Você é aposentado e vai morar na Itália? Se a resposta for sim ou se você se programa para morar no País da Bota quando se aposentar, saiba, neste artigo, como receber aposentadoria na Itália.

Aqui, vamos contar para você qual é a melhor maneira para receber o seu dinheiro, o passo a passo para o recebimento, além de esclarecer dúvidas na hora de receber a aposentadoria na Itália. Assim, você poderá conferir se vale a pena receber aposentadoria no país.

Como receber a aposentadoria a Itália?

Se você é aposentado e vai morar em alguma cidade italiana, deve saber que há diversas formas de receber aposentadoria na Itália, as mais usuais são:

  • Receber a sua aposentadoria diretamente em um banco da Itália, por meio de transferência bancária. Para isso, você recebe a sua aposentadoria no Banco do Brasil e solicita que seja realizada uma transferência programada para o banco na Itália onde você tenha conta;
  • Você também pode receber os valores em uma conta bancária brasileira e enviar dinheiro do Brasil para a Itália, de diferentes maneiras, para a sua conta bancária italiana, por meio de bancos tradicionais ou plataformas online.

Qual é a melhor maneira de receber a aposentadoria na Itália?

Como dissemos, há diferentes métodos para recebimento de dinheiro do Brasil na Itália. E as plataformas online são as que oferecem melhor custo-benefício ao usuário.

As mais conhecidas são a Remessa Online, a Wise, a Western Union e o Paypal. Todas elas são seguras e oferecem vantagens aos usuários. Porém, entre todas as plataformas, a equipe do Euro Dicas recomenda a Remessa Online.

São muitas as vantagens da Remessa Online para pessoas físicas e jurídicas: taxas baixas e transparentes, facilidade de uso, atendimento em português, utilização do câmbio comercial, o dinheiro fica disponível rapidamente na conta de destino, limite de envio elevado, entre outras.

Receber aposentadoria na Itália plataforma

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →

É sempre bom que você acompanhe a cotação da moeda e conheça cada método de envio, para escolher aquele que seja mais favorável para você no momento.

Você pode utilizar o nosso comparador de envio de dinheiro, para verificar as taxas e os prazos de alguns dos principais métodos de envio de dinheiro para o exterior.

Passo a passo para receber aposentadoria brasileira na Itália

Para mostrar o passo a passo para receber a aposentadoria brasileira na Itália, vamos usar o exemplo da plataforma Remessa Online. Acompanhe:

1. Acesse o site da Remessa online e faça o seu cadastro, preenchendo os dados solicitados (seu nome completo, CPF, e-mail e senha);

2. Confirme e complete os dados da sua conta;

3. Envie o valor da sua aposentadoria. Para isso, na página principal da plataforma, selecione “Fazer Remessa”, clique em “Enviar dinheiro” e informe a natureza da remessa, ou seja, o motivo do envio de dinheiro para a Itália;

4. Preencha os dados solicitados (incluindo o endereço e informações bancárias) para realizar a transferência e a quantia que deseja enviar;

5. Efetue o pagamento da sua remessa e espere o dinheiro ser transferido para a conta de destino.

O envio de dinheiro por meio de outras plataformas é feito de maneira semelhante à Remessa Online.

É importante frisar, ainda, que os aposentados devem fazer a prova de vida no exterior, procedimento obrigatório que o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) do Brasil usa, com o objetivo de evitar fraudes no sistema de pagamento de aposentadorias.

E, se você mora na Itália e ainda não é aposentado no Brasil, mas cumpre os requisitos necessários para receber aposentadoria na Itália, saiba que é preciso solicitar a sua aposentadoria no país ao Instituto Nacional de Previdência Social (INPS), autarquia vinculada ao Ministério da Previdência e Assistência Social.

Dúvidas na hora de receber a aposentadoria na Itália

É comum existirem dúvidas sobre como receber aposentadoria na Itália, se há desconto, se é preciso pagar imposto no país e se a Itália e o Brasil possuem acordo para evitar a dupla tributação. Por isso, buscamos esclarecer essas questões para você. Veja adiante. 

O desconto dos 25% da aposentadoria é automático?

Sim. Desde 2017 está em vigor a alteração da Lei 9.779/99 passou a dispor que “rendimentos de trabalho, com ou sem vínculo empregatício, de aposentadoria, de pensão… sujeitam-se à incidência do imposto de renda na fonte à alíquota de 25%”.

Tramita na Câmara dos deputados o Projeto de Lei 1418/2007 que prevê, entre outras medidas, que os descontos aos aposentados que vivem no exterior sejam aplicados de acordo com a tabela progressiva, assim como acontece com a aposentadoria de quem mora no Brasil.

Apesar de ser um bom indicativo, ainda é preciso esperar que a possibilidade se confirme, já que o projeto ainda está tramitando no Congresso Nacional.

Quando analisamos o desconto de 25%, notamos que essa obrigação fere diversos princípios tributários. Os aposentados ou pensionistas que são não-residentes fiscais no Brasil e moram no exterior vêm obtendo êxito no sentido de suspender a retenção de 25% do IR, através do ingresso de ações judiciais junto aos Tribunais Regionais Federais do Brasil.

Para entender melhor o desconto sobre o imposto de renda de quem mora no exterior, leia esse artigo.

Vale a pena receber aposentadoria na Itália?

Depende. Morar na Itália como aposentado tem muitas vantagens, como a elevada qualidade de vida elevada que o país oferece.

No entanto, o custo de vida nas cidades italianas pode ser alto para os padrões brasileiros. Então, dependendo do valor da sua aposentadoria (se a sua renda não for muito elevada, tendo em vista o valor da conversão de real para euro), talvez seja melhor pensar se vale a pena mesmo morar no país.

Se você achar que tem condições e se planejar para se mudar, uma dica é procurar por cidades mais baratas na Itália, que tenham um custo de vida mais acessível do que Milão, Roma e Veneza.

Conheça também a nossa lista das cidades mais caras da Itália.