Morar na Europa é um sonho e a possibilidade de receber em euro acaba sendo um atrativo a mais. Entretanto, quem pensa em se mudar para o exterior, e precisa trabalhar para se manter no país, deve pesquisar muitas informações. Neste artigo, vamos falar sobre o salário mínimo na Espanha em 2022, se o valor é suficiente para viver no país, quais as áreas que pagam mais e também as que têm menor remuneração.

Qual o salário mínimo na Espanha em 2022

O salário mínimo na Espanha, chamado de sueldo mínimo interprofesional ou SMI, em 2022, é de 1.000€.

Mas esse número se aplica apenas se o trabalhador receber 14 pagamentos da empresa. Caso receba 12 pagamentos, isso significa que o restante será diluído na folha de pagamento.

Vale lembrar que em dezembro de 2020, o Real Decreto-Lei 38/2020 prorrogou temporariamente o SMI de 950€ devido à péssima situação que as empresas estavam devido à pandemia provocada pelo coronavírus. Consequentemente, o valor ficou congelado em 2021.

O valor do salário mínimo na Espanha iria subir em 15 euros, aprovado no Real Decreto 817/2021. Entretanto, em fevereiro de 2022 o acordo para incrementar o Salário Mínimo Interprofissional foi assinado para o valor de mil euros, com efeito retroativo desde Janeiro de 2022.

A vontade do executivo é elevar o SMI para 1.045€ em 2023.

Salário mínimo na Espanha em reais

Com a cotação de fevereiro de 2022, quando 1 euro = R$5,77, o salário mínimo da Espanha equivale a R$5.770.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Procura assessoria para morar na Espanha?

Para solicitar a sua cidadania espanhola, visto, documentos, validação de diploma ou acompanhamento jurídico recomendamos o Escritório Madeira da Costa. Agende a sua consultoria e mude para a Espanha com segurança e tranquilidade.

SABER MAIS →

Evolução do salário mínimo na Espanha

O salário mínimo na Espanha melhorou consideravelmente nos últimos anos. Em 2012, os trabalhadores recebiam 641,40€ por mês e atualmente ganham 1000€, ou seja, houve um aumento de mais de 55% no período.

Dos reajustes salariais feitos ao longo dos últimos anos, o mais significativo ocorreu em 2019. Isso porque o governo passou o SMI espanhol de 735,90€, em 2018, para 900€, em 2019, o que representou um aumento de 22,3%.

Apesar dos últimos reajustes, a Espanha ainda está longe do nível dos seus principais parceiros europeus. A meta é atingir 60% do salário médio, conforme recomenda a Carta Social Europeia.

Para você conhecer a evolução do salário mínimo na Espanha, veja abaixo o histórico com os reajustes feitos nos últimos anos:

Ano Salário Mínimo
2012 641,40€
2013 645,30€
2014 648,60€
2015 648,60€
2016 655,20€
2017 707,60€
2018 735,90€
2019 900€
2020 950€
2021 950€
2022 1000€

E o salário médio na Espanha, qual é?

O salário médio mensal dos espanhóis, segundo os últimos dados do Instituto Nacional de Estadística (INE), é de 2.038€. Entretanto, existem grandes diferenças de salário, dependendo da região.

Mulher fazendo cálculos utilizando uma calculadora
Cálculo do salário mínimo na Espanha com relação ao custo de vida

De acordo com vários estudos, os cálculos são os seguintes: trabalhadores de Madrid, Barcelona e País Basco, por exemplo, têm um salário 6% superior ao do resto da Espanha. Já as menores remunerações ocorrem em Castilla y León, Andaluzia e áreas rurais.

Profissões com salário mais elevado

A profissão mais bem paga na Espanha é a de quem organiza o espaço aéreo nacional. O Controlador de Tráfego Aéreo ganha, em média, cerca de 100 mil euros brutos por ano.

Entretanto, os profissionais que acumulam vários anos na Enaire, empresa gestora de navegação aérea do país, são regidos por outro acordo e podem faturar até 200 mil euros brutos por ano. Nada mal, né?

