Se você planeja cursar faculdade ou matricular seus filhos nas escolas inglesas, é importante saber como funciona a educação na Inglaterra. Acompanhe o nosso artigo e descubra como é o sistema de ensino inglês, quais as melhores instituições e se vale a pena estudar no país. Vamos lá?

Como é a educação na Inglaterra?

A educação na Inglaterra é uma das melhores do mundo e atende aos mais altos padrões de qualidade, obrigatória para aqueles com idade entre 5 e 16 anos. O sistema educacional é composto por blocos de anos chamados Key Stages, no final de cada etapa a instituição de ensino avalia o desempenho do aluno.

Assim, para explicar melhor a divisão do sistema educacional da Inglaterra, elaboramos a tabela abaixo com a idade, ano escolar e a Key Stage correspondente:

Idade Ano Escolar Key Stage
4 a 5 anos Recepção
5 a 7 anos 1º ao 2º ano
7 a 11 anos 3º ao 6º ano
11 a 14 anos 7º ao 9º ano
14 a 16 anos 10º ao 11º ano

Ao terminar o 11º ano do ensino na Inglaterra, os alunos precisam fazer o teste General Certificate of Secondary Education (GCSE), normalmente exigidos para trabalhar na Inglaterra.

Aos 16 anos, os alunos decidem se preferem deixar a escola ou continuar estudando. Se optar pela outra alternativa, é necessário realizar provas para ingressar em uma instituição de ensino superior.

A educação na Inglaterra é pública?

Sim, a grande parcela do sistema educacional da Inglaterra é composta por escolas públicas que recebem financiamento governamental. Além disso, todas as crianças entre 5 e 16 anos têm direito a uma vaga gratuita em uma escola estadual.

Além disso, as escolas estaduais na Inglaterra recebem financiamento através da autoridade local ou do governo e podem ser divididas em categorias mais específicas, como:

Sonha morar na Inglaterra?

Conheça o nosso Ebook Morar na Inglaterra e saiba como se mudar para o país com toda a segurança, de forma legal e contando com a informação atualizada do Euro Dicas. A qualidade de vida do Reino Unido espera por você!

SABER MAIS →

Escolas comunitárias

As escolas comunitárias são financiadas pelo estado e outras autoridades locais. Portanto, não sofrem influência de grupos empresarias ou religiosos e seguem o currículo nacional. Outra característica dessa categoria é que para ingressar nas escolas comunitárias, as crianças e adolescentes não precisam passar por exames de admissão.

Escolas de fundação ou voluntárias

As escolas de fundação ou voluntárias também recebem financiamento da autoridade local e obedecem ao estipulado no currículo nacional. A diferença é que essas instituições têm mais liberdade para inserir novas matérias, como de ensino religioso.

Embora não apliquem exames de admissão, algumas escolas ligadas a grupos religiosos tendem a dar prioridade aos estudantes cujas famílias praticam uma religião específica.

Academias e escolas gratuitas

As academias e escolas gratuitas são administradas por instituições sem fins lucrativos e independentes da autoridade local. Como não são seletivas, elas costumam aceitar alunos com qualquer habilidade e realização acadêmica.

A principal diferença é que as academias não precisam seguir o currículo nacional, ou seja, são livres para administrar as coisas como preferirem. Por conta disso, essas escolas podem possuir aulas, horários e metodologias de ensino diferentes.

Escolas secundárias

As escolas secundárias podem ser geridas pela autoridade local, um órgão de fundação ou por um fundo de academia. Para ingressar nessas instituições, os alunos passam por um teste para avaliação de suas capacidades acadêmicas.

Esse exame é geralmente realizado no último ano da escola primária. Como a competição por vagas é acirrada, os pais e responsáveis recorrem às aulas particulares para preparar melhor os estudantes para o teste.

Como é a educação infantil na Inglaterra?

As crianças de 3 a 5 anos se enquadram no Early Years Fundation Stage (EYFS), etapa da educação pré-escolar. Ao atingir a idade mínima, a criança recebe 30 horas de cuidados infantis gratuitos do estado.

Os pais ou responsáveis podem inscrever as crianças em pré-escolas públicas, privadas ou em creches anexas à escola primária local. A metodologia de ensino na Inglaterra utilizada nessa fase é baseada em brincadeiras, que visam desenvolver as seguintes áreas:

  • Comunicação e linguagem;
  • Compreensão do mundo;
  • Artes expressivas e design;
  • Alfabetização e matemática;
  • Desenvolvimento pessoal, social, emocional e físico.

Além disso, a avaliação da educação infantil é feita nas crianças com idade entre 4 e 5 anos, sobre critérios como a linguagem, comunicação, alfabetização e matemática.

O ensino básico na Inglaterra começa a partir dos 5 anos
A educação básica na Inglaterra é gratuita e obrigatória.

Como é a educação básica na Inglaterra?

A educação básica na Inglaterra começa no primeiro ano da 1ª Key Stage e finaliza no sexto ano da 2ª Key Stage. Durante esse período, os alunos matriculados nas escolas públicas têm aulas cinco dias por semana e devem cumprir o Currículo Nacional.

As áreas de aprendizado nessa etapa do sistema de educação na Inglaterra são amplas e incluem alfabetização, leitura, redação, matemática, ciências, entre outras. Os alunos da educação básica também precisam passar por quatro avaliações de conhecimento:

Ano Escolar Key Stage Avaliação
1º ano Verificação de triagem fonética.
2º ano Testes nacionais de leitura e matemática em inglês. Avaliações de professores em matemática, ciências e leitura e escrita em inglês.
4º ano Verificação de tabelas de multiplicação.
6º ano Testes nacionais de leitura em inglês, matemática e gramática, pontuação e ortografia. Avaliação de professores em redação e ciências em inglês.

