Precisa falar inglês para morar na Europa? Essa é uma pergunta comum para quem está considerando se mudar para o continente. Afinal, a Europa é conhecida por sua diversidade cultural e a presença de vários idiomas nativos.

Neste artigo, vamos explorar a importância do inglês ao morar na Europa e como ele pode influenciar a experiência de um expatriado. Vamos começar?

Precisa falar inglês para morar na Europa?

Sim, é altamente recomendável ter conhecimentos básicos de inglês ao levar em consideração morar na Europa.

Embora cada país tenha seu próprio idioma oficial, o inglês é frequentemente usado como um meio de comunicação comum entre pessoas de diferentes nacionalidades, especialmente em áreas turísticas, grandes cidades e no mundo dos negócios.

Na minha experiência, o inglês foi essencial para que portas relacionadas ao mundo corporativo fossem abertas.

Motivos para aprender a falar inglês para morar na Europa

Dominar o inglês pode trazer uma série de vantagens ao morar na Europa. Em primeiro lugar, o inglês é amplamente falado e compreendido em muitos países europeus, tornando-se uma ferramenta essencial para se comunicar e interagir com pessoas de diferentes nacionalidades.

A seguir, exploraremos mais a fundo alguns desses pontos, que vão desde a comunicação eficaz até o acesso a recursos educacionais e culturais.

1. Conseguir um bom trabalho

Um dos principais motivos para aprender a falar inglês ao morar na Europa é a vantagem competitiva que isso proporciona no mercado de trabalho.

O inglês é amplamente utilizado nos negócios, e há até mesmo cursos voltados para o inglês para negócios, pois muitas empresas valorizam profissionais com habilidades linguísticas nesse idioma, permitindo que você busque oportunidades além das fronteiras do país em que reside.

Desse modo, dominar o inglês ou ao menos dar início aos seus estudos da língua aumenta suas chances de conseguir um emprego na Europa melhor remunerado, com mais oportunidades de crescimento e desenvolvimento profissional.

Além disso, muitas empresas multinacionais têm o inglês como idioma de comunicação interna, tornando-o essencial para se destacar em um ambiente de trabalho internacional.

2. Se comunicar com estrangeiros

Falar inglês também facilita a comunicação com estrangeiros ao morar na Europa. Como o inglês é amplamente utilizado como língua franca em muitos países europeus, ter habilidades nesse idioma permite que você se comunique de forma eficaz com pessoas de várias nacionalidades e culturas.

Ao dominar o inglês, você será capaz de interagir com moradores locais, colegas de trabalho, vizinhos e até mesmo com turistas que visitam a região. Isso ajuda a criar conexões, estabelecer amizades e se integrar à comunidade local de forma mais rápida e fluida.

Além disso, o inglês é bastante utilizado em viagens, seja para obter informações em aeroportos, hotéis e restaurantes, ou para explorar a cultura e as atrações turísticas.

Desse modo, ao se comunicar em inglês, você terá uma experiência mais enriquecedora ao viajar pela Europa e poderá aproveitar ao máximo tudo o que o continente tem a oferecer.

3. Facilitar os estudos

Aprender a falar inglês também facilita os estudos na Europa. Muitos cursos universitários e programas de pós-graduação na Europa são ministrados em inglês, especialmente em países como Inglaterra, Escócia, Irlanda, Holanda, Suécia, Finlândia, Estônia e Dinamarca.

Desse modo, ter fluência nesse idioma permite que você acesse uma ampla gama de opções educacionais, algumas das melhores universidades e aproveite ao máximo as oportunidades de estudo disponíveis.

Menina sentada à mesa para estudar inglês
Muitos artigos universitários e livros podem ser encontrados apenas na língua inglesa

Adicionalmente, ao saber inglês, você poderá ler e compreender materiais acadêmicos, como livros, artigos científicos e periódicos, que são muitas vezes mandatórios até mesmo nas universidades de Portugal, ampliando assim o seu conhecimento e capacidade de pesquisa.

É importante mencionar que a proficiência em inglês é um requisito comum para a admissão em programas de mestrado e doutorado, bem como para a obtenção de bolsas de estudo e financiamento, sendo necessário apresentar um certificado de proficiência ou fazer provas na própria universidade para comprovar a fluência, indispensavelmente nos países que falam inglês na Europa.

Não deixe de conferir quais são os cursos de inglês disponíveis no exterior.

4. Viajar pela Europa

O inglês é amplamente utilizado como uma língua franca em muitos países europeus, especialmente em áreas turísticas e nas grandes cidades. Ao ter fluência nesse idioma, você poderá se comunicar com os moradores locais, fazer perguntas, obter informações e interagir com as pessoas durante suas viagens.