Entre os empregos com melhor remuneração na Espanha em 2022, continuam a destacar-se os cargos de elevada responsabilidade, no setor de Tecnologia da Informação e no mercado imobiliário. Abaixo, você pode conferir alguns deles:

Cargo Salário bruto anual
CEO de empresa 60.309€
Agente Imobiliário 55.856€
Secretário Geral 53.470€
Designer de banco de dados 47.190€
Responsável técnico de TI da empresa 47.187€
  • CEO: pode atingir um salário médio anual de 60.309€ brutos anuais, embora seja um cargo em que a concorrência é muito grande, com 114 candidatos por vaga;
  • Agente Imobiliário: esse é um dos cargos com maior número de vagas, um total de 38.000, e com baixa concorrência, apenas 22 candidatos por cargo. O salário anual bruto médio atinge os 55.856€, provavelmente relacionado com o regime natural de comissões deste setor;
  • Secretário-Geral: a média salarial é de cerca de 53.470€ brutos/ano, mas também é grande a competição: 167 candidatos por vaga;
  • Designer de banco de dados: está relacionado ao setor de TI na Europa. Surpreende a grande relação entre concorrência e vencimento, com oito candidatos por vaga e um vencimento bruto anual de 47.190€;
  • Responsável técnico de TI da empresa: esse é mais um emprego no setor de TI com ótima remuneração. O salário médio é de 47.187€ bruto por ano, embora a competição seja maior: 42 candidatos por vaga.

Profissões com salários mais baixos

Ganham os menores salários da Espanha quem trabalha em atividades administrativas e auxiliares (17.107€ por ano) e hotelaria (14.561€ por ano).

Mas se procurarmos estatísticas baseadas no salário mensal, neste caso, além de hotelaria, aparecem atividades domésticas, agricultura, pecuária, silvicultura e pesca.

Salários na Espanha são compatíveis com o custo de vida?

De uma maneira geral o custo de vida no país é compatível com os salários recebidos. É possível viver aqui sem gastar muito. Dependendo da cidade em que você pretende morar na Espanha, diversas despesas básicas são bem acessíveis, como residência, transporte público, alimentação e lazer.

É possível realizar uma boa compra semanal nos supermercados com menos de 50€ em Barcelona, por exemplo. Os supermercados da Espanha costumam fazer muitas promoções durante o mês, além disso, você encontra produtos de marca própria que também são uma boa maneira de economizar na hora das compras.

Além disso, a saúde pública é excelente. Eu falo por experiência própria!  As escolas na Espanha têm ótima qualidade de ensino e mesmo os colégios particulares não são tão caros, comparando com os salários no país.

Então, poder contar com esses serviços gratuitos e de qualidade já aumenta o poder aquisitivo, porque não há a necessidade de gastar com esses itens.

Dá pra viver com o salário mínimo na Espanha?

Ao contrário do Brasil, o salário mínimo na Espanha parece se ajustar muito mais à realidade do país. Sim, é possível viver com o SMI, mas o local de residência e as escolhas particulares vão fazer muita diferença, é claro.

Se você for alugar apartamento na Espanha, dependendo da região, poderá pagar por um quarto no centro 800€ ou mais. Já em cidades menores o custo pode cair quase pela metade.

Então o recomendado é que o trabalhador que vive em uma cidade grande, que ganha o salário mínimo na Espanha, more em bairros mais afastados se quiser viver sozinho.

Ainda tem emprego para brasileiros na Espanha?

A Espanha fechou o ano de 2021 com 13,3% da sua população desempregada.  Apesar dessa ser a taxa de desemprego mais baixa no país desde 2008, ainda não está nada fácil conseguir uma vaga no mercado de trabalho, mas não é impossível.

Uma das indústrias mais fortes na Espanha e onde há mais ofertas de emprego é o turismo, porém, atualmente há poucas oportunidades nessa área. Entretanto, TI ou mesmo serviços marítimos estão sempre em alta.

Existe desigualdade social na Espanha?

