez, têm o direito de escolher entre as vagas disponíveis.

Os primeiros colocados, claro, têm mais opções e podem escolher especialidades mais concorridas e instituições de mais prestígio.

Atenção: o exame MIR não é uma prova de validação do diploma de especialista no Brasil. Ele é uma prova para a entrada na formação de médico residente.

Ajuda para o processo de Homologação do Diploma Médico na Espanha

Se você quiser ajuda profissional para fazer todo o processo de validação do seu diploma na Espanha, indicamos que procure um profissional habilitado para isso. Há advogados e escritórios de advocacia que trabalham com esse processo e podem tornar mais rápido e eficiente a sua vinda para a Espanha como médico.

validar diploma médico na Espanha atendimento

Com o diploma de médico validado na Espanha, posso trabalhar em outros países europeus?

Não.

Não existe o reconhecimento automático entre os países da União Europeia. Isso significa que se um médico tem um diploma espanhol (seja por formação no país ou validação na Espanha) ele precisa validar o diploma médico no país na União Europeia em que deseja trabalhar.

Precisa validar o diploma para fazer especialização na Espanha?

Sim. Para fazer a especialização é necessário validar o diploma e depois prestar o exame MIR.

Quanto ganha um médico na Espanha?

O salário de médico no sistema de saúde pública da Espanha é em média 53.000€ por ano, em valores brutos. Isso dá 4.417€ por mês, porém, com a incidência dos impostos, o valor líquido é de 2.940€ mensais.

O salário inicial de um médico na Espanha é de 35.300€ brutos por ano e o salário de um médico experiente pode chegar a mais de 100.000€ brutos anuais.

Além da experiência, o salário pode variar de uma comunidade autônoma para outra. Cada região tem independência para definir os salários dos médicos do sistema público. Os melhores salários estão no País Basco e em Navarra, ao passo que os menores estão nas regiões de Estremadura e Múrcia.

Vale a pena validar o diploma médico na Espanha?

Trabalhar como médico na Espanha é estar inserido em um dos melhores sistemas de saúde da Europa.

De acordo com a última publicação da Euro Health Consumer Index (EHCI), divulgada em 2018, a saúde na Espanha aparece como a 19ª melhor na Europa.  Além da vida profissional, morar na Espanha é sinônimo de qualidade de vida, segurança e bons sistemas públicos de saúde e educação.

Uma outra vantagem, bastante relevante, é que cidadãos da América do Sul que trabalhem como médicos por dois anos na Espanha podem solicitar a nacionalidade espanhola.

Por outro lado, o status e o privilégio salarial são bem menores do que no Brasil – realidade comum a toda a Europa. No Brasil, a profissão é extremamente valorizada, em termos financeiros e culturais. Na Europa, ser médico é “mais normal” e o salário chega a ser igual a outras profissões de nível superior.

Há de se levar em conta também o tempo necessário para cumprir todas as etapas até que se possa exercer plenamente a profissão de médico na Espanha. Entre a validação do diploma, preparação e aprovação no MIR e o tempo como médico residente, pode se somar quase dez anos.

Se você ficou com vontade de morar na Espanha, conte com a gente! Conheça o nosso Ebook Como Morar na Espanha, um passo a passo completo, escrito por brasileiros, para ajudar na mudança!