Saúde privada na Espanha: como funciona, quanto custa e como utilizar

Espanha  / 

Viajar ou morar fora do seu país sempre envolve muitas dúvidas, principalmente relacionadas à saúde e atendimento de emergência. Portanto, é sempre bom prevenir imprevistos desse tipo, seja através de um seguro viagem ou da contratação de planos de saúde. A boa notícia é que se o seu destino for alguma cidade espanhola, poderá ficar tranquilo, pois tanto a saúde pública quanto a saúde privada na Espanha são excelentes.

Saúde privada na Espanha x Saúde pública

Assim como no Brasil, a Espanha possui dois sistemas de saúde diferentes: o público e o privado. Cerca de 90% da população utiliza o sistema de saúde público, que é custeado pelo governo através dos impostos.

Aliás, o sistema de saúde na Espanha é referência mu

Precisa abrir uma conta bancária na Europa?

Você pode abrir a sua conta bancária grátis em 5 minutos e com toda a segurança no N26, um banco digital que funciona em toda a Europa.


O N26 não exige comprovação de rendimentos, você só precisa estar na Europa e ter seu passaporte em mãos.

ABRIR CONTA »

ndial. Entretanto, é preciso residir legalmente no país e contribuir para o governo espanhol para que se tenha direito ao serviço público.

Caso esse não seja o seu caso, os planos particulares tornam-se uma opção para quem não quer correr o risco de desembolsar custos extras com atendimento médico e hospitalar. Nesse caso, o atendimento é custeado pelo próprio usuário através de planos de saúde ou através do pagamento direto no momento da consulta ou internação hospitalar.

Sistema de saúde público

Para ser atendido pelo sistema de saúde pública da Espanha é necessário estar cadastrado na Seguridad Social. Após obter o registro, é preciso se dirigir ao centro de saúde mais próximo da sua residência para solicitar a Tarjeta Sanitária, como é chamado o cartão de saúde.

As consultas de rotina podem ser agendadas tanto pessoalmente quanto pela internet. Casos de emergência são atendidos diretamente pelos hospitais públicos sem agendamento prévio.

Saúde privada na Espanha

Para estrangeiros que estão visitando o país, o serviço público é garantido apenas em casos de acidentes, enfermidades graves e para gestantes que estejam em trabalho de parto.

Sendo assim, quem não é cidadão espanhol e precisa de outros atendimentos, deverá contar com um plano de saúde ou contratar um seguro viagem para Espanha que arque com todos os custos de consultas médicas e internação hospitalar.

A saúde privada na Espanha funciona como no Brasil. Ou seja, você paga mensalmente um valor que vai variar dependendo da empresa contratada, e pode usufruir de uma excelente rede médica e hospitalar. Certamente você vai encontrar uma infraestrutura de qualidade, com um excelente atendimento em diversas especialidades.

Confira nosso artigo e descubra se vale a pena viver na Espanha.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é o Remessa Online.


No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

VER COTAÇÃO »

Seguro saúde privado para estrangeiros

Estrangeiros que estão na Espanha à trabalho podem ter acesso à saúde privada oferecida pelo país através da empresa. Contudo, como não se trata de uma obrigação, pode ser preciso contratar um plano por conta própria.

A contratação do seguro saúde privado evita uma conta muito maior do que o valor que seria pago diretamente para consultas e outros atendimentos. Além disso, com o plano você pode receber reembolso de parte ou da totalidade dos seus gastos médicos e clínicos.

Seguro saúde privado para europeus

Caso você seja cidadão de algum país membro da União Europeia, poderá receber atendimento médico no sistema público de saúde da Espanha. Para que isso aconteça, basta apresentar o Cartão Europeu de Seguro de Doença (CESD).

O cartão europeu de saúde é um documento criado para otimizar o tempo de atendimento em casos de urgência/emergência médica, pois substituem vários formulários de saúde. Com ele, qualquer pessoa tem direito ao mesmo atendimento de saúde prestado aos espanhóis.

Entretanto, vale lembrar que o CESD garante apenas o atendimento médico no sistema público de saúde da Espanha, ou seja, clínicas e hospitais particulares não aceitam o Cartão Europeu de Seguro de Doença.

Em que países o cartão é aceito?

Além da Espanha, o CESD é aceito em todos os países da União Europeia, além da Suíça. Veja a lista de países em que também é possível usar o cartão europeu de saúde:

Como solicitar e quanto tempo demora?

A emissão do CESD pode variar de país para país. No geral, sua emissão é gratuita e necessita dos seguintes documentos:

  • Número do cadastro na Seguridade Social;
  • Cartão de Utente do Serviço Nacional de Saúde;
  • Cartão de beneficiário de subsistema público ou particular;
  • Preenchimento formulário Modelo GIT 53 – DGSS para requerimento do CESD.

