Aprender idioma no Brasil ou fora? Veja a melhor opção

Curso de Idiomas  / 

Se você está na dúvida se deve aprender idioma no Brasil ou fora esse texto é pra você! Vou te contar algumas das minhas experiências quando morei fora e como foi importante eu ter me preparado um pouco no Brasil, antes de embarcar para alguns desafios. Vem comigo!

Precisa abrir uma conta bancária na Europa?

Você pode abrir a sua conta bancária grátis em 5 minutos e com toda a segurança no N26, um banco digital que funciona em toda a Europa.


O N26 não exige comprovação de rendimentos, você só precisa estar na Europa e ter seu passaporte em mãos.

ABRIR CONTA »

Aprender idioma no Brasil ou fora: as vantagens de aprender idioma ainda no Brasil

Estudar inglês no exterior sempre fez parte da minha lista de desejos, principalmente quando meus amigos que se prepararam para viver um intercâmbio fora, voltavam com o inglês fluente, muitas histórias e grandes experiências! Pra mim, a realização não era só estar “afiadinha” para aquela entrevista esperada na multinacional. Era de conseguir me conectar com o mundo e viver a experiência cultural que aquele novo país poderia me oferecer. Para isso acontecer, tinha que ir aprender o idioma fora.

Por isso eu vivia naquele entra e sai de diversos cursos de idiomas, buscando um que se adequasse ao ritmo e horário de trabalho. Procurava um curso que tivesse uma didática bacana e que eu conseguisse seguir até poder, enfim, viver a experiência do intercâmbio e aprender um novo idioma.

Ainda bem que eu insisti tanto! Mesmo não avançando tantos níveis no Brasil, foram esses cursos que me deram uma base importante para que eu não ficasse no zero a zero quando precisava usá-lo em viagens e no dia a dia do trabalho. Quer saber o que aconteceu comigo?

Aprender idioma no Brasil: o pontapé inicial pro intercâmbio

No meio de uma preparação para ir estudar inglês em um intercâmbio na Irlanda eu fui parar na África a trabalho. Primeira preocupação: será que eu vou precisar do inglês fluente? Certamente uma negociação com fornecedores da Europa ia rolar!

Eu estava indo fazer parte da equipe de publicidade que atenderia a CAM (Copa Africana das Nações), ingênua seria eu de achar que não teria, no mínimo, que negociar em inglês uns brindes da China com o amigo lá de Xangai, não é? Dito e certo!

Agradeci todos os dias pelo cursinho de inglês que eu tanto reclamava e que me deu uma super base para entregar aquele job redondinho para o cliente. Por isso eu te digo uma coisa: vale sim a pena você começar a aprender o idioma pretendido ainda no Brasil, mesmo que tenha planos de estudar ou morar fora. Talvez ele não pareça assim tão importante naquele momento, mas vai te ajudar a não chegar tão perdido no país de interesse.

Aprender idioma no Brasil ou fora: como funcionam os cursos no país

Existem diversos tipos de curso de idiomas disponíveis hoje no Brasil, como o Learn English Online. Sejam presenciais, onlines, por aplicativos ou books eletrônicos. O que é maravilhoso, pois você pode encontrar algo que se encaixe no seu estilo de vida, ritmo de trabalho e disponibilidade financeira.

Eu listei abaixo alguns itens com vantagens e desvantagens, tanto do curso online quanto do curso presencial. Dessa forma consigo te ajudar a identificar qual desses se encaixa melhor no seu perfil para aprender o idioma desejado.

Horário

Eu acredito que a principal vantagem das aulas na internet seja você poder estudar a qualquer hora e em qualquer lugar. É uma mão na roda, principalmente pra quem não tem tempo de frequentar um curso em um dia e horário específicos. Porém, sem disciplina, pode virar uma armadilha.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é o Remessa Online.


No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

VER COTAÇÃO »

Dúvidas no assunto

No curso online o aluno recebe a resposta imediatamente. Mas, se tiver dúvida, precisa se virar e revisar os conteúdos. Alguns disponibilizam um professor online, mas ele nem sempre vai conseguir te fazer entender. No curso presencial isso é uma grande vantagem. O professor te explica a solução e ainda identifica aonde e porque você errou.

Interação

O conceito de turma ainda é um grande atrativo para os cursos presenciais. É um espaço onde, além do contato direto com o professor, você vai perdendo a vergonha e desenrolando o idioma com quem também está ali para aprender.

Disciplina

Se o horário de aulas é uma grande vantagem do curso online, a contrapartida está na disciplina necessária. Ao optar pelo ambiente virtual, o aluno passa a depender somente de si. Não há o compromisso de um horário definido, nem cobrança do professor ou da turma. A autonomia traz liberdade, mas exige disciplina. Especialmente para quem não está acostumado a estudar na internet.

