Trabalhar na Inglaterra: salários e dicas para conseguir emprego

Trabalhar na Inglaterra é uma oportunidade única de crescer profissionalmente. O país sedia multinacionais importantes e oferece uma das melhores remunerações da Europa. Mas para ser aprovado em uma vaga de emprego, é importante estar preparado.

Descubra aqui os salários pagos no país, como encontrar oportunidades de emprego, preparar currículo e tudo o que você precisa para conquistar uma vaga de trabalho na Inglaterra.

Trabalhar na Inglaterra: salário mínimo e médio no país

Os salários altos são um dos maiores atrativos para quem quer trabalhar na Inglaterra. Diferente do Brasil, a remuneração aqui é definida por hora trabalhada e os valores variam de acordo com a idade e nível de aprendizado de cada pessoa. Confira abaixo os valores pagos pelas empresas inglesas em 2020:

Idade/ Capacidade Valor da hora
Aprendiz £4.15
Menores de 18 anos £4.55
18 a 20 anos £6.45
21 a 24 anos £8.20
25 anos ou mais £8.72

Em geral, a carga horária de trabalho na Inglaterra é de 40 horas semanais. Assim, um trabalhador maior de 25 anos ganha um salário mínimo de £1.395,20. Isso sem contar as horas extras e outros benefícios.

Segundo o site Numbeo, o salário médio dos trabalhadores na capital da Inglaterra é de £ 2.787.03 em 2020. Ou seja, mais de R$18.500 por mês, segundo a cotação de Julho de 2020.

Por que escolhemos a Goldenergy em Portugal?

Profissões mais bem pagas na Inglaterra

Mas a remuneração pode ser mais alta se você ocupar um cargo de gerência ou especialista em saúde, ou tecnologia. Se você ficou curioso, veja abaixo o salário mensal das profissões mais bem pagas na Inglaterra:

  • Médico Geral: £8.900;
  • Profissional de TI: £8.100;
  • Diretor financeiro: £7.900;
  • Diretor geral: £6.580.

Como encontrar oportunidades de emprego na Inglaterra

O primeiro passo para trabalhar na Inglaterra é decidir em qual área você deseja atuar e quais são as suas qualificações. Com isso em mente, a procura por emprego torna-se mais fácil, assim como as chances de ser contratado.

Existem várias maneiras de encontrar oportunidades de emprego na Inglaterra. Para tornar o processo mais fácil, confira os métodos mais acessados pelos estrangeiros.

Melhores sites de emprego

Os maiores sites de emprego na Inglaterra publicam ofertas de trabalho diariamente em diferentes áreas de atuação e carga horária. Por isso, vale a pena acessá-los com frequência para ver os requisitos, salários e enviar o seu currículo.

Veja abaixo, uma seleção dos melhores sites do país:

Agências de emprego

Acessar os sites de agências de emprego também pode ajudar você a vir trabalhar na Inglaterra. Essas agências são responsáveis pelo processo seletivo de muitas empresas inglesas, por isso é comum nos seus sites ofertas para diferentes áreas de atuação. Confira a seguir uma lista das principais agências da Inglaterra:

  • Pulse Jobs: agência de recrutamento de profissionais na área de saúde e assistência social;
  • Teachweb: especialista no recrutamento de professores de diversas áreas;
  • Robert Walters: agência de recrutamento de profissionais de TI, vendas, marketing, RH e nas áreas financeiras;
  • Zartis: agência especializada em profissionais de tecnologia.

Redes sociais

Também é possível encontrar boas vagas de emprego nas redes sociais. No Facebook, existem grupos exclusivos para brasileiros que desejam trabalhar na Inglaterra e em outros países. Alguns deles são:

No LinkedIn você também pode encontrar ofertas de trabalho na Inglaterra. Nesse caso, vale a pena seguir perfis de agências de emprego, empresas londrinas e grupos especializados também. Uma dica bacana é manter o seu perfil atualizado e com boas referências. É provável que as empresas visitem ele e comecem avaliar você.

currículo para trabalhar na inglaterra

Como preparar currículo para Inglaterra

Ter um bom currículo é fundamental para conseguir trabalhar na Inglaterra. Você deve informar resumidamente o seu histórico acadêmico, profissional e principais habilidades. Com base no currículo, os recrutadores vão analisar o seu perfil e decidir se contratam ou não você.

Os currículos na Inglaterra são simples, objetivos e não costumam ter mais de duas páginas. O recomendado é que ele inclua informações como:

  • Dados pessoais: nome completo, endereço, telefone e e-mail;
  • Apresentação pessoal: um texto curto que destaca suas habilidades, diferenciais e motivações;
  • Histórico educacional: lista das suas formações acadêmicas;
  • Experiência profissional: informe o seu histórico profissional detalhado;
  • Habilidades: nesta seção você informa seu nível de fluência em inglês e outras habilidades profissionais.

