Muitos brasileiros com dupla cidadania europeia aproveitam de uma série de vantagens, desde viajar livremente pelos países europeus até ter acesso ao sistema público de saúde. Mas mesmo com tantos benefícios, ainda é comum ficar em dúvida se quem tem passaporte europeu precisa de seguro viagem. Afinal, ele é um requisito obrigatório para viajar pelo Velho Continente.
Confira nosso artigo e descubra quem precisa contratar o seguro viagem, quais os custos e outras recomendações. Vamos lá?

Afinal, quem tem passaporte europeu precisa de seguro viagem?

O seguro viagem não é obrigatório para os viajantes com cidadania europeia. Isso porque, eles possuem os mesmos direitos dos cidadãos locais e podem circular livremente entre os países do Espaço Schengen, sem necessidade de visto.

Em geral, quem tem passaporte europeu precisa de seguro viagem caso não tenha acesso ao CESD (Cartão Europeu de Seguro Doença). Nessa situação, o seguro é uma boa opção, pois ele oferece uma cobertura médico-hospitalar de qualidade nos países europeus por um preço bastante acessível.

O seguro viagem também oferece uma série de outras vantagens para o beneficiário. Uma delas é a cobertura para extravio ou perda de mala no aeroporto, por exemplo. Alguns planos oferecem uma assistência completa, que cobre atendimento médico para esportes radicais e até para parto.

Como é a entrada do brasileiro com passaporte europeu na Europa?

A entrada de brasileiros com dupla cidadania nos países europeus é bastante tranquila. Em geral, é preciso apresentar o passaporte europeu para a imigração no desembarque do aeroporto ou nas fronteiras. Essa é, sem dúvida, uma grande facilidade.

Os brasileiros que não possuem a cidadania precisam providenciar uma série de documentos para entrar na Europa, tais como:

  • Passaporte válido;
  • Seguro viagem com cobertura mínima de 30.000€;
  • Comprovante financeiro;
  • Passagem aérea de ida e volta;
  • Comprovante de hospedagem.

Além desses documentos, a partir de 2023, os brasileiros e cidadãos de outros países que não precisam de visto para entrar na Europa também serão obrigados a emitir o ETIAS antes de embarcar. O ETIAS nada mais é do que uma autorização de viagem, que deverá ser apresentada ao entrar nos países que o exigem.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →

Preciso ter o Cartão Europeu de Saúde?

O Cartão Europeu de Seguro Doença é um direito das pessoas que vivem legalmente na Europa. Para solicitá-lo é preciso ser um residente legal na União Europeia e entrar em contato com o órgão de saúde responsável do país da cidadania.

Com esse cartão você tem direito a receber atendimento médico de emergência nos hospitais públicos dos países europeus. Mas é preciso ficar atento, pois nem sempre essa assistência é gratuita. Em alguns países, é preciso pagar uma taxa pela consulta ou tratamento recebido. Isso significa que talvez você precise pagar a mesma taxa de coparticipação que um paciente daquele país teria que pagar.

O que ele garante (e o que não garante)?

O CESD cobre atendimento médico realizado no setor público a um custo reduzido ou, em muitos casos, gratuitamente. Isso inclui tratamentos como:

  • Cuidados médicos para pessoas com doença crônica pré-existente;
  • Consultas médicas para gestantes;
  • Parto inesperado;
  • Atendimento médico de urgência.

A cobertura do Cartão Europeu é restrita a alguns tipos de tratamentos médico e situações. Por isso, situações como estas não estão abrangidas:

  • Cuidados médicos privado em situações como salvamento em montanhas ou estações de ski;
  • Atendimento médico em cruzeiros;
  • Consulta médica realizada durante viagem no exterior, especificamente para receber um determinado tratamento ou parto.

Em resumo, o CESD não cobre repatriamento, salvamentos, tratamentos programados ou atendimento de saúde no sistema privado.

Segundo informação da Comissão Europeia, Noruega, Islândia, Liechtenstein ou Suíça são considerados pertencentes à União Europeia para efeitos de coordenação da Segurança Social. Desta forma, o atendimento nestes países também está coberto pelo CESD.

Veja a lista completa dos países que aceitam o Cartão Europeu de Saúde.

Mas o seguro viagem é recomendado mesmo assim?

Sim, o seguro viagem é recomendado até para as pessoas que têm passaporte europeu porque nem sempre o cartão europeu cobrirá os seus gastos com assistência médica em outro país.

Então, como forma de estar preparado para imprevistos e evitar despesas altas em hospitais e consultas, vale a pena contratar um seguro viagem.

 passaporte europeu aeroporto

Por que contratar o seguro viagem mesmo que não seja obrigatório?

Porque o seguro viagem oferece uma assistência médica e de viagem mais ampla, se comparada com o Cartão Europeu, por exemplo. Confira a seguir algumas vantagens desse tipo de assistência e descubra por que você deve contratá-la.

  • Cobertura para perda ou extravio de bagagem: o seguro viagem oferece uma cobertura para bagagens extraviadas ou perdidas durante a viagem;
  • Atendimento médico-hospitalar completo: com o plano você pode ser atendido rapidamente pelos hospitais da rede credenciada da seguradora ou do setor privado, em caso de emergência. Ao regressar ao seu país, basta solicitar o reembolso do valor pago;
  • Orientação na perda de documentos: a equipe da seguradora também orienta o viajante nos casos de perda de documentos no exterior. Alguns planos ainda oferecem assistência jurídica aos segurados;
  • Melhor custo-benefício: o custo de uma consulta médica é bem caro no exterior, principalmente na Europa. Por outro lado, o preço do seguro viagem é acessível e com ele você evita gastos com saúde no exterior.