Custo

Quem é navegador assíduo da internet sabe que hoje em dia encontram-se diversos tipos de cursos online gratuitos. Para aquele pontapé inicial, eu não tenho nada contra Mas, se a sua intenção é aprender a língua, o melhor é procurar um curso de segurança e certificado e esquecer essa ideia de que o curso online é mais barato que o presencial.

Há profissionais envolvidos em todas as etapas do desenvolvimento da tecnologia e da metodologia de ensino para interagir com um aluno através de um site. Muitos contam com aulas em tempo real, professores de plantão e atualizações constantes. Isso tudo custa caro e os responsáveis pelos cursos apontam que os preços estão se equiparando. Mesmo que um plano básico online seja mais barato, o aluno que quiser contato direto e pessoal com um professor, por exemplo, poderá ter de pagar mais por isso.

Fluência

Em relação ao tempo para a fluência no idioma, vai depender da sua dedicação e estudo. Quem sai da aula e pratica em casa todo dia um pouco, vai sair na frente daquele que só estuda em sala de aula, concorda? Muitos cursos dão a média de sair falando fluentemente após 1 ano e meio.

Saiba também 7 maneiras divertidas de aprender inglês.

Aprender idioma no Brasil ou fora: as vantagens de aprender o idioma fora

Fluência

Quando você aprende a língua com nativos, em um país que você vai praticar toda hora e todo minuto, você conquista uma fluência muito mais rápida. Se coloque em uma situação do seu cotidiano, onde você precisa a qualquer custo desenrolar aquela situação. É assim que será o seu dia a dia será. Sempre imerso a lidar com as mais variadas situações, onde você fará um esforço enorme pra se virar.

Você vai conquistar confiança, perder a vergonha de falar errado para aprender o idioma, ganhar vocabulário e conquistar fluência. Sem falar na pronúncia, que é algo que todo mundo se preocupa na hora de aprender um novo idioma. Você vai conviver diariamente e passar o dia ouvindo essas pessoas falando. Isso é super importante para treinar sua escuta na pronúncia certinha. Só um curso de inglês no exterior pode proporcionar isso a você.

Experiência

Fazer amigos de várias nacionalidades. A experiência de estudar o idioma fora é ainda mais válida quando você conhece pessoas que tem os objetivos parecidos com o seu. Pessoas que também saíram de seus países de origem para estudar fora. É incrível como essa cumplicidade ajuda no dia a dia e constrói amizades pra vida toda.

Diferencial no currículo

Ter um segundo idioma hoje não é um diferencial e sim, uma obrigação, eu diria. E essa é uma grande chance de você sair na frente, seja qual for a sua idade! Ter a fluência na língua aprendida no país de origem conta muito ponto. Além do domínio do idioma, você certamente será visto como um profissional diferenciado e agregará valor àquela organização, por toda a experiência trazida do intercâmbio.

Valor agregado

Quando você se abre para conhecer novas culturas, você passa a ver o mundo de forma diferente. Aprende que todas as culturas são interessantes, passa a respeitar os costumes de outras pessoas e abre a sua mente com novos sentidos de vida. Estudar fora é muito mais que voltar com o idioma fluente. Veja também como melhora a empregabilidade e os salários de quem estudou no exterior.

Aprender inglês na Irlanda ou na Inglaterra?

Aprender idioma na Inglaterra

Fazendo intercâmbio na Inglaterra a pessoa tem a oportunidade de morar em um dos principais centros políticos, econômicos e culturais da Europa. São indiscutíveis as experiências e os conhecimentos que você pode adquirir por lá.

Aprender Idioma na Inglaterra

A Inglaterra oferece acesso fácil a vários países europeus. É uma grande vantagem para você que quer ter a oportunidade de viajar e explorar aquelas culturas. Já pensou poder ir em Roma no final de semana só pegando um trem de Londres?

Aprender idioma na Inglaterra: quanto custa

Os preços para cursos de inglês variam de £120 a £220 por semana, em uma boa escola de idiomas. Você pode optar por aprender idioma por quantas semanas quiser e pode começar em qualquer segunda-feira. A maioria das escolas oferece descontos para quem quiser estudar à tarde. Procure sempre uma escola reconhecida pelo governo britânico. Desconfie das muito baratas, para não perder tempo e dinheiro.

Para um estudante, o gasto com acomodação é, em média, de £150 por semana. Além disso, o governo inglês estima que, além do aluguel, um estudante vá gastar, pelo menos, 104£ por semana em gastos para se manter na cidade. Esse valor, claro, depende da vida social que você vai ter por lá.

Veja também 10 dicas de especialistas para aprender espanhol rápido.