Como funciona o ensino médio na Inglaterra?

O ensino médio na Inglaterra engloba do 7º ao 11º ano escolar. Durante esse período, os alunos devem estudar as matérias básicas de língua inglesa, matemática e ciências, mas podem escolher outras disciplinas não essenciais, como:

  • História;
  • Línguas estrangeiras;
  • Música;
  • Educação religiosa, entre outras.

Os alunos das escolas secundárias ou do ensino médio estudam para os exames obrigatórios do General Certificate of Secundary Education (GCSE), aplicados no 10º e 11º ano escolar. A pontuação nesses testes varia de 1 a 9, sendo 9 a mais alta.

Essas qualificações permitem que os alunos passem para os estágios não obrigatórios do ensino superior das qualificações A-Level ou BTEC. Mas é claro, os alunos também podem optar por terminar a escolaridade obrigatória aos 16 anos.

Melhores escolas da Inglaterra

A qualidade da educação na Inglaterra é mundialmente conhecida, a prova disso é que milhares de estudantes deixam seus países de origem para ingressar em uma escola inglesa. Pensando nisso, confira a seguir dois rankings com as melhores instituições de ensino da educação básica e média, com base nos resultados do com base nos últimos resultados do GCSE e A-Levels de 2022:

Escolas de ensino básico

  1. St. Antony’s RC Primary School – Forest Gate, London;
  2. St. Stephen’s School – East Ham, London;
  3. Mayflower Primary School – London;
  4. St. Anne’s RC Primary School – Streetly, Sutton Coldfield;
  5. Courtland School – London.

Escolas de ensino médio

  1. The Henrietta Barnett School – London;
  2. The Tiffin Girls’ School – London;
  3. Kendrick School – London;
  4. Queen Elizabeth’s School – London;
  5. Reading School – Berkshire.

Ensino superior na Inglaterra

Diferente da educação básica e média, o ensino superior na Inglaterra não é gratuito. Diante disso, para fazer uma graduação, os estudantes devem pagar uma mensalidade conforme o curso, nível de formação e a faculdade na Inglaterra escolhida.

Para os estudantes estrangeiros, as taxas e mensalidades podem ser ainda mais caras. Dependendo do curso e da instituição, o aluno pode pagar até £40.000 por ano para estudar nas melhores universidades da Inglaterra.

Cada estudante pode se inscrever para até cinco cursos de graduação de uma só vez para estudar na Inglaterra. O processo é feito pelo Serviço de Admissão de Universidades e Faculdades (UCAS), mediante o pagamento de uma pequena taxa administrativa.

Após fazer a inscrição, o UCAS entra em contato com o estudante e apresenta todas as ofertas das instituições de ensino superior indicadas pelo candidato. Logo, cabe ao aluno analisar cada uma e escolher a melhor alternativa.

Algumas ofertas das universidades são condicionais. Isso significa que o aluno precisa obter determinados resultados nos estudos atuais ou em testes de inglês para ingressar na instituição e conseguir apoio financeiro.

Entenda como funcionam as bolsas de estudos na Inglaterra.

A educação na Inglaterra é boa?

A educação na Inglaterra é ótima! O ensino é obrigatório, e gratuito, até os 16 anos, as escolas seguem o Currículo Nacional e as instituições estão sempre no topo dos rankings educacionais em todo o mundo.

As crianças podem começar a estudar a partir dos quatro anos e aos 11 são transferidos para o ensino médio. Durante esse período, o desempenho do aluno é avaliado constantemente pelas instituições e professores, que acompanham de perto a sua evolução.

Particularmente, eu não tenho do que reclamar do ensino básico. Tenho um filho de sete anos que está no final do year 2, e até agora não tivemos maiores problemas. O sistema é perfeito? Não, claro. Mas ele funciona e é de qualidade, sem contar que você não precisa desembolsar valores para mensalidade, por exemplo. O Luca fica na escola das 8h45 da manhã até 3h15 da tarde, e o almoço até os 7 anos é gratuito.

As aulas são divididas em diferentes matérias e ainda inclui um período de brincadeira durante o dia. Ele adora! As escolas também oferecem atividades gratuitas antes e depois do período escolar como dança, música, e atividades esportivas. Os alunos não são obrigados, mas a maioria participa! Os únicos gastos são com despesas esporádicas com eventos realizados e com uniforme, mas, de resto, é tudo gratuito!

Além disso, as melhores universidades do mundo estão na Inglaterra, como Oxford e Cambridge. Não é à toa que milhares de estudantes do mundo inteiro se esforçam para ingressar no sistema educacional inglês.

Quer saber mais sobre a educação na Inglaterra? Nós indicamos que você assista o vídeo abaixo do canal Na Vibe em que uma professora brasileira atuando na Inglaterra conta como é o sistema de ensino e como é a adaptação da criança brasileira por lá:

Está pensando em imigrar para a Inglaterra? Então você precisa conferir o nosso Ebook Como Morar na Inglaterra. É um ebook completo com quase 300 páginas de conteúdo atualizado e baseado em fontes oficiais para ajudar você a mudar para o país com toda a segurança e praticidade. Confira!

Conheça também os diferentes tipos de visto para Inglaterra e como solicitá-los.