A Espanha tem um bom desempenho em algumas medidas de bem-estar geral em comparação com a maioria dos países incluídos no Índice para uma Vida Melhor.

Porém, o país apresenta fortes desigualdades de rendimentos entre as classes sociais, um elevado nível de pobreza e uma baixa proporção da população adulta empregada. Cerca de 16% dos espanhóis encontram-se em situação de pobreza (o seu rendimento está abaixo dos 50% da média do país), segundo a OCDE.

Além disso, os rendimentos de 20% da população espanhola mais favorecida são 6,5 vezes superiores aos de 20% dos menos privilegiados. Uma das explicações para essa desigualdade é a taxa de desemprego que piorou com a pandemia provocada pelo coronavírus.

Perguntas frequentes sobre os salários na Espanha

A seguir vamos responder algumas perguntas que são feitas com frequência sobre os salários na Espanha.

Qual o valor do salário de um pedreiro na Espanha?

Um pedreiro na Espanha ganha de 8€ a 10€ por hora. Então quem trabalha 8 horas por dia durante 22 dias, pode faturar até 1.760€ por mês.

Qual o salário de um garçom na Espanha?

Cerca de 12% de todos os contratos assinados na Espanha são para garçom. Esse costuma ser um dos primeiros empregos de muitos estudantes ou pessoas que se mudam para o país.
O salário médio de um garçom na Espanha é de 1.166€ por mês. Porém, a gratificação pode variar muito, dependendo do tipo e volume de negócio, assim como a localização geográfica.

Quanto ganha um jornalista na Espanha?

O salário médio anual de um jornalista é de 34.185 euros. O valor vai depender da área de atuação, da experiência e do veículo no qual trabalha.

Qual salário de um médico na Espanha?

Em média, o vencimento bruto pago por um médico que atua saúde pública da Espanha é de 54.200€, o equivalente a cerca de 2.940€ líquidos por mês.

Médicos em exercício em um hospital
O salário mínimo na Espanha para médicos é um dos melhores do país

No entanto, os médicos na Espanha que estão começando a carreira recebem aproximadamente 35.300€ brutos por ano.

Qual o salário de um fisioterapeuta na Espanha?

O salário de um fisioterapeuta depende fundamentalmente de três fatores: experiência, tipo de contrato e setor para o qual trabalha (se é privado ou público).

Em geral, a remuneração dos fisioterapeutas do setor privado é maior. Na Espanha, o profissional da área ganha, em média, 2.000€ por mês.

Consigo ajuda do governo para morar na Espanha?

O governo espanhol concede ajuda para quem vive no país. Para se ter uma ideia, atualmente está em vigor o Plano Estatal de Habitação (2018-2021) com duas grandes linhas de ação: auxílio para aluguel e compra de imóvel. Jovens entre 18 e 35 anos, por exemplo, podem ter acesso ao auxílio de até 50% do valor do aluguel.

Com dois salários mínimos consigo viver bem na Espanha?

Depende da cidade. O valor, que em 2022 corresponde a 2.000€ é muito bom e pode ser suficiente para viver bem na maioria das cidades espanholas, até mesmo na capital, Madrid. Porém, é preciso considerar o seu estilo de vida para entender se é suficiente para cobrir todos os custos.

Dicas para mudar para a Espanha

A nossa conclusão sobre o salário mínimo na Espanha é a seguinte: esse é um país para ter qualidade de vida e segurança. Não pense em ficar rico por aqui! Uma pessoa ganhando um salário mínimo por mês vai conseguir viver, mas sem muito conforto. Já um casal ganhando 3 salários mínimos por mês na Espanha vai viver muito bem.

Muitos brasileiros sonham em morar na Espanha, mas mudar de país é uma decisão que deve ser feita com muita cautela, planejamento e organização. Há muitas etapas que precisam ser realizadas e quanto mais informações forem adquiridas, mais fácil será esse processo.

Por isso, para quem está considerando emigrar, recomendamos o nosso Ebook Como Morar na Espanha. Com esse guia completo, você certamente vai se sentir mais seguro para planejar melhor a sua mudança!