Uma dica bacana é acessar o site Prospects Uk para ler mais dicas sobre como preparar currículo e encontrar alguns modelos. Também é preciso destacar, claro, que o currículo deve ser escrito em inglês e sem erros. Antes de enviar o documento, revise com atenção ou peça para outra pessoa ler também.

Visto para trabalhar na Inglaterra

Após ser aprovado no processo seletivo de uma empresa inglesa, você assinará um contrato e poderá solicitar o seu visto para trabalhar na Inglaterra. É importante saber que existe três principais tipos de vistos:

  • Tier 2: destinado a profissionais com alta capacitação com oferta de emprego e suporte de uma empresa inglesa. Também pode ser solicitado por esportistas, ministros religiosos e funcionários em transferência;
  • Tier 4: ideal para quem pretende estudar e trabalhar na Inglaterra. A carga horária permitida de trabalho costuma ser menor, pois deve ser compatível com os horários de estudo. É muito solicitado por estudantes;
  • Tier 5: destinado para trabalhos temporários como voluntários, treinamentos, participação em eventos esportivos e intercâmbio.

Onde solicitar o visto?

O processo para solicitar o visto para trabalhar na Inglaterra é bem simples. Veja a seguir, o passo a passo do que você precisa fazer:

    1. Escolha o visto para Inglaterra ideal para você;
    2. Acesse o site do Gov.uk e preencha a solicitação do visto online;
    3. Efetue o pagamento da taxa do visto;
    4. Após o pagamento ser confirmado, você receberá um número de referência. Acesse o site do VFS Global Uk e informe esse número para conseguir agendar a sua visita presencial no consulado da Inglaterra no Brasil. Veja a lista dos locais disponíveis no Brasil;
    5. No dia marcado, compareça no consulado com 15 minutos de antecedência. Durante a entrevista, apresente seus documentos originais e cópias e faça a coleta das informações biométricas;
    6. Acompanhe o status da sua solicitação online;
    7. Caso você seja aprovado, poderá ir até o consulado para buscar seu visto e demais documentos.

Documentos necessários

No dia da entrevista no consulado você deve apresentar os documentos originais e com cópias juramentadas e autenticadas:

  • Comprovante de agendamento e recibo de pagamento do visto;
  • Passaporte válido;
  • Formulário de solicitação do visto e de autoavaliação impresso, assinado e datado;
  • Comprovante de fluência no inglês;
  • Atestado médico com teste negativo para tuberculose e seguro de saúde;
  • Comprovante financeiro, com quantia que prove a capacidade de se sustentar no país durante sua estadia;
  • 2 fotos 3×4 atuais e coloridas;
  • Contrato de trabalho ou de patrocínio emitido por uma empresa sediada na Inglaterra.

Quanto custa?

Emitir um visto para trabalhar na Inglaterra não é barato, mas certamente é um investimento que vale a pena. O consulado cobra taxas diferentes para cada tipo de visto e os valores variam entre 197 USD até 2105 USD.

Confira aqui a lista completa das taxas cobradas. Além disso, você também deve considerar os gastos que terá com as traduções e autenticações dos documentos para levar no dia da entrevista no consulado.

Tipos de contrato de trabalho

O contrato de trabalho é outro ponto que deve ser considerado na hora de procurar emprego na Inglaterra. Existem vários tipos com carga horária, benefícios e remunerações diferentes. Saiba mais, sobre quais são eles, os prós e contras.

  • Full-time employment: é o contrato de trabalho para funcionários em tempo integral. Possui uma carga horária média de 35 horas semanais e garante ao empregado direitos trabalhistas;
  • Part-time employment: refere-se ao contrato de meio expediente. Nele, é estipulado o número de horas que você deverá trabalhar por semana ou dia e alguns benefícios trabalhistas. É uma boa opção para estudantes e intercambistas;
  • Temporary employment: permite que você trabalhe em uma empresa por tempo determinado como, por exemplo, cobrir um funcionário que está de férias. Recebe os benefícios proporcionais ao tempo de trabalho e pode ser efetivado se desempenhar um bom trabalho;
  • Zero contract hours: nesse tipo de contrato o empregador solicita que o funcionário trabalhe quando for necessário, desde que haja consenso entre ambos. O empregado deve receber no mínimo um salário nacional e pode ter outros trabalhos se desejar;
  • Freelancer contract: esse contrato é destinado para freelancers ou profissionais autônomos. O tempo de duração varia de acordo com o projeto ou trabalho para que eles foram contratados. Não garante os mesmos benefícios de um trabalhador permanente.

Há preferência pelos cidadãos nacionais?

