Muitos brasileiros e estrangeiros decidem morar em Salamanca a cada ano. Além da universidade mais antiga da Espanha e uma das mais tradicionais da Europa, a cidade atrai pelo baixo custo de vida, paisagens charmosas e vida noturna agitada. Se você quer saber mais sobre a Salamanca, confira este artigo.

Como é morar em Salamanca?

Salamanca é um município de aproximadamente 150 mil habitantes na comunidade autônoma de Castela e Leão. A cidade fica a pouco mais de 200 quilômetros a noroeste da capital da Espanha, Madrid.

Muito da cidade gira em torno da educação. A Universidade de Salamanca (USal), instituição pública, junto com a Pontifícia de Salamanca, universidade privada ligada à Igreja Católica, reúnem em torno de 30 mil alunos – os estudantes universitários representam 20% da população da cidade. O que reforça a cidade como um importante destino para quem quer estudar na Espanha.

Onde morar em Salamanca?

Salamanca é uma cidade pequena e não há uma diferença grande de lifestyle de um ponto a outro na cidade. Até o conceito de bairro não é muito utilizado como referência geográfica: as pessoas não costumam dizer “eu moro no bairro tal” e sim, “eu moro perto da Plaza Mayor” “perto da estação de ônibus”, “perto da ponte” e por aí vai.

Mas, como em qualquer cidade, existem algumas regiões que são mais indicadas de acordo com o que se busca na cidade, por exemplo:

  • Para estudantes: faz sentido ficar perto do campus que você vai estudar, a maioria fica na área central da cidade, o que facilita a proximidade com outros pontos de interesse;
  • Para famílias: morar nas regiões mais afastadas do centro ou até mesmo nos pueblos vizinhos, como Santa Maria de Tormes ou Villamayor, pode ser uma boa opção para quem busca silêncio e tranquilidade. Leve em conta que, dependendo da área escolhida, é necessário ter carro para se locomover;
  • Para jovens: se a ideia é ficar perto de tudo, o melhor bairro em Salamanca é o Centro. Se você procura áreas centrais mais econômicas, algumas boas opções são a região próxima ao terminal de ônibus (Barrio del Oeste), próxima à Plaza de Toros (Barrio Buenos Aires) ou ao Rio Tormes (Barrio Fontana).

Custo de vida em Salamanca

Morar em Salamanca não é caro para padrões espanhóis, e é mais barato que a média do custo de vida na Espanha. Os preços de itens alimentícios e roupas estão no mesmo patamar de cidades grandes, como Madrid e Barcelona, mas o aluguel em conta e os gastos baixos com transporte público tornam Salamanca mais acessível.

Custos de moradia em Salamanca

A maioria dos recém-chegados opta por alugar um quarto em um apartamento compartilhado, que geralmente vem mobiliado, com itens de cozinha e roupa de cama. Essa é a opção mais barata e também a menos burocrática, mas não é a ideal para todo mundo, já que acarreta dividir o lar com outras pessoas, geralmente desconhecidos e muitas vezes de outras nacionalidades.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Procura assessoria para morar na Espanha?

Para solicitar a sua cidadania espanhola, visto, documentos, validação de diploma ou acompanhamento jurídico recomendamos o Escritório Madeira da Costa. Agende a sua consultoria e mude para a Espanha com segurança e tranquilidade.

SABER MAIS →

Se pensa em morar em Salamanca, saiba que o preço dos quartos varia de 150€ a 300€ mensais. Esse valor pode já incluir as contas como água, luz, gás (o aquecimento na Espanha geralmente é central e à gás) e internet ou esses gastos serem pagos à parte.

Os sites mais populares para alugar apartamentos ou quartos na Espanha são o Idealista e o Fotocasa. Confira os valores médios:

Apartamento Preço
1 quarto no centro da cidade 450€
1 quarto fora do centro da cidade 305€
3 quartos no centro da cidade 750€
3 quartos fora do centro da cidade 572€

Além dos custos de aluguel é importante colocar na conta as despesas com a casa, como as contas básicas que incluem eletricidade, gás água e lixo, cujo valor médio é de 156€ (para um apartamento de 85m2). Além da internet, cujo valor médio é de 34,50€.

Custos de alimentação

Comer fora é mais barato em Salamanca do que em cidades grandes, já os preços no supermercado na Espanha não variam muito de cidade para cidade. Confira os valores de alguns itens:

Item Preço
Refeição em restaurante econômico 10€
Refeição completa (entrada, prato principal e sobremesa) para duas pessoas em restaurante médio 30€
Mc Oferta (sanduíche, batata frita e bebida) no McDonald’s 8€
Cerveja nacional (caneca de meio litro) 2€
Cappuccino 1,27€
Refrigerante (lata) 1.93€

O gasto com supermercado em Salamanca é de 150€ a 250€ por pessoa, por mês. Claro que isso depende do tipo de produto que se consome e até do supermercado que se costuma ir. O Dia e o Eroski costumam ter preços mais atraentes.