Aprender idioma na Irlanda

Um grande atrativo na Irlanda é a existência de programas especiais oferecidos pelo governo. Esses programas permitem que estudantes regularmente matriculados em instituições de ensino exerçam atividades remuneradas. O estudante pode trabalhar até 20h por semana, por cerca de 8€ por hora. É um benefício que pode ajudar nas despesas da viagem.

Aprender Idioma na Irlanda

Nas horas vagas, passear por Dublin é um programa maravilhoso. Em Dublin, os destaques são os charmosíssimos pubs, onde reina a famosa e saborosa cerveja irlandesa Guinness.

Aprender idioma na Irlanda: quanto custa

O preço dos cursos variam de 170€ a 230€ a semana. Porém, existem muitos pacotes para quem fecha as quatro semanas (razoavelmente uma boa experiência para quem tem pouco tempo e orçamento apertado). Você também pode começar em qualquer segunda-feira, assim como em Londres.

Considerado a maior despesa para quem vive na Irlanda, os gastos com moradia podem variar dependendo da região que você escolher viver. A média no país é de 300€ por mês. É recomendado que separe pelo menos 100€ por mês para compras em supermercado.

Aprender idioma: uma dica importante

Na hora de escolher o destino do intercâmbio é importante analisar questões ligadas a vistos, possibilidade de trabalho legal, custo de vida, conexões profissionais conectadas à sua volta ao Brasil, além das exigências necessárias para estudantes brasileiros entrarem em cada país.

Se você tem vontade de estudar na Irlanda, leia nosso artigo sobre o tema.

Quanto tempo leva para falar fluentemente?

No Brasil, as escolas geralmente dão a média de 1 ano e meio para sair falando inglês. Mas, claro, que depende muito de cada aluno e da dedicação ao curso. Conheço gente que já fez o dobro desse tempo e não saiu do “The book is on the table”.

Nos países de língua inglesa, por tudo que já falei antes aqui, não tenha dúvida que em seis meses você adquire um bom nível do idioma e ainda leva pra casa na mochila uma super bagagem de vida.

Vale a pena começar a estudar no Brasil e depois continuar no país estrangeiro?

Essa pra mim é a melhor opção. Você não precisa investir no curso mais caro no Brasil. Minha sugestão é você procurar um curso que se identifique e se encaixe no perfil do seu dia a dia. Assim, você ganha gosto pela coisa e aprende mais rápido, porque naturalmente irá se dedicar.

Uma pessoa que sai do zero e que tenha pouco tempo disponível, mesmo com a imersão total e contato com o idioma 24 horas por dia, não vai alcançar o nível avançado em um só passo. Não existe milagre. Por isso eu sugiro um estudo prévio. Seu rendimento no intercâmbio será outro se você já sai com um base.

Veja o nosso guia de intercâmbio na Europa e veja os primeiros passos para organizar o seu.

Estudar fora vale mesmo a pena o investimento?

Planeje seu intercâmbio com calma, comece a fazer aquela poupança e pensar na experiência no exterior como investimento. Quem faz, não se arrepende, tanto no quesito profissional quanto no pessoal. Ainda mais nesse momento em que se acredita que o Brasil tem um mercado carente de um profissional plural e com uma perspectiva mais abrangente de mundo. Por isso seja esse ‘ponto fora da curva’ e se jogue!

Seguro viagem para estudar fora do país

Se você sonha em fazer intercâmbio, saiba que o seguro viagem é obrigatório para muitos países. E mesmo onde não é obrigatório, é recomendável ter um.

Quer economizar na contratação do seu seguro viagem? Então utilize o nosso comparador de seguros. Essa plataforma foi desenvolvida pela Equipe Euro Dicas para apresentar os planos mais adequados ao seu destino e ao seu bolso.

Basta informar a sua data de ida e de volta, destino, nome e contatos e nós iremos ajudar você a selecionar o melhor seguro para sua viagem. Se preferir, pode também fazer a cotação no site Seguros Promo, site comparador que nós confiamos e recomendamos aos nossos leitores.

Em destaque no Euro Dicas
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

    Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Precisa enviar dinheiro para outro país?

    A nossa plataforma preferida é o Remessa Online. No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »
  • Pensando em morar em Portugal?

    Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

    RECEBER AMOSTRA »
COMPARTILHE
Autor

Fernanda já deixou o Brasil por Angola, Espanha e agora é Portugal. Vive imersa em um estilo de vida que permite estar sempre em contato com diferentes culturas e aprendizados. A brasileira mãe do Leo é inquieta e sonhadora, amante de uma boa gastronomia e um bom jazz. Atualmente presta consultorias de Marketing para empresas Portuguesas, é responsável pelas estratégias de Marketing da iDigital Media , videomaker nas horas vagas e sócia-fundadora do Mães em Conexão.