Sim! Neste período pós-Brexit estão sendo anunciadas medidas nas regras de imigração do país, inclusive na contratação de cidadãos não europeus. O governo pretende adotar um sistema de pontos na emissão de vistos de trabalho. Com ele, você deve conquistar no mínimo 70 pontos nos seguintes parâmetros para ser aprovado:

  • Oferta de trabalho – 20 pontos;
  • Fluência no inglês – 10 pontos;
  • Emprego qualificado – 20 pontos;
  • Receber um salário anual de no mínimo £25.600 – 20 pontos.

O principal objetivo do governo é reduzir a imigração do país e requalificar a força de trabalho britânica. Os estrangeiros poderão vir trabalhar na Inglaterra desde que exerçam trabalhos qualificados no país.

Como é o ambiente de trabalho na Inglaterra?

Trabalhar na Inglaterra pode ser um choque cultural para um brasileiro. Os ingleses são educados no ambiente de trabalho, mas isso não significa que estão abertos para fazer novas amizades em um primeiro momento. A pontualidade é outro critério importante para eles. Por isso, prepare-se para chegar nos horários certos e não se atrasar para as reuniões.

Mas é claro, isso não é uma regra. Tudo depende do ambiente em que você vai trabalhar, equipes de trabalho e outros fatores. Para você avaliar se vale a pena arrumar um emprego aqui, elaborei uma lista de vantagens e desvantagens. Confira:

Vantagens de trabalhar na Inglaterra

  • Salários altos e benefícios trabalhistas;
  • Autorização para morar no país e, em alguns casos, trazer a família com você;
  • Grande experiência profissional, pois você pode trabalhar com equipamentos e técnicas avançadas da sua área;
  • Valorização do currículo;
  • Boa qualidade de vida.

Desvantagens de trabalhar na Inglaterra

  • Adaptação a um novo ambiente de trabalho e país;
  • Custo de vida alto;
  • Validação do diploma na Inglaterra;
  • Mercado de trabalho competitivo.

Veja aqui as vantagens e desvantagens de morar na Inglaterra e decida melhor.

Dicas finais

Quem deseja trabalhar na Inglaterra deve ficar atento às ofertas de emprego divulgadas em sites, redes sociais e agências de emprego. Também vale a pena aperfeiçoar o inglês e currículo para fazer uma boa entrevista de trabalho.

Gostou das nossas dicas? Então, acompanhe o nosso site para saber de tudo o que você precisa para morar na Inglaterra e em outros países da Europa.

Andrea é jornalista e também tem formação em Linguística. Apesar de nascida em Curitiba, não demorou muito tempo para seu coração ganhar o mundo. Começou a trabalhar com agronegócio, área que a fez ganhar gosto para trabalhar fora do escritório, com pessoas de culturas e lugares diferentes. Com uma câmera na mão, desbravou inúmeras cidades e nunca mais parou. Decidiu unir a paixão pela profissão e pelas viagens e fez disso sua vida. Viajou por todos os cantos do Brasil e também se aventurou pelos Estados Unidos, sete países da África e Ásia. Ao lado do filho já morou no Sri Lanka e no Vietnã. Desde 2018 vive na Inglaterra e divide seu tempo entre a maternidade, produção de conteúdo e viagens pelo Reino Unido e Europa.

Artigos relacionados

Morar na Inglaterra: tudo o que deve saber para morar no país

Quer saber como é morar na Inglaterra? Saiba detalhes sobre tipos de visto, melhores cidades, mercado de trabalho, custo de vida e muito mais

Profissões mais bem pagas na Inglaterra: conheça o top 10

Descubra aqui quais são as profissões mais bem pagas na Inglaterra, como encontrar vagas de trabalhar e estabelecer a carreira no país.

Emprego na Inglaterra: tudo o que precisa para encontrar a sua vaga

Saiba como encontrar um emprego na Inglaterra, as áreas, os salários, o custo de vida no país, dicas e sites para encontrar a sua vaga.

Visto para Inglaterra: principais tipos e como solicitar

Entre os vistos na Inglaterra encontramos o que chamamos de Tier 1, Tier 2 e o Tier 5. Cada um deles possui algumas subdivisões.

Documentos para morar na Inglaterra: saiba o que vai precisar

Você planeja sair do Brasil e viver no Reino Unido? Leia nosso artigo completo e saiba quais são todos os documentos para morar na Inglaterra.

Cidades da Inglaterra: as 10 melhores e maiores do país

Você quer morar na Inglaterra mas não conhece o país e não sabe onde morar? Preparamos um guia detalhado sobre as melhores e maiores cidades da Inglaterra.

Câmbio de moedas

EURO € : R$ 0.00

LIBRA £ : R$ 0.00

DÓLAR $ : R$ 0.00

Ouça nosso Podcast

Curta nossa página

Euro Dicas no Youtube