Como a maioria dessas coberturas não é oferecida pelo CESD, quem tem passaporte europeu precisa de seguro viagem por uma questão de tranquilidade e segurança. Afinal, essa assistência cobre a maioria dos imprevistos de uma viagem ao exterior.

Quanto custa um seguro viagem para Europa?

Contratar um seguro viagem Europa com boa cobertura não é caro. Confira a seguir os valores de planos econômicos e completos das principais seguradoras do país. A cotação foi realizada no dia 23 de dezembro de 2021 no site Seguros Promo, para uma viagem para a Europa com duração de cinco dias.

ITA 40 SMART MUNDO (Exceto EUA) UA 40 ESPECIAL MUNDO AC 35 EUROPA Affinity 60 Europa Promocional
Despesa Médica Hospitalar (DMH) USD 40.000 USD 40.000 USD 35.000 USD 60.000
Assistência farmacêutica USD 250 USD 500 USD 500 USD 400
Cobertura odontológica USD 200 USD 500 USD 500 USD 400
Seguro bagagem extraviada USD 1.200 USD 1.200 USD 1.200 USD 800
Traslado médico USD 10.000 USD 5.000 USD 3.000 USD 1.200
Valor R$ 79,10 R$ 104,27 R$ 134,15 R$ 134,28

Se eu não tiver o seguro e precisar de auxílio médico, o que fazer?

Suíça, Alemanha e Holanda são alguns dos países europeus onde não há atendimento médico inteiramente público. Os cidadãos desses países precisam contratar um seguro saúde obrigatoriamente ou arcar com suas despesas médicas.

Caso você precise de um atendimento médico nesses países, terá que ir até um hospital privado e pagar as consultas com seu dinheiro. Essa regra é válida tanto para estrangeiros quanto para pessoas com dupla nacionalidade.

Por outro lado, quem tem cidadania europeia, mas não contratou o seguro viagem, precisa se dirigir até um hospital público. Será preciso apresentar o Cartão Europeu para receber o atendimento médico e, a depender do país, pagar uma taxa de coparticipação pelo atendimento recebido.

Embora o atendimento médico no serviço público seja muito bom, o processo ainda é pouco ágil. Esse, sem dúvida, é mais um bom motivo para que as pessoas que têm passaporte europeu contratem um seguro viagem. A assistência garante maior conforto, segurança e tranquilidade em qualquer viagem internacional.

Desconto para garantir o seu seguro

Quer contratar um seguro viagem pelo melhor preço? Os leitores do Euro Dicas têm 5% desconto através do site do Seguros Promo.

Para tanto, basta informar o código EURODICAS5 antes de fechar a compra. Ganhe mais 5% de desconto pagando o seu seguro viagem no boleto bancário.

Se quiser outras alternativas, indicamos também a Real Seguro Viagem e o Compara Online.

O seguro não é obrigatório, mas precisa de seguro para viajar para Europa?

Reforçamos que, embora não seja obrigatório, é recomendável que quem tem passaporte europeu adquira um seguro viagem.

Como explicamos, essa assistência de viagem garante uma cobertura mais ampla para despesas médicas-hospitalares e até para outros imprevistos, como extravio de bagagem ou cancelamento de voo.

É importante lembrar que a contratação do seguro viagem Europa é obrigatório para os cidadãos estrangeiros. Segundo o estipulado pelo Tratado Schengen, é preciso contratar um seguro viagem com cobertura mínima de 30.000€ para despesas médico-hospitalares. A imigração confere esse documento no desembarque e quem não o possui, corre o risco de não conseguir entrar na Europa.

Dicas para comprar o melhor seguro de viagem

Antes de escolher um seguro de viagem, você precisa definir o período da sua viagem e o seu destino.

Existem diversas opções de empresas seguradoras para você escolher. A melhor opção é sempre fazer uma cotação, comparar os preços e checar quais as coberturas que cada uma oferece. Nem sempre o seguro mais caro, será o melhor.

É importante ainda saber o que você está contratando e quais os valores são cobertos pelo seguro. Por exemplo, gestantes precisam de coberturas especiais no seguro viagem, assim, é preciso se certificar, antes de contratar, qual é a cobertura que o seguro possibilita a esse público. O mesmo acontece com a cobertura referente à prática de esportes.

Muitos seguros também cobrem cancelamentos de voo, extravios de bagagem, despesas com dentista, despesas com medicamentos, regresso antecipado, etc. E não custa caro, os planos custam a partir de R$10 por dia de viagem.

Leia todas as coberturas e os valores pagos em cada situação, se você  tem alguma doença preexistente, escolha um seguro mais completo e abrangente para não correr nenhum risco durante a sua viagem ao exterior.

Veja nosso ranking de melhor seguro viagem.

Viaje sempre em segurança

Imprevistos não têm hora e nem momento para acontecer, mas podemos preveni-los. Se viajar para Europa está nos seus planos, então a contratação de um bom seguro viagem é essencial.

A assistência do seguro irá cobrir despesas com acidentes ou urgências médicas no exterior. Além disso, também soluciona problemas como perda de documentos, extravio de bagagem e até jurídicos.