Salamanca, como outras cidades da Espanha, têm mercearias de bairro que vendem frutas e verduras mais frescas e mais baratas que os supermercados.

Buscamos alguns exemplos de valores médios de produtos no site Numbeo. Confira!

Item Preço
1 litro de leite normal 0,69€
Pão de forma branco (500g) 1,20€
Arroz branco (1kg) 0,75€
Dúzia de ovos 1,35€
Filé de peito de frango (1kg) 3,50€
Bife de paleta ou carne vermelha equivalente (1kg) 7,33€
Banana (1kg) 1,17€
Batata (1kg) 0,81€
Cebola (1kg) 0,96€

Custos de transporte

Ao morar em Salamanca vai perceber que é uma cidade pequena e quase tudo se faz a pé. Eu conto nos dedos as vezes em que usei transporte público em mais de um ano morando na cidade. Para se ter uma ideia, a Facultad de Filosofia y Ciencias Sociales, que fica em uma região considerada “afastada” de Salamanca, está distante 1,5 quilômetro da Plaza Mayor, o ponto central da cidade.

O preço do bilhete unitário de ônibus custa 1,05€ e o bilhete mensal 22,05€. Para menores de 30 anos empadronados na cidade e para matriculados na Universidade de Salamanca e na Pontifícia, a tarifa mensal é de 14€.

Custos de saúde

O Sistema de Saúde pública na Espanha é gratuito, financiado pela arrecadação de impostos do governo. Se você trabalhar na Espanha (inclusive de forma autônoma) vai ter um desconto relativo aos serviços de saúde.

Cidadãos estrangeiros legalizados, seja por ter visto para Espanha, seja pela cidadania europeia, podem acessar o Sistema Nacional de Saúde e não pagam nada por consultas e tratamentos. Pelo menos 90% da população utiliza o sistema público e, na prática, é difícil conhecer alguém que tenha plano de saúde privado.

Custos de lazer em Salamanca

O lazer em Salamanca não tem preços proibitivos. Um jantar custa entre 10€ e 20€ por pessoa, um cafezinho (os espanhóis adoram sair para tomar um café, mesmo à noite) custa em torno de 1€.

Salir de copas (sair para beber) é o programa recorrente entre locais, estudantes e turistas. Por ser uma cidade universitária, os bares (alguns com música, que se assemelham a boates) ficam abertos até de manhã de segunda a segunda.

A maioria desses estabelecimentos não cobra entrada. O preço da cerveja ronda os 2€ e os drinks, 5€. Há várias chupiterías (bares de shots), que costumam ter música e vender shots de bebidas por 1€.

Plaza Mayorem Salamanca

É comum ver hostess de bares em pontos movimentados da cidade oferecendo um voucher de “segunda grátis”, ou seja, você paga uma bebida e ganha outra no mesmo valor.

Durante o dia, as pessoas costumam sair para encontrar-se ao ar livre, mesmo no inverno, pois quase sempre há sol. Amigos e famílias se juntam na Plaza Mayor, nos parques ou ao longo do rio Tormes – todos são grátis – para tomar sol, conversar e muitas vezes levam algo de casa para comer e beber.

Confira as 10 cidades mais baratas da Espanha e compare!

Qual o custo de vida médio em Salamanca?

O custo para morar em Salamanca ronda os 500€ ou 600€ por mês, para quem aluga um quarto em uma casa compartilhada ou duas pessoas que dividem um apartamento de um quarto e sala.

E estimativa de custos mensais, por pessoa, são:

Item Preço
Aluguel de um quarto + contas 230€
Aluguel de apartamento de 1 quarto no centro da cidade (dividido duas pessoas) + contas 275€
Supermercado 200€
Lazer 80€

O transporte público na Espanha é muito bom, mas não foi considerado nos custos mensais de Salamanca porque, em geral, as pessoas se locomovem a pé. Esses valores são médios e podem variar (para mais, principalmente) em razão do estilo de vida.

É bom considerar uns 50€ por mês para despesas ocasionais, como compra de roupas, remédios, itens para casa, conta de celular, entre outros.

Qualidade de vida em Salamanca

Agora vamos falar de pontos importantes para avaliar a qualidade de vida em Salamanca, tais como segurança e clima.