Além disso, muitas atrações turísticas, museus, restaurantes e hotéis na Europa oferecem informações e serviços em inglês. Saber se comunicar bem nesse idioma permitirá que você aproveite ao máximo sua experiência de viagem, entendendo os detalhes históricos e culturais, solicitando orientações e desfrutando de uma maior autonomia ao explorar os diferentes destinos.

Por isso, caso ainda não tenha grandes conhecimentos da língua, é altamente recomendável que você dê uma olhada em algumas dicas de inglês para viagem para que haja melhor comunicação e não tenha tantas dificuldades ao expressar seus desejos.

Além do inglês, é sempre útil ter um conhecimento básico de outras línguas europeias, como francês, espanhol, alemão e italiano, dependendo dos países que você planeja visitar ou morar.

5. Mais facilidade para aprender outras línguas

Além dos benefícios diretos de se comunicar em inglês na Europa, outra vantagem importante é que o conhecimento desse idioma pode facilitar o aprendizado de outras línguas europeias, pois muitas línguas europeias compartilham raízes e têm similaridades em vocabulário, estrutura gramatical e até mesmo pronúncia com o inglês.

Desse modo, ao já possuir uma base sólida no inglês, você pode utilizar esse conhecimento como um trampolim para aprender outras línguas europeias com mais facilidade.

A familiaridade com o inglês pode ajudar a identificar palavras cognatas, entender conceitos gramaticais semelhantes e desenvolver uma maior sensibilidade para os sons e padrões linguísticos desses idiomas.

Precisa aprender inglês do zero? Veja como.

Quanto custa um curso de inglês?

O custo de um curso de inglês pode variar bastante, dependendo de vários fatores, como a duração do curso, o método de ensino, a reputação da escola, a localização geográfica e até mesmo a modalidade de ensino (presencial ou online).

Para ajudar a ter uma ideia dos valores médios, apresentamos abaixo uma tabela informativa com alguns exemplos de custos de cursos de inglês. Os valores foram consultados em Julho de 2023.

Curso Preço
Fluencypass A partir de R$ 149 mensais
English Live R$ 199 mensais
Open English R$ 197,84 mensais
Wizard R$ 2.160  semestrais

Fluencypass ou Open English? Veja qual plataforma é a mais recomendada.

Indicação para aprender inglês

Aqui no Euro Dicas nós recomendamos fortemente o Fluencypass, um ciclo completo de aprendizado de inglês desenvolvido para ajudar os alunos a atingirem a fluência no idioma.

O Fluencypass é altamente confiável e você terá acesso a materiais de alta qualidade, aulas interativas, exercícios práticos e suporte personalizado, tudo projetado para otimizar seu progresso no aprendizado do inglês.

O programa abrange desde os níveis iniciantes até os avançados, permitindo que você desenvolva suas habilidades linguísticas de forma consistente e gradual.

Precisa falar inglês para morar em Portugal?

Não, não precisa falar inglês para morar em Portugal.

Porém, ao considerar morar em Portugal, é importante entender a importância do inglês no local. Embora não seja a língua oficial do país, ter conhecimentos de inglês pode trazer inúmeras vantagens para quem busca uma vida mais integrada e bem-sucedida em terras lusófonas.

Na minha experiência ao morar 5 anos em Portugal, foi impossível não notar que muitas vagas de emprego em Portugal exigiam o domínio do inglês como um requisito básico, o que reflete bem a importância do idioma no país.

Isso ocorre porque o inglês é amplamente utilizado no ambiente de trabalho, especialmente em setores como turismo, tecnologia, comércio internacional, serviços financeiros e também atendimento ao cliente, devido ao imenso número de estrangeiros não falantes do português que residem no país.

Vale a pena aprender inglês para morar na Europa?

Sem dúvida, aprender inglês é altamente recomendado para quem pretende morar na Europa.

Durante o tempo que morei na Hungria, país que não tem o inglês como língua franca, o idioma desempenhou um papel fundamental em minha adaptação. Em Budapeste, o inglês permitiu que eu me comunicasse com colegas de trabalho, vizinhos e amigos húngaros. Foi através do inglês que pude explorar a história do país, mergulhando em museus, conversando com guias turísticos e fazendo amizades.

Ainda que não seja um requisito estrito, aprender inglês ao mudar para a Europa é altamente benéfico. Esse idioma abre portas para um mundo de oportunidades e é um investimento valioso que certamente trará muitos benefícios ao longo da sua jornada em terras estrangeiras.

Agora que você sabe que falar inglês para morar na Europa é extremamente aconselhado, recomendamos que comece as aulas o quanto antes para que a sua experiência no Velho Continente seja ainda mais enriquecedora!