A solicitação do Cartão Europeu de Seguro Doença pode ser feita tanto presencialmente quanto online e demora cerca de sete dias para ficar pronto. Conheça também o que é o seguro de saúde público para Portugal e Itália PB4.

Brasileiros podem ter acesso à saúde na Espanha?

Como explicado acima, os brasileiros estão inclusos no caso de estrangeiros. Como Espanha e Brasil possuem acordos bilaterais, o atendimento em casos graves ou de gestantes é garantido. No entanto, outros atendimentos devem ser feitos pela saúde privada na Espanha ou, em caso de turistas, com o seguro de viagem.

Para os brasileiros que residem legalmente na Espanha, o acesso à saúde pública é permitido através do número da Segurança Social. Caso não se adeque às exigências para retirar o número, deverá então pagar pelas consultas ou ter um plano de saúde.

Os centros de saúde no país funcionam das 8h às 21h. No sistema público, para ter consulta com um especialista, por exemplo, primeiro você deverá passar pelo seu médico da família para que ele faça o encaminhamento. Em consultas de planos particulares o sistema pode ser diferente.

Odontologia e Oftalmologia, por exemplo, são as duas áreas que não são ofertadas no sistema público. Já os planos de saúde podem ou não oferecê-las em seu serviço, dependendo da empresa que você contratar.

saúde privada na Espanha

Quanto custa a saúde privada na Espanha?

Em geral, a saúde privada na Espanha custa de 800 a 1.000€ por ano. É claro que há planos mais baratos e outros mais caros.

Para você entender, quanto mais alto o valor, maior a cobertura do plano. Ou seja, você será reembolsado por praticamente todas as consultas, exames e em alguns casos até mesmo medicamentos.

Já os planos mais baratos possuem um limite mais baixo e, assim, você é reembolsado apenas em parte. Leia nosso artigo sobre quanto custa os principais tratamentos de saúde na Europa.

Aproveite e conheça como é custo de vida na Espanha.

Modalidades

Normalmente, você encontra três opções distintas de planos de saúde para escolher:

  • Rede credenciada sem coparticipação;
  • Rede credenciada com coparticipação;
  • Rede credenciada e particular.

A primeira opção é a mais barata de todas, porém com uma baixa cobertura e assistência. Na rede credenciada com coparticipação a mensalidade costuma ser baixa, mas é preciso arcar com alguns custos de consultas e exames.

Já a rede credenciada e particular é a opção mais cara, porém com a vantagem de você poder solicitar reembolso até um alto limite estabelecido pelo plano.

Hospitais conveniados

Para saber quais hospitais são conveniados ao seu plano, você deverá entrar em contato com a operadora do seguro saúde privado. Mas a Espanha publica anualmente um informe sobre os melhores hospitais do país. Eles podem servir como referência na hora da sua escolha.

Alguns deles podem ser conhecidos abaixo:

  • Clínica Universidad de Navarra;
  • Hospital Universitario HM Monteprincipe (Madrid);
  • Hospital Universitário Sanitas La Zarzuela (Madrid).

O ideal é sempre consultar o seu plano antes para ter certeza de que o local escolhido está garantido na cobertura.

Seguro Saúde

Caso você vá viajar como turista e não tenha cidadania europeia, é obrigatório contratar o Seguro Viagem Espanha com cobertura de pelo menos 30 mil euros. Isso porque o país faz parte do Espaço Schengen e exige a contratação de um seguro de viagem.

Com todas essas dicas apresentadas acima, você pode ter uma noção de como funciona a saúde privada na Espanha, como economizar em casos de emergências e onde ser atendido caso imprevistos aconteçam. Agora que já sabe de tudo isso, que tal programar a sua viagem para a Espanha?

Se você quiser embarcar nessa aventura, faça a cotação da sua passagem agora mesmo na Kayak e veja os preços médios de voo para Espanha.

Em destaque no Euro Dicas
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

    Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Precisa enviar dinheiro para outro país?

    A nossa plataforma preferida é o Remessa Online. No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »
  • Pensando em morar em Portugal?

    Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

    RECEBER AMOSTRA »
COMPARTILHE
Autor

Andrea é uma jornalista curitibana que uniu a paixão pela profissão e pelas viagens e fez disso sua vida. Viajou por todos os cantos do Brasil e também se aventurou pelos Estados Unidos, África e Ásia. Ao lado do filho e do marido foi morar no Sri Lanka e no Vietnã. Desde 2018 vive na Inglaterra e divide seu tempo entre a produção de conteúdo e os passeios pelo Reino Unido.