É seguro morar em Salamanca?

A segurança na Espanha não costuma ser um problema e Salamanca segue a regra. Segundo o Global Peace Index 2021, o país é o 31º mais seguro do mundo e tem um índice alto de segurança.

É muito normal ver pessoas andando sozinhas em Salamanca, inclusive mulheres, tarde da noite, com o celular na mão. Assaltos são raros e as casas não têm grade nas janelas nem trancas extras (além da chave) nas portas.

O máximo que ouvi falar foi a ocorrência de furto (quando o objeto é subtraído sem violência), geralmente em lugares muito movimentados, como atrações turísticas e casas noturnas. Se há o cuidado de não deixar os pertences “dando sopa” em lugares com aglomeração, provavelmente não vai acontecer nada indesejado.

O clima em Salamanca

Ao morar em Salamanca, você vai viver verões quentes e secos, e um inverno com bastante frio (para padrões espanhóis), o que mostra variedade do clima na Espanha.

Por ficar no planalto e longe do mar, Salamanca tem uma grande variação térmica diária e anual. O verão na cidade é bastante quente, até para padrões brasileiros. A média de temperatura máxima em julho e agosto é de 30 graus e são comuns dias que os termômetros passam de 35.

No inverno, a temperatura máxima diária dificilmente passa dos 12 graus e, à noite, é comum ir um pouco abaixo de zero. De dezembro a março, costuma nevar um ou dois dias por mês. Porém, a grande maioria das casas, assim como restaurantes e estabelecimentos comerciais, têm aquecimento e dentro de lugares fechados a temperatura é agradável.

A boa notícia é que, por ter um clima seco, são raros os dias nublados em Salamanca. O sol aparece mesmo no inverno e isso, em parte, explica o costume local de se reunir ao ar livre. Os salmantinos adoram ir a parques, praças e cafés para aproveitar o sol.

Como é morar em Salamanca para estudar?

Muito da vida em Salamanca gira em torno dos estudantes universitários, que são um quinto da população.

A maioria dos estudantes está vinculado à Universidade de Salamanca, que oferece cursos de graduação em diferentes áreas, especialização, mestrado e doutorado, além de receber muitos alunos que fazem intercâmbio na Espanha pelo programa Erasmus.

Muitos vão morar em Salamanca para estudar o idioma, pois, além dos atrativos da cidade, as pessoas da comunidade autônoma de Castela e Leão falam, no dia a dia, o castellano.

qualidade de vida em Salamanca

A cidade recebe, todos os anos, milhares de estudantes, sejam alunos dos cursos de espanhol, de mestrado, doutorado, graduação e também intercambistas. Com tanta “gente nova”, é fácil se enturmar, pois as amizades se dão mais rapidamente do que em lugares onde todos moram há muito tempo, têm as suas turmas e relacionamentos.

É fácil conhecer pessoas de outros países, além da Espanha. Muitos estudantes estrangeiros moram em Salamanca e é uma oportunidade para conhecer várias culturas e treinar outros idiomas, especialmente o inglês.

Mercado de trabalho em Salamanca

Salamanca é uma cidade média e não tem um mercado de trabalho muito diversificado. Mesmo para os espanhóis, é meio difícil encontrar emprego por lá. Muitos salmantinos acabam migrando para outras cidades ou para o exterior e disso resulta que Salamanca é uma cidade com muitos idosos e muitos estudantes.

A minha experiência em morar em Salamanca como estudante, é que as pessoas conseguiam trabalhos ocasionais nos bares e casas noturnas da cidade ou um emprego como garçom ou nos supermercados. Mesmo quem já estava formado tinha dificuldade de trabalhar na sua área de atuação.

Vale lembrar que a Espanha tem uma taxa de desemprego relativamente elevada se comparada aos países europeus. Sendo mais do que o dobro da taxa média da Zona do Euro, com 7%, e acima inclusive do Brasil, com 13,2%. A economia da Espanha também sofreu com a pandemia.

Vale a pena morar em Salamanca?

A minha opinião é que vale muito a pena morar em Salamanca para estudar: a universidade é boa e tem valores acessíveis, a cidade é barata (para padrões europeus), a vida social é intensa, há grande oferta de alojamento, a cidade é linda, limpa e segura.

Para quem quer morar na Espanha com o intuito de trabalhar, as cidades maiores ou com setor de indústria e turismo mais relevantes podem ser uma melhor opção.

Se deseja morar em Salamanca, recomendo o nosso Ebook Como Morar na Espanha, um passo a passo completo para organizar a sua mudança, da escolha do visto ao período de adaptação no país.